Arquivo do dia: 03/07/2010

GUARNICÊ de CINEMA

 

 A 33a edição do Festival GUARNICÊ de Cinema aconteceu num clima de muio bate-papo, troca de informações, debate de idéias, alegria, camaradagem e muitas festas, como sói acontecer na terra da Tiquira, do Guaraná JESUS, do buriti, do Tambor de Crioula, do Cacuriá, do arroz de cuxá e do Bumba-meu-Boi…

É lá, na adorável capital maranhense, onde acontece anualmente, em junho, o Festival GUARNICÊ de Cinema, promovido pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), um dos mais antigos do país e, sem dúvida, O MAIS FESTEIRO do BRASIL !

O Festival foi aberto na noite de terça, 22, no Centro de Convenções de São Luís, no bairro Cohafuma, inaugurando uma nova etapa do evento cinematográfico. Tendo o professor e músico Alberto Dantas como coordenador-geral, o festival contou com diversas mostras competitivas (realizadas também em outros cenários, como o Centro Cultural Odylo Costa Filho e o Domingos Vieira Filho, ambos no Centro Histórico de São Luís), oficinas, palestras, seminários e debates.

Cena de O Homem Mau Dorme Bem, filme de Geraldo Moraes, produzido por Mallu Moraes

Na noite de abertura, foi exibido o longa O Homem Mau Dorme Bem, do cineasta Geraldo Moraes (DF), e a produtora do filme (atriz Mallu Moraes) lá estava, acompanhada dos atores Simone Illiescu e Alex Ferro.

Mallu Moraes também foi uma das ministrantes de oficinas (Interpretação para Cinema), ao lado do compositor Beto Strada (Engenharia de Som) e Anderson Carvalho (Desenho Sonoro e edição de som). A atriz Françoise Forton fez palestra sobre Interpretação para Cinema e TV.

As homenagens deste ano foram para Regina Luna e Fátima Frota, ex-funcionárias da UFMA e servidoras da Fundação Sousândrade (que apóia a realização do festival), e pro produtor/consultor de projetos, Antônio Leal (idealizador do recém-criado CineFOOT).

Da área jornalística, cobrindo o festival, estavam Bernadete Duarte (a “pimentinha” do Canal Brasil), Carolina Bressane e Celso Sabadin (ambos de Sampa, editores do Planeta Tela). Nas comissões julgadoras, Amanda Mansur, Beto Strada, Jorge Salomão e João Paulo Furtado, para citar apenas alguns.

O GUARNICÊ foi encerrado na noite de 26 de junho com a exibição do longa-metragem “As Melhores Coisas do Mundo”, dirigido por Lais Bodanski.

Confira abaixo alguns takes da saudosa 33a edição do Festival GUARNICÊ de Cinema…

 

Andreson Carvalho, Simone Illiescu e Aurora Miranda Leão curtindo histórias de alegrias durante o 33o Festival GUARNICÊ de Cinema

 

Partilhando da alegria dos festejos juninos de São Luís, no incrementado arráiá da praça Maria Aragão

  

Produtora Amanda Mansur, compositor Beto Strada, realizador Andreson Carvalho e jornalista Aurora Miranda Leão já quase deixando São Luís… Até 2011 !

Maradona e o Tango Final…

 
    Fica como a mais tocante, triste, cruel, DEVASTADORA imagem da Copa 2010 a tristeza incomparável de Maradona na coletiva à imprensa, pós-derrota pra Alemanha…

Poderá haver semblante mais insólito, tocante e peculiar ao clima dos mais lindos TANGOS (aqueles que de tão belos não se pode nem ouvir porque o coração cai arrebentado, sem chance de segundo tempo ?)  do que o do inolvidável técnico/craque/jogador argentino durante a COLETIVA “cruel” pós-jogo final da Copa ?  

Ver MARADONA arrasado daquele jeito é como sentir o tapete lhe fugindo dos pés… E pensar na tristeza colossal que toma conta da alma platina da seleção de Messi, Tevéz, Higuaín, Milito, Verón, Agüero, Mascherano, Burdisso, Palermo… todos eles… é TRISTEZA DEMAAAISSSSSSSSSSS

   

 Vontade de estar perto de MARADONA, por quem tanto torcemos nesta Copa … vontade de dizer aos aguerridos jogadores argentinos que eles foram BRILHANTES em campo, que chegaram à África como uma seleção desacreditada e saem como “a seleção favorita”, responsável pelo mais difícil e mais disputado jogo deste Mundial.
 
     O grupo comandado por Maradona, Mancuso, Messi, Tevéz, Mascherano e Verón jogou com impressionante vontade de virar, de seguir adiante, de não esmorecer e isso foi/é lindooooo… os aregntinos deixam os campos da África do Sul de cabeça erguida, com uma partida muito bem jogada – onde tiveram pouca sorte (foram muitos os chutes a gol, com um gol impedido de Higuaín), muitos passes brilhantes (sobretudo de Messi e Tevéz) e onde não esmoreceram nem perderam a Dignidade, nunca. Nada de machucar ninguém nem desistir de lutar.
 
