Arquivo do dia: 20/04/2012

São Luís em festa: Capital maranhense é Capital Americana da Cultura

Uma das mais belas cidades do Nordeste Brasileiro, São Luís é agora Capital Americana da Cultura

O prefeito de São Luís, João Castelo, recebeu o diploma que concede o título oficial de Capital Americana da Cultura 2012 a São Luís, na noite de quarta passada (18 de abril), em cerimônia realizada no histórico Theatro Arthur Azevedo, em cuja platéia registrou-se a presença de dezenas de representantes de manifestações culturais, populares e autoridades locais.

Além do título de Capital Americana da Cultura, Castelo recebeu também o certificado dos Sete Tesouros do Patrimônio Cultural Material de São Luís, das mãos do presidente do Bureau Internacional de Capitais Culturais, Xavier Tudela.

O magnânimo Theatro Arthur Azevedo, que abrigou a solenidade festiva em São Luís…

Na solenidade, o prefeito destacou a importância de receber o título neste ano, no qual é celebrado o quarto centenário da capital ludovicense, e decretou aberta, oficialmente, a programação das atividades culturais na capital maranhense, inerente às comemorações pelos 400 anos de fundação. Em seu pronunciamento, João Castelo destacou a diversidade cultural e o potencial arquitetônico da cidade.

Capital Americana da Cultura: Prefeito João Castelo recebe título das mãos de Xavier Tudela…

“Este título, que tem o reconhecimento público de um organismo internacional, muito nos honra e engrandece nossa cidade e o nosso povo, pois temos uma rica cultura popular e um patrimônio material arquitetônico grandioso. A honraria vem somar ao título de Capital Brasileira da Cultura de 2009, que recebemos no primeiro ano de minha gestão, e dedico este título, mais uma vez, à população de São Luís e do Maranhão”, destacou João Castelo.

O presidente do Bureau Internacional de Capitais Culturais, Xavier Tudela, frisou o destaque que São Luís terá com a divulgação de suas potencialidades turísticas e culturais, as quais serão divulgadas para o mundo, através de canais internacionais de televisão, como o Antena 3 Internacional.

Fachada do Theatro Arthur Azevedo: Patrimônio Cultural do Brasil …

“São Luís terá uma projeção grandiosa e pessoas do mundo todo vão poder ver e se interessar em visitar esta cidade que tem elementos fundamentais para potencializar seu turismo, sua cultura e sua história”, disse Xavier Tudela.

Presente à cerimônia, o diretor geral da Capital Americana da Cultura, Mario Vendrell, afirmou: “Com este título, São Luís será referência mundial do continente americano e estimulará novos visitantes a conhecerem esta cidade, de valor inquestionável”, relatou.

Segundo o titular da Secretaria Municipal de Turismo, Liviomar Macatrão, o título vai difundir a capital para 36 países, com transmissão internacional, sendo esta uma oportunidade única de divulgação da cidade de São Luís para o Brasil e o mundo, nos seus 400 anos de história.

Participaram da solenidade, a deputada estadual Gardênia Castelo, os vereadores Gutemberg Araújo, Ivaldo Rodrigues e Vieira Lima; o Secretário Euclides Moreira Neto, titular da pasta da Cultura; autoridades e representantes de órgãos municipais; empresários, personalidades maranhenses, jornalistas, e os brincantes de diversas manifestações populares, contribuindo para deixar o  Theatro Arthur Azevedo ainda mais bonito para comemorar a outorga do novo título para a querida capital maranhense. Antes de a cerimônia começar, os grupos saíram em cortejo da sede da Prefeitura de São Luís até o teatro.

Durante a entrega do título, houve apresentações culturais, do Coral São João, que executou o Hino da Cultura Popular Maranhense – a canção “Urrou o Boi”, de Coxinho – interpretado pelos cantadores de bumba-meu-boi Basílico, do Boi da Fé em Deus; Ribinha, do Boi de Maracanã; e Zequinha, de Coxinho.

Escolha unânime A escolha de São Luís se deu não somente por conta das belezas naturais, do patrimônio histórico e intelectual e de sua diversidade cultural, mas também pelo momento ímpar de sua história: este ano, é o quarto centenário da capital ludovicense. Por isso, segundo o Bureau Internacional de Capitais Culturais (IBOCC), entidade gestora do título, não foi realizado concurso para escolha da sede este ano.

Agora, São Luís será projetada também ao mundo pelo canal Antena 3 Internacional, que divulgará um anúncio de TV com 30 segundos de duração. A exibição mostrará os atrativos de São Luís nos âmbitos da arquitetura, das tradições, da gastronomia, arte, história, e outros elementos culturais da cidade.

A programação é recebida em cinco milhões de lares de 19 países iberoamericanos e EUA. Também está acessível para qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo, através do site www.teleporlared.com ou www.antena3.com

Impossível não se contagiar: Aurora Miranda Leão entra na festa do Boi em São Luís…

Mais um título cultural Em 2009, São Luís foi eleita Capital Brasileira da Cultura. Na época, a cidade foi escolhida por um júri constituído por representantes dos ministérios da Cultura e de Turismo, e pelo Bureau Internacional de Capitais Culturais.

