Arquivo do dia: 01/11/2011

Workshops de Cinema em Paulínia

É a produtora Shirley Sabag quem informa:

 
Começam na próxima quinta, dia 3, uma série de WORKSHOPS NO TEATRO CEART. Entrada franca.
 
 
 
Depois da Mostra da I Curtas da RMC, daremos ínicio aos workshops na área do audiovisual. A programação da próxima QUINTA é:
 
“As interfaces da comunicação e culturas populares, a relação de inter-dependência, passando pela valorização da memória e da tradição, em casos de produções alternativas”, com o jornalista e doutor pela ECA, Regis Moreira; “Cineclubismo/distribuição: caminhos e soluções”, com o cineclubista e apresentador do programa “Luz, Câmera, Som”, do canal NET Cidade de Americana, Márcio Zagallo.
 
Contamos com a sua presença. Org. S. Sabbag e R. Giglio. Apoio CEART.

Barcelona goleia em Praga com 3 de MESSI

Messi faz 3, chega a gol 200, e Barcelona assume liderança

Lionel Messi fez o seu 200º pelo Barcelona na vitória contra o Viktoria Plzen por 4 a 0. Foto: EFELionel Messi fez o seu 200º pelo Barcelona na vitória contra o Viktoria Plzen por 4 a 0   Foto: EFE  

Com três gols do super argentino Lionel Messi e um de Fábregas, o Barcelona venceu o Viktoria Plzen em Praga por 4 a 0 e assumiu a liderança do Grupo H. Com dez pontos em quatro jogos, o clube catalão já se classificou para as oitavas de final da competição.

A vitória do time catalão é marcada pelos números. Víctor Valdés se tornou o goleiro do Barcelona que mais tempo passou sem sofrer gol, recorde que era de Miguel Reina e resistia desde a temporada 1972/73. O jogo em Praga foi o 200º de Josep Guardiola no comando do Barcelona e a equipe marcou o 500º gol na sua era, que começou na temporada 08/09. De quebra, Lionel Messi marcou seu 200º gol como profissional do clube espanhol.

A primeira chance para o argentino chegar a sua marca histórica foi aos 6min, quando chutou de fora da área e o goleiro Pavlik defendeu em dois tempos. Aos 16min, o time da casa teve duas boas chances de abrir o placar. Na primeira, Petrzela partiu sozinho no campo de ataque e na saída de Váldes finalizou; o goleiro com o braço esquerdo, impediu o gol. Após a grande chance, Rajtoral cruzou da direita e Kolar chutou sobre o travessão.

Aos 21min, Messi entrou na área e cortou seco o zagueiro, que fez a falta. O juiz tardou na decisão, mas marcou o pênalti e expulsou Cisovsky. Na cobrança, o argentino escolheu o canto direito e abriu o placar, marcando seu 200º gol no clube, seis anos depois de balançar as redes pela primeira vez, contra o Albacete, na temporada 04/05.

Atordoado e com um a menos, o clube checo se tornou uma presa fácil. O Barcelona, com seu toque de bola característico, dominou até o final do primeiro tempo. Aos 38min, foi a vez de Valdés bater recorde. Com 825 minutos sem tomar gol, ele se tornou o goleiro que ficou mais tempo sem levar um tento pelo clube espanhol.

No final do primeiro tempo, Messi chutou no canto esquerdo de Pavlik, que tirou com a ponta dos dedos. Aos 46min, o argentino tabelou com o brasileiro Adriano e saiu na cara do gol. Na saída do arqueiro, chutou no canto esquerdo e marcou seu segundo gol na partida, ampliando para o Barcelona.

Logo no primeiro minuto do segundo tempo, Fábregas tabelou com Messi e deu uma cavadinha na saída de Pavlik. A bola saiu perto da trave direita. A melhor chance do Viktoria aconteceu aos 21min, quando Petrzela aproveitou cruzamento e chutou na rede pelo lado de fora. Logo a seguir, Messi cruzou para Thiago Alcântara, que cabeceou no travessão.

Aos 23min o Barcelona fez mais um gol. Isaac Cuenca, 20 anos, formado na base do clube, fez jogada pela direita e cruzou para Fábregas, que cabeceou no chão e marcou o terceiro gol dos visitantes na partida. Aos 47min do segundo tempo, Messi fez mais um e fechou o placar em 4 a 0.

 

MESSI, Genial !… Vá jogar bem assim lá… em qualquer campo onde você estiver… SARAVÁAAAAA !

Na próxima rodada, o Barcelona viaja até a Itália para enfrentar o Milan. Já o Viktoria viaja até a Bielorrússia para enfrentar o BATE. Os dois jogos acontecerão dia 23 de novembro.

O ideal de Cinema de Leon Cakoff

Imprensa Oficial convida para lançamento dia 6

 

Cinema e Direitos Humanos na América do Sul

Um total de 46 filmes, incluindo títulos inéditos no país, estão na programação da 6ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul, que segue até 1º de dezembro, atingindo, nesta edição Brasília e as 26 capitais estaduais brasileiras.

A programação é organizada em sessões: Contemporâneos, com a produção recente sul-americana, Retrospectiva Histórica, dedicada ao tema Direito à Memória e à Verdade, e Programas Especiais, incluindo obras de Carlos Diegues, Laís Bodanzky e Walter Salles. No total, estão presentes produções dos seguintes países: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.

