Arquivo do mês: setembro 2011

FestCine Maracanaú traz Walter Webb e homenageia Claudio Jaborandy

O 2º FestCine Maracanaú  – Festival de Cinema Digital e Novas Mídias acontecerá a partir da próxima semana,  de 4 a 9 de outubro no Cine Teatro Dorian Sampaio, na cidade da Região Metropolitana de Fortaleza. 

Walter Webb, presença de destaque internacional em Maracanaú

Nesta edição, o festival vai oferecer exibição especial para alunos de escolas da rede pública de Maracanaú, workshops de efeitos especiais e animação 3D com diretores do estúdio norte-americano DreamWorks – Bill Tessier e Chris Kirshbaum; e o seminário Do Roteiro à Produção, a ser ministrado pelo cineasta e produtor Walter Webb.

Ator cearense dos mais atuantes, Jaborandy se destaca pela qualidade de seu trabalho e receberá justa homenagem no FestCine Maracanaú

O festival fará  homenagens ao ator cearense Cláudio Jaborandy (de tantas atuações marcantes no cinema e na TV); ao produtor cultural Mário Jorge Maninho; ao escritor e secretário de Cultura de Maracanaú, Barros Pinho, e ao ex-governador  do Estado do Ceará, Lúcio Alcântara.

 

Cineastas Arthur Leite, Jarleo Barbosa e Aurora M. Leão ‘tietam’ ator cearense Cláudio Jaborandy

Os filmes participantes concorrem ao Troféu Maracanaú e a prêmios em dinheiro nas seguintes categorias: Curta e Longa-Metragem; Mostra Rodolfo Teófilo, com exibição de produções locais e da Região Metropolitana; e Mostra Novas Mídias, na qual concorrem filmes produzidos em equipamentos digitais – câmera fotográfica, web cam, celular, filmadora e outros.

Para saber mais sobre a programação e realizar inscrições, acesse: www.festcinemaracanau.com.br 

Cortejo

Todos os dias do festival sempre às 18h30, o cortejo de artistas sairá da Praça São Francisco rumo ao Cine Teatro Dorian Sampaio.

 

Transporte gratuito

Para que ninguém perca o festival, a organização disponibilizará  todos os dias gratuitamente transporte com destino ao Cine Teatro Dorian Sampaio,

saindo e retornado ao North Shopping-Maracanaú, sempre nos horários: 18h30, 18h45 e 19h. Retorno às 21h, 21h30 e 22h15. 

 O II FestCine Maracanaú – Festival de Cinema Digital e Novas Mídias  é realizado pela Abraham Filmes Digitais,  com direção-geral do cineasta e produtor Afonso Celso. Co-produção: Mungango Produções. Patrocínio da Coelce e Gerdau. Parceria do Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Cultura (Secult) e Governo Federal – Ministério da Cultura, através da Lei de Incentivo à Cultura, Prefeitura Municipal de Maracanaú e Fundação Cultural de Maracanaú. Apoio cultural: Art&Cia, RadCom 106,3 e Rádio Pitaguary AM.  

 

Serviço

II FestCine Maracanaú – Festival de Cinema Digital e Novas Mídias 

 www.festcinemaracanau.com.br

Local: Cine Teatro Dorian Sampaio

Endereço: Rua Edson Queiroz, 5. (Ao lado da Funcult), bairro: Antônio Justa.

Informações: 085 – 8886 6845 

 

O Amor é Arte de Viver… IMACULADA

Vem aí mais um espetáculo dirigido pelo professor, ator, escritor e pesquisador de Teatro, Hemetério Segundo

Em cena, o grupo criado e coordenado por ele e o irmão, Hemetério Terceiro.

A tirar pelo cartaz, IMACULADA é uma flecha no coração, apontando caminhos onde muitos de nós já deixamos pegadas, construindo pontes, tomando atalhos… um poema para se consagrar no palco.

IMACULADAVamos ao Teatro ! 

