Arquivo do dia: 07/09/2011

Herrera e LOCO ABREU Garantem Bela Vitória ao Botafogo

Veloz e furioso: Botafogo goleia o Ceará e incendeia o Engenhão lotado

Cariocas sentem o gosto da liderança por 59 minutos e goleiam por 4 a 0 diante de 42 mil presentes, com gols de Herrera (dois), Loco Abreu e Cidinho

Com grande apoio da torcida, que lotou o Engenhão nesta quarta-feira (36.995 pagantes e 42.000 presentes), o Botafogo voltou a mostrar a sua força ao passar fácil pelo Ceará e golear por 4 a 0, gols de Herrera (dois), Loco Abreu e Cidinho, em partida válida pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O time de Caio Júnior, que chegou a liderar a competição durante 59 minutos, período em que o São Paulo empatava com o Atlético-MG, está na segunda colocação. Tem 40 pontos, um a menos do que o Tricolor paulista, que venceu por 2 a 1 no Morumbi. E ainda pode ser ultrapassado por Corinthians (40 pontos) e Vasco (38) nesta quinta, quando terá um jogo a menos do que seus concorrentes.

 Argentino Herrera e uruguaio LOCO ABREU fazem a dobradinha escândalo do BOTAFOGO… 

A festa dentro do Engenhão contrastou com a grande confusão do lado de fora, onde muitos torcedores sem ingresso entraram em confronto com policiais militares. Na próxima rodada, o Botafogo tem pela frente o Coritiba, às 16h de domingo, no Couto Pereira, enquanto o Ceará recebe o Atlético-GO, no mesmo horário, no Presidente Vargas.

Na grande panela de pressão formada no Engenhão, o Botafogo aproveitou a presença em massa da torcida para começar o jogo com velocidade e jogadas pelas pontas. Tanto que bastaram apenas cinco minutos para o time da casa abrir o placar. Elkeson deixou Boiadeiro para trás e cruzou para Herrera. Na dividida na pequena área, a bola ainda desviou na cabeça de Vicente e entrou: 1 a 0. A euforia dos torcedores ficou ainda maior quando, no Morumbi, o Atlético-MG empatava o jogo contra o São Paulo.

Veloz e aplicado, o Botafogo jogava praticamente com quatro atacantes, já que Elkeson e Maicosuel se juntavam a Herrera e Loco Abreu num quadrado que levava muito perigo ao adversário. Do lado dos visitantes, o Ceará trocava passes, mas encontrava dificuldades para furar a forte marcação do Botafogo, abusando sem sucesso dos cruzamentos para a área. Os chutes de longa distância de Boiadeiro e João Marcos não chegaram a assustar.

herrera botafogo x ceará (Foto: Alexandre Cassiano/Globo)
Herrera é abraçado pelos companheiros no primeiro gol do Botafogo (Foto: Alexandre Cassiano/Globo)

Fabrício é expulso e Botafogo fica com um jogador a mais

O time de Caio Júnior só não ampliou mais cedo a contagem porque Herrera perdeu chance claríssima ao dar um carrinho na bola, após chute cruzado de Maicosuel, e mandar na trave. E o que era bom para o Botafogo ficou ainda melhor quando Fabrício, aos 44 minutos, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. A reclamação do Ceará foi muito grande, já que foi João Marcos quem cometeu a primeira falta em que Fabrício acabou punido.

Na cobrança da falta, Maicosuel mandou para o gol, mas o lance foi anulado porque Herrera, em impedimento, passou na frente da bola. A arbitragem considerou que houve interferência na jogada.

A força do Botafogo ficou ainda mais nítida na segunda etapa. Com um jogador a mais, o time não teve problemas para conseguir o segundo gol. Aos 12 minutos, Everton, que havia acabado de entrar na vaga de Márcio Azevedo, cruzou na medida para Herrera cabecear sem defesa para Diego: 2 a 0.

elkeson botafogo x ceará (Foto: Alexandre Cassiano/Globo)
O meia Elkeson foi um dos destaques do Botafogo contra o Ceará (Foto: Alexandre Cassiano/Globo)

A essa altura, o duelo marcava dez finalizações para cada lado, mas a ineficiência do Ceará era vista com o zero no placar. O time da casa, por sua vez, mostrava ótimo futebol. Prova disso foi o gol de Loco Abreu aos 27 minutos, um golaço não pela finalização, mas pela jogada inteira. Lucas lançou Elkeson em profundidade, o meia deu belo passe de calcanhar, e Maicosuel acionou o uruguaio, que bateu de primeira para estufar a rede: 3 a 0.