Entre as várias pré-estréias, destacam-se os novos filmes de Mara Mourão (“Quem se Importa”), Eliane Caffé (“Céu Sem eternidade”) e Érika Bauer (“E A Terra Se Fez Verbo”). São também inéditas no país “TAVA – Paraguay Terra Adentro” (Lucas Keese, Lucía Martin e Mariela Vilchez, Paraguai/Argentina), “Quatro Litros por Tonel” (de Belimar Román Rojas, Venezuela/Argentina) e os colombianos “Ocupação” (de Angus Gibson e Miguel Salazar) e a animação “Pequenas Vozes” (de Jairo Eduardo Carrillo e Óscar Andrade).

Com entrada franca, as projeções acontecem nas seguintes cidades: Aracaju, Belém, Belo Horizonte, Boa Vista, Brasília, Campo Grande, Cuiabá, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, João Pessoa, Macapá, Maceió, Manaus, Natal, Palmas, Porto Alegre, Porto Velho, Recife, Rio Branco, Rio de Janeiro, Salvador, São Luís, São Paulo, Teresina e Vitória. Em todos os locais, há acessibilidade a deficientes físicos e acontecem sessões com sistema de audiodescrição e de closed caption (voltadas a deficientes visuais e auditivos, respectivamente).

Realização da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, com produção da Cinemateca Brasileira/MinC e patrocínio da Petrobras, o evento é dedicado a produções que abordam questões referentes aos direitos humanos, produzidas recentemente nos países sul-americanos.

A iniciativa tem apoio do Ministério das Relações Exteriores, da TV Brasil, da Sociedade Amigos da Cinemateca e do Sesc São Paulo. As obras mais votadas pelo público são contempladas com o Prêmio Exibição TV Brasil nas categorias longa, média e curta-metragem. A programação tem curadoria do cineasta e curador Francisco Cesar Filho.

SERVIÇO:

de 8 a 14 de novembro
Casa Amarela Eusélio Oliveira
Cine Benjamin Abrahão (146 lugares)
Av. da Universidade, 2591- Benfica – CEP 60020-180
Tel. (85) 3366.7772

Mais informações: www.cinedireitoshumanos.org.br/

Amazonas Film Festival será aberto quinta no Teatro AMAZONAS

Caio Blat, Felipe Camargo e João Miguel em cena de Xingu, de Cao Hamburger

Caio Blat, Felipe Camargo e João Miguel em cena de Xingu, de Cao Hamburger

A organização do Amazonas Film Festival anuncia as atrações de sua 8ª edição, que começa dia 3 e vai até dia 9, em Manaus. Entre os destaques, a estreia de Xingu, novo longa de Cao Hamburger. Late Bloomer, de Julie Gavras, e Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios, de Beto Brant e Renato Ciasca, estão incluídos na programação.

 
Xingu será exibido no Teatro Amazonas, às 19h30 do dia 3. Estarão presentes o diretor, mais os produtores Fernando Meirelles e Andrea Barata Ribeiro. A estreia nos cinemas nacionais está prevista para abril de 2012.
 
O Amazonas Film Festival terá 33 filmes de 10 países, distribuídos em três mostras competitivas: Longa-metragem, Curta-metragem Brasil e Curta-metragem Amazonas. 
 
Haverá também um concurso de roteiro inédito para curtas, além do Seminário Iberoamerican Films Crossing Borders, com a participação de diretores e produtores ibero-americanos.
 
Teatro AMAZONAS, Patrimônio Cultural, abrigará AMAZONAS FILM FESTIVAL…
 
Confira os filmes incluídos na programação:
 
Mostra Competitiva Internacional de Longa-Metragem 
“A Separation”, de Asghar Farhadi (Irã)
“El Estudiante”, de Santiago Mitre (Argentina)
“Eu Receberia as Piores Notícias dos seus Lindos Lábios”, de Beto Brant e Renato Ciasca (Brasil)
“La Source des Femmes”, de Radu Mihaileanu (Bélgica, Marrocos, Itália e França)
“Late Bloomers”, de Julie Gavras (França) 
“O Carteiro”, de Reginaldo Faria (Brasil) 
“Os Últimos Cangaceiros”, de Wolney Oliveira (Brasil)
“The First Grader”, de Justin Chadwick (Reino Unido, Estados Unidos e Quênia)
 
Mostra Competitiva de Curta-Metragem – Brasil 
“A Dama do Peixoto”, de Douglas Soares e Allan Ribeiro (RJ)
“Braxília”, de Danyella Proença (DF)
“Cachoeira”, de Sérgio Andrade (AM)
“Casa Afogada”, de Gilson Vargas (RS)
“Cine Camelô”, de Clarissa Knoll (SP)
“Cowboy”, de Tarcisio Lara Puiati (RJ)
“Encontro das Águas”, de Bruno Torres e Evaldo Mocarzel (DF/SP)
“Ensolarado”, de Ricardo Targino (RJ)
“L”, de Thais Fujinaga (SP)
“Lápis de Cor”, de Alice Gomes (RJ)
“Meu Medo”, de Murilo Hauser (PR)
“O Céu no Andar de Baixo”, de Leonardo Cata Preta (MG)
“Pra Eu Dormir Tranquilo”, de Juliana Rojas (SP)
“Qual Queijo Você Quer?”, de Cintia Domit Bittar (SC)
“Sala dos Milagres”, de Claudio Marques e Marília Hughes (BA)
“Ser ou não Ser”, de Leonardo Costa (AM)
 
Mostra Competitiva de Curta-Metragem – Amazonas 
“Alegoria da Preguiça”, de João Aureo
“Morto Vivo”, de Leonardo J. Mancini
“O Encontro”, de Diego Nogueira
“Parente”, de Aldemar Matias
“Rito de Morte”, de Sávio Stoco
“Sol/chuva”, de Keila Serruya
“Televisão”, de Moacir Massulo
“The Tucupi’s Panther”, de Marcos Tubarão
“Vivaldão”, de Zeudi Souza