Arquivo do mês: julho 2012

Silêncio: vem aí a Jornada …

                                           VI JORNADA BRASILEIRA DE CINEMA SILENCIOSO

Antes de ser a indústria de sonhos que conhecemos hoje, o cinema foi uma atração nas feiras e quermesses do século 19. Parte do espetáculo popular, ao lado de truques, mágicas, e circo, o cinema também satirizava com olhar inovador as contradições de um mundo que se transformava rapidamente em direção à modernidade. 

Para criar essa atmosfera de mudanças, a VI JORNADA BRASILEIRA DE CINEMA SILENCIOSO vai apresentar, entre 11 e 19 de agosto, um experimento coletivo abordando, em diferentes sentidos, a mágica do cinema.

 

Sob curadoria de Adilson Mendes, a VI Jornada traz ao público a mostra LUZES E SOMBRAS – dedicada ao cinema expressionista alemão, CINEMA SOVIÉTICO DOS ANOS 1920 – um panorama sobre a revolução russa, BRASIL – O ESPETÁCULO DE 1922 – filmes que tem como tema a nacionalidade, e ainda os já tradicionais DESTAQUES DE PORDEDONE, com título do mais famoso festival dedicado ao gênero.

 

Na programação das atividades paralelas, haverá o SALÃO DAS NOVIDADES – série de atrações que reencenam a natureza popular do cinema dos primeiros tempos, o curso  O Cinema Soviético dos anos 1920: Massa e Poder, com François Albera (professor de História e estética do cinema na Universidade de Lausanne), e uma conferência  com Rielle Navtiski (Universidade da Califórnia) e Eduardo Morettin (ECA/USP) sobre “O Cinema Silencioso Brasileiro e Suas Diferentes Formas de Produção Documental e Ficcional”.

 

A Jornada conta ainda com a parceria de músicos que acompanharão ao vivo as principais sessões. Sob a curadoria de Juliano Gentile, a Jornada 2012 apresenta as bandas Abaetetuba, Camerata Aberta, Paulo Santos, Psilosamples, Marcelo Armani, Mario Manga, Objeto Amarelo, Maurício Takara, Guilherme Granado, Rogério Martins, entre outros. Todos os filmes com acompanhamento musical serão exibidos na Sala Cinemateca BNDES e em projeção silenciosa na Sala Cinemateca Petrobras.

 

Para encerrar as atividades da VI JORNADA BRASILEIRA DE CINEMA SILECIOSO, o público é convidado a assistir ao clássico “O Gabinete do Dr. Caligari” de Robert Wiene, na fachada do Auditório Ibirapuera, ao ar livre, no domingo, dia 19, às 19h, com acompanhamento musical de Mário Manga.

Serviço 

VI Jornada Brasileira de Cinema Silencioso  

De 11 a 19 de agosto          

  

CINEMATECA BRASILEIRA

Largo Senador Raul Cardoso, 207

próximo ao Metrô Vila Mariana

Outras informações: (11) 3512-6111 (ramal 215)

www.cinemateca.gov.br

ENTRADA FRANCA

INTERIORES: Cinema diversificado na tela de Rio Preto

Encerrada ontem a segunda edição da Mostra INTERIORES, que movimentou o SESC Rio Preto durante 4 dias exibindo mais de 30 filmes de curta-metragem brasileiros e dois longas estrangeiros.

A programação incluiu filmes do Ceará, Campina Grande, São Paulo, Rio de Janiro, Espírito Santo, Goiás, enfim, a Mostra INTERIORES reverteu-se num belo e diversificado painel da produção audiovisual recente.

