Arquivo do dia: 16/05/2010

CINÉDIA VAI EXIBIR CLÁSSICOS RESTAURADOS

Dois clássicos do cinema brasileiro serão exibidos na Cinemateca do MAM nas próximas quinta e sexta, diasos dias 20 e 21 de maio com única apresentação: Berlim na Batucada (1944), de Luiz de Barros, e Bonequinha de Seda (1936), de Oduvaldo Vianna.

Ambos acabam de ter sua restauração concluída pela Cinédia com patrocínio da Petrobras. O processo de recuperação dos filmes foi uma iniciativa de Alice Gonzaga e contou com a coordenação do pesquisador e conservador-chefe da Cinemateca do MAM, Hernani Heffner  

Logo após a sessão do dia 20, quinta-feira, Alice e Hernani vão conversar com o público sobre o processo de restauração e sobre a importância dos filmes. 

Berlim da Batucada e Bonequinha de Seda são clássicos do início do cinema sonoro no Brasil e obras representativas da comédia musical antecessora da chanchada.  

Estes dois filmes permitem um redimensionamento histórico do cinema praticado no período devido à abordagem incomum de temas como as relações entre as classes sociais e o colonialismo cultural. Berlim ainda satiriza a passagem de Orson Welles pelo Brasil. 

Obs1: Bonequinha de Seda é estrelado por Gilda de Abreu (diretora do filme O Ébrio) e foi a primeira superprodução brasileira no cinema. Trouxe uma série de inovações técnicas para o cinema da época: ela primeira vez usou-se maquete no cenário, grua durante as filmagens, entre outras.
 
Obs2: Berlim na Batucada é uma sátira a passagem de Orson Welles pelo Brasil e tem participação de Francisco Alves e do Trio de Ouro, com Dalva e Herivelto cantando.
 

BERLIM NA BATUCADA – 1944 – Brasil / Rio de Janeiro – 75 minutos – Comédia – Preto e branco 

Direção: Luiz de Barros

Companhia produtora: Cinédia

Companhia distribuidora: Cinédia

Produção e roteiro: Adhemar Gonzaga

Assistente de direção: Jurandyr Noronha

Argumento: Herivelto Martins

Fotografia: A.P. Castro

Som: Ludovico Berendt

Montagem: W. A. Costa

Estúdios e Laboratórios: Cinédia 

Intérpretes: Procópio Ferreira, Delorges Caminha, Chocolate, Francisco Alves, Solange França, Leo Albano, Luizinha Carvalho, Manoel Rocha, Carlos Barbosa e Pedro Dias.  

Intérpretes musicais: Leo Albano, Francisco Alves; Trigêmios Vocalistas; Trio de Ouro; Chocolate e Flora Mattos; Índios Tabajaras; Edu da gaita; Príncipe Maluco; Arranjos e orquestras de Morpheu Belluomini; orquestras de Napoleão Tavares e Benedito Lacerda.   

Sinopse:

Recém-chegado ao Brasil, cineasta norte-americano é levado por um malandro boa praça para a Mangueira onde descobre a música e a dança do samba. Encantado com os talentos locais, decide levá-los para Hollywood, enfrentando a resistência do dono do morro. Paródia da passagem de Orson Welles pelo Brasil em 1942 quando realizou o inacabado It’s All True. 

BONEQUINHA DE SEDA – 1936 – Brasil / Rio de Janeiro – 115 minutos – Drama – Preto e branco 

Direção, argumento e diálogos: Oduvaldo Vianna.

Companhia produtora: Cinédia

Fotografia: Edgar Brasil

Som Cinédia: A. P. Castro

Cenografia: Hippolito Collomb

Diretores artísticos: Murilo Lopes e Manoel Rocha

Montagens: Luciano Trigo

Cartaz: Alcebíades Monteiro Filho (o primeiro feito no gênero para filme brasileiro, com 24 folhas). 

Intérpretes: Gilda de Abreu, Delorges Caminha, Conchita de Moraes, Déa Selva, Wilson Porto, Darcy Cazarré, Mira Magrassi, Apollo Correia, Manoel Rocha, Maria, Carlos Barbosa, Lúcia Delor, Miran D’Alves, Marilu Ramalho , Elza Leitão, Dedé Santana, Zenaide Andrea, Nilza Magrassi, Maria Amaro, Julieta Collomb, Manoel Ferreira de Araújo, Antonieta Olga, Castelar Carvalho, Alice Gonzaga , Didi Vianna, Monteiro Filho e Joaquim Ribeiro, Paulo Morano, Adhemar Gonzaga. 