Mas a vitória ainda tinha mais um capítulo, inusitado. Everton, mais uma vez, fez ótimo cruzamento para o baixinho Cidinho (1,69m) subir no meio da zaga e cabecear: 4 a 0. Foi o primeiro gol do meia de 18 anos como profissional.

Atordoado, o Ceará passou a se defender como podia para não sofrer mais gols. Os botafoguenses, velozes e furiosos, jogaram com todo o gás até o fim. A liderança não chegou nesta rodada, mas o gostinho já foi sentido.

* por GLOBOESPORTE.COM

MESSI AFIRMA: MARADONA É O MELHOR da HISTÓRIA

‘Maradona é o melhor da história. Não vi Pelé jogar, mas não me faz falta’ 

 

A polêmica disputa entre Maradona e Pelé pelo título de melhor jogador da história ganhou mais um capítulo nesta quarta-feira. Atual estrela do futebol mundial, o argentino Lionel Messi reiterou sua preferência pelo compatriota e ainda provocou o brasileiro.

“Maradona é o melhor da história, sem dúvidas. Não vi Pelé jogar, mas não me faz falta”, disparou o craque do Barcelona, em entrevista à ESPN.

Por outro lado, Messi fez questão de elogiar o futebol brasileiro, principalmente Ronaldo e Neymar. “Ronaldo foi o melhor atacante que vi na minha vida, o que mais gostei. Surpreendeu-me como jogador. Já Neymar é outro grande jogador e, de fato, me parece que sua presença faria muito bem à Liga espanhola”, completou.

Por fim, o camisa 10 do Barça afirmou que pretende atuar no futebol argentino um dia. O Newell’s Old Boys, clube onde começou antes de ir para a Espanha, é o destino predileto. “Desde criança, sonho em jogar no futebol argentino e, particularmente, no Newell”s Old Boys. Sempre disse isso. Esta é uma experiência que quero ter. Sempre fico acordado para ver partidas de futebol argentino pela TV“, finalizou.

Sergipe: praça de Cinema a partir de segunda, 12 de setembro

Flávio Bauraqui será Mestre de Cerimônias do XI Curta Sergipe  

 Filme Senhor do Labirinto, sobre o sergipano Arthur Bispo do Rosário, será exibido na noite de abertura

Bauraqui, um de nossos mais versáteis e talentosos atores, vai abrilhantar esta edição do CURTA-SE

A 11ª edição do Festival Iberoamericano de Cinema de Sergipe (Curta-SE) ganhou mais um dia de programação. O prestigiado festival acontecerá de 12 a 17 de setembro com mostras nas cidades de Aracaju, São Cristóvão, Laranjeiras, Estância.

O Curta-SE conta com exibições no Teatro Tobias Barreto, onde acontece a solenidade de abertura,  Cinemark, Sesc Centro, Universidade Tiradentes e nos campi da Universidade Federal de Sergipe (São Cristovão e Laranjeiras).

Laranjeiras: cidade será cenário de várias exibições do festival CURTA-SE

A 11ª edição do festival bateu recorde de inscrições: foram 605 inscritos nas cinco categorias. Desse total, foram selecionados às mostras competitivas 10 vídeos de bolso, 20 vídeos iberoamericanos, 20 curtas 35mm, 10 vídeos sergipanos e 5 longas-metragens.

O Curta-SE é dividido em mostras competitivas, com votação do júri popular e oficial, e em mostras informativas, exibidas em espaços alternativos e em cidades do interior sergipano. Além das competitivas, também fazem parte do festival, as mostras informativas: festivalzinho, curtas iberoamericanos, longas, inclusão para pessoas com deficiência, tudo com acesso gratuito, e mais de 140 filmes a serem exibidos nesta edição.

Ingressos para o festival começam a ser distribuídos amanhã…

Para a realização dos 6 dias de festival, uma equipe de 40 pessoas trabalha nas áreas de Mostras, Produção, Produção de Eventos, Fotografia, Assessoria de Comunicação, Transporte, Tradução, Receptivo e Cerimonial, comandadas pela diretora-executiva, Rosângela Rocha, e pela produtora-executiva, Deyse Rocha. Desse total, 26 são estagiários, selecionados para trabalharem desde o processo de pré-produção até o pós-festival.