Idealizada e coordenada por Fábio Takahashi, a INTERIORES teve a seguinte fica técnica:

Curadoria: André da Costa Pinto e Aurora Miranda Leão

Assessoria Técnica: Guilherme Lamenha

Projeto gráfico: André Luís Martins

Tradução: Kléber Garcia

Assessoria de Imprensa: Harlen Félix

Produção e edição: Tiago Landin

Auxiliar de Produção: Gilberto Alves

Fotografia: Walter Antunes

Luama Sócio: Assessoria de Arte e Comunicação

E veja em fotos como transcorreu a segunda edição da Mostra INTERIORES da Diversidade Sexual de Rio Preto, no interior de São Paulo.

Fábio Takahashi e Aurora Miranda Leão na última noite da Mostra INTERIORES…

Sete modelos de folder, num panorama criativo, como manda a Diversidade…

Rubya Bittencourt, que abrilhantou as duas primeiras noites…

SESC Rio Preto na Mostra INTERIORES: plateia atenta e participativa…

Harlen Félix, responsável pela divulgação da INTERIORES…

Debate focou em Possibilidades e Pluralidades, na ficção e na realidade…

Aurora Miranda Leão e Wagner Pina no debate da Mostra INTERIORES…

E a programação social da Mostra INTERIORES também foi intensa, diversificada e cheia de alegria, como você pode conferir nas próximas imagens:

Mais sobre a Mostra em http://mostrainteriores.blogspot.com.br/

E até 2013 com a terceira edição da MOSTRA INTERIORES da Diversidade Sexual de Rio Preto…

Última chance para ver Djin Sganzerla em O Belo Indiferente

É logo mais, às 21h, no Teatro dos Satyros 1, em São Paulo, a última apresentação do espetáculo O BELO INDIFERENTE, estrelado pela querida atriz Djin Sganzerla, que por este trabalho vem recebendo rasgados elogios da crítica e uma sucessão de aplausos.

A peça é um clássico de Jean Cocteau e tem direção de André Guerreiro Lopes e Helena Ignez.

A equipe do espetáculo, montado graças ao patrocínio SESC, está em excursão com a peça pelas unidades do SESC do interior ~paulista, seguindo em agosto para temporada de 6 semanas no Rio.

Confira trailer do espetáculo: http://www.youtube.com/watch?v=7GGaoQfz74s 

 
 
DJIN Sganzerla: atuação exponencial, em primorosa montagem do clássico de Cocteau…

Bons ventos e diversidade fílmica na Mostra de Rio Preto

Começou quarta e prossegue até sábado na unidade do SESC em São José do Rio Preto a segunda edição da Mostra INTERIORES de Cinema da Diversidade Sexual.

 

Um interessante painel audiovisual foi organizado pelo fotógrafo e produtor Fábio Takahashi, idealizador da Mostra, o qual, através do GADA (Grupo de Amparo aos doentes de Aids e Hepatites Virais), com apoio do SESC Rio Preto, vem promovendo um importante espaço de reflexão e visibilidade para esta questão pulsante no contexto da contemporaneidade.

O público lotou a noite de abertura e deixou o hall do SESC Rio Preto lotado para um generoso coquetel, e exibição de alguns curtas, sendo também o lançamento nacional do curta 30 Segundos, do cineasta Wagner Pina, de Campina Grande.

O curta de Wagner Pina foi muito bem recebido pela platéia. Nele, três jovens atores residentes de Campina Grande (sendo um deles o cearense Lívio Lopes),  agora estão no Rio de Janeiro aperfeiçoando seus estudos de interpretação, graças ao apoio logístico da Universidade Estadual da Paraíba, através da Reitoria Marlene Alves, que enxerga Arte & Cultura como ferramentas fundamentais para o crescimento individual e desenvolvimento social, e atesta este modo de pensar colocando-o como prioridade em sua gestão. 

A frase final que aparece no filme de Wagner Pina – 30 Segundos – até serviu de inspiração para a ótima transformer Rúbya Bittencourt, de Bauru (conterrânea de meu querido MAURO RASI), que pegou uma providencial ‘carona’ numa mensagem do filme para deixar um recado afetuoso com a plateia. Rúbya foi especialmente convidada para colorir a mostra INTERIORES com seu alto astral, e valeu-se dessa frase para encerrar sua participação na noite de ontem, fazendo um Viva ao Amor  e à beleza das Amizades Verdadeiras !