 Grupo Arte de Viver apresenta
 
IMACULADA
 
Uma mulher comum que, como todas as outras,
descobre o amor, a ele se entrega intensamente
e, conscientemente, sofre com sua perda…
A montagem é o espetáculo de formação da
11ª turma da Oficina Teatral Permanente que,
há 11 anos contribui para a formação de atores
no Estado do Ceará.
 
Elenco:

Isa Vida, Kárita Gardem, Laiza Milena e Patrícia Amaro


Hemetério leva ao palco mais um espetáculo teatral…

Direção: Hemetério Segundo
 
TEATRO SESC EMILIANO QUEIROZ
Dias 1, 2, 8 e 9 de OUTUBRO
Sempre às 20 horas
 
Informações: (85) 8759.5866 

STEVIE WONDER coloca VINÍCIUS DE MORAES no Rock in Rio…

Coisa mais linda nesta madruga vem lá da Cidade do Rock:

o bam-bam-bam da Black Music, STEVIE WONDER faz o público delirar e cantar junto o clássico da Bossa Nova, a canção imortal de tom & vinÍcius…

GAROTA DE IPANEMA…

Cem mil pessoas cantam, em português, acompanhando filha do mago da gaita que está no palco agora, arrasandoooooo…

Periga faltar DVD nas lojas…

VIVAAAAAAAAAAAAAAAAA !!!

FestCine Amazônia vai homenagear Orlando Senna

 

https://i1.wp.com/www.irdeb.ba.gov.br/soteropolis/wp-content/uploads/2010/06/cinema0312.jpg

Confirmada a presença do cineasta Orlando Senna na próxima edição do FestCineAmazônia – Festival Latino Americano de Cinema e Vídeo Ambiental

O Festival, comandado por Jurandir Costa, vai acontecer em Porto Velho, Rondônia, de 15 a 19 de novembro.

Roteirista e co-diretor de Iracema, Uma Transa Amazônica (1974) e outros filmes, Senna será a personalidade homenageada pelo festival este ano.

O baiano Orlando Senna foi um dos cabeças pensantes do movimento que gerou o Cinema Novo, o Cinema Marginal e a Tropicália. Atuou também no teatro, jornalismo, roteirista e na música, juntamente com nomes como Gilberto Gil, Caetano Veloso e Tom Zé.

Dentre as obras cinematográficas nas quais trabalhou, estão Gitirana, Diamante Bruto, O Rei da Noite, Coronel Delmiro Gouveia, Abrigo Nuclear e opera do Malandro (com Chico Buarque). Percorreu o Brasil, América Latina e África.


SENNA foi Secretário de Audiovisual do Ministério da Cultura, diretor da TV Brasil e autor dos livros Delmiro Gouveia, Xana, Ares nunca dantes navegados, e Máquinas eróticas.

O FestCine Amazônia é patrocinado pela Oi e apoio cultural da Oi Futuro.


Mais notícias em:

Twitter: @cineamazonia
Facebook: http://www.facebook.com/Festcineamazonia
Site oficial: http://www.cineamazonia.com

Show de João Gilberto, ao vivo, para Juazeiro

O show que vai encerrar a turnê de JOÃO GILBERTO – 80 Anos – Uma Vida Bossa Nova -, em Salvador, será transmitido ao vivo para a cidade natal do artista, Juazeiro, na Bahia. A pedido do próprio João, a principal praça de Juazeiro receberá um telão gigante para a noite especial.

 

A praça da Imaculada Conceição, em Juazeiro, terra natal do grande músico da Bossa Nova, o violonista fenomenal, JOÃO GILBERTO

A população poderá acompanhar em tempo real o show, marcado para 9 de dezembro, no Teatro Castro Alves. “Com certeza encerraremos essa turnê inédita em grande estilo”, comenta Barretto Junior, da OCP Comunicação, uma das realizadoras da turnê, que passará por cinco capitais.

 

A turnê inédita de João Gilberto terá inicio em Sampa, em 5 de novembro – Dia da Cultura – e passará pelas cidades do Rio, Brasília, Porto Alegre e Salvador. A realização é da OCP Comunicação e Mauricio Pessoa Produções.