Intérpretes musicais: Gilda de Abreu; Nerbal Fontes; Augusto Henriques, acompanhado ao violão por Rogério Guimarães; Francisco Mignone (que aparece no filme regendo a orquestra); Harpista: Andrea Ajara Mariuza; português cantor de fados: Joaquim Pimentel. 

Sinopse: Marilda e o irmão vão até o escritório do esnobe João Siqueira pedir a prorrogação do prazo de pagamento do aluguel da casa onde moram e conseguem apenas 20 dias. Humilhada pelo tratamento que recebeu, Marilda conhece Madame Valle que decide ajudá-la e ensina-lhe a se portar como uma jovem de sociedade, como uma francesa educada em Paris e chegada há pouco da Europa. A estreia da moça na alta sociedade faz enorme sucesso. Marilda é apresentada a João que fica perdidamente apaixonado por ela. Por algum tempo, Marilda vive uma vida dupla mas no final acaba revelando sua verdadeira identidade, esperando que João se afaste dela. No entanto, ele se redime de seus preconceitos e termina ao lado de Marilda. 

Cinemateca do MAM 

Endereço: Av. Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo.

Telefone: (21) 2240-4944

Dia 20/05: Berlim na Batucada

Dia 21/05: Bonequinha de Seda

Horário: 18h30

Entrada franca

DÁ-LHE, BOTA !

Em dez minutos de bom futebol, Botafogo vira e derrota o São Paulo

Jogo seguia arrastado até os 35min do segundo tempo, quando Renato Cajá entrou no Botafogo, deu novo gás ao time e fez o gol da vitória por 2 a 1

COMEMORAMOS eu e meu querido amigo ANDRÉ MIGUÉIS, a madrinha Rosamaria Murtinho, documentarista JOÃO MOREIRA SALLES e o imortal Poeta VINÍCIUS DE MORAES.

lucio flávio e antônio carlos comemoram, são paulo x botafogo
Lúcio Flávio e Antônio Carlos comemoram gol
do Botafogo (Foto: Eliária Andrade/Globo)

No dia em que faltou inspiração a São Paulo e Botafogo, venceu o time que teve mais vontade. E o Botafogo acabou com um tabu que já durava 15 anos. Com gols de Antônio Carlos e Renato Cajá, a equipe venceu o São Paulo por 2 a 1, no estádio do Morumbi, o que não acontecia pelo Campeonato Brasileiro desde 1995.

Com a vitória, a primeira na competição, o time carioca foi aos quatro pontos na tabela de classificação e, provisoriamente, ocupa a vice-liderança na tabela. Já o Tricolor, que segue com um ponto, é o 14º colocado.

Confira íntegra em http://globoesporte.globo.com/futebol/brasileirao-serie-a/noticia/2010/05/em-dez-minutos-de-bom-futebol-botafogo-vira-e-derrota-o-sao-paulo.html

MESSI FAZ 2 e DÁ NOVA VITÓRIA ao BARÇA

Messi faz dois, iguala recorde de Ronaldo e dá o BI ao Barcelona

barcelona comemora gol sobre o valladolidBarcelona comemora (Foto: AFP)

O Barcelona confirmou seu favoritismo e, com uma vitória por 4 a 0 sobre o Valladolid, no Camp Nou, conquistou neste domingo o bicampeonato espanhol. Prieto (contra), Pedro e Messi (duas vezes) fizeram os gols que asseguraram aos catalães o vigésimo título nacional de sua história.

Com os gols que marcou, Messi igualou o recorde histórico de Ronaldo, que em 1996-1997 terminou a temporada com 47 tentos (melhor desempenho do clube em todos os tempos). Só pelo Campeonato Espanhol, Messi fez 34 gols.

 Outro recorde obtido foi o da pontuação do Barcelona. A equipe atingiu a marca inédita de 99 pontos. Foram três a mais do que o vice Real Madrid, que nesta última rodada não passou de empate com o Málaga (1 a 1). Com a derrota diante do Barça, o Valladolid foi rebaixado.
messi comemora, barcelona x valladolid
MESSI e PEDRO: pura alegria (Foto: EFE)
 

ARGENTINO fecha com BRILHANTISMO INVEJÁVEL

No segundo tempo, praticamente campeão, o Barça fez o que sabe de melhor: tocou a bola. O time não correu riscos e ainda ampliou, justamente com seu maior craque. Touré fez boa jogada pela direita e cruzou rasteiro para Messi, gol vazio, empurrar para a rede.