Bom demais ! Wagner Pina e André da Costa Pinto, seu professor orientador, devem ter ficado de alma lavada com a simpática distinção de Rúbya…

Já na noite de quinta, a segunda de exibições, teve entre os curtas que mais repercutiram junto ao público, os filmes Botolovers, e El Chivo a Baco, de Gui Castor – mergulho poético do jovem diretor capixaba sobre um universo complexo, solitário, triste e um tanto sombrio de uma moradora dos arredores de Barcelona -, em noite onde também foram destaque os IIpremiados O Caderno Rosa de Lori Lamby, de Sung Sfai; e Suzy Brasil, a deusa da penha circular, de Renata Than, dois filmes já bem conhecidos dos circuitos de festivais, e, em muito feliz seleção, chegados ao público de Rio Preto.

Turma boa de realizadores, jornalistas e produtores reunidos no Sesc Rio Preto.

* Ao final da Mostra INTERIORES, você vai acompanhar aqui no AURORA DE CINEMA mais detalhes sobre a programação e os bastidores da Mostra.

* Todas as fotografias são de Walter Antunes.

CURTA VAZANTES: nosso jeito de Ser CINEMA

Distrito cearense ganha Mostra de Cinema

Alô turma do Audiovisual: Já é possível comemorar mais uma conquista !

O projeto 1ª Mostra Curta Vazantes – Cinema em Comunidade, criado pelos amigos, parceiros de cinema e jornalismo, LEO Tabosa (gestor cultural da Universidade Católica de Pernambuco – UNICAP) e Aurora Miranda Leão, acaba de ser contemplado pelo Programa de Cultura Banco do Nordeste / BNDES – Edição 2012.

O projeto nasceu ano passado, de muitas conversas e encontros entre Leo Tabosa e Aurora Miranda Leão, ambos encantados por cinema e interessados em atuar ainda de forma mais intensa na área. Juntando vontades, experiências e intenções, e prospectando boas perspectivas, eles criaram esta significativa mostra audiovisual, contando, desde a primeira hora, com todo apoio do Reitor da UNICAP, Padre Pedro Rubens, que nasceu em Vazantes.

 

O primeiro passo foi ir ao pequeno distrito de Aracoiaba, a pouco mais de uma hora de Fortaleza, conhecer a localidade, seus moradores, suas demandas, se familiarizar com seu espaço geográfico, as potencialidades e saberes de seus habitantes, e conhecer o que é feito ali através de um importante projeto, chamado Fé & Alegria

A visita de Leo Tabosa e Aurora Miranda Leão a Vazantes foi em julho de 2011. Ambos saíram de lá muito bem impressionados: o projeto Fé & Alegria é tocado por uma Fundação que vem transformando, positivamente, o cotidiano do lugar.

Com variadas atividades de inserção da comunidade no mercado de trabalho, aprimorando o potencial criativo de crianças e jovens, e dando condições para a melhoria da qualidade de vida de seus moradores, a Fundação Fé & Alegria do Brasil vem fazendo pela comunidade de Vazantes – e em parceria com seus habitantes -, um trabalho por demais relevante.

Conhecer este trabalho de perto foi fundamental para que os amigos Leo Tabosa e Aurora Miranda Leão chegassem à formatação do projeto Mostra CURTA VAZANTES, em boa hora aprovado pelo edital BNB-BNDES.

Casa de Cultura em Vazantes: cenário para fomentar novos talentos e dar visibilidade a quem já faz Arte…

Ambos, Leo Tabosa e Aurora Miranda Leão, deixaram a ensolarada localidade cearense certos de que incluir Vazantes no mapa audiovisual do Ceará e, portanto, do Brasil, era um passo decisivo que precisava ancorar em Vazantes.

