Arquivo do dia: 05/07/2010

SEMANA DOS REALIZADORES PREPARA SEGUNDA EDIÇÃO


 INSCRIÇÕES ATÉ  DIA 25  

Fundada em 2009, e depois de realizar uma primeira edição com sucesso e respostas empolgadas de público e cineastas, foi anunciada a realização neste ano da II SEMANA DOS REALIZADORES, mostra que exibirá longas brasileiros inéditos. O evento acontecerá no Unibanco Arteplex do Rio de Janeiro, entre 9 e 16 de setembro.

Neste ano, pela primeira vez a SEMANA receberá inscrições de filmes para considerar ao compor a seleção 2010. Cineastas que tenham filmes com duração a partir de 55 minutos de duração devem enviar um email para novissimocb@gmail.com, e receberão as instruções de como proceder para serem inscritos. Mas, atenção: os emails devem ser enviados impreterivelmente até domingo, 25 de julho de 2010. 

O site oficial da SEMANA DOS REALIZADORES é http://semanadosrealizadores.blogspot.com/ 

E o contato com seus responsáveis pode ser feito pelo mesmo email: novissimocb@gmail.com

ARUANDA Recebe Inscrições

Inscrições Abertas

Show Encerra Mostra Infantil de Floripa

 

ADAPTAÇÃO DE FERNANDO SABINO, SELECIONADA NO 3º PITCHING, VAI À SUÉCIA; CURTAS DA BA, RS, RJ e SP FATURAM PRÊMIOS DA CRÍTICA E DO PÚBLICO

Cerca de 24 mil pessoas acompanharam em Florianópolis e mais dez localidades a edição 2010 do evento, encerrado com sessão dupla do show Pequeno Cidadão, encabeçado por Arnaldo Antunes

 

O projeto de longa mineiro O Menino no Espelho é o escolhido para representar o Brasil no Fórum de Financiamento do BUFF Festival, na Suécia, como vencedor do 3º Pitching realizado na 9ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis, encerrada neste domingo, dia 4 de julho. 

Público e júri elegeram os melhores filmes da Mostra Competitiva, numa disputa que envolveu 73 curtas-metragens de 14 estados. As categorias de Melhor Ficção e Melhor Animação foram definidas por uma comissão formada por profissionais de Cinema e Educação. O Melhor Filme foi escolhido pelo júri popular e o Prêmio Especial, por um grupo de crianças especialmente convidadas.

 Os vencedores foram Doido Lelé, de Ceci Alves (ficção, BA, 2009, 17′), como Melhor Filme pelo júri popular, e Bolota e Chumbrega: Um guarda-chuva muito especial, de Frederico Pinto (animação, RS, 2009, 11′), no Prêmio Especial conferido pelo júri da Sessão Escola.

 
Doido Lelé, de Ceci Alves (BA): Melhor Filme pelo júri popular

O júri oficial conferiu o prêmio de Melhor Ficção a O coração às vezes para de bater, de Maria Camargo (ficção, RJ, 2009, vídeo, 14′) e o de Melhor Animação a Zica e os camaleões, de Ari Nicolosi Mota (animação, SP, 2009, 11′).  

Decidiu ainda dar Menção Honrosa a O melhor lugar (ficção, SP, 2009, 12′), de Jefferson Paulino e Nildo Ferreira, “pela sensibilidade com que aborda um tema delicado e dos mais importantes para a defesa da criança brasileira”. 

Os quatro vencedores das categorias principais são contemplados com um prêmio-aquisição da TV Brasil, no valor de R$ 5 mil cada, e incorporados à programação da emissora pública federal. 

A 9ª Mostra de Cinema Infantil foi vista por cerca de 24 mil pessoas, na capital catarinense e em outras dez localidades da Grande Florianópolis. O anúncio dos vencedores antecedeu o show Pequeno Cidadão, marco do encerramento desta nona edição, com duas sessões lotadas no Teatro Álvaro de Carvalho, na tarde deste domingo, 4 de julho.


