Arquivo do dia: 16/03/2010

Trilha foi pro espaço e apagou emoção

Pena mas direção de Viver a Vida errou a mão e trocou de música para casal Luciana-Miguel justamente na noite da declaração dele a bela da novela.

A cena mais aguardada das últimas semanas teve sua empatia prejudicada pela colocação de uma música nova, inteiramente aheia ao universo emocional do público que acompanho o romance Miguel-Luciana e torce pela união do belo par.

Uma falha lamentável.

Mas sempre vale olhar MATEUS SOLANO e Alinne Moraes, dois colírios em duas grandes atuações.

Kurosawa no Moreira Salles

Cineasta Akira Kurosawa completaria 100 anos de vida no próximo dia 23 de março. Em homenagem à data, o Instituto Moreira Salles do Rio de Janeiro realizará uma mostra dos filmes do renomado diretor, entre 19 deste e 9 de abril.

A Mostra reunirá 22 títulos de Kurosawa.

Mostra Akira Kurosawa

De 19 de março a 9 de abril

Instituto Moreira Salles – Rio de Janeiro (Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea)

Informações: 21 3284-7400

Ingressos: R$ 10 (com direito a meia-entrada)

Programação

Sexta, 19 de março

16h – Yojimbo, de Akira Kurosawa (Japão, 1961, 110 min, digital, 16 anos)

20h – Sanjuro, de Akira Kurosawa (Japão, 1962, 96 min, digital, 12 anos)

Sábado, 20 de março

14h – Dersu Uzala, de Akira Kurosawa (Japão/ Rússia, 1975, 144 min, digital, 12 anos)

19h – Japão, uma viagem no tempo: Kurosawa, pintor de imagens, de Walter Salles (Brasil, 1986, 60 min, digital, livre)

20h – Anjo embriagado, de Akira Kurosawa (Japão, 1948, 98 min, digital, 14 anos)

Domingo, 21 de março

16h30 – Os homens que pisaram na cauda do tigre, de Akira Kurosawa (Japão, 1944, 60 min, digital, 12 anos)

20h – Yojimbo, de Akira Kurosawa (Japão, 1961, 110 min, digital, 16 anos)

Terça, 23 de março

14h – Escândalo, de Akira Kurosawa (Japão, 1950, 104 min, digital, 14 anos)

16h – O idiota, de Akira Kurosawa (Japão, 1951, 166 min, digital, 16 anos)

19h – Japão, uma viagem no tempo: Kurosawa, pintor de imagens, de Walter Salles (Brasil, 1986, 60 min, digital, livre)

20h – Rashomon, de Akira Kurosawa (Japão, 1950, 88 min, digital, 16 anos)

Quarta, 24 de março

14h – Cão danado, de Akira Kurosawa (Japão, 1949, 122 min, digital, 12 anos)

16h15 – Anjo embriagado, de Akira Kurosawa (Japão, 1948, 98 min, digital, 14 anos)

18h – Duelo silencioso, de Akira Kurosawa (Japão, 1949, 95 min, digital, 16 anos)

20h – Sonhos, de Akira Kurosawa (Japão, 1990, 119 min, digital, 12 anos)

Quinta, 25 de março

14h – Escândalo, de Akira Kurosawa (Japão, 1950, 104 min, digital, 14 anos)

16h – Céu e inferno, de Akira Kurosawa (Japão, 1963, 143 min, digital, 14 anos)

20h – Trono manchado de sangue, de Akira Kurosawa (Japão, 1957, 110 min, digital, 16 anos)

Sexta, 26 de março

14h – Homem mau dorme bem, de Akira Kurosawa ( Japão, 1960, 151 min, digital, 12 anos)

16h30 – Dersu Uzala, de Akira Kurosawa (Japão/ Rússia, 1975, 144 min, digital, 12 anos)

19h – Japão, uma viagem no tempo: Kurosawa, pintor de imagens, de Walter Salles (Brasil, 1986, 60 min, digital, livre) – Sessão seguida de debate com Walter Salles.