Diversidade e riqueza cultural de Vazantes vai chegar ao ambiente do Cinema…

E assim foi. Da visita ao distrito cearense, Leo e Aurora saíram cheios de ideias, conversaram muito, somaram sonhos, reuniram forças e criaram o projeto agora aprovado pelo edital BNB-BNDES.

O Padre Pedro Rubens, grande incentivador da Mostra Audiovisual, é autor de livro com histórias pitorescas de Vazantes…

Leo Tabosa convidou o artista pernambucano JAVA, um fantástico desenhista de Recife, e lhe traçou um panorama do que ele e Aurora pretendiam para Vazantes. Não demorou para Java criar a bela e eloquente logomarca, agora um atraente cartão de visitas para a Mostra de Cinema Curta Vazantes.

A Mostra deve semear na comunidade o gosto pelo audiovisual e despertar novos olhares para o cotidiano, através de uma diversificada grade de filmes a serem exibidos em praça pública. Além disso, seus idealizadores pretendem que a Mostra CURTA VAZANTES possa contribuir para a inclusão, promoção social, e acesso cultural dos moradores de baixa renda do distrito de Vazantes (e localidades vizinhas) num ambiente mais próspero.

Que nasça a partir da exibição de filmes, troca de experiências com realizadores, encontro com moradores de outras cidades, realização de oficinas e debates capazes de promover uma saudável troca de ideias entre pessoas de universos semelhantes, muitas vezes distanciadas apenas por questão de oportunidades.

Como costuma dizer o Padre Pedro Rubens, autor do belo Lugar onde os pássaros cantam e as pessoas contam histórias,

“Vazantes não é um lugar, é um jeito de ser “…

Agora, caminhando para a Mostra CURTA VAZANTES, que vai acontecer no primeiro semestre de 2013, podemos afirmar:

Vazantes será nosso jeito de Ser CINEMA…

Cena antológica consagra pico de audiência à Avenida Brasil

Carminha (Adriana Esteves) ficará nas mãos de Nina (Débora Falabella)

Desde sexta, quando a personagem de Adriana Esteves descobre que Nina (vivisa por Débora Falabella) é a mesma Rita, que ele odiava desde pequenina e de quem pensava ter-se livrado através de umas e outras que ela aprontou pra cima da adversária, a novela AVENIDA BRASIL (TV Globo, 21h) vem dominando ainda mais a atençã odo público e da imprensa. O capitulo de sábado, em que Carminha passa um ‘chega pra lá’ quase defintivo em Nina, teve a magistral cena do quase enterro de Nina/Rita. A cena é, indubitavelmente, das mais criativas, bem realizadas e dramaturgicamente brilhante. APLAUSOS para João Emanuel Carneiro, sua trupe de colabores (do texto à realização na telinha), e ao seu magnânimo elenco.

Mas hoje, quando sabia-se que Nina voltaria a encontrar Carminha, o público respondeu em peso ao ‘chamado’ da trama e a novela teve seu maior índice de audiência, ultrapassando os 44 pontos – até então, ainda não alcançado.

Números divulgados pelo Ibope dão conta de que AVENIDA BRASIL reinou  absoluta na noite, alcançando 44,5 pontos. A segunda colocação ficou com o SBT, 6 pontos, seguida de 5 pela Record. Até então, o índice mais alto da novela era o de 43 pontos.

A expressiva (e merecida) audiência deve-se a essa torcida que vem ganhando contornos bem nítidos entre o público: a audiência quer ver a vitória de Nina e sabe que, até isso acontecer, ainda irá se surpreender muito.

Cauã Reymond esteve no programa do Faustão domingo e afirmou que a novela agora tem ‘cenas secretas’ sendo gravadas. Ou seja, para algumas cenas, o sigilo é total, e só entra no estúdio os atores cujos personagens estejam envolvidos.