       

  Isso é a raça Argentina. Os alemães são como tanques blindados: se preparam sempre como se fossem disputar um LUGAR NA VIDA, qual FUZIS num campo de guerra… dá até arrepio vê-los em campo, jogando de PRETO… parecem arrastar consigo uma infindável energia negativa…

  
 Mas tinham melhor preparo físico, jogaram melhor… fazer o quê ?!


 
         Tentar ir ver um jogo da seleção platina em Buenos Aires

Carlitos Tevéz: brilhante em campo, em todos os jogos…
 
        Agora somos Uruguai, ademais pelo querido Loco Abreu, do nosso Botafogo, embora acreditemos numa final Holanda e Alemanha… e Alemanha vence.

                 

MARADONA: Craque montou equipe coesa e solidária

 

                                ADELANTE, COMPANHEROS !
 
Há que aprender a levantar depois da queda. Assim é a vida. Como uma nota recorrente de um tango de Gardel…

Sem MARADONA, é fim de Copa

MARADONA: somos solidários a Vossa dor, camarada… Valeu por alçar a seleção platina a outro patamar, pelos momentos vários de alegria proporcionados, pela maneira cordial com que mostrou ao mundo como se monta uma equipe solidária, fraterna, companheira.

XINGU: NOVA PRODUÇÃO O2 FILMES

SAGA DOS IRMÃOS VILLAS BÔAS VIRA FILME, COM DIREÇÃO DE CAO HAMBURGER

As filmagens de Xingu, nova produção da O2 Filmes, dirigido por Cao Hamburger, começam dia 20. Os atores João Miguel, Felipe Camargo e Caio Blat estão confirmados nos papéis principais dos irmãos Villas Bôas. O filme conta a saga dos irmãos Villas Bôas, idealizadores da reserva do Parque do Xingu, primeira terra indígena homologada pelo governo federal, em 1961, e será rodado em Palmas, em Tocantins, e no Parque.

Os internautas vão poder acompanhar as novidades do filme Xingu através de seu blog, no site da produtora O2, no endereço http://www.o2filmes.com.br. O blog vai trazer histórias dos bastidores, fotos e vídeos sobre as filmagens. O primeiro vídeo entrará no ar na quinta-feira, dia 1 de julho, no lançamento do blog. O diretor Cao Hamburger também fez um texto para a estreia do blog.

O ator João Miguel, que ganhou reconhecimento por seu trabalho em Estômago, interpretará Claudio; Felipe Camargo foi escalado para o papel de Orlando; Caio Blat faz o irmão mais novo, Leonardo. “Escolher atores para interpretar irmãos é sempre difícil. Já havia passado por essa experiência em Filhos do Carnaval [série da HBO]. Tem de haver não só a identificação do ator com o personagem, mas também, entre eles, deve existir uma unidade, uma química, que torne verossímil a relação consangüínea. A escolha de Caio, Felipe e João Miguel, nesse sentido, foi muito feliz”, comemora Cao.

O elenco secundário foi escolhido por Hamburger durante o período de desenvolvimento do projeto. Participam cerca de 250 índios, selecionados no próprio Parque do Xingu.  

Cena do belo O Ano em que meus pais saíram de férias, trabalho anterior de Cao Hamburguer, filme merecidamente premiado em vários festivais

Em O Ano em que meus pais saíram de férias (2006), o diretor falava de assuntos próximos a sua realidade, ambientados em São Paulo, sua cidade natal. “Ambos os filmes falam da relação entre os seres humanos, mas as filmagens de Xingu me trazem desafios diferentes, por sua grandiosidade épica”, diz Hamburger. “Ao mesmo tempo que é um registro de uma época, vejo Xingu como um filme contemporâneo, sintonizado com as questões ambientais e de sustentabilidade”.  

A história chegou até a produtora O2 Filmes através de Noel Villas Bôas, filho de Orlando. “Me  convidaram para dirigir e de cara, me apaixonei pelo projeto. O filme fala de temas profundos, sobre o ser humano e a civilização. Esses irmãos foram movidos por uma paixão: a defesa da cultura e do patrimônio dos povos indígenas. Conseguiram criar o maior parque indígena, que faz 50 anos em 2011”, conta Cao.

“A idéia é fazer um filme sobre heróis brasileiros, que tenha ação mas que também emocione o público. E a vida dos irmãos Villas Bôas está cheia de aventura e emoção”, completa a produtora Andrea Barata Ribeiro.                                                          

Assinam o roteiro Cao Hamburger e Elena Soares, com colaboração inicial de Ana Muylaert. Foram necessários quatro anos até o roteiro final. Durante os dois primeiros anos, coordenados pela antropóloga Maíra Buhler, foram feitas pesquisa histórica e entrevistas com pessoas que conviveram com os irmãos.