Sábado, 27 de março

14h – Kagemusha, de Akira Kurosawa (Japão, 1980, 180 min, digital, 12 anos)

17h30 – Rashomon, de Akira Kurosawa (Japão, 1950, 88 min, digital, 16 anos)

20h – Sonhos, de Akira Kurosawa (Japão, 1990, 119 min, digital, 12 anos)

Domingo, 28 de março

14h – Dersu Uzala, de Akira Kurosawa (Japão/ Rússia, 1975, 144 min, digital, 12 anos)

16h30 – Os sete samurais, de Akira Kurosawa (Japão, 1954, 200 min, digital, 10 anos)

20h – Trono manchado de sangue, de Akira Kurosawa (Japão, 1957, 110 min, digital, 16 anos)

Quarta, 31 de março

14h – Homem mau dorme bem, de Akira Kurosawa ( Japão, 1960, 151 min, digital, 12 anos)

17h – Kagemusha, de Akira Kurosawa (Japão, 1980, 180 min, digital, 12 anos)

20h – Não lamento minha juventude, de Akira Kurosawa (Japão, 1946, 110 min, digital, 14 anos)

Quinta, 1 de abril

14h – Viver, de Akira Kurosawa (Japão, 1952, 143 min, digital, 12 anos)

16h30 – Ran, de Akira Kurosawa (Japão, 1985, 162 min, digital, 16 anos)

20h – Japão, uma viagem no tempo: Kurosawa, pintor de imagens, de Walter Salles (Brasil, 1986, 60 min, digital, livre); A.K. Retrato de Akira Kurosawa, de Chris Marker (França, 1985, 75 min, digital com legendas eletrônicas, livre)

Sexta, 2 de abril

14h – Yojimbo, de Akira Kurosawa (Japão, 1961, 110 min, digital, 16 anos)

16h – Sanjuro, de Akira Kurosawa (Japão, 1962, 96 min, digital, 12 anos)

18h – Trono manchado de sangue, de Akira Kurosawa (Japão, 1957, 110 min, digital, 16 anos)

20h – Cão danado, de Akira Kurosawa (Japão, 1949, 122 min, digital, 12 anos)

Sábado, 3 de abril

14h – A fortaleza escondida, de Akira Kurosawa (Japão, 1958, 139 min, digital, 14 anos)

16h30 – Céu e inferno, de Akira Kurosawa (Japão, 1963, 143 min, digital, 14 anos)

19h – Os sete samurais, de Akira Kurosawa (Japão, 1954, 200 min, digital, 10 anos)

Domingo, 4 de abril

14h – Ran, de Akira Kurosawa (Japão, 1985, 162 min, digital, 16 anos)

16h30 – Madadayo, de Akira Kurosawa (Japão, 1993, 134 min, digital, 12 anos)

19h – Kagemusha, de Akira Kurosawa (Japão, 1980, 180 min, digital, 12 anos)

Terça, 6 de abril

14h – Viver, de Akira Kurosawa (Japão, 1952, 143 min, digital, 12 anos)

17h – A fortaleza escondida, de Akira Kurosawa (Japão, 1958, 139 min, digital, 14 anos)

20h – Não lamento minha juventude, de Akira Kurosawa (Japão, 1946, 110 min, digital, 14 anos)

Quarta, 7 de abril

14h – Homem mau dorme bem, de Akira Kurosawa ( Japão, 1960, 151 min, digital, 12 anos)

17h – Os sete samurais, de Akira Kurosawa (Japão, 1954, 200 min, digital, 10 anos) – Sessão seguida de debate com João Luiz Vieira

Quinta, 8 de abril

14h – Madadayo, de Akira Kurosawa (Japão, 1993, 134 min, digital, 12 anos)

17h – A fortaleza escondida, de Akira Kurosawa (Japão, 1958, 139 min, digital, 14 anos)

20h – Trono manchado de sangue, de Akira Kurosawa (Japão, 1957, 110 min, digital, 16 anos)

Sexta, 9 de abril

14h – Cão danado, de Akira Kurosawa (Japão, 1949, 122 min, digital, 12 anos)

16h – Duelo silencioso, de Akira Kurosawa (Japão, 1949, 95 min, digital, 16 anos)

18h – Escândalo, de Akira Kurosawa (Japão, 1950, 104 min, digital, 14 anos)

20h – Rashomon, de Akira Kurosawa (Japão 1950. 88′)