A TV Globo quer evitar – em muito boa hora – que comecem a vazar notícias de próximas cenas, e o destrinchar de acontecimentos seja revelado, coisa que, quando acontece, causa muigta chateação em quem assiste à novela com emoção de telespectador fiel, e quer acompanhar o desenrolar da trama via tevê. Do contrário, melhor seria ler fotonovelas, já que a telenovela – assim como os filmes, mas sobretudo o gênero obra aberta televisiva, foi criado para se assistir via telinha, e não ficar conhecendo a trama via revistas, sites, ou comentários de colegas.

Você que não viu, mas quer checar a grande cena que foi ao ar hoje, cesse o site da Globo – www.globo.com – e confira. Amanhã, a cena continua, e haja competência.

A chegada de Carminha em casa, sozinha, crente que lá vai encontrar os empregados Lúcio e Janaína… e a personagem vai adentrando a casa, tudo no escuro, e, de repente, apenas um facho de luz acende e ela vê a ‘desaparecida’ Nina sorridente, e ainda ameaçando-a, e quando Nina diz pra ela acender a luz, Carminha acende e tem a surpresa inesperada… francamente, foi um show de Dramaturgia e Realização. Uma cena antológica, já nos arquivos das melhores cenas de telenovelas do país.

Resumindo: AVENIDA BRASIL está Sensacionallllllll !!!

Até 10 de agosto, inscrições à mostra CineBH

CineBH 2012 

 

Agosto de Cinema e Cultura Asiática em Sampa

TRAFFIC  terá primeira edição de 2 a 9 de agosto 

 

Será a primeira mostra cinematográfica de filmes representantes do cinema asiático, especialmente da Ásia Oriental e Sudeste Asiático. Durante o TRAFFIC, cerca de 30 títulos serão exibidos no Cine Livraria Cultura, Cinemateca Brasileira e Cine Olido. O festival também levará a São Paulo convidados da região asiática, além de apresentar alguns títulos de Hong Sang-soo e homenagear o diretor Carlos Reichenbach. 

A edição de estreia do TRAFFIC – Festival de Cinema e Cultura Asiática de São Paulo –, tem curadoria de John Badalu, direção artística de Suzy Capó,  produção executiva de Rafael Sampaio e Chris Liu. 

Curador, produtor, professor, crítico e consultor em mais de dez instituições de prestígio dentro e fora do seu país, a Indonésia –  como o Festival Internacional de Cinema de Berlim e o Hong Kong Film Award –, Jhon Badalu apresentará uma programação marcada pela diversidade cultural dos países representados e dos estilos cinematográficos que a compõem.  

 

São Paulo, possui o maior número de pessoas que se declaram de origem asiática do Brasil – cerca de 456 mil são de origem oriental, dos quais 326 mil japoneses, a maior comunidade fora do Japão. 

Além disso, calcula-se que vivem no Brasil, 1,5 milhão de japoneses, 350 mil sino-brasileiros (chineses ou taiwaneses) e 50 mil coreanos. Asiáticos são os principais povos que imigram para São Paulo. Mais de 70% dos brasileiros asiáticos estão no Estado de São Paulo.  

Vale lembrar: a China e o Japão conformam a 2a e 3a maiores economias do mundo. Depois dos EUA, a China é o 2o maior mercado de  filmes do mundo, além de ser um forte mercado atualmente em expansão para importação e exportação no Brasil.  

A programação do Festival TRAFFIC vai reunir longas-metragens que representam de forma diversa aquilo que é produzido nos países asiáticos. De filmes independentes, autorais ou de culto à blockbusters da região, o festival pretende cumprir a lacuna no calendário cultural de São Paulo, exibindo filmes que representam a pluralidade estética, artística e de gêneros das cinematográficas asiáticas.    

O TRAFFIC vai exibir 5 filmes dirigidos pelo cultuado coreano Hong Sang-soo, diretor de mais de 15 títulos entre longas e curtas.

Estão confirmados: Hahaha, Like You Know It All, Oki’s Movie. 

