Arquivo do dia: 23/10/2010

Sampa Terá Cinemas Reativados

Fachada do Cine Ipiranga, no Centro (Foto: Filipe Araújo/AE)

Três dos principais cinemas da antiga Cinelândia Paulistana – que chegou a abrigar 30 salas no centro da capital entre as décadas de 1930 e 1950 – devem ser restaurados e transformados em espaços públicos de espetáculos.

Em evento realizado na quinta-feira, 21, o secretário municipal de Cultura, Carlos Augusto Calil, anunciou projeto de desapropriação dos cinemas Art Palácio, Ipiranga e Marrocos, num plano que serviria para revitalizar a região entre as avenidas Ipiranga e São João e o Largo do Paiçandu. Nos últimos dois anos, esses três antigos cinemas foram declarados de utilidade pública pela Prefeitura.

O Art Palácio, inaugurado em 1931 com projeto do arquiteto Rino Levi, será transformado numa casa apenas para shows e espetáculos musicais, inspirada no Radio City Music Hall, de Nova York. Localizado ao lado da Galeria do Rock, o antigo cinema de 3.119 lugares está em fase final de desapropriação – R$ 7,1 milhões já foram depositados para os proprietários e a Secretaria Municipal de Cultura aguarda imissão de posse pela Justiça. Atualmente, funciona no local um cinema pornô.

Circuito comercial

O Cine Ipiranga, também projetado por Levi e inaugurado em 1943 no térreo do antigo Hotel Excelsior, terá sua função mantida: no projeto da Secretaria de Cultura, será transformado em cinema municipal “de grande porte” – apto a receber pré-estreias do circuito comercial, por exemplo.

Inaugurado em 1952 e considerado na época o cinema mais luxuoso do Brasil, o Cine Marrocos será transformado em sala pública de teatro integrada à futura Praça das Artes. Nos andares acima do antigo cinema, está prevista a instalação da sede da Secretaria Municipal de Educação. Hoje, o prédio é ocupado por escritórios e a área do antigo cinema é alugada para grandes eventos, como lançamento de novelas.

No caso dos cines Ipiranga e Marrocos, ainda não há prazo para a desapropriação ser concretizada. Atualmente, a Prefeitura prepara as plantas que darão entrada aos processos.

* Texto de VITOR HUGO BRANDALISE

PARAFERNÁLIOS em 298…

DSC02545

Núcleo de Pesquisa Teatral OS PARAFERNÁLIOS estréia espetáculo Nº298, sobre as memórias de uma casa.

 

Próximo dia 29, no espaço Casa Contemporânea, estréia Nº 298, do Núcleo de Pesquisa Teatral Parafernálios.

O espetáculo é resultado de um ano e meio de pesquisa do núcleo, criado por alunos do curso superior de teatro da Universidade Anhembi Morumbi em 2008.

O tema central da pesquisa é a memória de uma casa e, consequentemente, dos objetos e pessoas que por ali passaram. A chave, o peão, o vestido, os vidros quebrados. A família que construiu a casa; uma madame que a perdeu após o falecimento do marido; moradores de rua que a ocupam, a prostituta que a herda e empreiteiros com projeto de demolição.

Para dar fio condutor a estas memórias está José, personagem esquecido e confuso, que transita e tenta, através de fatos e objetos, reconstituir histórias que aconteceram nesse espaço. José, interpretado por todos os atores (cada um em um momento da peça) é a representação da própria casa tentando não deixar de existir.

            Narra-se todas as ocupações e desocupações desde a construção até a demolição, de maneira poética e não cronológica. As músicas são pontos fortes do espetáculo e nascem a partir de poesias criadas pelo núcleo.

Sobre Os Parafernálios

Surgiu na Universidade Anhembi Morumbi no primeiro semestre do ano de 2008, formado por alunos do curso superior de teatro, com o intuito de pôr em prática a pesquisa adquirida dentro e fora da universidade, a partir da vivência de cada integrante do núcleo.

Sua primeira pesquisa resultou em O mistério das meias vermelhas, espetáculo infantil com linguagem de teatro popular, musicado e criado colaborativamente pelos integrantes do grupo. Premiado na MAC (Mostra de Artes Cênicas de Guarulhos) 2008, o grupo ficou em cartaz durante o segundo semestre do ano de 2008 em Guarulhos e São Paulo, apresentou em escolas públicas e particulares, projetos sociais e participou do Festival de Inverno de Campos do Jordão.

Em março de 2009 teve inicio a nova pesquisa, que teve como tema gerador a memória das coisas e do lugar, e deu origem ao espetáculo Nº 268.

FICHA TÉCNICA

Dramaturgia: Os Parafernálios

Direção: Os Parafernálios

Elenco: Angela Consiglio, Edu Cesar, Jimena Peinado, Laís Loesch e Marina Gadioli.

Preparação Vocal e Direção Musical: Caroline Urias.

Apoio Artístico: Gira de Oliveira.

SERVIÇO

Nº 298

De 29 de Outubro a 14 de Novembro

Sextas e sábados às 21h. Domingos 19h.

