Arquivo do dia: 13/03/2010

SELTON MELLO PREPARA O PALHAÇO

 

COLETIVA DE IMPRENSA COM SELTON MELLO E A EQUIPE DE O PALHAÇO, EM PAULÍNIA

 

Data: 15 de março, segunda-feira

Local: Estúdio 1, do Polo Cinematográfico de Paulínia

Horário: 12h: Brunch / 13h: coletiva

Mesa: Selton Mello (diretor e ator), Paulo José (protagonista), Teuda Bara (atriz), Claudio Amaral Peixoto (diretor de arte), Vania Catani (produtora) e Emerson Alves (Secretário de Cultura de Paulínia)

O Palhaço, novo filme de Selton Mello, começou a ser rodado no dia 2 de março, em Paulínia (SP). Em seu segundo longa- como diretor, Selton também atua, dividindo a cena, pela primeira vez, com Paulo José. As filmagens acontecem até 13 de abril e terão também locações em Ibitipoca, Minas Gerais.

Selton e Marcelo Vindicatto, parceiros desde o programa Tarja Preta e no longa Feliz Natal, assinam o roteiro.

“O Palhaço trata de forma divertida, mas também profunda, da crise de identidade de um artista de circo que acha que perdeu a graça e passa a questionar sua vocação. Acho que todo mundo passa por essa dúvida na profissão. O Palhaço é um filme doce, impregnado de ternura e sonho”, diz Selton.

No filme, Paulo e Selton são pai e filho (Valdemar e Benjamim) e formam a dupla de palhaços Puro Sangue e Pangaré.  Eles são os donos do pequeno Circo Esperança e lideram uma trupe de artistas pelas estradas do país. Entre os espetáculos surgem as cobranças, todas em cima de Benjamim. Ele está exaurido e obcecado pela seguinte ideia: “Eu faço todo mundo rir, mas quem é que vai me fazer rir?”

O longa conta com participações especiais de Jackson Antunes, Jorge Loredo, Fabiana Karla e Moacir Franco. Completam o elenco Teuda Bara, uma das fundadoras do Grupo Galpão, Erom Cordeiro, Álamo Facó, Cadú Fávero, Thogun e Hossen Minussi.

O Palhaço é produzido por Vânia Catani, da Bananeira Filmes, em sua segunda parceria com o diretor. A Mondo Cane Filmes, de Selton Mello, é co-produtora do filme. Claudio Amaral Peixoto assina a direção de arte e Adrian Teijido é o diretor de fotografia. Plínio Profeta vai compor a trilhar sonora. A distribuição será da Europa Filmes.

Interatividade para além da arena do circo

Selton Mello iniciou as filmagens de O Palhaço. A cidade do interior de São Paulo, Paulínia, será o picadeiro para Pangaré (Selton Mello), Puro Sangue (Paulo José) e sua trupe de artistas saltimbancos.

Para o novo filme, Selton se lança numa nova empreitada. Os fãs da web terão a oportunidade de saber mais sobre seu novo projeto, o dia-a-dia das filmagens e as curiosidades da produção.

O blog O Palhaço será a primeira experiência oficial do ator em redes sociais. Acompanhe este diário e fique por dentro de tudo que irá rolar no filme.

http://opalhaco-ofilme.blogspot.com/

Ficha Técnica:

Direção: Selton Mello

Produção : Vânia Catani e Selton Mello

Roteiro: Selton Mello e Marcelo Vindicatto

Produtora Executiva: Vânia Catani

Direção de Arte: Cláudio Amaral Peixoto

Diretor de Fotografia: Adrian Teijido

Figurino: Kika Lopes

Trilha Sonora : Plínio Profeta

Produção: Bananeira Filmes

Coprodução : Mondo Cane Filmes

Distribuição: Europa Filmes

FLORIANÓPOLIS de Cinema para Crianças

Abertas inscrições à 9ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis, a ocorrer de 19 de junho a 4 de julho na capital catarinense, com exibição de filmes nacionais e estrangeiros. Podem para participar da mostra competitiva curtas nacionais de todos os gêneros e formatos, mas com foco no universo infantil, e inéditos em Santa Catarina.

      Inscrições abertas até 15 de abril. Regulamento e ficha de inscrição www.mostradecinemainfantil.com.br. A escolha do vencedor é realizada por um júri formado por crianças previamente selecionadas pela organização do festival. Elas vão eleger o melhor curta infantil brasileiro. Além do troféu, o primeiro colocado recebe um prêmio de R$ 1.000,00.