Ana de Hollanda assina amanhã convênio MinC/Sebrae

A ministra da Cultura, Ana de Hollanda, assina nesta sexta, 30 de setembro, às 9h30, na sede do Ministério, acordo de cooperação com o Sebrae. Serão investidos mais de R$ 3 milhões em ações de mapeamento, capacitação, apoio ao mercado, geração de negócios e gestão empresarial para competividade e sustentabilidade.

Ana de Hollanda: querendo fazer mais em prol da Cultura

Entre os objetivos do acordo, a ser gerido pela Secretaria da Economia Criativa (em estruturação), está o mapeamento das cadeias produtivas de setores específicos da economia da cultura e dos territórios. Pretende-se identificar vocações locais e potencialidades de cada região, e organizar estudo sobre geração de trabalho e renda por estes setores.

Será elaborado um Guia do Empreendedor da Cultura, com informações relacionadas à produção, ou como iniciar um negócio, ou ainda como obter linhas de financiamentos. Além disso, haverá cursos, palestras e programas de fortalecimento associativo, e de elaboração de projetos em gestão cultural. O acordo prevê viagens técnicas para conhecer experiências nacionais e internacionais de empreendimentos criativos bem sucedidos.

Além da ministra Ana, estarão presentes para a assinatura do acordo o diretor-presidente do Sebrae, Luiz Barreto, e a secretária da Economia Criativa, a cearense Cláudia Leitão, que foi por 4 anos Secretária de Cultura do Ceará.

LUME Filmes no Festival do Rio

 Entre os seis títulos inéditos, e internacionalmente premiados, com os quais a ‘maranhense’ LUME FILMES (do cineasta e produtor Frederico Machado) marca presença nesta edição do Festival do Rio, o novo longa do cearense Petrus Cariry, que vem colecionando elogios por onde passa.
 
O Festival do Rio começa no próximo dia 6 e vai até dia 18.  Os filmes a serem apresentados pela Lume durante o festival são:
 
CAMINHO PARA O NADA (Road to Nowhere, EUA, 2010)
Direção: Monte Hellman
Elenco: Shannyn Sossamon, Tygh Runyan, Dominique Swain, Cliff De Young, Waylon Payne, John Diehl, Fabio Testi.
Sinopse: Um jovem cineasta (Tygh Runyan) começa a rodar seu novo filme e conhece a atriz perfeita (Shannyn Sossamon). A partir daí, inicia-se uma trama de suspense envolvendo a vida real do realizador, a mulher misteriosa e seu colega de elenco (Cliff De Young).
 
O MOINHO E A CRUZ (The Mill & the Cross, Suécia/Polônia, 2011)
Direção: Lech Majewski
Elenco: Rutger Hauer, Charlotte Rampling, Michael York.
Sinopse: Uma recriação da pintura épica de Pieter Brugel “A procissão para o Calvário”, de 1654. No filme, Rutger Hauer representa Bruegel, Michael York vive um colecionador de arte amigo do pintor e Charlotte Rampling é a inspiração para sua Virgem Maria. Majewski – usando efeitos visuais, tomadas em locações na Polônia, na Áustria e na Nova Zelândia e um imenso pano de fundo pintado à mão – conta a história da pintura através de uma análise minuciosa de rituais seculares da vida cotidiana flamenga no século XVI, com cenas que revelam as escolhas artísticas de Bruegel e o contexto político do momento.
 
O VENDEDOR (Le Vendeur, Canadá, 2011)
Direção: Sébastien Pilote
Elenco: Gilbert Sicotte, Nathalie Cavezzali, Jérémy Tessier, Jean-François Boudreau, Pierre LeBlanc.
Sinopse: Marcel (Gilbert Sicotte) é um vendedor de carros que está prestes a se a aposentar, mas uma tragédia irá mudar todos os seus planos.
 
TRIÂNGULO AMOROSO (Drei, Alemanha, 2010)
Direção: Tom Tykwer
Elenco: Sophie Rois, Sebastian Schipper, Devid Striesow.
Sinopse: A história de amor de Hanna e Simão, casal que vive em Berlin, e o envolvimento de ambos com um mesmo homem. 
 