Show Pequeno Cidadão no encerramento da Mostra (Foto Cleide de Oliveira)

O projeto de “música psicodélica para crianças” encabeçado por Arnaldo Antunes (ex-Titãs), Taciana Barros (ex-Gang 90), Edgard Scandurra (ex-Ira!) e Antonio Pinto (filho do cartunista Ziraldo e autor de trilhas de filmes como Cidade de Deus e Central do Brasil) foi visto pela primeira vez em Florianópolis, poucas semanas antes do lançamento do DVD com animações de 14 estúdios diferentes –dentre elas a de Tchau chupeta, assinada pela O2 (de Fernando Meirelles), que pode ser vista na TV Bloguinho (www.youtube.com/tvbloguinho). 


Fonte literária
 

O vencedor do 3º Pitching, O Menino no espelho, é baseado no livro homônimo do escritor Fernando Sabino (reeditado mais de 70 vezes desde o seu lançamento, em 1982) e reflete uma das tendências da edição deste ano do mecanismo de seleção pública de projetos, em que metade dos seis candidatos eram adaptações de obras literárias. 

Com direção de Guilherme Fiúza Zenha e produção de André Carreira, da produtora mineira Camisa Listrada, O Menino no espelho foi selecionado para importantes encontros de coprodução e laboratórios de roteiro no Brasil e no exterior, como o Encontro de Coprodução do Festival de Mannheim-Heidelberg (Alemanha), Produire au Sud, Novo Cine (Encontro de Cinema Brasileiro na Espanha) e Laboratório Sesc de Roteiros Infanto-juvenis. 

Além disso, recebeu a ajuda do Programa Ibermedia na categoria desenvolvimento e o prêmio de Melhor Argumento no Concurso da Globo Filmes no Cine Ceará em 2009, o que resultou no compromisso de um apoio em mídia na TV Globo para o seu lançamento. 

Os outros cinco concorrentes à chance de apresentarem-se no fórum de financiamento sueco em busca de coprodução internacional foram As aventuras do avião vermelho (RS), A oitava princesa (SP), Corda bamba (RJ), O segredo do violinista (SP) e Teca e Tuti: Uma noite na biblioteca (SP). 

Em estágio avançado de produção, o longa gaúcho de animação As aventuras do avião vermelho foi convidado pela organização do BUFF Festival para participar das rodadas de negócios do evento, em busca de parceiros para distribuição internacional. 

Os jurados do 3º Pitching avaliaram os candidatos no domingo, dia 27, em apresentação pública no Majestic Palace Hotel. A defesa dos projetos envolveu explanações sobre personagens, enredo, linguagem, estrutura narrativa, abordagem estética, parcerias já firmadas, além do estágio de desenvolvimento do projeto. 

Mikael Svensson, do BUFF Film Festival, da Suécia, ressaltou o profissionalismo e a qualidade dos projetos apresentados. “Se forem desenvolvidos e financiados de maneira apropriada, penso que todos têm potencial de alcançar projeção fora do mercado brasileiro”, diz. Para ele, O Menino no espelho tem trama universal e “reflete e fantasia de qualquer criança, em qualquer lugar do mundo”. 


Balanço final

A 9ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis recebeu um número recorde de estudantes nas 16 exibições da Sessão Escola. Pela primeira vez, o evento começou com todas as vagas para os alunos das redes pública e privada já reservadas. Com entrada franca e transporte gratuito para escolas públicas, as sessões voltadas a estudantes no Teatro Governador Pedro Ivo e na Mostra Itinerante somaram 22.571 espectadores –99%, crianças. 

A diretora da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis, Luiza Lins, considera o resultado excepcional, tendo-se em vista a dispersão de atenção e o impacto dos jogos diurnos da seleção brasileira na Copa do Mundo. “A corrida de diretores e professoes pela Sessão Escola ilustra muito bem a demanda reprimida de interesse das pessoas pelo filme nacional, que raramente ocupa as salas de cinema do circuito comercial ou a programação da televisão aberta”, constata Luiza Lins. 

“A alta qualidade dos curtas-metragens exibidos em competição, o nível de maturidade dos projetos submetidos ao pitching, o estreitamento da relação com a literatura e das parcerias com a televisão, o aumento da interlocução internacional e a sensibilidade crescente do poder público para a importância de políticas culturais voltadas para a criança permitem visualizar um horizonte bastante animador no médio prazo”, conclui a diretora da 9ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis.

