Arquivo do dia: 14/11/2011

Os selecionados do Cinema Mundo de Itu

A organização do V Cinema Mundo – Festival Internacional de Cinema de Itu divulga os filmes selecionados para as Mostras Competitivas. São 36 produções, entre documentários, ficções, animações e filmes experimentais, concorrendo a R$ 18 mil em premiações.

Para a Mostra Competitiva de Longas-Metragens foram escolhidos quatro títulos: “Garcia”, do colombiano José Luis Rugeles; “Post Mortem”, do chileno Pablo Larrain; “Mãe e filha” e “Os residentes”, dos brasileiros Petrus Cariry e Tiago Mata Machado, respectivamente. O presidente do júri desta categoria será o cineasta Carlos Reichenbach, com filmografia de mais de 40 anos.

Já para a Mostra Competitiva de Curtas Iberoamericana, entraram 22 produções, das quais 16 são dirigidas por brasileiros. São elas: “Pero Vaz caminha”, “Breviário da Decomposição”, “My Way”, “Oyasuminassai”, “Praça Walt Disney”, “Duas Vidas para Antônio Espinosa”, “O Capitão Chamava Carlos”, “Tranca Rua”, “O Céu no Andar de Baixo”, “Afhasia”, “Entre Muros”, “Haruo Ohara”, “Corneteiro Não se Mata”, “Irmãs” e “Ovos de Dinossauro na Sala de Estar”. Entre as obras internacionais, “Los Bañistas” (Cuba), “Minuto 200” (Colômbia), “Deus Irae” (Argentina), “La Puerta” (Argentina/Uruguai), “Artur”, “Uma História de Cinema” e “Píton” (Portugal).

O júri desta categoria será comandado pelo cineasta Luís Rosemberg Filho. A Mostra Competitiva de Curtas Iberoameticana ainda fará a exibição do filme “A Melhor Idade”, do brasileiro Angelo Defanti. O título participa porém sem competir. Isso porque o comitê de seleção decidiu que, mesmo tendo sido inscrito para a seleção, tem um destaque especial que o caracteriza como hours concours. Em português, o termo faz referência a um concorrente de honra.

Os filmes produzidos apenas no interior paulista ganharam uma divisão exclusiva e disputam o troféu da Mostra Competitiva Raiz. São dez produções representando diversas cidades do Estado de São Paulo: “Bola de Neve” (Campinas), “O Funcionário Zumbi” (Santos), “49 Dias” (São Bernardo do Campo), “Os Hai-Kais do Príncipe” (Valinhos), “Ana e Pedro” e “Comunhão” (Itu), “Rái Sossaith” (Ribeirão Preto), “Lugar Nenhum”, “SuperSkateboarders 4” e “Star Wars: O Assassino de Jedis” (Sorocaba).

O público poderá votar no filme preferido, assim como nas demais categorias.

V Cinema Mundo – Festival Internacional de Cinema de Itu
Data: 30 de novembro a 3 de dezembro
Local: Espaço Fábrica São Luiz (rua Paula Souza, 492, Centro – Itu)
Entrada Gratuita
Patrocínio: Rodovias das Colinas e Ministério da Cultura
Parcerias: Prótur, Espaço Fábrica São Luiz e Itu.com.br

Amazônia vira Jóia de Cinema na criação de RITA PROSSI

A estada no Amazonas por conta da oitava edição do Amazonas Film Festival teve alegrias de muitas cores, conversas ricas e diversificadas, passeio de barco para ver o monumental encontro entre os rios Negro e Solimões, o contato com a deliciosa culinária amazonense, o convívio com Damas da categoria de Helena Ignêz, Alice Gonzaga e Tânia Carvalho, uma passagem pela Casa Cor, e uma visita obrigatória ao Museu do Homem do Norte, além de uma parada ‘estratégica’ na loja de BioJóias da artista Rita Prossi – indicada por Cervantes Sobrinho.

A atriz Helena Ignêz, famosa como Musa da emblemática produtora Belair e grande inspiradora da melhor fatia do Cinema Marginal, já conhecia a fina produção de Rita, e até circulava com peças da artista. Quis voltar para apreciar as novidades e eu tive a alegria de ir à loja PROSSI com ela e Alice Gonzaga, uma mulher sempre disposta a qualquer passeio e ótima companhia para qualquer ocasião.

Pois aproveitamos a manhã da terça ‘folgada’ em Manaus e fomos até a loja de Rita Prossi no Centro de Artesanato da antiga rua Recife.

Saímos de lá encantadas com a beleza e refinamento das peças.