Aurora Miranda Leão registra a versatilidade, cores e magia do Boi maranhense para o curta SantAlegria…

A candidatura de São Luís à Capital Brasileira da Cultura foi uma iniciativa do São Luís Convention & Visitors Bureau, em parceria com a Prefeitura de São Luís, através da Fundação Municipal da Cultura (Func), onde é titular nosso querido amigo, Euclides Moreira Neto, homem do Cinema, das festas e grande agitador cultural do Maranhão.

Veja as cidades que já receberam título de Capital Americana da Cultura:

2000: Mérida (México)

2001: Iquique (Chile)

2002: Maceió (Brasil)

2003: Cidade do Panamá (Panamá) e Curitiba (Brasil)

2004: Santiago (Chile)

2005: Guadalajara (México)

2006: Córdoba (Argentina)

2007: Cusco (Peru)

2008: Brasília (Brasil)

2009: Asuncão (Paraguai)

2010: Santo Domingo (República Dominicana)

2011: Quito (Equador)

2012: São Luís (Brasil)

Halder Gomes promove exibições gratuitas de ‘Área Q’ no Ceará

Depois do sucesso da estreia nas salas de cinema de 14 capitais brasileiras, o longa-metragem ÁREA Q –  coprodução Estados Unidos/Brasil, 90% filmado no sertão cearense – será exibido em praça pública em três municípios do interior do estado. É uma forma de mostrar ao povo que abrigou a maior parte das locações o resultado alcançado, depois de mais de dois anos do fim das filmagens.

As exibições do mais recente longa produzido por Halder Gomes, com Isaiah WashingtonMurilo Rosa, acontecem nesta sexta, às 19 horas, em Quixadá; sábado, às 20 h, em Quixeramobim; e domingo, às 19 h, em Senador Pompeu. Em 2009, os dois primeiros abrigaram as locações do filme, cuja inspiração veio de relatos de avistamentos de Objetos Voadores Não-Identificados (OVNIs), contatos imediatos e abduções na região.

 

ÁREA Q traz paisagens belas e únicas do sertão cearense, tendo envolvido cerca de 300 pessoas durante sua produção e pós-produção, entre atores e equipes técnicas e de apoio, num intercâmbio envolvendo profissionais brasileiros e norte-americanos. A população local integrou-se às filmagens, entusiasmada com a possibilidade de ver nas telas imagens de suas cidades. Por se tratarem de municípios que ainda não têm cinema, a solução encontrada pela equipe de produção foi montar uma estrutura na praça principal de cada cidade, possibilitando o acesso gratuito à obra. 

 

O filme traz elementos de ficção-cientifica e espiritualismo para contar a história de Thomas Mathews (interpretado pelo ator norte-americano Isaiah Washington, do seriado Grey’s Anatomy e dos filmes Romeu Tem que Morrer e Navio Fantasma), um conceituado repórter cuja carreira entra em declínio depois do desaparecimento de seu filho. Seu chefe e amigo, Dylan, a fim de ajudar, oferece a ele um projeto especial para o qual Thomas terá de viajar para o Brasil a fim de investigar casos de avistamentos de OVNIs e abduções. No local, o jornalista irá encontrar figuras com histórias impressionantes, como João Batista (Murilo Rosa), um sertanejo com muitas explicações sobre o que vem ocorrendo na região e, acima de tudo, sobre seu filho.

Murilo Rosa é destaque em mais um filme brasileiro de grande produção…

Inicialmente, Thomas resiste em acreditar no que tem testemunhado. Mas, aos poucos, vai perdendo o ceticismo diante dos eventos inexplicáveis que irá presenciar. O elenco conta com ainda com Thania Khalil, Ricardo Conti no papel de “Eliosvaldo” e com os atores cearenses Karla Karenina, Haroldo e Hiramisa Serra, e Rodger Rogério, entre outros. 

ÁREA Q narra a história da redenção de um homem, de crescimento e mudança profunda de suas crenças, e leva o público a pensar sobre a humanidade e as escolhas que temos diante de nós como um povo.  

Isaiah Washington e Halder Gomes em noite de lançamento…

Produzido por Reef Pictures e Sophia Filmes, sob a co-produção das empresas Estação Luz Filmes, ATC Entretenimentos e Boa Vontade Filmes, ÁREA Q foi idealizado, dirigido e produzido por Gerson Sanginitto (“Cadáveres 2”, “Beyond the Ring”). Os outros realizadores são Carina Sanginitto, Isaiah Washington e Ric Halpern, com produção executiva de Halder Gomes, Luis Eduardo Girão, Luciano Duarte, Sidney Girão, Leonardo Mello e Glauber Filho. Os efeitos visuais ficaram a cargo do cineasta e produtor cearense Márcio Ramos. 

Tânia Khalil e Murilo Rosa encabeçam elenco brasileiro da produção Brasil-EUA…

Serviço: Exibição gratuita de ÁREA Q

– Em Quixadá:

Data: 20 de abril (sexta-feira)

Horário: 19h

Local: Praça da Cultura – Quixadá 

– Em Quixeramobim:

Data: 21 de abril (sábado)

Horário: 20h

Local: Praça da Igreja Matriz – Quixeramobim 

– Em Senador Pompeu:

Data: 22 de abril (sábado)

Horário e local: a definir

Trailer para download: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=vhFCPiUK4_4