Local: Casa Contemporânea. Rua Capitão Macedo, 370. Vila Mariana.  Tel: 2337-3015

Carnaval das Marchinhas…

6º CONCURSO NACIONAL DE MARCHINHAS

Abertas até 29 de outubro as inscrições ao 6º Concurso Nacional de Marchinhas Carnavalescas da Fundição Progresso – Prêmio João de Barro. Além da gravação do CD “As melhores marchinhas do carnaval 2011”, os vencedores ganharão R$18 mil em dinheiro: R$ 10 mil para o primeiro lugar; R$ 5 mil para o segundo lugar e R$ 3 mil para o terceiro colocado. 

Este ano, a inscrição pode ser feita também via internet, pelo site www.concursodemarchinhas.com.br, onde estão disponíveis edital, formulário e ferramentas para upload das músicas. Cada concorrente poderá cadastrar três marchinhas na disputa. As inscrições na portaria do centro cultural e via correio também serão aceitas, de acordo com as regras do edital, as mesmas dos anos anteriores. 

O resultado das 10 músicas finalistas, eleitas pelo corpo de jurados da Fundição Progresso, sairá a partir de 23 de novembro. Dia 16 de dezembro, um grande evento celebra o concurso, reunindo renomados artistas e grupos musicais. 

Dia 2 de fevereiro, os concorrentes defenderão suas marchinhas no baile de lançamento do CD. A final será dia 20 de fevereiro, uma semana antes do carnaval. Neste dia, os jurados assistem às apresentações de todos os concorrentes e escolhem as três que terão seus clipes exibidos pelo Fantástico, da TV Globo. O vencedor será escolhido em votação interativa e popular, aberta para todo o país. 

Braguinha – pseudônimo “João de Barro”

Autor de marchinhas célebres como “Chiquita bacana”, “Yes, nós temos bananas” e “Touradas em Madri”, com Alberto Ribeiro, e “As pastorinhas”, com Noel Rosa, entre outros sucessos carnavalescos, Carlos Alberto Ferreira Braga, o Braguinha, é o homenageado desta edição do concurso. Falecido em 2006 aos 99 anos, o artista figura entre os mais importantes nomes da música brasileira, seara em que ficou conhecido também como João de Barro. O codinome foi usado para driblar o preconceito do pai, que não queria ver o filho envolvido com música popular. Ao lado de Henrique Brito, Alvinho, Noel Rosa e Almirante, Braguinha fundou o grupo “Flor do Tempo”, chamado posteriormente de “Bando dos Tangarás”. Fez parcerias internacionais com nomes como Charles Chaplin e foi um grande entusiasta do cinema, trabalhando inclusive como roteirista.

O concurso

Idealizado por Perfeito Fortuna em 2005, em cinco edições do concurso mais de 4.100 marchinhas foram inscritas, vindas de todos os estados brasileiros. O sucesso do projeto ecoou para fora do país e, na última edição, contou com inscrições de brasileiros radicados no exterior. Os bailes e desfiles realizados pelo concurso já entraram para a tradição da folia carioca, reunindo mais de 30 mil pessoas anualmente. 

Premiados e homenageados

2006 – Prêmio Emilinha Borba: Homero Ferreira – “Milagre do Viagra”

2007 – Prêmio Chiquinha Gonzaga: Bete Bissoli – “Pra Carmen”

2008 – Prêmio Lamartine Babo: Mauro Diniz e Claudio Jorge – “Volante e Cachaça não combina”

2009 – Prêmio Carmen Miranda: Edu Krieger – “Bendita Baderna”

2010 – Prêmio João Roberto Kelly – Renato Torres Lima –  “Bom Dia”

 

SERVIÇO
6° Concurso Nacional de Marchinhas Carnavalescas da Fundição Progresso – Prêmio João de Barro 

Inscrições: até  29 de outubro

Edital: www.concursodemarchinhas.com.br e distribuído em impresso na portaria da Fundição Progresso (Rua dos Arcos, 24 – Lapa – Rio de Janeiro)

Mais informações:

Fundição Progresso – (21) 2220-5070  –  carnaval@fundicao.org

SEXTA é Dia de TRIBO DO TEATRO

Tribo do Teatro / Ano 1
  
Na Roquette-Pinto FM (94,1), ao meio-dia e meia, ou pelo site 94fm.rj.gov.br    

  

* Entrevista: Sérgio Fonta conversa com Rodrigo Nogueira, que escreve, dirige e também atua em sua nova peça, Ponto de fuga, em cartaz no Teatro Gláucio Gill.
   
* Dica da semana:   Hedwig e o centímetro enfurecido, direção de Evandro Mesquita, no Teatro das Artes. 
      
* Dionysos também lê: Livros de hoje, de ontem e de sempre: Um ator errante, de Yoshi Oida, prefácio de Peter Brook (Ed. Beca).
 
* Bastidores:  Sessenta títulos, a maioria de teatro, serão lançados no próximo dia 28, dentro da Coleção Aplauso, em São Paulo.
 