 

NÚMEROS DA MOSTRA

 

> 22.571 espectadores dos filmes

> 12.346 crianças nas sessões da Mostra Itinerante

>   1.625 espectadores nos finais de semana

>   6.250 estudantes de escolas públicas

>   2.350 alunos de escolas particulares

>      350 pessoas nas oficinas, debates e bate-papos

>   1.200 minutos de filmes projetados em 14 dias

>        29 sessões de cinema no Pedro Ivo, sendo 16 gratuitas

>        10 localidades da Grande Florianópolos receberam sessões

> 23.018 saquinhos de pipoca oferecidos gratuitamente

>     960 kg de milho de pipoca consumidos

 

INFORMAÇÕES ADICIONAIS:
imprensa@mostradecinemainfantil.com.br

Multidão Recebe Seleção Argentina

Multidão recebe jogadores da Argentina, em Buenos Aires
Multidão recebe jogadores da Argentina, em Buenos Aires

Maioria vestia camisa da seleção e levava bandeiras argentinas e cartazes com palavras apoio ao técnico Maradona.

O presidente da AFA, Julio Grondona, pediu a Maradona que comande a seleção no amistoso de agosto, contra a Irlanda, em Dublin.

Milhares de pessoas receberam neste domingo a seleção argentina no retorno da equipe a Buenos Aires, mesmo após a eliminação com derrota por 4 a 0 para a Alemanha nas quartas de final da Copa.

O time, que chegou ao aeroporto internacional de Ezeiza, foi levado da pista em um ônibus com escolta policial à sede da Associação de Futebol Argentina (AFA), onde se aglomeravam mais de 10 mil torcedores para saudar os jogadores.

Ônibus com time argentino é recebido com festa, em Buenos Aires
Ônibus com time argentino é recebido com festa, em Buenos Aires

Cinema Latino-Americano em Sampa

Parte importante da programação de todas as edições do Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo é a seleção do homenageado. Mostras panorâmicas, que contemplam vida e obra de um diretor consagrado, são, em geral, as mais disputadas pelo público e comentadas pela crítica, pois vão de encontro a uma proposta fundamental do Festlatino: o resgate da cinematografia do continente. 

 

Já receberam a honra os argentinos Fernando Birri e Fernando Solanas, o mexicano Paul Leduc e o brasileiro Nelson Pereira dos Santos que, além da retrospectiva de seus filmes, presentearam o público do festival com aulas-magnas sobre a sétima arte. Em comum, todos cineastas-ativistas que colocaram o povo latino no primeiro plano de suas obras: Birri, um dos mais influentes cineastas latinoamericanos, autor do clássico Tire Dié (1959) e fundador da Escola de Cinema e TV de San Antonio de Los Baños – EICT (Cuba); Solanas, responsável por obras de forte crítica social e questionamentos políticos, diretor da trilogia A hora dos fornos, documentário essencial na formação do cinema político no continente, eterno combatente na luta contra o abandono do povo argentino; Nelson Pereira precursor do cinema-novo brasileiro com seus Rio, 40 graus e Rio, Zona Norte, autor da obra-prima Vidas Secas, fundador do curso de cinema da Universidade Federal Fluminense (UFF) e premiado em inúmeros festivais mundo afora; e Paul Leduc, que sempre colocou de forma realista a situação política e social do continente em seus filmes, autor de marcos como Reed: México insurgente (1973) e Etnocídio (1977).   

 

Nesta 5ª edição, serão dois homenageados: Marcelo Piñeyro e João Batista de Andrade (acima, durante abertura do 1º Festlatino), diretor considerado dos mais importantes do cinema brasileiro, com quase 40 títulos no currículo. João Batista segue a linha engajada dos diretores que fizeram a história da cinematografia latina e, por seus filmes, já foi laureado em festivais nacionais e internacionais, com “O Homem Que Virou Suco” (1980 – foto abaixo), melhor filme no Festival de Moscou e premiado nos festivais de Gramado (roteiro, ator e ator coadjuvante), Brasília (ator), Huelva, na Espanha (ator) e Nevers, na França (filme e prêmio da crítica); “Doramundo” (1978), vencedor do Festival de Gramado (filme e diretor); “A Próxima Vítima” (1983), também premiado em Gramado e vencedor de três troféus da APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte); e “O País dos Tenentes” (1987), uma produção contemplada com cinco troféus Candango no Festival de Brasília.
 