A equipe principal inclui a roteirista Elena Soares (Casa de AreiaEu Tu Eles); o diretor de fotografia Adriano Goldman (Cidade dos Homes), o diretor de arte Cássio Amarante (O Ano que Meus Pais Saíram de FériasAbril Despedaçado). O figurino é assinado por Veronica Julian e a maquiagem é de Anna Van Steen. A produção é de Fernando Meirelles, Andrea Barata Ribeiro e Bel Berlink, com co-produção da GloboFilmes.

Felipe Camargo volta à telona no novo longa de Cao Hamburguer

 O2 FILMES:

A O2 Filmes, considerada uma das mais criativas e importantes produtoras brasileiras no mercado mundial, realiza projetos independentes e em parceria com grandes estúdios internacionais e emissoras de televisão. Criada em 1991 pelos sócios Fernando Meirelles, Paulo Morelli e Andrea Barata Ribeiro a empresa já realizou cerca de 9 mil peças publicitárias e conquistou diversos prêmios, como Cannes Lions, Clio Awards, e é a maior vencedora do Prêmio Profissionais do Ano, promovido pela Rede Globo. Para o cinema, produziu nove curtas e nove longas-metragens, entre eles o premiado Cidade de Deus (2002) – citado recentemente pelo site IMDB como um dos cinco melhores filmes da década – e o consagrado Ensaio Sobre a Cegueira (2008), ambos dirigidos por Fernando Meirelles.

Em 2009, apresentou À Deriva, exibido no Festival de Cannes, e filmou “VIPs”, longa de Toniko Mello com lançamento previsto para fevereiro de 2011. Para a TV, realizou séries para a Rede Globo – a mais recente foi Som & Fúria, uma adaptação da série canadense Slings and Arrows – e Filhos do Carnaval, para HBO, dirigida por Cao Hamburger, que teve duas temporadas.

ELENCO:

João Miguel

Felipe Camargo

Caio Blat

FICHA TÉCNICA:

Direção: Cao Hamburger

Produção: Fernando Meirelles, Andrea Barata Ribeiro, Bel Berlinck

Roteiro: Elena Soares e Cao Hamburger

Elenco:  João Miguel, Felipe Camargo e Caio Blat

Direção de fotografia: Adriano Goldman

Direção de Arte: Cassio Amarante

Figurino: Veronica Julian

Maquiagem:  Anna Van Steen

Assessoria de Imprensa:

Primeiro Plano – Anna Luiza Muller

Clown no Passeio…

Tirem sua toalha xadrez do armário,encham sua cesta de piquenique de alegria e vamos todos virar criança !!!!!!!!!!!!!
  
Levem seus filhos, netos, sobrinhos, afilhados, filhos dos amigos (ops se eles deixarem) e por gentileza repassem esse convite pra quem quiser brincar de ser feliz…
 
 
piquenique clown nada.jpg

LOCO ABREU é BOTAFOGO no Uruguai

SENSACIONAL: ATACANTE do BOTAFOGO FOI DECISIVO NA VITÓRIA DO URUGUAI

Se Diego Forlán gostaria de ver os torcedores brasileiros apoiando a seleção uruguaia na Copa do Mundo, Sebastián Abreu tem certeza de que ao menos um grupo de brasileiros já está na torcida pela Celeste: os botafoguenses.

Não sei se todos os brasileiros estão conosco, mas tenho certeza de que a torcida do Botafogo está. Aproveito para mandar um abraço a todos e a dedicatória do gol de pênalti – afirmou.

“El Loco” Abreu brincou com o fato de o goleiro ganês Richard Kingson não saber da maneira como ele gosta de cobrar os pênaltis.

– Ainda bem que a internet não chegou a Gana e ele não tinha me visto batendo pênalti no Campeonato Carioca. Assim, pude bater “à Panenka” e fazer o gol – disse o atacante, citando o jogador tcheco Antonin Panenka, criador do estilo de cobrança de pênalti que inspirou Abreu e outros jogadores.

Loco Abreu disse ainda que chegar às semifinais ainda não faz do Uruguai um dos candidatos ao título mundial. Para ele, a equipe continua correndo por fora.

Temos que continuar com o mesmo ritmo, com humildade, tranquilos. Mas, claro, como se diz no Uruguai, quem está na dança tem que seguir dançando. Então, vamos seguir jogo a jogo, como estamos fazendo desde o início da Copa do Mundo.

Doc Revela Afonso Lana

 

Imagens de AFONSO LANA, personagem central do tocante Doc de CARLOS SEGUNDO – A Luz que surgiu por trás da colina  exibido esta semana na rede pública de tevê, dentro da programação da nova série DocTV (SAV/MinC), edição 4. Quem perdeu, aguarde avisos de reprise por aqui ou nas emissoras da rede pública.