OLIVER SHERMAN – UMA VIDA EM CONFLITO (Oliver Sherman, Canadá, 2011)
Direção: Ryan Redford
Elenco: Garret Dillahunt, Donal Logue, Molly Parker, Kaelan Meunier, Ava Corbeil, Marc Strange.
Sinopse: O solitário veterano Sherman Oliver (Garret Dillahunt) viaja ao interior para encontrar Franklin Page (Donal Logue), um soldado que salvou sua vida durante. A disparidade de suas rotinas no pós-guerra causa tensão e desperta sentimentos que Page preferiria deixar enterrados.
 
Zezita Mattos, grande atriz paraibana, protagoniza o filme de Petrus Cariry…
 
MÃE E FILHA (Mãe e Filha, Brasil, 2011)
Direção: Petrus Cariry
Elenco: Zezita Matos e Juliana Carvalho.
Sinopse: Depois de uma longa separação, mãe e filha se encontram no sertão, entre ruínas e lembranças. O destino da filha nega o sonho da mãe. O passado é um círculo que aprisiona os vivos e os mortos. A filha quer romper com este passado, mas as sombras espreitam.
 
Sobre a LUME FILMES
Destacada distribuidora de filmes em home vídeo, com especial foco em clássicos mundiais e no cinema autoral e independente, a LUME FILMES começou em 2011 a atuar, também, na distribuição cinematográfica e literária.  
 
Website oficial: www.lumefilmes.com.br

O diferencial de Sergipe… ARRASTÃO CURTA-SE 11…

Rosângela Rocha criou o CURTA-SE há 11 anos. O Festival de Cinema nasceu como uma atividade dentro do Encontro Nacional de Estudantes de Comunicação, o ERECOM, da Universidade Federal de Sergipe.

Primeiro iria se chamar FIS – Fórum da Imagem e do Som. Mas depois de muita troca de idéias, idas e vindas, optou-se por Festival Brasileiro de Curtas-Metragens de Sergipe (CURTA-SE).

Rosângela Rocha: contribuição fundamental para o movimento de Cinema em Sergipe

O primeiro Curta-SE foi muito bem sucedido, embora o panorama audiovisual sergipano ainda fosse  pouco movimentado, tanto em produção como em difusão. Mas na segunda edição, o Curta-SE já virava Festival Luso-Brasileiro de Curtas-Metragens de Sergipe, passando a contar com produções portuguesas, a partir de uma parceria com o Festival Luso-Brasileiro de Santa Maria, que acontece anualmente em Lisboa. 

Em 2003, a determinação e constância das atividades audiovisuais implementadas por Rosângela e sua irmã Deyse Rocha, fizeram nascer a Casa Curta-SE, Organização Não-Governamental que contribui para a difusão do audiovisual em Sergipe, e hoje entidade realizadora do Festival.

Solenidade_10

Deyse e Rosângela Rocha com o cineasta Geraldo Motta na noite de abertura

Em 2008, o festival transforma-se em Festival Iberoamericano de Curtas-Metragens. Isso possibilitou a participação de países abrangidos pelo programa Ibermedia, do qual fazem parte a Argentina, Brasil, Chile, Uruguai, Cuba, México, Venezuela, Colômbia, além de Portugal e Espanha. Além disso, no mesmo ano, o Curta-SE passou a integrar, em sua programação, mostras competitivas de longas-metragens.

Do início pra cá, os passos foram acelerados: de 50 inscritos em 2001, o festival teve 605 inscrições neste 2011. 

Uma obra de porte para Aracaju: Teatro Tobias Barreto, com capacidade para 1,300 pessoas…

A 11ª edição aconteceu de 12 a 17 de setembro. Além das mostras competitivas, o festival contabiliza mostras informativas, exibidas em espaços alternativos e em cidades do interior sergipano, e promove seminários, oficinas e workshops gratuitos e abertos ao público.

