Arquivo do dia: 09/03/2012

Arte no CCBB: Cultura no cardápio

O Seleção Brasil em Cena, concurso nacional de dramaturgia, teve seu prazo de inscrições prorrogado até 16 de abril. 

Na quinta edição, o concurso objetiva incentivar a produção de literatura dramática nacional por meio do surgimento de novos dramaturgos. Segundo o regulamento disponível no site bb.com.br/cultura, poderão concorrer textos inéditos de brasileiros natos ou estrangeiros naturalizados.
 
Reconhecido pelo público e pela crítica, o projeto Seleção Brasil em Cena surgiu em 2006 e ao longo de sua existência abriu espaço para novos autores, colocou profissionais no mercado de trabalho, recebeu críticas positivas de diferentes jornais, teve um dos autores selecionados indicado ao prêmio Shell e consolidou-se como um dos mais importantes concursos de dramaturgia nacional da atualidade, reafirmando a posição do Banco do Brasil de apoio e democratização do acesso à cultura.
ESPOSIÇÃO
 
Tarsila do Amaral – Percurso Afetivo  14 de fevereiro a 29 de abril
 
Após mais de 40 anos sem ambientar uma mostra individual da grande artista do modernismo, a Cidade Maravilhosa recebe 82 obras, entre pinturas, desenhos, objetos e gravuras (a única série que é reconhecida como sendo da artista). O conceito curatorial teve inspiração no diário da artista e reuniu o maior número possível de obras para um percurso emocional, afetivo e único.
 
Anticorpos – Fernando & Humberto Campana 1989-2009 – até  6 de maio
 
Retrospectiva que exalta a alegria, o improvável, a ousadia, o improviso e demais singularidades da vida brasileira por meio das peças icônicas desses dois irmãos reconhecidos no Brasil e no mundo. Dividida em núcleos, a mostra reúne filmes, fotos, objetos e as duas cadeiras (Negativo e Positivo, 1989) que marcaram o início da carreira dos artistas.
 
Sala A Contemporânea José Rufino – Divortium Aquarum, 2012 – até 10 de abril
 
Norteado pela apropriação e transmutação de memórias locais, socioculturais e políticas, o site specific do artista paraibano recupera memórias relacionadas ao universo dos rios e do mar.
 
CINEMA
 
11a.   Mostra do Filme Livre (MFL) – até 22 de março
 
Painel da produção independente nacional, com mais de 200 filmes em exibição, entre curtas, médias e longas, em todos os formatos.  Em sua 11ª edição, a MFL homenageia o cineasta Edgard Navarro, promove debates, sessões comentadas e uma oficina de vídeo em cabine montada no foyer.
 
É Tudo Verdade – 23 de março a 01 de abril
 
Reconhecido como principal festival dedicado à cultura do documentário na América Latina, o festival começa dia 25. O Cinema I exibe parte destacada da programação, recebendo algumas de suas principais mostras. 
 
TEATRO
 
Chagall – até 18 de março
 
A peça conta a trajetória do menino que, ao ver uma criança na escola  desenhando a forma humana, decide tornar-se pintor. As cenas passeiam pelo olhar encantado do artista desde a infância e adolescência até sua consagração como Marc Chagall, nos anos 20 do século XX. Direção: João Batista. Encenação: Cia Dramaticidade Comédia.
Sábado e domingo – 16h
 
 
JT – Um conto de fadas punk – 16 de março a 27 de maio
 
Peça inédita sobre “celebridades-relâmpago”, baseada na história real de um adolescente que se consagrou como grande fenômeno da literatura mundial, revelando-se depois uma farsa.  Texto: Luciana Pessanha. Direção Geral: Paulo José.  Direção: Suzana Ribeiro. Elenco:  Natália Lage, Débora Duboc, Nina Morena, Hossen Minussi e Roberto Souza. Idade Recomendada: 16 anos.
Quarta a domingo – 19h
Vestido de Noiva – 24 de março a 6 de maio
 
Marco na dramaturgia nacional, o texto de Nelson Rodrigues ganha versão inédita na direção de Caco Coelho e direção artística de Daniela Thomas. No ano do centenário de um dos maiores dramaturgos brasileiros, a montagem ocorre num cenário especialmente desenvolvido para dar vida aos três planos – realidade, alucinação e memória. Durante o dia, o cenário se transformará em exposição interativa, com tablets que mostrarão a obra do autor. Texto: Nelson Rodrigues. Elenco: Vivianne Pasmanter, Renata de Lelis, Vanessa Garcia, Charles Asevedo, Bruno Fernandes, Felipe Di Paula, Flávia Pucci, Sandra Alencar, Renato Linhares, Luciana Belchior. Idade Recomendada: 18 anos.
Quarta a domingo – 21h
 
Idéias
 
A Ópera na Literatura: Uma Inútil Precaução 13 de março – 18h30
Debates sobre óperas compostas a partir de uma obra literária e as questões que envolvem sua transposição para a dramaturgia operística.  Curadoria: Cirlei de Hollanda.
13/03 – Elektra (Richard Strauss & Hofmannsthal) – Participantes: Ivo Barbieri (ensaísta), Osvaldo Ferreira (maestro) e André Paes Leme (diretor teatral).
 