Além das ficções, sua importante trajetória como documentarista também será representada por filmes como ”Liberdade de Imprensa” (1966) – seu curta-metragem de estreia -; ”Greve!” (1979) e “Vlado – 30 Anos Depois” (2005). O festival promove ainda o relançamento, em edição ampliada, do livro “João Batista de Andrade – Alguma Solidão e Muitas Histórias: A Trajetória de Um Cineasta Brasileiro”, assinado por Maria do Rosário Caetano e editado pela Imesp, e uma mesa redonda que debaterá sua obra, mediada por Jean-Claude Bernardet.

Linguagens em Intercâmbio

O FESTIVAL INTERNACIONAL DE INTERCÂMBIO DE LINGUAGENS – FIL, patrocinado pela Petrobras desde xxx, realiza um instigante e criativo diálogo entre as mais variadas linguagens artísticas, de forma a integrar artistas, pensadores e público, unidos pelo desejo de criar, pensar e fruir as artes cênicas.

Há oito edições, o Festival se firma como um evento promotor da cultura da convergência, com espetáculos de diferentes raízes e estilos, em um rico intercâmbio entre grupos nacionais e internacionais.

O melhor da produção nacional e internacional de teatro, mix de linguagens, teatro de bonecos, circo e dança contemporâneos, misturas cênicas inovadoras para todas as idades.

8ª. Edição

Em 2010, o FIL acontecerá de 9 a 18 de julho, na cidade do Rio de Janeiro. A principal novidade deste ano será a transmissão pela internet, ao vivo e em tempo real, de parte da programação do Festival, dias 17 e 18, através do portal multimídia Cennarium.

Entre trabalhos do Brasil, da França, Alemanha e Argentina, o público poderá assistir a 3 espetáculos de binacionalidade, 6 internacionais, 14 nacionais, 2 mostras (Novos curadores, novo olhar) de circo contemporâneo e grafite, 3 oficinas gratuitas para as crianças, uma exposição e 3 mesas-redondas: Interfaces e Rede latino-americana para o Público

www.fil.art.br

Abbondanzieri Garante Vitória ao Internacional

 

Nos pênaltis, Inter conquista Troféu Fronteira da Amizade

Após empate em 0 a 0 no tempo normal, o goleiro Pato Abbondanzieri brilhou na disputa por pênaltis contra o Peñarol

Ontem, domingo, o time gaúcho Internacional venceu amistoso contra o Peñarol, nos pênaltis, e conquistou o Troféu Fronteira da Amizade.

Após o empate em 0 a 0 no tempo normal, o goleiro argentino Pato Abbondanzieri brilhou  (como fez por muitos anos na defesa do Boca Juniors)  na disputa por pênaltis e garantiu a taça aos brasileiros em Rivera, território uruguaio fronteiriço ao Brasil.

GRAMADO DIVULGA SELECIONADOS

Curta Metragem Nacional

 1. A MINHA ALMA É IRMÃ DE DEUS, de Luci Alcântara, Recife

2. AMIGOS BIZARROS DO RICARDINHO, de Augusto Canani, Porto Alegre.

3. CARRETO, de Cláudio Marques e Marília Hughes, Salvador.

4. EM TRÂNSITO, de Cavi Borges, Rio de Janeiro.

5. EU NÃO QUERO VOLTAR SOZINHO, de Daniel Ribeiro, São Paulo.

6. HARUO OHARA, de Rodrigo Grota, São Paulo.

7. MAR EXÍLIO, de Eduardo Morotó, Rio de Janeiro.

8. NAIÁ E A LUA, de Leandro Tadashi, São Paulo.

9. NINJAS, de Dennison Ramalho, São Paulo.

10. O CORAÇÃO AS VEZES PÁRA DE BATER, de Maria Camargo, Rio de Janeiro.

11. OS ANJOS DO MEIO DA PRAÇA, de Ale Camargo e Camila Carrossine, São Paulo.

12. PIMENTA, de Eduardo Mattos, São Paulo.

13. PINBALL, de Ruy Veridiano, São Paulo.

14. RATÃO, de Santiago Dellape, Brasília.

15. UM ANIMAL MENOR, de Pedro Harres e Marcos Contreras, Porto Alegre.

16. VENTO, de Marcio Salem, São Paulo.

 

