Arquivo do dia: 17/05/2012

IN-EDIT BRASIL em junho: Doc com pianista MICHEL PETRUCIANNI é Destaque

A trajetória do pianista Michel Petrucciani, que encantou plateias no mundo inteiro  e vendeu mais de 1,5 milhões de disco, é retratada em documentário dirigido por Michael Radford (“1984”, “O Carteiro e o Poeta”).

Petrucciani nasceu na França, em 1962, com uma doença genética conhecida como osteogênese imperfeita. Com cerca de um metro de altura, o pianista fez sua primeira apresentação musical aos 13 anos e, ao longo de sua curta carreira, teve a possibilidade de gravar com os maiores nomes do jazz, entre os quais Roy Haynes, Wayne Shorter, ou ainda Dizzy Gillespie.

Neste mergulho ao universo de Petrucciani, Michael Radford nos mostra a personalidade marcante de um dos pianistas mais aplaudidos do Jazz.

O filme, que será exibido pela primeira vez em São Paulo, faz parte da programação do In-EDIT Brasil – 4o Festival Internacional de Documentário Musical, que será realizado de 1 a 6 de junho no MIS, Cinemateca, Cine Olido, Cine Livraria Cultura, Cinesesc e Matilha Cultural. 

MICHEL PETRUCCIANI

(Michael Radford, França/Alemanha/Itália, 2011, 98’)

Com: Michel Petrucciani, Eugenia Morrison, David Himmelstein, Dr. Georges Finidori, George Wein, Pierre-Henri Ardonceau, Alain Brunet, Jacques Bonnardel, Lionel Belmondo

Inédito Em São Paulo 

SINOPSE:

Michel Petrucciani é inesquecível. Seja como pessoa, como amigo, como marido e, principalmente, como pianista, este francês que media quase um metro deixou um importante legado para a música. 

Por sua vida restrita por conta de sua condição física, Petrucciani começou a tocar piano muito cedo e logo descobriu o Jazz, e decidiu que iria tocar com as grandes estrelas do gênero. E assim foi. Antes de morrer, aos 36, já tinha dividido o palco com todos os seus ídolos e queria mais. Muito mais. 

Serviço:

IN-EDIT BRASIL 2012

De 01 a 10 de junho em São Paulo 

MIS-SP – Av. Europa, 158 – Jd. Europa

Tel: (11) 2117-4777 

CineSESC  – Rua Augusta, 2075 – Cerqueira César

Tel: (11) 3087-0500 

Cine Olido – Av. São João, 473 – República 

Tel: (11) 3331-8399 

Cinemateca Brasileira – Largo Senador Raul Cardoso, 207 – Vila Clementino

Tel: (11) 3512-6111 

Cine Livraria Cultura – Sala 2 (a confirmar)- Conjunto Nacional
Av. Paulista, 2073 Bela Vista

Tel. (11) 3285-3696  

Matilha Cultural – Rua Rêgo Freitas, 542 – República  

Tel: (11) 3256-2636

Donna Summer: mundo perde uma de suas mais belas vozes

A cantora Donna Summer morreu nesta madrugada, aos 63 anos, após batalha contra o câncer. A notícia foi dada pelo site TMZ por volta das 12h30 (horário de Brasília) desta quinta (17), e, por volta das 13h30, a morte foi confirmada por familiares à agência Associated Press.

Segundo o TMZ, ela tinha câncer de pulmão. Fontes confirmaram ao site que a cantora acreditava ter ficado doente após os atentados de 11 de setembro, ao inalar partículas tóxicas.

Considerada “Rainha das Discotecas”, Donna Summer ganhou cinco prêmios Grammy e fez sucesso, principalmente nos anos 70, com músicas como “Last Dance,” “Hot Stuff”, “She Works Hard for the Money” e “Bad Girls”. Ela chegou a vender aproximadamente 130 milhões de discos em todo o mundo.

