Cartagena reúne brasileiros de Cinema

Onze filmes participam do 52º Festival Internacional de Cinema

Mostra mais antiga da América Latina começa dia 23, na Colômbia


O 52º Festival Internacional de Cinema de Cartagena, na Colômbia, vai reunir grandes produções do cinema da Colômbia, de países iberoamericanos e de outras localidades do mundo. O Brasil estará representado por 11 filmes no festival, que exibirá longas, curtas-metragens e documentários.

Pela primeira vez, as projeções serão gratuitas em todos os cenários da cidade banhada pelo Mar do Caribe. “Dessa forma, o festival cinematográfico mais importante da Colômbia reforça seu compromisso com a qualidade cinematográfica, rigor técnico em suas projeções e agora estará aberto a todo o público”, destaca a organização, que espera oito mil expectadores.

Filme As Canções, de Eduardo Coutinho, é uma das atrações

Entre as produções brasileiras confirmadas estão Heleno, do diretor José Henrique Fonseca, que conta a história do jogador Heleno de Freitas, interpretado por Rodrigo Santoro; Histórias que só Existem Quando Lembradas, de Julia Murat, co-produção Brasil, Argentina e França; Violeta se Fue a los Cielos, do chileno Andres Wood, numa co-produção Chile, Argentina e Brasil; além do documentário As Canções, de Eduardo Coutinho, no qual homens e mulheres cantam músicas que marcaram suas vidas.

Dos 20 curtas-metragens da mostra, seis são brasileiros, sendo eles A Fábrica, do diretor Aly Muritiba; “Assunto de Família”, de Caru Alves de Souza; “A Poeira e o Vento”, de Marcos Pimentel; “De La Praça”, de Frederico Pinto; “Licuri Surf”, de Guilherme Martins; e “Uma Primavera”, de Gabriela Amaral Almeida.

Dentre os curtas, o premiado A Fábrica, de Aly Muritiba, é um dos destaques…

Ao todo, serão 103 filmes na programação, que inclui onze filmes que ganharam o Shell de Ouro na última década no Festival Internacional de Cinema de San Sebastian-Donostia. Haverá retrospectiva da obra da diretora francesa Claire Denis, que levará para as telas a visão única e a sensibilidade especial que caracteriza seus filmes.

A mostra terá ainda 19 produções universitárias e sete filmes em tributo à atriz Isabella Rossellini, que estará em Cartagena. Entre os convidados especiais também estão o diretor argentino-brasileiro Hector Babenco (de “Carandiru”, “O Beijo da Mulher Aranha” e “Pixote, a lei do mais fraco”, entre outros), o ator mexicano Gael García Bernal (de “Babel”, “Má Educação”, “Diários de Motocicleta), a diretora francesa Claire Denis (Bom Trabalho, Chocolate, 35 doses de Rum), e o ator cubano Jorge Perugorria (Che, Guantanamera, Rainhas).

Criado em 1960, o Festival Internacional de Cinema de Cartagena de Índias (FICCI) é o mais antigo evento de cinema da América Latina. A mostra passa pelas novas tendências do mundo do cinema, ao mesmo tempo em que mantém o foco central no cinema latino-americano.

Saiba mais: www.ficcifestival.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s