Quem pensou que o show havia terminado, se enganou. Ainda houve tempo para mais um gol de Messi. Aos 31, o camisa 10 recebeu bola na entrada da área, passou por dois marcadores e bateu cruzado para fazer o 4 a 0. Foi a senha para a festa no Camp Nou.

SARAVÁ, MESSIIIIII !!!

30 de MARADONA REPLETO DE CRAQUES

MESSI, PALERMO,  TEVEZ e MILITO em campo

Aos que nos pediram a escalação da Seleção de MESSI, aí vai :

Os 30 jogadores convocados por Maradona para defender ARGENTINA no Mundial da África do Sul são:

Goleiros: Sergio Romero (AZ Alkmaar-HOL), Mariano Andujar (Catania-ITA), Diego Pozo (Colón)

Defensores: Nicolas Otamendi (Vélez Sarsfield), Martin Demichelis (Bayern de Munique-ALE), Walter Samuel (Inter de Milão-ITA), Gabriel Heinze (Olympique de Marselha-FRA), Clemente Rodríguez (Estudiantes), Nicolás Burdisso (Roma), Juan Manuel Insaurralde (Newell’s Old Boys), Fabricio Coloccini (Newcastle-ING) e Ariel Garcé (Colón).

Meio-campistas: Jonás Gutierrez (Newcastle-ING), Javier Mascherano (Liverpool-ING), Juan Sebástian Verón (Estudiantes), Ángel Di María (Benfica-POR), Mario Bolatti (Fiorentina-ITA), Javier Pastore (Palermo-ITA), Maxi Rodríguez (Liverpool-ING), Juan Mercier (Argentinos Juniors), Jose Sosa (Estudiantes), Sebastián Blanco (Lanús) e Jesús Dátolo (Olympiacos-GRE).

Atacantes: LIONEL MESSI (Barcelona-ESP), Gonzalo Higuaín (Real Madrid-ESP), Carlitos Tevez (Manchester City-ING), Diego Milito (Inter de Milão-ITA), Martín Palermo (Boca Juniors), Sergio Agüero (Atlético de Madri-ESP) e Ezequiel Lavezzi (Napoli-ITA).

TONINHO DANTAS deixa tristeza e muita SAUDADE…

CHOCADA, TRISTE, DESNORTEADA.

É como estou agora ao saber, pelo querido amigo JUNINHO BRASSALOTTI, da passagem de meu querido e inesquecivel amigo TONINHO DANTAS, o agitador cultural número UM de SANTOS e quiçá do Brasil !

QUE SOEM TROMBETAS NO CÉU para receber TONINHO…

No momento, só consigo falar de tristeza, lágrimas e esparramar um vazio muito grande…

Segue a notícia publicada no jornal O GLOBO…

Tentarei depois, diminuído o choque, escrever algumas linhas sobre o muito que foi IMPORTANTE e o TANTO QUE FOI BOM CONVIVER COM TONINHO, esta Personalide Artística Querida, Admirada, Festejada por todos quanto desfrutavam de sua amizade.

 VAI COM DEUS, TONINHO !!!

Morreu na noite desta sexta-feira, aos 62 anos, em sua casa, no bairro Aparecida, em Santos, Litoral de São Paulo, o dramaturgo e diretor teatral Toninho Dantas, considerado um dos mais expressivos nomes da cultura na região e no País.

O corpo de Toninho foi encontrado nesta noite e seguirá para a Memorial Necrópole Ecumênica, onde deverá ser velado neste sábado. As causas da morte ainda são investigadas.

Nascido em Vicente de Carvalho, Toninho Dantas cursou a Escola de Arte Dramática na USP, trabalhou nas TVs Gazeta e Record; participou de vários espetáculos teatrais e integrou o Centro de Pesquisa Teatral de Antunes Filho.

Fez cinema na famosa Boca do Lixo paulistana; trabalhou com atores e diretores como Adhemar Guerra, Cacá Rosset, Augusto Cesar Vannucci, Silney Siqueira, Ester Góes e Ulysses Cruz, e viajou por 14 estados do País fazendo campanha pela anistia e realizando espetáculos em presídios em São Paulo (Carandiru), Recife (Ilha de Itamaracá) e Salvador, quando acabou sendo preso em Porto Alegre, juntamente com outros atores da Cia. de Ruth Escobar.

Em Santos, produziu duas edições do Festival de Música Popular Brasileira (Festhamar), foi coordenador durante cinco edições do Festival Santista de Teatro Amador (Festa) e, mais recentemente, dirigiu os sete primeiros festivais do Curta Santos, que reúne filmes curta-metragens produzidos em todo o Brasil