Bagé vai afirmar Cinema plural e sem fronteiras…

Questões culturais da fronteira Brasil-Uruguai em foco;

Helena Ignêz e Jean-Claude Bernadet homenageados; 

 FestIN Lisboa estreia no Brasil num dos berços de nosso Cinema;

Olga, de Jayme Monjardim(que se prepara para filmar em Bagé O Tempo e o Vento) terá exibição especial

Uma Sessão Bandida para o clássico de Rogério Sganzerla…

A organização do III Festival Cinema da Fronteira está divulgando a relação de curtas brasileiros selecionados para a edição que começa no próximo dia 10 em Bagé, prosseguindo até dia 17. O júri de seleção foi formado pelos realizadores gaúchos Boca Migotto, Frederico Ruas e Virgínia Simone. Ao todo, foram inscritos mais de 120 filmes, sem contar a produção uruguaia e bajeense.


A Vila Operária, idealizada pelo Visconde de Magalhães, virou o Centro Histórico da Vila de Santa Thereza, principal cenário da programação do Festival…

Realização da Prefeitura Municipal de Bagé, através da Secretaria de Cultura, o festival terá duas mostras competitivas – Bagé 200 anos e Mostra Binacional – e três mostras não competitivas: Yayá Vernieri – RBS TV, FestIN Bagé – Mostra da Lusofonia, e Mostra de Longas-Metragens. A curadoria do Festival é assinada pela jornalista e realizadora Aurora Miranda Leão, contando com a colaboração de uma comissão artística formada por Carmem Barros, Eliane Pacheco, Fabiane Lázzaris, Lisandro Moura, Sandra Carmerine, Vera Medeiros e Zeca Brito, artistas de Bagé.

O filme Em teu nome terá exibição especial… O ator Leonardo Machado, protagonista, estará em Bagé…

Os homenageados desta edição são o ensaísta, pesquisador e crítico Jean-Claude Bernadet, e a atriz e diretora Helena Ignêz. O festival faz parte das comemorações dos 200 anos da cidade de Bagé, e é uma realização da Prefeitura Municipal através da Secretaria de Cultura com produção da Primeiro Corte Produções.

Atriz emblemática do Cinema Brasileiro, Helena Ignêz (na foto com Aurora Miranda Leão durante o Amazonas Film Festival) é a grande homenageada do Festival de Cinema da Fronteira, simbolizando uma cultura plural e libertária…

Do total de inscritos brasileiros, foram selecionados 30 curtas-metragens de todas as regiões do país que enviaram trabalhos. Portanto, o festival exibirá todos os gêneros, englobando Ficção, Documentário, Animação e Experimental, com curtas do Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Goiás, Pernambuco, Paraíba, Ceará, Maranhão, totalizando nove estados de quatro regiões brasileiras.  

Jayme Monjardim, que vai filmar O Tempo e o Vento em Bagé, com sua equipe e o secretário Sapiran Brito…

O júri do festival já tem confirmados nomes como o do jornalista Gilberto Perin (coordenador do Núcleo de Especiais da RBS TV), o do ator Sirmar Antunes, o do crítico Ito Carvalho, o da jornalista e realizadora Adriana Niemeyer, e o da professora Mirela Ribeiro Meira (Coordenadora do Núcleo Transdisciplinar de Estudos Estéticos, da Especialização em Educação, da Universidade de Pelotas).

O imponente Museu Dom Diogo de Souza, jóia arquitetônica de Bagé, antiga sede da Beneficência Portuguesa…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s