Viaduto Carvalho Deda: obra marcante com bela iluminação…

Conhecer Aracaju era um sonho antigo, conforme falei em post anterior. Desta vez, pude aceitar o amável convite de Rosângela. Cheguei na madrugada em que o festival começaria: ao descer do avião, já me esperava a locomotiva Adriana, simpatia e eficiência, que me levou ao hotel Jatobá, na famosa Passarela dos Caranguejos – logo eu, que amo este marisco – ‘vocês não querem que eu vá embora’, pensei de imediato.

O festival foi aberto no imponente Teatro Tobias Barreto (de onde se avista um coloridamente iluminado viaduto Jornalista Carvalho Deda) – beleza e acuidade visual e sonora adequadas. O hall do teatro foi cenário de uma exposição relativa ao ícone sergipano Arthur Bispo do Rosário – tema do filme exibido na noite com oatração: O Senhor do Labirinto foi rodado em Sergipe, com maioria da equipe sergipana – surpreendente a competência e rigor com que artesãos e artistas visuais criaram uma ambiência cênica para o filme, inspirada nas criações da lendária figura, tão assemelhada ao que conhecemos como produção de Bispo. As peças criadas para o filme foram o mote de interessante exposição na ampla sala de recepção do Teatro Tobias Barreto. Tudo muito bem feito, delicado, inspirador.

* O protagonista do filme de abertura é Flávio Bauraqui, cujo manancial interpretativo já é bem conhecido de quem milita nas áreas do Teatro/TV/Cinema. Bauraqui é contagiantequando interpreta, de tal modo convincente, sempre, que já virou praxe chamá-lo “ladrão de cenas”… Dá um baile em O Senhor do Labirinto. Ao seu lado, uma graciosa Maria Flor, conduzida pela imensidão da atuação do colega. 

Flávio Bauraqui na exposição sobre o legado de Arthur Bispo do Rosário

A história de Arthur Bispo do Rosário, um homem acometido por esquizofrenia, produzia espantosos bordados, com fortes traços de arte pop contemporânea. Este é o foco de O Senhor do Labirinto, filme lançado em Aracaju na abertura do Festival, e apresentado por seu diretor, Geraldo Motta, que, muito emocionado, agradeceu a toda a comunidade sergipana que contribuiu para o filme e aos organizadores do Curta-SE.

Depois da exibição, com casa lotada, foi a vez de Jessie Evans subir ao palco e fazer seu show. A artista inglesa foi bem assediada pela platéia que a acompanhou até o fim. Ficou uns dois dias em Aracaju, e não deixou de aproveitar a praia em nenhum deles.


A performática Jessie Evans: atração da noite de abertura do CURTA-SE 11 

Neste 2011, o CURTA-SE aconteceu em Aracaju e outras 3 cidades sergipanas – Estância, Laranjeiras e São Cristóvão. As exibições da Mostra competitiva aconteceram numa das salas do amplo e confortável CineMark, abrigado no Shopping Jardins, onde os participantes e convidados do festival podiam ser vistos toda noite em boas rodadas de conversas – entre uma sessão e outra, uma pausa para jantar e trocar idéias.

E o CURTA-SE transcorreu tranquilo (porque tudo deu certo) e agitado (porque eram muitas as atividades, o dia inteiro, em locais diferentes): na programação, debates, lançamento de livros, oficinas e, o melhor de tudo, os passeios Cinema & Turismo, responsáveis por promover um verdadeiro encantamento co ma capital sergipana e por unir gente de todas as partes do Brasil, e de países como Portugal e Espanha.

Neste item, sobretudo, o CURTA-SE assinala um importante diferencial entre os festivais de cinema do país: Rosângela Rocha se esmera em fazer não só o Cinema IberoAmericano chegar em várias partes de Sergipe, como também capricha para que, cada um dos participantes do festival, fique encantado com o lugar, leve um pouco ou muuito dele no coração, e despeça-se de Aracaju quase com um pedido em uníssono – “Eu quero estar aqui ano que vem”.

Aliás, essa era a frase mais ouvida na noite de encerramento do festival pelos muitos jurados, ‘entregadores de troféus”, apoiadores do Curta-Se e vencedores que ali estiveram – não havia um só que não falasse da intenção de retornar em 2012.

