Arquivo da tag: Charles Chaplin

Final de Aquele Beijo: bonito demais e Miguel Falabella cada vez mais Artista

Lindo demais o último capítulo da novela Aquele Beijo

Escrita por Miguel Falabella e dirigida por uma trupe afiada, comandada por Cininha de Paula, o autor esbanjou sensibilidade, criando uma narrativa poética, original e cativante.

Por demais emocionante o capítulo final quando o próprio Falabella aparece e ‘assume-se’ personagem – o do escritor que sabia o destino de todos os personagens – e oferece uma grande festa no Palácio onde vivia com sua partner Ashuarya

Fecundo demais e oxigenantemente novo, talvez não facilmente assimilável pelo grande púnlico, a trama de Falabella foi sendo construída com humor, poesia, vilanias, acenos espirituais, ciúmes, ‘maquiavelices”, enfim, tinha todos os ingredientes capazes de produzir uma história para prender o interesse do público. embora, quando isso é feito com finas pitadas de ironia, nem sempre é assimilável pela média do espectador comum.

Cláudia Jimenez e Bruno Garcia: casal brilhou e fez belas cenas…

Miguel Falabella arrematou tudo e encerrou o último capítulo com um comovente e bem popular pensamento de Charles Chaplin, narrado com sua bela voz, de entonação precisa, alçando o texto e a novela a um patamar dignificante, significativo demais para ser apresentado no horário das 19h. Assim, Falabella se torna, a cada obra, um artista mais importante, profundo, bem humorado, inteligente, capaz de tocar em feridas graves de forma corajosa, comovente sem pieguismos, mas com adequado exame da situação, à luz de suas vivências e de sua relevância como antena da raça, que ele assume cada vez mais, com maior propriedade e benfazejos lampejos de farol e reflexão.

Por tudo isso, Miguel Falabella é um Artista cada vez mais relevante, sensível, necessário.

A novela Aquele Beijo entra para a história como uma novela que discutiu temas delicados e polêmicos no hotário das 19h, e que o fez mesclando bom humor, beleza, e bons textos literários, ditos pelo próprio autor, o que os tornou ainda mais interessantes.

Maria Maya e Bia Nunes: atrizes marcaram elenco homogêneo…

Com sensibilidade, altruísmo, delicadeza e muita perspecácia, Miguel Falabella aproveitou a novela para revelar-se um artista que cresce como ser humano a cada nova obra, e que se inscreve, assim, na honrosa galeria de Artistas que atuam em prol de uma coletividade, valendo-se de sua própria constelação de seguidores – e são muitos, e em número que só aumenta, os amigos que Falabella convida para expressar suas ideias e comungar de seus valores, criando um rico e belo matelassê sensório onde vale quebrar tabus, inverter paradigmas, sobrepujar estereótipos, objetar valores arcaicos, contrapor modelos, e respingar ideias diferentes, abrindo o leque de novas possibilidades, onde o importante mesmo seja respeitar a essência de cada um, e deixar valer o que cada ser humano traz de bom, único, belo e original.

Miguel Falabella merece um grande beijo e um enorme APLAUSO por esta beleza que foi Aquele  Beijo !

A ele, a Cininha de Paula, Noa Bressane, e a seu enorme e ótimo elenco – com destaque para Marília Pera, Zezeh Barbosa, Claudia Jimenez, Bruno Garcia, Maria Gladys (!!!), Diogo Vilella, Luis Salém, Bia Nunes (esplêndida !), Maria Maya, e Stella Miranda.

Sobre o elenco, falaremos mais em outro post…

Quinteto de Sopros Argentino em Sampa

QUINTETO SLAP ! SONORIZA AO VIVO FILME “O CIRCO”, de CHARLES CHAPLIN, PELO PROJETO “NO CENTRO DA ARTE”

 

Grupo argentino apresenta nova proposta, integrando a música de câmara e cinema mudo

 

Nos dias 1 e 2 de julho, às 18h, o “Quinteto Slap!” irá sonorizar ao vivo o filme “O Circo”, de Charles Chaplin, como parte da programação do “No Centro da Arte 2010”. O espetáculo gratuito é realizado pelo Centro Cultural Banco do Brasil e acontece na Praça do Patriarca, São Paulo.

 

O Slap! se auto define como “um quinteto de sopros não convencional”. O grupo argentino, criado em 2007, prioriza a riqueza de timbres e capacidade técnica de cada um de seus integrantes – Gonzalo Brusco (fagote), Gustavo Ahumada (oboé), Nicolás Ahumada (saxofone), Nicolás Mazza (clarinete baixo) e Ramiro Dantas (clarinete) – num repertório que abrange o barroco, o popular e o contemporâneo.

 

Como reconhecimento de seu trabalho artístico, em 2009, o Quinteto Slap! ganhou uma bolsa do fundo nacional das artes da argentina. A proposta subtendia a produção, investigação e aperfeiçoamento das técnicas utilizadas pelo quinteto, que diversificou a música de câmera atual, com recursos de multimídia.

 

No mesmo ano, o grupo trabalhou com a cátedra de composição da escola de artes, da Universidade nacional de Córdoba, realizando um intenso trabalho pedagógico de criação musical.

 

A programação de “No Centro da Arte 2010” terá ainda o grupo de dança Banana Broadway (dança e música), 16 e 19 de julho; e, no encerramento, o espetáculo “Tudo Sobre Nós Dois” do Centro de Dança Jaime Arôxa (dança de salão), nos dias 29 e 30 de julho.

 

“Ao realizar espetáculos ao ar livre que misturam várias vertentes artísticas, o Banco do Brasil reafirma seu compromisso de colaborar com a revitalização do centro histórico da cidade, ao mesmo tempo em que traz arte e cultura para a população”, afirma o diretor do CCBB Marcelo Mendonça.

 

O Projeto – Apresentações a céu aberto e interação em praça pública são as propostas do projeto “No centro da Arte 2010”, que leva a centros urbanos espetáculos gratuitos à população. O evento mostra parte da programação do Centro Cultural Banco do Brasil à Praça do Patriarca, na cidade de São Paulo, reunindo atrações de diferentes gêneros, como música, dança, teatro e cinema.

 

Realizado pela segunda vez na cidade “No Centro da Arte 2010” destaca o espaço publico, considerado apenas local de passagem, como um ambiente de socialização. Além disso, busca ampliar o conhecimento cultural do paulistano, atuando como formador de público, com apresentações não convencionais. E ao mesmo tempo, estimular a classe artística na criação de espetáculos de rua.

 

“No Centro da Arte 2010” convida a todos que transitam pela região do centro para conferirem sua programação que acontece sempre as quintas, sextas e sábados de cada mês.

 

Próximas atrações  

Datas: 16e 17 de julho (sexta e sábado)

Horário: 12h30 às 13h30

 “Vertigem”, com a Banana Broadway

 

Datas: 29 e 30 de julho (quinta e sexta)

Horário: 18h às 19h

“Tudo Sobre Nós Dois”, com o Centro de Dança São Paulo Jaime Arôxa

 

Local dos Eventos: Praça do Patriarca, S/N – Centro – São Paulo/SP.

 

Centro Cultural Banco do Brasil – São Paulo

Rua Álvares Penteado, 112, Centro

Próximo às estações Sé e São Bento do Metrô

11 3113 3651 / 11 3113 3652

www.bb.com.br/cultura e www.twitter.com/CCBB_SP