Música
 
Eternos Modernos – Até 29 de maio
Série musical que apresenta a busca pela modernidade em diferentes momentos da música de concerto no Brasil. Terças-feiras – 12h30 e 19h
13/03 – Modernidade e ruptura – Quarteto Radamés Gnatalli (participação especial de Paulo Sérgio Santos)
 
Anjos Tortos – de 15 a 25 de março
Série musical que traz à cena parte do repertório de Itamar Assumpção, Wilson Simonal, Wally Salomão e Torquato Neto. Geniais e geniosos na mesma medida, esses artistas se importavam menos com o sucesso comercial do que com viver e criar intensamente.
15 e 16 de março – Isca de Polícia homenageia Itamar Assunção. Convidado especial: Arrigo Barnabé
17 e 18 de março – Max de Castro homenageia Simonal
22 e 23 de março – Jards Macalé homenageia Wally Salomão
24 e 25 de março – Chico César homenageia Torquato Neto
Centro Cultural Banco do Brasil
Rua Primeiro de Março, 66
Centro – Rio de Janeiro – RJ
CEP 20010-000
www.bb.com.br/cultura
twitter.com/ccbb_rj
facebook.com/ccbb.rj
Aberto ao público de terça a domingo, das 09h às 21h

MESSI vira tatuagem no corpo do irmão …

Irmão de Messi faz tatuagem em homenagem ao camisa 10 do Barça

Avô do “Pulga”, Antonio Messi, diz à imprensa argentina ter um neto ‘mais jovem’ que atua como Lionel

Lionel MESSI pode ser adorado e idolatrado pela torcida do Barcelona. Mas não mais do que um dos seus irmãos. Em entrevista ao portal argentino “Perfil.com”, Matías Messi revelou que sua admiração pelo camisa 10 vai além das palavras: ele tatuou uma foto do “Pulga” no braço esquerdo.

Ele é de outro planeta. Sempre digo isso a ele: “você é de outro planeta, Leo”. Eu sou o fã número 1 dele – disse Matías, que ficou empolgado com o show de Messi diante do Bayer Leverkusen na última quarta-feira (assista no vídeo mais abaixo).

Matías Messi, irmão de Lionel tatua rosto do camisa 10 do Barça (Foto: Reprodução Perfil.com)Matías Messi, irmão do genial craque argentino, tatua rosto do camisa 10 do Barça (Foto: Reprodução Perfil.com)

Por outro lado, o avô de Lionel, Antonio Messi, disse que o atacante tem um primo que joga igual a ele. 

 – Tenho um (neto) mais jovem, que tem 13 (anos), e se vocês vissem como ele joga… Atua como o Lionel! – disse Antonio à rádio argentina Mitre.

O primo do jogador do Barcelona se chama Bruno Biancucchi (irmão de Maxi, ex-jogador do Flamengo e atualmente no Olimpia-PAR), é destro e atua nas divisões de base do clube Renato Cesarini, conhecido no futebol argentino como formador de jogadores.

Sobre Bruno, o avô disse não pensar que seja hora dele ir para a Europa, seguindo os passos de seu primo mais famoso.

– Ele tem medo que lhe aconteça o mesmo que aconteceu com Lionel, que o levem tão pequeno para a Europa. Ele hoje está muito apegado à sua mãe – contou.

Por GLOBOESPORTE.COM Buenos Aires
 

Heitor Dhalia estreia em Hollywood com 12 horas

 

Cineasta conversou com a Rolling Stone Brasil de março sobre o convite para dirigir o thriller 12 horas nos Estados Unidos

 

Há oito anos, o cineasta pernambucano Heitor Dhalia estreava atrás das câmeras com o longa Nina. Mas só agora Hollywood abriu as portas para o diretor. Depois da repercussão de O Cheiro do Ralo e do sucesso de À Deriva, Dhalia foi convidado para dirigir o thriller de suspense 12 horas, protagonizado por Amanda Seyfried e que estreia este mês no país.  Foi a primeira vez que ele apenas dirigiu, sem ter escrito o roteiro. “Você tem que tentar tornar seu o material que você recebeu pronto. Achar um ângulo pessoal de alguma maneira”, contou à edição de março da Rolling Stone Brasil, nas bancas a partir do dia 12. 

Amanda Seyfried protagoniza o thriller dirigido por Dhália em Hollywood…

Mesmo com a dificuldade de não ter o controle total do filme, como está acostumado a fazer no Brasil, Dhalia explica que a experiência foi bastante produtiva e pretende repeti-la. “Quero filmar lá de novo, sim. Já estou conversando sobre isso. Sou movido a novos desafios. Cada vez mais sou uma pessoa do cinema. E isso passa por Hollywood também”.

À parte da carreira internacional, Dhalia prepara o seu próximo filme em terras brasileiras, batizado de Serra Pelada. “Vai ser meu grande filme. Adoro esse projeto. É um grande épico brasileiro. Brasil na veia. Um filme de pegada, cheio de sabores. Estou super na pilha de começar”, finaliza.

Outros destaques

A Rolling Stone Brasil de março traz na capa Dave Grohl. Prestes a chegar ao Brasil, o vocalista do Foo Fighters falou com exclusividade à revista e revela estar ansioso para se apresentar no país. A edição conta ainda com o Especial Mulher, com entrevistas com Gaby Amarantos, Pitty, Joan Jett, Leticia Bufoni e Lana Dey Rey, além do Arquivo RS com Whitney Houston. 

Sobre a Rolling Stone

Fundada em 1967 por Jann Wenner (editor até hoje) e Ralph J. Gleason, a Rolling Stone nasceu no fervor da contracultura hippie dos anos 60. Numa época em que as revistas em circulação desprezavam a cena musical, foi o primeiro veículo a tratar o assunto seriamente. Logo se tornou conhecida por permitir a livre expressão, tanto do artista quanto de seus jornalistas, fazendo história com artigos pungentes sobre sexo, drogas, comportamento e política sem rabo preso. No Brasil a publicação está sob a responsabilidade da Spring Publicações.