Arquivo do dia: 13/04/2011

HOLLYWOOD VÊ ANÁPOLIS como Capital do Cinema

 

                           

Com a exibição do documentário HOLLYWOOD NO SERRADO, de Armando Bulcão e Tânia Montoro, foi aberta ontem, em solenidade festival (seguida de farto jantar aos convidados) a primeira edição do Festival de Cinema de Anápolis, realização da Prefeitura Mujnicipal da cidade, que apostou e investiu na proposta ousada de Débora Torres de realizar um grande panorama do cinema brasileiro em pleno serrado da região central do país.

Débora Torres e o secretário municipal de Cultura, Augusto César de Almeida: empreendimento para colocar ANÁPOLIS no roteiro dos grandes festivais do país

Uma noite vibrante, repleta de pessoas ávidas por se ver na tela e dizer SIM a este belo capítulo que agora se descortina nas páginas da história anapolina. A platéia riu, aplaudiu e se identificou com o precioso documentário da dupla Tânia Montoro e Armando Bulcão, focando um aspecto da história cultural do país que os brasileiros ainda precisam conhecer.

Na platéia, além de todo o público goiano interesssado na Sétima Arte, a presença dos jurados e convidados como Alice Gonzaga (Primeiro Dama do Cinema Brasileiro), atriz Neuza Borges, Embaixador Lauro Moreira,  roteirista e escritor Alex Moletta, jornalista Cid Nader, atriz Mallu Moraes, os produtores baianos Laurita Pires e Edivaldo, cineasta João Batista de Andrade e a atriz Eliana Lage, além de muitos outros cujos nomes agora me escapam.

Mas ao longo da semana, você vai ficar sabendo muito mais, na sua visita diária ao Aurora de Cinema, sobre esta primeira edição do FESTIVAL DE CINEMA DE ANÁPOLIS.

Jornalista, dramaturgo, professor e crítico de cinema, RUBENS EWALD FILHO é presença das mais aguardadas no Festival de Anápolis

Se Todos Jogassem como MESSI… SARAVÁ !!!

Com recorde de Messi, Barça vence outra e ‘esfria’ despedida do Shakhtar 

Sensacional Craque argentino faz único gol da partida e chega aos 48 na temporada.

Catalães aguardam o Real Madrid para uma maratona de quatro clássicos

Durante 20 minutos, a empolgada torcida do Shakhtar Donetsk acreditou que o impossível poderia acontecer na noite de ontem, na Donbass Arena, e que o time da casa daria o troco pelo 5 a 1 sofrido na semana passada no Camp Nou.

Foi quando o Barcelona trouxe os ucranianos de volta à realidade, passou a dominar o jogo, abriu o placar com direito a recorde de Lionel Messi e garantiu a classificação para a quarta semifinal seguida de Liga dos Campeões com uma vitória por 1 a 0.

Na mesma cidade onde disputou seu primeiro jogo de Champions, em dezembro de 2004, Messi tornou-se o maior artilheiro do Barcelona numa única temporada, chegando aos 48 gols em 45 jogos e superando a marca de Ronaldo Fenômeno em 1996/97 e também a própria em 2009/2010.

 

* Com informações de Rafael Maranhão, direto de Donetsk, Ucrânia