O Curta-SE também desenvolve um trabalho social  em parceria com instituições sem fins lucrativos. Desde a terceira edição, o ingresso é trocado por 1kg de alimento não perecível, possibilitando o acesso às exibições das mostras competitivas. Para cada dia de evento. uma instituição é selecionada para ganhar os alimentos arrecadados. Ano passado, foi distribuido um total de 1.407 quilos.

A programação do Festivalzinho, com temáticas educativas e o Cinema Inclusivo, voltado para pessoas com deficiência auditiva, acontecerão no Sesc Centro com a participação da Creche Maternal Amélia Leite, com 100 crianças de 5 a 9 anos de idade. Já o Cinema Inclusivo, constará da exibição de cinco filmes de animação com legendas descritivas, numa parceria com a ABCA.

Eventos

O festival também consegue integrar outras artes, como a música, sendo contratadas bandas locais, possibilitando a movimentação da cadeia produtiva e integrando realizadores de diversas localidades, ao público e realizadores sergipanos.

Com essa economia criativa movimentada pelo festival,  outros setores são estimulados com geração de emprego e renda: setor hoteleiro, agência de viagem, transporte, restaurantes, gráficas, serviços de terceiros, entre outros.

Curta Trocam-se bolinhos por histórias de vida, um dos concorrentes…

O CURTA-SE é possibilitado pela Lei de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Petrobras, co-patrocínio do Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado da Comunicação Social, apoio cultural do Cinemark e do Banco do Nordeste,  apoio do Banese Card, Mega Collor, Pontão Avenida Brasil, Cinerama Brasilis, Nova Digital, Unit, Sesc Sergipe, UFS,  Secretaria de Estado da Cultura, Porta Curtas, Estúdios Mega, CiaRio, Prefeituras de  Laranjeiras, São Cristóvão e Estância, Canal Brasil e realização da Casa Curta-SE e Ministério da Cultura/Governo Federal(País Rico é Pais Sem Pobreza). 

LONGAS – COMPETIÇÃO SERGIPE: 

Aficcionados, de Arturo Dueñas ( Espanha- fic) 

Sonho de Verão, Paulo César Fajardo (Portugal- fic) 

Luz Teimosa, de Luís Alves de Matos (Portugal-doc) 

A Terra da Lua Partida, de Marcos Negrão e  André Rangel (Brasil.doc) 

Riscado, de Gustavo Pizzi (Brasil.fic) 

RISCADO, de Gustavo Pizzi, com produção de Cavi Borges, é um dos longas em competição

Festival Sertanejo de Poesias recebe inscrições

  
 
FESERP chega à XVII edição 

As inscrições para a décima-terceira edição do Festival Sertanejo de Poesia, prêmio Augusto dos Anjos, estão e se estenderão até 12 de novembro. 

O evento tem intuito de apoiar e divulgar a poesia brasileira, sendo responsável por um dos maiores intercâmbios culturais entre os Sertões brasileiros ao longo desses 16 anos de realização. 

Tendo como marca principal a escolha de grandes nomes da cultura nacional para composição da comissão julgadora, o FESERP coleciona nomes como Ariano Suassuna, Vital Farias, Elomar Figueira, Oliveira de Panelas, Bráulio Tavares, dentre vários outros.  

O FESERP surgiu na cidade de Aparecida – PB, em 1993, homenageando o poeta paraibano Augusto dos Anjos, eleito o paraibano do século XX. O evento atinge todos os Estados da federação e já chegou ao Japão, Alemanha, Cuba e Portugal. 

Os poetas interessados poderão fazer as suas inscrições gratuitas até 12 de novembro, via e-mail feserp@ig.com.br, pessoalmente, ou via correio, no Ponto de Cultura Casa da Cultura Antonio Nóbrega, Rua Cecílio Abrantes, s/n CEP 58823-000 – Aparecida/PB.  

Regulamento e mais informações no blog www.apcfeserp.zip.net e no site www.acauaproducoes.com.br e ainda pelos telefones (83) 3543-1320 ou 8119.8145.   

A formalização das inscrições se processará mediante a entrega das poesias digitadas em espaço simples (Word), em quatro vias, acompanhadas da identificação do autor (Nome e endereço completo e breve currículo).

A premiação do XVII FESERP acontecerá na segunda quinzena de dezembro numa autêntica “Noite Cultural”, em data ainda a ser definida pela comissão organizadora. 