Homenagem ao diretor Carlos Reichenbach 

O cineasta Carlos Reichenbach era um dos habitués das salas da Liberdade e apaixonado pelo cinema japonês. Carlão, como era conhecido no meio, assistia a uma média de dois, três títulos japoneses por semana. Em uma de suas entrevistas, contou que o primeiro impacto com o cinema japonês foi quando assistiu ao Intendente Sansho, de Mizogushi. Carlão contou ainda que viu uma cópia sem legenda, mas mesmo assim ficou absolutamente fascinado. Quando assistiu a Contos da Lua Vaga, decidiu que queria fazer cinema. A exibição do filme de Kenji Mizogushi homenageará Carlão, falecido recentemente. 

TRAFFIC – FILMES confirmados :  

Adorável Homem, de Teddy Soeriaatmadja

P-047, de Kongdej Jaturanrasamee

A Mulher na Fossa, de Marlon Rivera

O Sono Dourado, de Davy Chou

Te Carreguei Pra Casa, de Tongpong Chantarangkul

Remington e a Maldição dos Zumbis Gays, de Jade Castro

O Espelho Nunca Mente, de Kamila Andini

De Volta ao Crime, de Dain Said

Vendados, de Garin Nugroho

Reta final de inscrições à Mostra de Londrina

Abertas até dia 28 as inscrições à 14ª Edição da Mostra Londrina de Cinema. Todo filme poderá ser inscrito, capturado em qualquer suporte, contanto que possua no máximo 24 minutos e 59 segundos, incluindo os créditos. Os filmes candidatos tem de ter sido finalizados a partir de janeiro de 2011 e não podem ter sido exibidos em edições anteriores da Mostra.

Haverá 3 sessões competitivas de curtas: Nacional, Paranaense e Londrinense. Na Competitiva Nacional, os filmes irão disputar 7 Troféus Udihara: Melhor Filme (Júri Oficial), Melhor Filme (Júri Popular), Direção, Roteiro, Fotografia, Direção de Arte e Montagem.

Na Competitiva Paranaense os filmes irão disputar 5 Troféus Udihara: Melhor Filme (Júri Oficial), Melhor Filme (Júri Popular), Direção, Roteiro e Fotografia. Na Competitiva Londrinense, os filmes irão disputar 2 Troféus Udihara: Melhor Filme (Júri Oficial) e Melhor Filme (Júri Popular).

A Revista Taturana, publicação sobre cinema editada pela Kinoarte, também irá conceder um Troféu Udihara ao Filme entre todas as competições com o Melhor Projeto Gráfico. O Melhor Curta Paranaense irá receber Prêmio de Aquisição de R$ 10 mil da RPC(Rede Paranaense de Comuicação).

O festival é o mais antigo do Paraná e um dos que mais privilegiam a produção independente contemporânea. Há também espaço para filmes raros e clássicos não disponíveis no mercado de home vídeo. A edição deste ano vai acontecer de 7 a 13 de setembro.

A lista com os filmes selecionados será divulgada a 7 de agosto em http://www.mostralondrina.com.br/

Contatos: 43 3026 6932 | 43 9902 2669 | 43 9118 5475 | 41 9119 0601 | 11 8216 6644
email: mostralondrinadecinema@gmail.com

Inscrições de documentários para Globale Bogotá

El festival de video documental Globale Bogotá realizará su segunda versión en la Cinemateca Distrital del 19 al 24 de octubre. La convocatoria está abierta para aquellos trabajos audiovisuales que aborden tópicos tanto locales como globales desde una perspectiva crítica en uno de los tres temas fijados para este año.

1- Feminismo: Crítico y anti hegemónico

2- Territorio: Expropiación y extracción:

3- Procesos colectivos: Autogestión y autonomía:

FECHA CIERRE DE CONVOCATORIA
31 de Julio de 2012

INSCRIÇÃO e mais info em: http://globalebogota.wordpress.com/