            Evento de especial interesse para o público, educadores e produtores que pensam o cinema como diversão e cultura, a mostra de Florianópolis é um dos mais importantes festivais do segmento no Brasil. Além de exibir filmes atuais e antigos, propõe um debate sobre a produção cinematográfica voltada para o público jovem.

      Nesta edição, ocorre o 6º Encontro Nacional do Cinema Infantil, que discutirá a importância do cinema na educação, e também a produção cinematográfica para crianças e adolescentes no Brasil e no mundo. O objetivo principal é tornar o mercado do cinema infantil forte e estratégico.

            A exibição dos filmes durante a mostra é realizada também como uma ação voltada à inclusão social e construção da cidadania através do cinema. Alunos das escolas da rede pública ganham transporte para assistir aos filmes, exibidos gratuitamente durante a semana, e a preços populares nos fins de semana. Paralelamente, ocorrem oficinas para estudantes e para professores, debates com especialistas em educação e cinema, produtores e realizadores.

            Pelo terceiro ano consecutivo será realizada uma parceria com a Programadora Brasil, do Ministério da Cultura. Os filmes encaminhados para o evento serão sugeridos para inclusão no catálogo de títulos infantis. Cabe à Programadora a seleção final. Esta parceria permite a crianças de todo o país o acesso a atual produção brasileira de cinema infantil. A mostra é realizada pela Lume Produções Culturais com o apoio de patrocinadores.

            A cada ano os números de filmes e de público são ampliados. Na primeira edição, em 2002, atingiu 2,5 mil pessoas, e em 2009, 26 mil. Para este ano está previsto um público ainda maior.

            Na edição 2008, foi realizado o primeiro Pitching, com a participação de realizadores de todo o Brasil. O projeto escolhido foi Eu e Meu Guarda-Chuva, longa-metragem em desenvolvimento pelo diretor Toni Vanzolini, e pelo produtor Luiz Noronha, da Conspiração Filmes (RJ). Os produtores participaram em 2009 do Fórum de Financiamento do Festival de Malmo, na Suécia.  O vencedor do 2º Pitching foi o longa-metragem Tainá 3, que também estará presente no Festival de Malmo em março deste ano.

XIII Festival de Cinema de Punta del Este

Homenagens a James Ivory e Glória Menezes

Começa amanhã e vai até dia 21 a tradicional Sala Cantegril sedia a 13° edição do Festival de Cinema de Punta del Este. Este ano, o festival não só mantém seu perfil eclético e aberto, como o potencializa. A programação traz mais filmes, mais convidados, um Seminário sobre a Crítica, mesas-redondas, muitas atividades paralelas e festas.

Serão exibidos mais de 70 filmes em 10 mostras: Competição Oficial, Panorama Internacional, Panorama Documental, Exibições Especiais, Excêntricos, Espaço Cinemateca, Espaço Llamale H e Espaço MI-CINE. Completam a programação uma Mostra de Curta-Metragem e a Mostra Itinerante em escolas.

Sete filmes brasileiros integram a programação do Festival. Três estão na Competição Oficial: Os Famosos e os Duendes da Morte, de Esmir Filho; Cabeça a Prêmio, de Marco Ricca e No Meu Lugar, de Eduardo Valente. Outros três estão na mostra Panorama Documental: Titãs – a Vida Até Parece Uma Festa, de Oscar Rodrigues Alves e Branco Mello; O Rei do Carimã, de Tata Amaral e O Homem que Engarrafava Nuvens, de Lírio Ferreira. Viajo porque preciso, volto porque te amo, de Karin Ainouz e Marcelo Gomes está na mostra Panorama Internacional.  

James Ivory, diretor de The City of Your Final Destination, que será exibido na abertura do Festival, é o homenageado desta edição. A atriz brasileira Glória Menezes também recebe homenagem pelos 50 anos de carreira. Na ocasião será exibido o primeiro filme da artista: O Pagador de Promessas, de Anselmo Duarte, Palma de Ouro no Festival de Cannes de 1962. 

Além de James Ivory e Glória Menezes também marcam presença no XIII Festival de Cinema de Punta del Este os atores argentinos Tomás Fonzi, María Onetto, Esther Goris e Leonor Manso; o francês Louis-Do de Lencquesaing; os uruguaios César Troncoso e Daniel Hendler e muitos outros. Na comitiva brasileira, José Wilker, Alice Braga, Cássio Gabus Mendes, Marco Ricca, Octávio Muller, e Tarcisio Meira Filho, entre outros. O diretor Adrián Caetano e o produtor e cineasta espanhol Luis Miñarro também marcarão presença no evento.