AVA – Diálogos sobre Arte

O espaço cultural AVA all visual arts apresenta até outubro vasta programação de cursos sobre arte com curadoria do jornalista Bruno Moreschi

 

Durante este mês e em outubro, o AVA all visual arts apresenta vasta programação de cursos sobre arte contemporânea.

Com curadoria do jornalista Bruno Moreschi e organização da empresária, Cristina Oliveira, que dirige o AVA, estão sendo ofertados diversos cursos sob o título: Diálogos sobre Arte, contando ainda com participação da jornalista Gisele Kato, da curadora Fernanda Lopes, da artista plástica, Márcia de Moraes, do crítico e doutor em artes, Carlos GH, e do artista plástico Nelson Screnci.

 

O AVA all visual arts além de ser um entreposto de exibição e orientação de aquisição de obras de arte é também um espaço de convívio e diálogo da arte com o público.  Foi pensando nisso que foi organizado uma temporada de Diálogos sobre Arte, que tem a intenção de possibilitar encontros e a aproximação do público com artistas e agentes culturais, tornando acessível a troca de informações, conceitos e entendimentos que regem o pensamento e o fazer artístico.  

Arte Brasileira, anos 1950, 1960 e 1970: uma discussão a partir da Experiência Rex 

 

Sobre o curso: Formado por Geraldo de Barros, Nelson Leirner, Wesley Duke Lee, Carlos Fajardo, Frederico Nasser e José Resende em 1966, o Grupo Rex foi fundamental para a arte brasileira. Este curso pretende discutir a atuação do grupo, seu impacto para o cenário artístico da época e usar esse movimento para apresentar um panorama da arte brasileira nos anos 1950, 1960 e 1970.
Sobre Fernanda Lopes: Fernanda Lopes é curadora associada do Centro Cultural São Paulo, jornalista e pesquisadora. É mestre em História e Crítica de Arte pela EBA/UFRJ, pós-graduada pela PUC-RJ em História da Arte e Arquitetura no Brasil e graduada em Comunicação Social pela PUC-RJ.

Datas: 12 e 14 de setembro, das 19h às 22h.

Duração: 2 encontros de 3 horas.

Valor:R$ 120,00

Vagas: 15 pessoas 

Leitura de portfólio: Encontros individuais

Sobre o curso: A proposta desse curso é oferecer um espaço individual para que artistas de todas as idades mostrem sua produção artística. Além de analisar as obras dos participantes, os coordenadores irão sugerir referências teóricas e visuais, como trechos de livros, trabalhos de outros artistas, filmes, entre outros materiais. Cada artista terá um horário marcado anteriormente de, aproximadamente, meia hora com os coordenadores. Serão analisados a maneira com que o artista apresenta suas obras; como é montado formalmente o portfólio, entre outras questões que podem enriquecer sua produção artística.
Sobre Marcia de Moraes: Márcia de Moraes é mestre em Artes Plásticas pela Unicamp. Realizou individuais no Centro Universitário Maria Antonia, em 2009, e na Galeria Leme, SP, em 2010. Recentemente, fez residência artística na cidade de La Roche-en-Brenil, França.
Sobre Bruno Moreschi: Bruno Moreschi é jornalista formado na Universidade Federal de Santa Catarina, mestrando em Artes Plásticas pela Unicamp e artista plástico. Escreve para publicações como piauí, Bravo! e ffwMag.

Datas: 17, 24 de setembro e 1 de outubro, das 14h às 16h, sábados

Dução: 30 minutos por pessoa. 

Valor: R$ 170,00

Vagas: 16 pessoas (4 vagas por sábado)

 

Introdução a Fotografia Contemporânea

Sobre o curso: O curso pretende discutir noções introdutórias a respeito da fotografia e também analisar o papel da fotografia hoje num mundo tão visual. Além disso, os encontros irão apresentar trabalhos importantes de fotógrafos contemporâneos e conceitos teóricos de estudiosos como Susan Sontag.
Sobre Carlos G.H.: Carlos G.H. é doutor em artes pela Universidade Federal de Santa Catarina e pela Universidade de Glasgow, Reino Unido. Também já exibiu suas fotografias em exposições no Brasil e no exterior.

Datas: 20 e 22 de setembro, das 19 às 22h.

Duração: 2 encontros de 3 horas.

Público: Geral interessado.

Valor:R$ 120,00

Vagas: 15 pessoas

 

Arte Moderna  e  Arte contemporânea: rupturas e continuidades.

Sobre o curso: Apresentação de uma síntese dos principais movimentos dos séculos XX e XXI, e proposta de discussão sobre as possíveis fronteiras.