Nascida em Boston a 31 de dezembro de 1948, LaDonna Adrian Gaines (nome real da cantora) começou sua carreira como vocalista de apoio do trio Three Dog Night. A estreia solo em disco foi em 1974, com “Lady of the Night”. Seu primeiro grande hit foi Love to Love You Baby, que chegou ao segundo lugar na parada da revista americana “Billboard”, em 1976.

Com o sucesso, passou a lançar um LP por ano até 1984. Donna Summer lançou 17 álbuns de estúdio. Entre os trabalhos mais importantes de Summer estão “Bad Girls” e “On the Radio, Volume I & II”.

Ela já liderou a principal parada nos EUA com canções como “Hot Stuff” e “MacArthur Park”. O disco mais recente é “Crayons”, de 2008.

A cantora veio ao Brasil em 2009 para divulgar um CD, o primeiro lançado por ela após hiato de 17 anos. Ao trocar de gravadora, assinando com a Geffen Records em 1983, Donna passou a ter menos destaque nas paradas. Nos anos 80, não conseguiu repetir o sucesso da década anterior. Ela chegou até a deixar de cantar seus principais hits da disco music.

Difícil encontrar alguém que não dançou embalada por Donna Summer

A cantora deixa seu marido Bruce Sudano, dois filhos e quatro netos. “Esta manhã, perdemos Donna Summer Sudano, uma mulher cheia de talento, sendo que o maior deles era a sua fé”, contou a família em um comunicado. “Enquanto lamentamos sua morte, estamos em paz celebrando a sua extraordinária vida e seu legado permanente. Palavras realmente não podem expressar o quanto nós apreciamos suas orações e seu amor para a nossa família neste momento difícil.” Ela morava em Nashville, no estado americano do Tennessee.

PARALAMAS, os Melhores, em programa especial na MIX TV

Repertório do álbum SELVAGEM é tema de Show a ser gravado dia 24 de maio, direto do Teatro da Mix

Mix ao Vivo – Álbuns Clássicos, o projeto da Mix TV em parceria com a Mix FM que exibe bandas tocando ao vivo álbuns emblemáticos de suas carreiras, traz os Paralamas do Sucesso no próximo dia 24 de maio.

Herbert, Bi Ribeiro e João Barone: disco memorável revisto em show gravado ao vivo… Saravá !!!

A sensacional banda liderada por HERBERT VIANNA vai tocar na íntegra o álbum Selvagem, de 1986.

Terceiro trabalho dos Paralamas, Selvagem é considerado um ícone do rock nacional, pela fusão do rock com a MPB e a música africana. Durante o show a audiência pode conferir sucessos como “Alagados”, “A Novidade”, “Melô do Marinheiro”, entre outras. O programa poderá ser acompanhado “ao vivo” no site http://www.mixtv.com.br e irá ao ar dia 14 de junho, às 21h30.

Serviço

Local: Teatro da Mix

Endereço: Rua Vergueiro, 1211

Dia: 24/05 Horário: 21h

Prêmio pode ajudar a finalizar seu filme…

Abertas inscrições ao Prêmio Finaliza 2012, promovido pelo Programa Cinema do Brasil, Associação do Audiovisual e a Cinecolor Digital.

Até 7 de junho, realizadores brasileiros podem inscrever seus trabalhos em fase de pós-produção. O vencedor será escolhido entre 12 e 19 de julho, durante o 7º Festival Latino-Americano, que acontece em São Paulo, e receberá R$ 99,4 mil para finalizar seu filme. (www.cinemadobrasil.org.br).

A participação é aberta a filmes rodados no Brasil, de diretores brasileiros ou estrangeiros com residência permanente no país, produzido por empresa produtora brasileira; ou filmes rodados parcial ou totalmente no exterior, sendo que entre as empresas produtoras figure uma produtora nacional. Além disso, serão recebidas obras que, no ato de sua inscrição, já possuam ao menos um primeiro corte de edição completo, entre 65 e 140 minutos.