Festa na noite de encerramento do CURTA-SE: celebração do encontro…

Por si só, isso deve ser para Rosângela Rocha a satisfação de um dever cumprido além do “manual” e a certeza de estar no caminho certo com o CURTA-SE. É impressionante como esta moça e sua equipe se desdobram para agradar aos convidados, realizadores e demais participantes do CURTA-SE. Impossível não sair dali completamente encantado com Aracaju e a força e sintonia da equipe que faz o CURTA-SE com tanta dedicação.

Tony Viegas, Aurora, Rosângela Rocha e Amilton Pinheiro: Brasileiros rumo à Bahia…

Difícil sair dali e não pensar num regresso futuro. Porque o que Rosângela pensou, e muito acertadamente vem fazendo, é aliar duas coisas que são primas-irmãs: Cinema & Turismo – a magia da tela e a beleza dos cenários naturais de sua terra. Que ela nos “apresenta” despretensiosamente, como quem está ali só observando o tempo passar.

E assim, mansa mas decididamente, Rosângela Rocha nos levou para conhecer e usufruir das belezas de São Cristóvão (a bela cidade cuja praça centenária virou Patrimônio Imaterial do Brasil), das delícias de Mangue Seco (que embora fique na Bahia, acaba sendo uma boa extensão do território sergipano, pela facilidade de acesso até lá), e da simplicidade pacata das belas e largas ruas da capital sergipana.

Cavi Borges, Aurora M. Leão, Flávio Bauraqui e Amilton Pinheiro rumo a Mangue Seco: pura curtição !

Em Aracaju, uma das coisas mais notáveis, é a imensa faixa de beira-mar, quase ‘intocada’, sem um edifício pra empatar que se usufrua da beleza da orla e impedir que se aproveite uma boa brisa, que nunca dá trégua ao calor. Delícia observar as generosas avenidas que compõem a orla de Atalaia e a de Aruana, como se fossem feitas exclusivamente para o desfrute de nosso olhar, e ainda ter uma bela região de moradias elegantes e bem cuidadas, cuja vista principal é o imponente rio Sergipe. Um luxo singular, numa capital que tem tudo pra virar uma coqueluche do Nordeste.

Lucênio Carvalho e Roseli, Zé Agripino e Aurora: passeio pelo Mercado…

Ainda há detalhes relevantes a falar sobre esta décima-primeira edição do Curta-Se  mas vou deixar isso para um próximo post pois o cansaço agora se aninha entre meus dedos e  não quero expressar-me sem o cuidado necessário sobre dias tão felizes, curtidos em tão boas companhias.

O centenário prédio do Mercado Municipal, um dos mais amplos e melhores do Brasil, com impressionante variedade de artesanato, comidas e bebidas típicas. Passeio imperdível em Aracaju…

Bernadete Duarte, A Repórter, sempre cobrindo com o diferencial da qualidade, o movimento cinematográfico brasileiro. Aqui ela entrevista a homenageada Guta Stresser, em foto de Aurora Miranda Leão.

Os premiados realizadores Cata Preta, Lisandro Santos e José Agripino com esta jornalista: manhã de passeio pelo centro histórico de Aracaju.

Aurora entre os queridos Amilton Pinheiro e Itamar Borges: curtição sergipana

Um troféu CURTA-SE para a “curtição” promovida por Rosângela Rocha…

Em todo caso, pra encerrar bem, vale dizer : o CURTA-SE é um Festival de Cinema que cresceu, consolidou-se e se firma como um vasto território para vôos muito mais altos.

Que venha mais Curtição ! Viva o CURTA-SE !

Aguardem um próximo post.

Roseli Honorato, Andrezza, Cata Preta, Aurora M. Leão, Lisandro Santos e José Agripino, fotografados por Lucênio Carvalho.

O Filme dos Espíritos estréia segunda em todo o país

Nelson Xavier, Etty Fraser, Sandra Corveloni, Ênio Gonçalves, Ana Rosa e Reinaldo Rodrigues estão no elenco   

O Filme dos Espíritos é livremente inspirado em O Livro dos Espíritos, escrito por Allan Kardec, em 1857. Trata-se de obra basilar da doutrina codificada por Kardec, publicada em forma de perguntas e respostas. Rodado grande parte em São Paulo, o longa contou também com filmagens em Cajazeiras/PB, Atibaia, Araçoiaba da Serra e Ubatuba (SP).