Mostra Gaúcha 2010

 

1. AMIGOS BIZARROS DE RICARDINHO, de Augusto Canani. Porto Alegre.

2. DEPOIS DA PELE, de Márcio Reolon e Samuel Telles. Porto Alegre.

3. EU E O CARA DA PISCINA, de William Mayer. Porto Alegre.

4. LIMBO, de Fernando Mantelli. Porto Alegre.

5. MALDITA, de Claudia Dreyer. Porto Alegre.

6. OS NOMES DO CARIMBO, de Roberto Burd. Porto Alegre.

7. PEIXE VERMELHO, de Andreia Vigo. Porto Alegre.

8. QUANDO O TEMPO DA REFLEXÃO ACABAR, de Vinícius Guerra. Caxias do Sul.

9. UM ANIMAL MENOR, de Pedro Harres e Marcos Contrera. Porto Alegre.

10. UMA VISITA HOLLIWEGER, de Pedro Foss. Esteio.

11. UTTARA, de Ivo Schergl Júnior. Guaíba.

12. VOLTO LOGO, de Eduardo Wannmacher. Porto Alegre.

 

 

Maratona de Cinema da serra gaúcha começa em 6 de agosto. Candidatos concorrem ao cobiçado KIKITO… 

Argentinos Querem MARADONA como Técnico

Mais de dez mil torcedores foram ao Aeroporto de Ezeiza, cantando músicas em homenagem ao ídolo e pedindo que ele permaneça. Seleção joga amistoso dia 11 de agosto

 A seleção argentina desembarcou em Buenos Aires neste domingo cercada de carinho dos mais de dez mil torcedores que foram recepcionar o técnico Diego Maradona, os jogadores e membros da delegação que foi eliminada pela Alemanha nas quartas de final da Copa do Mundo.

Ao contrário do que se esperava, o clima era de total apoio a todos os integrantes da equipe, especialmente a Maradona. Com músicas que pediam a permanência do Pibe à frente da equipe, os torcedores acenavam e mandavam beijos a todos os que desembarcavam.

Segundo o jornal argentino Olé, jogadores e membros da comissão técnica pressionaram a diretoria da Associação de Futebol da Argentina (AFA) para que a viagem de volta fosse antecipada de segunda-feira para sábado, no que foram atendidos. O avião partiu da África do Sul com os 45 integrantes da seleção argentina a bordo, sendo oito na classe executiva – Maradona e parte da comissão técnica – e os demais na classe turística, sendo que todos os jogadores viajaram ocupando três poltronas. Durante a viagem, alguns jogadores teriam se reunido com Maradona pedindo que ele permanecesse como técnico da seleção argentina.

chegada argentinaCerca de dez mil torcedores foram ao aeroporto aplaudir a delegação argentina na chegada a Buenos Aires (Foto: AP)

Nas ruas que ficam ao redor do aeroporto havia uma grande quantidade de automóveis e ônibus, todos com bandeiras argentinas, ou pintados de azul e branco. Ao som de “Y Diego no se va, y Diego no se va”, a multidão cantava e praticamente impedia que o ônibus que levava a delegação do aeroporto para o centro da capital se movesse.

A Argentina tem amistoso marcado para 11 de agosto. Como Maradona tem contrato até 2011, é possível que ele seja demovido da sua intenção de deixar o comando da seleção e inicie um novo ciclo à frente do time.

Vários nomes dos setores político e cultural da Argentina manifestaram apoio à permanência de Maradona na seleção nacional através de redes sociais.

Fique, te banco até o fim – escreveu o Chefe de Gabinete do Governo Argentino, Aníbal Fernández.

Em uma enquete feita pelo jornal Clarín, respondida por cerca de 15 mil internautas, cerca de 68% foram favoráveis à permanência de Maradona à frente da seleção argentina.

Eu Te Amo em Clássicos da MPB