 
Contatos

Tudo, com detalhes, você ouve nesta sexta-feira na 94 FM.

 
Rádio Roquette-Pinto FM / Arte em Movimento / Tribo do Teatro (Av. Erasmo Braga, 118 / 11º)  ou  alazuli@terra.com.br
 
Remessa de livros: Rua Paula Freitas 45 / 801  cep: 22040-010  Rio de Janeiro-RJ
 
Vá ao TEATRO !
Você precisa de teatro e
o teatro precisa de você !

Vem mais Harry Potter por aí…

UCI Cinemas antecipa ingressos de Harry Potter e as Relíquias da Morte

 

Marcada para 19 de novembro a estreia em circuito nacional do aguardado Harry Potter e as Relíquias da Morte Parte 1.

 

Pensando nisso, o UCI vai possibilitar aos seus clientes a chance de adquirirem antecipadamente as entradas para  o filme. A venda poderá ser feita nas  bilheterias UCI de todo o país, nos terminais de auto-atendimento dos cinemas ou pelo site www.ucicinemas.com.br 

O filme fala de Harry, Ron e Hermione numa perigosa missão para encontrar e destruir o segredo da imortalidade e destruição de Voldemort – as Horcruxes. Sozinhos, sem seus mentores ou a proteção de Dumbledore, os três amigos agora dependem um dos outros mais do que nunca. Mas no caminho estão Forças das Trevas que ameaçam acabar com eles.

Consulte a programação no site da UCI e fique sabendo das novidades www.twitter.com/ucicinemas.

 

O Samba da Mangueira Mora em Mim…

O SAMBA QUE MORA EM MIM

 

 O SAMBA QUE MORA EM MIM, filme de estreia da diretora Georgia Guerra-Peixe, será exibido segunda-feira, 25, às 21h50, no Unibanco Arteplex 2, na Competição Novos Diretores, da 34ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo. A sessão será apresentada pela diretora Georgia Guerra-Peixe, pelos produtores Denise Gomes, François d’Artemare, Paula Cosenza, Maria João Mayer e pela roteirista Ticha Godoy.

O documentário tem produção da BossaNovaFilms e está sendo distribuído pela Pandora. 

Partindo de uma pesquisa autobiográfica, O SAMBA QUE MORA EM MIM sai da quadra da escola de samba Estação Primeira de Mangueira e sobe o Morro da Mangueira, no Rio de Janeiro, trazendo um relato pessoal do samba e da história da comunidade.

 Sobre Georgia Guerra-Peixe

Formou-se em cinema pela FAAP, em São Paulo, e começou sua carreira em 1984, no Rio de Janeiro, nas produtoras de Tizuka Yamasaki e Arnaldo Jabor. Trabalhou como assistente de direção em publicidade e dirigiu os curtas Pretérito Perfeito (1998) e Minuto Verdade (2001). 

Sobre a BossaNovaFilms

A BossaNovaFilms é considerada uma das principais produtoras brasileiras de audiovisual, especializada em publicidade, entretenimento, branded content e projetos interativos. Além da estrutura completa de produção no Brasil, oferece mais 5 bases – Argentina, Chile, México, Uruguai e Venezuela –, ampliando as opções para seus clientes internacionais interessados em realizar projetos de full production e production service nestes países. 

O Samba que Mora em Mim na 34ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo

Segunda, 25 de outubro, às 21h50, no Unibanco Arteplex 2

Terça, 26 de outubro, às 17h40, no Cine Livraria Cultura 2

Quarta, 27 de outubro, às 14h30, no Unibanco Arteplex 5

Sexta, dia 29 de outubro, às 16h, no Unibanco Arteplex 6

Brasil/Portugal, 2010, HD, 72 min.

Direção: Georgia Guerra-Peixe

Roteiro: Ticha Godoy, Georgia Guerra-Peixe

Fotografia: Marcelo Rocha

Montagem: Mair Tavares, Nani Garcia, Jair Peres

Música: Dimi Kireef

Produtor: Denise Gomes

Produção: BossaNovaFilms

Participação: Timbaca, Cosminho, Lili, Vó Lucíola, Hevalcy, Mestre Taranta, DJ Glauber.

Distribuição: Pandora

Lady Gaga e Elton John juntos no Cinema

Há algum tempo circulam rumores de que e estrela pop Lady Gaga e o lendário astro Elton John poderiam se juntar em dueto. De acordo com o site EW.com, a colaboração vai acontecer, para a trilha sonora do filme de animação Gnomeo & Juliet, da Disney.

Elton John é um dos produtores do filme, sobre o amor entre dois anões de jardim, cuja estreia é prevista para fevereiro de 2011. Segundo o EW.com, a faixa que ele canta com Lady Gaga se chama Hello, Hello, e toca na primeira vez em que o casal Gnomeo e Juliet se encontra.

Gaga cita Elton John como uma de suas influências. Foto: Reprodução/ Terra

O cantor falou em entrevista ao programa de TV The View que estava planejando lançar uma música com Gaga, mas não deu detalhes. A cantora também não falou sobre a faixa.

Teatro e Psicanálise