Os filmes serão exibidos em sessões privadas, a serem assistidas apenas pelos membros do júri e por pessoas ligadas às diferentes áreas da cadeia produtiva audiovisual. Ao término de cada sessão, o projeto deverá ser apresentado pelo diretor ou produtor para o público, que poderá ou não elaborar perguntas ou comentários referentes à obra apresentada.

O prêmio final de R$ 99,4 mil é oferecido pela Cinecolor Digital. O valor será dividido em correção de cor, edição de som, pré mix, mix final, DCP e Cópia HDcam SR.

O 7º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo acontecerá no Memorial da América Latina, Cinemateca Brasileira, Cinusp “Paulo Emílio” e Cinesesc.

Curta Cinema abre inscrições

As inscrições para o processo de seleção do Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro – Curta Cinema 2012 já estão abertas. A cada ano, o festival recebe cerca de 3.000 inscrições, que são submetidas à avaliação de um comitê de seleção, para compor uma média de 300 filmes que integram a programação oficial.

As inscrições devem ser feitas pelo site www.shortfilmdepot.com. O prazo para as inscrições internacionais é dia 29 de junho, e para as nacionais, 27 de julho. Este ano, as cópias para visionamento tanto poderão ser enviadas pelos correios quanto por link eletrônico. O regulamento se encontra nos sites www.curtacinema.com.br ou www.shortfilmdepot.com . Dúvidas e esclarecimentos pelos telefones: (55 21) 2553-8918 e (55 21) 2554-9059 ou pelo e-mail programa@curtacinema.com.br.

Endereço para envio de material:

Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro – Curta Cinema 2012
Associação Franco Cultural
Avenida Beira Mar, 262, sala 403 – Centro
Rio de Janeiro – RJ – 20021-060

Abertas inscrições ao Festival de Brasília

 Setembro é o mês do 45º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro.

Segundo o Secretário de Cultura do DF, Hamilton Pereira, o festival manterá as mudanças realizadas em 2011, como o fim do critério do ineditismo, a incorporação do formato digital na mostra competitiva, a descentralização das exibições e a elevação do valor do prêmio. E serão feitas mais alterações: criação de uma mostra competitiva específica para o gênero do documentário – em longa e curta-metragem –, inclusão da cidade do Gama no projeto Festival nas Satélites, transferência das exibições para as salas Villa-Lobos e Martins Penna do Teatro Nacional, e mudança no perfil da Mostra Brasília, que agora ficará sob a responsabilidade da Câmara Legislativa.

Já o coordenador do 45º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, Sérgio Fidalgo, destaca que, com a inclusão da categoria de documentário, espera-se um volume maior de inscrições, portanto, as comissões de seleção trabalharão dez dias e não cinco, como em 2011. Serão cinco integrantes na comissão de curtas e longas de documentário, e cinco para curtas e longas de ficção.

Sérgio Fidalgo e Cibele Amaral, assessora de cinema da Secretaria de Cultura do GDF, também avisaram que pretendem marcar a 45ª como uma edição festiva. Para tanto, já anunciam o lançamento do catálogo Brasília 5.2 – Cinema e Memória, que vem sendo escrito pela pesquisadora Berê Bahia e inclui 12 mostras que irão circular pelo DF, de junho a setembro. E a realização de uma oficina de roteiro para séries televisivas contando com a presença dos escritores Marçal Aquino e Adriana Falcão.

PROGRAMAÇÃO GERAL

Mostras competitivas de filmes de longa-metragem de ficção e de documentário, filmes de curta-metragem de ficção, de documentário e de animação, além de mostras paralelas, tais como Mostra Brasília, Mostra Panorama Brasil, Festivalzinho e, ainda encontros, debates, seminários, oficinas, Cinema Voador, Festival nas cidades do Distrito Federal, lançamentos de catálogos, livros e DVDs e solenidades de abertura e de premiação.