 Filmes da Competição Oficial

Los condenados (España, 2009), de Isaki Lacuesta
Cabeça a prêmio (Brasil, 2009), de Marco Ricca
Cinco días sin Nora (México, 2009), de Mariana Chenillo
El truco del manco (España, 2008), de Santiago A. Zannou
En mi lugar (Brasil/Portugal, 2009), de Eduardo Valente
Huacho (Chile, 2009), de Alejandro Fernández Almendras
Los famosos y los duendes de la muerte  (Brasil, 2009), de Esmir Filho
Navidad (Chile, 2009), de Sebastián Lelio
Paco (Argentina, 2010), de Diego Rafecas
Todos mienten (Argentina, 2009), de Matías Piñeiro
Tres días con la familia (España, 2009), de Mar Coll
V.O.S. (España, 2009), de Cesc Gay

* Com informações de Maria do Rosário Caetano

Os 110 de Gilberto Freyre

O sociólogo pernambucano Gilberto Freyre escreveu artigos para os Diarios Associados, de 1920 até 1987. A última contribuição do autor de Casa Grande e Senzala, que completaria 110 anos nesta segunda-feira (15), foi publicada um dia após sua morte. A data será lembrada pelo Diario de Pernambuco e a Fundação Gilberto Freyre com uma série de eventos, que culminam com o lançamento do livro Crônicas do cotidiano: a vida cultural de Pernambuco nos artigos de Gilberto Freyre, organizado pelas jornalistas Carolina Leão e Lydia Barros.

 

O livro é organizado de acordo com a época de publicação dos artigos, agrupados em capítulos divididos por décadas. Dessa forma, também é possível observar o processo de amadurecimento de Gilberto Freyre ao longo do tempo, além do olhar privilegiado do autor na observação das modificações urbanas ocorridas no Recife.

Publicado pelo Diário de Pernambuco, Crônicas do cotidiano sai em edição luxuosa, com capa dura, formato de álbum e repleto de fotografias da época. O livro será vendido no local ao preço de R$ 50. O lançamento contará com a presença das duas jornalistas e do escritor Dagoberto Carvalho Júnior, que vai apresentar a importância da obra do sociólogo publicada no periódico. 

A ocasião ainda vai servir para o anúncio do 4º Concurso Nacional de Ensaios do Prêmio Gilberto Freyre 2010-2011, direcionado a ensaios inéditos sobre as análises do sociólogo sobre alimentação e gastronomia como um diferencial da cultura brasileira.

Serviço
Lançamento do livro Crônicas do cotidiano: a vida cultural de Pernambuco nos
artigos de Gilberto Freyre
.
Onde: Fundação Gilberto Freyre (Rua Dois Irmãos, 320, Apipucos)
Quando: Segunda (15), às 18h
Entrada Gratuita. O livro estará à venda por R$ 50
Informações: 3441-1733

Casa da Gávea: Oficina para Atores

A ação dos Cantos e o Treinamento vocal do ator / intérprete
Workshop ministrado por Laila Garin.

Público alvo: atores, cantores e estudantes de canto e teatro.

Dias 22,23, 24 , 29, 30 e 31 de Março
Local:Sesc Casa da Gávea, Rio de Janeiro
Horário: 10:30 as 13:00

Este Workshop objetiva desenvolver um treinamento que atenda às demandas e especificidades do ofício do ator e intérprete e utilizar o canto para trabalhar sobre presença, qualidade, intenção e ação física do ator/intérprete.

A pesquisa A Ação dos Cantos parte dos cantos tradicionais e contemporâneos de culturas diversas para chegar à narrativa do ator e da cena.

Laila Garin vai repassar seu aprendizado nas muitas facetas do Teatro

Utilizando-se de um trabalho fundamentado sobre as vogais e sobre cantos tradicionais será desenvolvida uma estrutura de treinamento individual e coletiva, onde serão abordados os princípios de percepção e escuta, as relações entre vontade e receptividade, intenção e comunicação, interlocução e verticalidade.

A pesquisa consiste em partir dos elementos básicos que compõem a música como ritmo e melodia, passar pelo texto / palavra que é comum ao canto e ao teatro e chegar à ação, que é nossa matéria de trabalho.

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES
Tel.: 21 2239-3511
http://www.casadagavea.org.br