Arquivo do dia: 10/03/2012

Filme de Petrus Cariry representa Brasil na Espanha

O cinema emergente de países latino-americanos como o Brasil, o Chile e a Bolívia, e asiáticos como as Filipinas, será exibido na seção oficial do 13º Festival Internacional de Cinema de Las Palmas de Gran Canaria, no arquipélago atlântico das Canárias.

O festival será ‘austero mas com a melhor programação’ de sua história, disse
em entrevista coletiva o diretor Claudio Utrera, ao apresentar os 155 títulos que formam a programação desta edição.

Cena de Mãe e Filha: filme cearense vai representar Brasil em festival internacional…

Dos 15 longas-metragens que concorrerão na seção oficial do evento, que 
vai de 16 a 24 de março, está o brasileiro Mãe e filha, do conterrâneo Petrus
Cariry.

Claudio Utrera destacou a produção portuguesa Tabu, de Miguel Gomes – a
quem o festival já premiou em 2009 – dada a ‘controvérsia’ que levantou na
última edição do Festival de Berlim.
Outros filmes da seção oficial são a coprodução greco-francesa-albanesa ‘Amnesty’, de Bouyar Alimani; o espanhol ‘Ensayo final para Utopía’, de Andrés Duque, que participou da última edição do festival com seu filme ‘Color perro que huye’; assim como a mexicana ‘Azar’, de Michel Lipkes; e ‘Zoológico’, produção chilena dirigida por Rodrigo Marín.
Utrera afirmou que o cinema ‘mais emergente’ da atualidade se localiza em
países latino-americanos como a Bolívia, o Chile e o Brasil, e também em
outros europeus como a França, em asiáticos, como as Filipinas, e também no
Irã.

Las Palmas de Gran Canaria foi fundada a 24 de Junho de 1478

O diretor do festival não duvidou em afirmar que a seção informativa do
festival deste ano será ‘a mais forte de sua história’, dada a categoria do
trabalho de seus diretores, entre os quais destacou a japonesa Naomi Kawase,
que apresentará seu último filme, Hanezu no tsuki.

Entre as novidades desta edição está um concerto de trilhas sonoras um dia
antes do encerramento do evento com a Orquestra Filarmônica de Gran Canária, sob a batuta do compositor e diretor do Festival Internacional de Música de Cinema de Tenerife, Diego Navarro.

Nesse concerto, a orquestra interpretará temas da cinematografia asiática
originais de Shigeru Umebayashi, autor fetiche de cineastas como Wong Kar
Wai e Zhang Yimou, e a trilha sonora do filme ‘Perfume – A História de um
Assassino’.

* Informações da Veja online…

Cinema, comédia e inscrições à tela de Campos do Jordão…

Cineastas têm até dia 23 para inscrições ao Festival Internacional de Cinema de Campos do Jordão
Comédias dão o tom do festival, que exibirá produções inéditas e retrospectivas entre os dias 27 de abril e 5 de maio. A Curadoria é do cineasta André Sturm
Ainda abertas as inscrições de filmes para a mostra competitiva do I Festival Internacional de Cinema de Campos do Jordão. São aceitos filmes do gênero comédia produzidos entre 2010 e 2012 e a inscrição dos trabalhos deve ser feita até 23 de março. Uma comissão indicada pelo Instituto São Paulo de Arte e Cultura e pela Prefeitura Municipal de Campos do Jordão selecionará 15 longas e 15 curtas-metragens brasileiros e estrangeiros, a serem exibidos entre 27 de abril e 5 de maio. 

O festival terá também uma mostra paralela homenageando a história do cinema de comédia no Brasil e no mundo, e ainda uma seleção de filmes para jovens e adolescentes, com longas, médias e curtas-metragens produzidos para cinema, TV e internet. A curadoria do evento está a cargo do cineasta André Sturm, diretor do MIS – Museu da Imagem e do Som de SP.

Para se inscrever, basta acessar www.cinemaemcamposdojordao.com.br e preencher a ficha de inscrição.

Anexo à ficha de inscrição, o candidato deverá encaminhar à organização os seguintes itens: sinopse do filme; ficha técnica com os principais nomes do elenco e da equipe; currículo do diretor e da empresa produtora (caso haja); duas cópias em DVD do filme; documento que comprove a finalização a partir de dezembro de 2010, e carta de autorização em papel timbrado, devidamente assinada e carimbada, concedendo os direitos de uso dos materiais para ações previstas no I Festival de Cinema de Campos do Jordão, bem como autorização para exibição do filme dentro da programação do evento.

Reunidos todos esses itens, o candidato deverá encaminhá-los ao escritório do Instituto São Paulo de Arte e Cultura, na Al. Dos Nhambiquaras, 1770 – 5º andar – sala 507, Moema, CEP 04090-004, São Paulo-SP. Os 30 trabalhos selecionados deverão, posteriormente, encaminhar cópia oficial para exibição no Festival (digital ou 35 mm), fotos still, cartazes e outros materiais de divulgação.

O público será responsável pela avaliação final dos filmes. O melhor longa receberá prêmio de R$ 30 mil e o melhor curta R$ 5 mil. Outros cinco curtas, selecionados pelo júri, receberão prêmios de R$ 3 mil.

A realização do I Festival Internacional de Cinema de Campos do Jordão é da Confraria da Comunicação e Kling Associados, que pretendem dar atenção especial para a população local. O festival tem apoio do Governo do Estado de São Paulo, por meio do Programa de Ação Cultural (PROAC).