Debate sobre séries de TV, com Marçal Aquino (Força Tarefa); Adriana Falcão (Louco por elas) e Túlio Gonçalo – crítico, roteirista, cineasta e professor no IESB (Mediador).

Debate com as equipes dos filmes concorrentes.

Seminário sobre a Crítica Cinematográfica.

Oficina de Interpretação para Câmera – com o ator libanês Mounir Maasri – para atores profissionais

Oficina Interpretação para iniciantes  – com Mallu Moraes

PRÊMIOS

Troféu Candango e prêmios em dinheiro: R$ 635.000,00

Filme de longa-metragem de ficção:

Melhor filme – R$ 250.000,00
Melhor direção – R$ 20.000,00
Melhor ator – R$ 5.000,00
Melhor atriz – R$ 5.000,00
Melhor ator coadjuvante – R$ 3.000,00
Melhor atriz coadjuvante – R$ 3.000,00
Melhor roteiro – R$ 5.000,00
Melhor fotografia – R$ 5.000,00
Melhor direção de arte – R$ 5.000,00
Melhor trilha sonora – R$ 5.000,00
Melhor som – R$ 5.000,00
Melhor montagem – R$ 5.000,00

Filme de longa-metragem documentário:

Melhor filme de longa-metragem de documentário – R$100.000,00
Melhor direção – R$ 20.000,00
Melhor fotografia – R$ 5.000,00
Melhor direção de arte – R$ 5.000,00
Melhor trilha sonora – R$ 5.000,00
Melhor som – R$ 5.000,00
Melhor montagem – R$ 5.000,00

Filme de curta-metragem de ficção:

Melhor filme – R$ 20.000,00
Melhor direção – R$ 5.000,00
Melhor ator – R$ 3.000,00
Melhor atriz – R$ 3.000,00
Melhor roteiro – R$ 3.000,00
Melhor fotografia – R$ 3.000,00
Melhor direção de arte – R$ 3.000,00
Melhor trilha sonora – R$ 3.000,00
Melhor som – R$ 3.000,00
Melhor montagem – R$ 3.000,00

Filme de curta-metragem de documentário:

Melhor documentário de curta-metragem – R$ 20.000,00
Melhor direção – R$ 5.000,00
Melhor fotografia – R$ 3.000,00
Melhor direção de arte – R$ 3.000,00
Melhor trilha sonora – R$ 3.000,00
Melhor som – R$ 3.000,00
Melhor montagem – R$ 3.000,00

Filme de curta metragem de Animação:

Melhor filme de curta-metragem de animação – R$ 20.000,00

Prêmio do Júri Popular: total R$ 65.000,00

Melhor filme de longa-metragem de ficção – R$ 20.000,00
Melhor filme de longa-metragem documentário – R$ 15.000,00
Melhor filme de curta-metragem de ficção – R$ 10.000,00
Melhor filme de curta-metragem de documentário – R$ 10.000,00
Melhor filme de curta-metragem de Animação – R$ 10.000,00

O Festival de Brasília acontecerá de 17 a 24 de setembro, e as inscrições podem ser feitas até 30 de junho. www.festbrasilia.com.br

Inscrições ao Festival Literatura em Vídeo

Vídeos-aula e oficinas virtuais com nomes do cinema nacional já estão online  

O Festival Literatura em Vídeo 2012, realizado pelas editoras Ática e Scipione, com apoio da MTV , da produtora Buriti Filmes e do portal Tela Brasil, está com inscrições abertas até 30 de setembro. Voltado para educadores e alunos do Ensino Fundamental II e Ensino Médio das redes pública e privada de todo o país, o concurso tem como objetivo incentivar o hábito pela leitura e estimular a criatividade. 