O longa traz a história de Bruno Alves, que, por volta dos 40 anos, perde a mulher e se vê completamente abalado. A perda do emprego se soma a sua profunda tristeza. O protagonista se imagina num doloroso caminho sem volta.  Nesse momento, ele entra em contato com O Livro dos Espíritos. A obra lhe é dada por um desconhecido, em momento crucial da sua jornada.

A partir daí, Bruno começa sua busca pela compreensão dos mistérios da alma. Um antigo professor e sua mulher, ambos espíritas, o auxiliam nesse processo de recuperação. 

Sobre a Produtora

A Mundo Maior Filmes é uma produtora de cinema sediada em São Paulo, que preza pelo caráter educativo e espírita de suas obras. Representa uma unidade de negócios da Fundação Espírita André Luiz (FEAL), nascida da obra social das Casas André Luiz. A FEAL é também a mantenedora da Rede Mundo Maior de TV, da Rede Boa Nova de Rádio e da Editora e Distribuidora Mundo Maior. A partir da criação da Mundo Maior Filmes, em 2009, a Fundação passou também a utilizar-se da sétima arte para divulgação de conteúdo educativo e espiritualista. 

Sobre os diretores

André Marouço – nascido em São Paulo, em 1970, Marouço é jornalista e radialista com mais de 20 anos de experiência, tendo passado pelas TVs Globo, Cultura e SBT. Entre outros trabalhos, destacam-se sua participação como produtor executivo, idealizador e coordenador geral da I Mostra Mundo Maior de Cinema e do projeto Mundo Maior de Cinema; diretor e roteirista dos documentários Sacramento Natureza e História (2005 / Versátil), Terceira Revelação – A Morte não Existe (2005 / Mundo Maior Filmes) e 60 Anos Transformando Vidas (2009 / Mundo Maior Filmes); diretor de fotografia dos documentários Um Lugar Chamado Lar (1999 / TV Cultura), A Riqueza do Lixo (2000 / TV Cultura) e A Cidade e a Criança (2000 / TV Cultura). 

Michel Dubret – Formado em cinema pela FAAP, ingressou no de 2003 no Studio Fátima Toledo. Neste trabalhou como assistente da Fatima Toledo no casting e na preparação de atores nos filmes: O Céu de Suely (dir. Karin Ainouz), Mutum (dir. Sandra Kogut), Tropa de Elite (dir. José Padilha) e Linha de Passe (dir. Walter Salles), entre outros. Entre 2007 e 2008, dirigiu curtas metragens como James e Ulisses, O Quarto e Chuva Rasa, todos produzidos e realizados pelo Studio Fátima Toledo. Dubret também adquiriu experiência profissional na Cinemateca Brasileira nos departamentos de catalogação, preservação e restauração de filmes como Deus e o Diabo na Terra do Sol (Glauber Rocha) e Macunaíma (Joaquim Pedro de Andrade), entre outros, durante o período de quatro anos. 

Sobre as Casas André Luiz

O Centro Espírita Nosso Lar Casas André Luiz nascido há 60 anos, dedicou-se, desde o início, a cuidar de pessoas com deficiência intelectual (em grau leve, moderado, grave e profundo), com ou sem deficiência física associada. O objetivo primeiro da instituição é gerar qualidade de vida material e espiritual à pessoa com deficiência intelectual. 

Atualmente, a Casas André Luiz oferece duas unidades de atendimento: a Unidade de Longa Permanência e Ambulatório de Deficiência Mental de Vila Galvão. Somando os atendimentos prestados nas duas unidades, chega-se ao número de 1400 pacientes por mês. Hoje, a instituição ostenta, com orgulho, o Certificado de Sistemas de Qualidade, expedido pela Fundação Vanzolini, que atesta que o Sistema de Qualidade das Casas André Luiz cumpre os requisitos da norma NBR ISO 9001:2000.