Sobre Nelson Screnci: Nelson Screnci é Artista Plástico, Professor de Artes Visuais e de História da Arte. Formado em Artes Plásticas na FAAP em 1982, recebeu no ano seguinte o Prêmio Pirelli-Masp e em 2011, o Prêmio Interações Estéticas/Funarte.

Data: 27 de setembro, das 19 às 22h.

Duração: 1 encontro de 2 horas.

Valor: R$ 120,00

Vagas: 15 pessoas 

Introdução a arte contemporânea: uma seleção dos mais importantes artistas da atualidade

Sobre o curso: Nos encontros, os participantes terão a oportunidade de conhecerem as biografias e as obras mais importantes dos principais artistas visuais da arte contemporânea. Além disso, o curso irá mostrar um panorama das vertentes da arte contemporânea e uma vasta quantidade de imagens de obras, trechos de filmes e textos teóricos.  

Sobre Gisele Kato: Gisele Kato é editora de artes visuais da revista Bravo! desde 2008. Possui graduação na Escola de Comunicação e Artes na USP e pós-graduação em História da Arte na Faap.

Sobre Bruno Moreschi: Bruno Moreschi é jornalista formado na Universidade Federal de Santa Catarina, mestrando em Artes Plásticas pela Unicamp e artista plástico. Escreve para publicações como piauí, Bravo! e ffwMag. 

Datas: 24, 26 e 31 de outubro, das 19 às 22h. 

Duração: 3 encontros de 3 horas.

Valor:R$ 250,00

Vagas: 15 pessoas 

SERVIÇO:

Diálogos sobre Arte, com Bruno Moreschi, Gisele Kato, Fernanda Lopes, Márcia de Moraes, Carlos GH e Nelson Screnci

AVA – all visual arts

Rua Mateus Grou, 513-A, Pinheiros

Tel  11  3031.2181

Inscrições: 30312181/ 30978443 ou via e-mail: ava@avaonline.com.br 

Mais informações: www.avaonline.com.br                                              

Ver ou rever WIM WENDERS

Rio de Janeiro – 6 a 18 de setembro
São Paulo – 13 a 25 de setembro
Curitiba – 14 a 21 de setembro
 
Com produção da 3 Moinhos Produções, a mostra cinematográfica homenageia a um dos mais importantes nomes do cinema mundial, com obras primas como Paris, Texas Asas do Desejo, reunindo 15 longas- metragens dirigidos por Wim Wenders, além de um documentário sobre sua vida e obra, Os Primeiros Anos de Wim Wenders.
 
Bahbb1shogzmssjbmjaxms8wos8wns8xn18wov8xnl8zmjrft3nfuhjpbwvpcm9zx0fub3nfzgvfv2ltx1dlbmrlcnmuanbnbjogrvrbcdogcdokdgh1bwjjig00mdb4mjuwpgy7blq
 
“O título da Mostra vem de uma máxima do próprio Wenders: ‘As Imagens devem servir à história’. Ou seja, as imagens devem obedecer a um propósito, não devem ser banalizadas e gratuitas. É com essa ideologia que o cineasta pensa não somente o seu próprio cinema, mas também o mundo ao seu redor”, declara a curadora Ana Alice de Morais.
 
Cena de Asas do Desejo, um dos filmes de Wim Wenders a ser exibido…
 
Mais informações: www.mostrawimwenders.com.br
 
Wim Wenders – Imagens que Odebecem
Curadoria: Ana Alice de Morais
 
Caixa Cultural do Rio de Janeiro
Av. Almirante Barroso, 25, Centro, Rio de Janeiro – RJ | 21 2262-5483
Ingressos: R$ 2 – Inteira / R$1 – meia
 
Caixa Cultural São Paulo
Praça da Sé, 111 – 6º andar, Centro – São Paulo
Ingressos: R$ 1,00 (inteira) ou R$ 0,50 (meia)
 
Caixa Cultural de Curitiba
Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Centro – Curitiba – PR
Ingressos: R$5 – inteira / R$2,50 – meia
 
Serviço
Cinema: “Wim Wenders – Imagens que Obedecem”
Datas: de 13 a 25 de setembro de 2011
Horário: Consultar a programação
Local: CAIXA Cultural São Paulo – Praça da Sé, 111
Entrada: R$ 1,00 (inteira) ou R$ 0,50 (meia)
Informações – (11) 3321-4400
Patrocínio: Caixa Econômica Federal