Para esta edição, foram criadas novas categoria de premiação. Além das tradicionais Júri Técnico, Júri Popular e Destaques Regionais, o Festival conta agora com Melhor direção de arte, Melhor Roteiro, Melhor Fotografia e Melhor Som

Outro diferencial deste ano é a parceria com a Buriti Filmes, uma das maiores produtoras de audiovisual do país. O site http://www.literaturaemvideo.com.br apresenta uma série de vídeos-aula e oficinas, objetivando dar apoio técnico para professores e alunos produzirem suas adaptações de até 5 minutos, baseados em uma das obras dos catálogos de literatura juvenil das Editoras.

Esses vídeos, que trazem como protagonistas profissionais renomados como Laís Bodanzky, Luiz Bolognesi e Walter Carvalho, fazem parte do acervo do Tela Brasil – projeto da Buriti Filmes que estimula produção de curtas metragens  –  e agora estão à disposição também no site do Festival Literatura em Vídeo

Todos os vídeos enviados até 30 de setembro serão avaliados por uma equipe técnica, formada por assessores pedagógicos das Editoras Ática e Scipione, pela equipe da MTV e pela Buriti Filmes. Os vencedores serão escolhidos pelo Júri Técnico, e os vídeos vencedores do concurso serão veiculados na grade da programação da MTV.

Mais Informações: www.literaturaemvideo.com.br 

Programe-se para o Festival Literatura em Vídeo 2012 

Inscrições

Até 30 de setembro

Divulgação dos destaques regionais, destaques das categorias e finalistas / Início das votações online

15 de outubro 

Fim das votações online

28 de outubro 

Divulgação dos vencedores no evento de premiação

8 de novembro 

Divulgação dos vencedores no site

9 de novembro 

Vídeos-aulas no site 

Luiz Bolognesi fala sobre roteiro 

Daniel Rezende fala sobre montagem cinematográfica  

Bráulio Mantovani fala sobre roteiro 

Walter Carvalho fala sobre direção de fotografia 

Geraldo Ribeiro fala sobre som direto 

Antônio Pinto fala sobre trilha sonora

Febre do Rato vence FestIN de Lisboa

O filme do pernambucano Cláudio Assis – Febre do Rato (vencedor do Festival de Paulínia ano passado) – é o vencedor da terceira edição do  Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa (FESTin 2012), realizado no tradicional Cinema São Jorge, em Lisboa, de 9 a 16 deste mês.

O FESTin é produzido Padrão Actual, com coprodução da Fundação Luso-brasileira e da EGEAC – Cinema São Jorge. Surgiu em 2010, por iniciativa de duas brasileiras, Léa Teixeira, Adriana Niemeyer, e do português Victor Serra, com o objectivo de “celebrar e fortalecer a cultura lusófona através do cinema, num ambiente de partilha, intercâmbio e inclusão social”.

O júri foi formado por Alberto Rui Machado (Cabo Verde), Andrea Paola Costa Prado (Brasil), António Escudeiro (Portugal), José Carlos de Oliveira (Portugal) e Valdemar Dória (São Tomé). Os também brasileiros Trampolim do Forte, de João Rodrigo Mattos, e Amor?, de João Jardim, foram agraciados com menções honrosas ex-aequo.

 Nanda Costa e Irandhir Santos em cena do filme Febre do Rato

E Amanhã, do jovem realizador português Bruno Cativo, foi escolhido Melhor Longa pelo público.

O filme português E Amanhã ? foi o Melhor na votação popular…

Na competição de curtas-metragens, o júri composto por Carlos Manuel Câmara Leme (Portugal), Costa Neto (Moçambique) e Elvis Veiguinha (Angola) elegeu os filmes brasileiros Todos os Balões vão para o céu, de Frederico Cabral, e Marcovaldo, de Cíntia Langie e Rafael Andreazza, como as melhores curtas-metragem. Entregou ainda menções honrosas ao curta moçambicana A Ponte, de Diana Manhiça, e ao Revolução nos Rabelados, do realizador cabo-verdiano Mário Benvindo Cabral. 

A Fábrica, do realizador brasileiro Aly Muritiba, foi o curta vencedor na escolha do público. 

Saiba mais: www.festin-festival.com.