Helena Ignêz lembrou que a filha Sinai esteve lá ano passado e saiu abarrotada de belos exemplares daquela artesania tão especial e singular de La Prossi. O slogan da marca é sugestivo: “A nossa história tornou-se lenda; as nossas lendas viraram mitos e os mitos… viraram jóias”.

Nas jóias de Rita Prossi, é comum encontrarmos sementes de paixiubão; semente de tucumã em colares e pulseiras; a folha de bananeira, de maná e de tajá enriquecendo a artesania que promove a riqueza amazonense; peças inspiradas no traje da onça pintada; sementes de jarina com letras e signos; e até um exótico Pingente tucunaré com couro de peixe. Enfim, se você gosta de jóia ou pretende dar um presente de valor a uma pessoa querida, será de bom proveito conhecer as criações originais de Rita Prossi.

A griffe tem bastante fama na cidade e já levou as preciosidades de suas coleções até para exposições no exterior, sempre atraindo atenção e despertando interesse. Portanto, para quem aprecia Jóias de caráter artesanal, defende a ética da qualidade de vida e do respeito ao meio ambiente, um bom caminho no Amazonas é conhecer as encantadoras coleções de Rita Prossi.

Joalheira Rita Prossi participa de evento na Alemanha

Caso não tenha nenhuma viagem agendada praquelas bandas nem pretenda ir por estes meses pra Manaus, não se aflija: você também pode adquirir as criativas peças através da internet.

E pode ter certeza: Vale a pena !

O Aurora de Cinema recomenda, com louvor, as Jóias de RITA PROSSI

Em visita à loja de Rita Prossi, Helena Ignêz é recebida por MrElizeu Souza, parceiro de Rita…

Saiba mais sobre as jóias de RITA PROSSI

A empresa amazonense R.de c. Mendonça Prossi, mais conhecida como Rita Prossi, é pioneira na utilização do manancial da floresta amazônica na confecção de jóias bio-ecologicamente recomendáveis.

Através de pesquisas, e inspirados pelas lendas amazonenses, a griffe de jóias RITA PROSSI contribui para a promoção da riqueza auto-sustentável da Amazônia, atuando com extremo respeito ao meio ambiente. Com um design singular e inovador, de qualidade confirmada pelo naipe de pessoas que consomem e divulgam a griffe, Rita Prossi hoje é uma marca que constrói sua história pela qualidade de suas criações e a delicadeza das peças que viram jóias apreciadas em todo o mundo.

A empresa trabalha com mão-de-obra exclusiva de Manaus, através de uma vasta cadeia produtiva, unindo tecnologia, material qualificado, ousadia e sensibilidade nas criações,  além de competência no métier e dedicação aos clientes, valendo-se dos mais variados matizes da cultura amazonense para fazer o visitante levar não só uma peça artística mas um pedaço da Amazônia em forma de jóia para ser exibida e apreciada em qualquer  local onde a elegância for o enfoque principal.


 
A pesquisa que a equipe Rita Prossi realiza com os materiais a serem utilizados é por conta de garantir qualidade à produção: testes sçao realizados para garantir que o material a ser utilizado não apresentará problemas futuros, tanto no meio ambiente, como também no decorrer do uso das peças.

A produção Rita Prossi integra uma vasta cadeia: o índio, que tece a palha ou colhe a semente; o artesão que limpa, lixa e corta a semente; a design criadora do modelo; o ourives, responsável pela produção; os “pedristas”, fornecedores das pedras; os “cravadores”, que cravam essas pedras na montagem das peças; as índias do alto Rio Negro que produzem as embalagens (feitas a mão); e, por fim, os funcionários que distribuem para as lojas e revendedores.

A empresa RITA PROSSI atua nessa cadeia produtiva, beneficiando projetos de oficinas para organização de trabalhos indígenas e artesanais, contribuindo para a transformação desse material, fruto da riqueza e diversidade da região amazonense, num sistema sustentável e promissor para os habitantes da Amazônia e pra todos quanto sabem da relevância e necessidade de se proteger e preservar a Floresta. 

Aurora Miranda Leão, MrElizeu Souza, Helena Ignêz e Alice Gonzaga em manhã de jóias amazonenses…
 

* Com a visita de Helena Ignêz mais uma vez à loja de Rita Prossi em Manaus, a estilista de jóias comprometeu-se a criar uma coleção especialmente dedicada ao novo filme da atriz e diretora, que terá cenas rodadas no Amazonas.

Uma parceria inteligentemente refinada, que promete novos e muitos bons momentos.

Para saber mais, consulte: http://www.ritaprossi.com/conhecanos.htm