 

Um pouco de Allan Kardec e a força de sua obra

O Livro dos Espíritos foi escrito pelo educador francês Hippolyte Rivail, conhecido por seu pseudônimo Allan Kardec, em 1857. A obra é considerada ainda hoje como a obra fundamental do Espiritismo. 

Segundo o Livro:

De fato, o espiritualismo é o oposto do materialismo, e qualquer um que acredite ter em si algo além da matéria é espiritualista, embora isso não queira dizer que creia na existência dos Espíritos ou em suas comunicações com o mundo material.

Em vez das palavras espiritual, espiritualismo, utilizamos para designar a crença nos Espíritos as palavras espírita e Espiritismo, que lembram a origem e têm em si a raiz e que, por isso mesmo, têm a vantagem de ser perfeitamente inteligíveis, preservando à palavra espiritualismo sua significação própria.

Diremos que a Doutrina Espírita ou o Espiritismo tem por princípio a relação do mundo material com os Espíritos ou seres do mundo espiritual. Os adeptos do Espiritismo serão os espíritas ou, se quiserem, os espiritistas”

Ficha técnica de O Filme dos Espíritos

DIREÇÃO: André Marouço e Michel Dubret

ROTEIRO: André Marouço

Elenco Principal: Reinaldo Rodrigues, Nelson Xavier, Ana Rosa, Briza Menezes, Alethea Miranda, Ênio Gonçalves.

Participações especiais: Etty Fraser, Sandra Corveloni, Luciana Gimenez

Duração: 101 minutos 

Igrejinha terá Oktoberfest em outubro

Reforço à campanha de conscientização

no trânsito durante a festa

 

Desde 2008, a Oktoberfest de Igrejinha conta com o selo “Se você dirigir, por favor, não beba!”. A festa começa em menos de três semanas. Ingressos antecipados já estão à venda. 

Mesmo antes de o governo federal lançar a lei de tolerância zero ao álcool, em 2008, a Oktoberfest de Igrejinha já se preocupava com os perigos da mistura álcool e direção. Por isso, neste mesmo ano, lançou o selo “Wenn Sie fahren, Bitte, nicht trinken!”, ou seja, “Se você dirigir, por favor, não beba!”. Em todas as edições da festa, o tema é lembrado através da divulgação do selo aos visitantes. Quem alerta sobre o assunto é o Presidente da entidade promotora da festa, a Associação de Amigos da Oktoberfest de Igrejinha (Amifest), Luiz Fernando Sohne, o Lux. “Na semana passada realizamos uma importante reunião com as autoridades do município para discutir sobre as alternativas de prevenção aos acidentes envolvendo o consumo de bebidas alcoólicas e direção”, informa Lux. Para ele, a melhor alternativa para se divertir em segurança é através de transportes contratados, como ônibus e vans. “A responsabilidade de um motorista é muito grande. Antes de assumir a direção, pense nas pessoas que estão na carona e na sua família e se divirta consciente”, alerta Lux.

 

INGRESSOS ANTECIPADOS – Além das lojas da Rede UnidaSul, os ingressos antecipados para a maior festa comunitária do país podem ser adquiridos nos seguintes pontos de venda:

 

  • Budega Discos de Igrejinha e de Taquara
  • Estação Rodoviária de Campo Bom e de Taquara
  • Farmácias Agafarma de Igrejinha e de Três Coroas
  • Kunst Materiais de Construção de Igrejinha
  • Lotéricas de Igrejinha e de Três Coroas 

Até dia 14, os ingressos custam R$ 7,00. Após, os ingressos estarão disponíveis no Parque de Eventos Almiro Grings, ao valor de R$10,00.

 

A 24ª Oktoberfest de Igrejinha ocorrerá de 14 a 23 de outubro, no Parque de Eventos Almiro Grings, no centro de Igrejinha/RS. A festa tem patrocínio da Nova Schin. Na programação, estão confirmados shows de Michel Teló, Lulu Santos e NXZero, entre outros. Mais informações: (51) 3545.1077 ou pelo www.oktoberfest.org.br.