Arquivo do mês: agosto 2013

Comunicurtas, David Cardoso, Arly Arnaud e Varal de Cabaré

Festival comandado por André da Costa Pinto exibe filme de David Cardoso, reverencia atriz paraibana, tem banda performática e noite será de entrega de troféus e show de Val Donato

Comuni

Teatro Severino Cabral tem sempre grande movimentação com as atividades do festival COMUNICURTAS, que se consolida como a maior vitrine do audiovisual brasileiro no Nordeste.

Luci

Atriz Luci Pereira recebe troféu das mãos de Chico Oliveira

Luci e Marlene

Luci Pereira e Marlene Alves, entusiasta do Audiovisual, que é titular na Secretária da Cultura de Campina Grande…

A noite inaugural da oitava edição do COMUNICURTAS foi de comovente homenagem à atriz campinense Luci Pereira, revelada ao Brasil por sua pungente atuação no filme ‘Narradores de Javé’, da cineasta paulista Eliane Caffé. Luci já vinha de longa estrada nos palcos de Campina Grande, e hoje brilha também em seus personagens na televisão.

Chico

A atriz foi saudada pelo conterrâneo Chico Oliveira, outro vigoroso ator de Campina Grande, celeiro de grandes forrozeiros e também de um incrível naipe de ótimos atores, conforme podemos atestar a cada ano, com o surgimento de novos talentos,  e este ano especialmente através da oficina de Interpretação para Vídeo, ministrada pelo ator e diretor Daniel Nigri. Uma oficina rápida mas com um professor que conhece profundamente o ofício e passa lições importantes como quem conversa no quintal de casa. Um luxo estar e vivenciar os ensinamentos que Daniel Nigri passa com leveza, competência e invejável disponibilidade.

E a semana Comunicurtas chega ao fim esta noite depois de dias intensos de debates, aulas, trocas de conversas entre realizadores, produtores, jornalistas e artistas de várias partes do país, além das sessões das muitas mostras competitivas e filmes convidados.

Inelda

Inêlda de Cristo: atriz em “Ricardo, um grande homem”, curta de Marcelo Cardins, que está na mostra competitiva Tropeiros…

Varal

A noite de sexta terminou na madrugada deste sábado ao dançante som da banda Varal de Cabaré, que tem no vocalista Pablito um valor pulsante de Campina Grande, que o Brasil merece conhecer.

Além da voz afinada e poderosa, Pablito tem incrível domínio de palco e a plateia interage com ele o tempo inteiro, numa troca de sintonia digna dos artistas que o público consagra como populares. Secundado por músicos com bom apuro sonoro, Pablito é o líder de uma banda que alia suingue, empatia e irreverência para referendar no palco alguns ícones do ‘brega’ musical brasileiro – o varal de calcinhas em destaque e a distribuição de brindes hilários com a plateia compõem um caleidoscópio músico-performático que faz juz ao público que a VARAL DE CABARÉ conquista a cada nova apresentação.

A banda de Campina Grande já está incluída na programação social que vai abrir a primeira edição do Festival Caboré, que a atriz e produtora Márcia Lohss está agendando pra março de 2014 em Natal. Que venham novos calcinhas e outros hits relevantes do nosso ‘brega’ imortal.

A Varal de Cabaré, assim como a cantora Val Donato e o grupo que a acompanha – Os Cabeças – são duas revelações propiciadas e incentivadas pelo festival COMUNICURTAS, assim como o bar do TENEBRA, point principal do festival campinense, e isso são mais ‘detalhes’ que fazem do festival comandado por André da Costa Pinto uma vitrine cultural singular, benfazeja e necessária.

1234741_506627362765222_194227308_n

O ponto alto da noite final das mostras competitivas do Comunicurtas foi a homenagem à atriz Arly Arnaud, cuja emoção adornou em lágrimas o figurino de sua maquilagem e contagiou amigos, jornalistas e convidados.

David

Outro destaque da noite de sexta no COMUNICURTAS foi a exibição do belo curta do ator David CardosoMaria Fumaça, Chuva e Cinema -, no qual David, que assina roteiro e direção, conta parte decisiva de sua biografia numa história comovente, capaz de encantar plateias de qualquer parte e de todas as idades.

David e W

David Cardoso em entrevista ao fotógrafo Walter Antunes…

E o ator, que está em Campina Grande na companhia do filho David Cardoso Júnior, também ator e intérprete no curta-metragem Maria Fumaça, Chuva e Cinema, no qual interpreta o avô Oswaldo – conquista, por onde passa, mais admiradores e vai deixar Campina Grande com a agenda repleta de convites: são mais e mais produtores que se encantam com a simplicidade e a simpatia de David Cardoso e a todo momento fazem ao ator convites para estar em eventos e festivais de Cinema.

CD David

Assediado sobretudo pelos belos olhos azuis da Argentina do avô paterno, David Cardoso Júnior trouxe seu CD para lançar em Campina Grande…

Com Arly e Lizie

Atrizes Lizie Brunet e Aurora Miranda Leão saúdam Arly Arnaud…

Arly D e Mar

David Cardoso Jr. ladeado por Arly Arnaud e Marlene Alves

* Aguarde o Arrastão Comunicurtas, que sai em breve aqui no blog Aurora de Cinema…

FECIM em contagem regressiva

TV e Cinema serão vistos e debatidos em festival capixaba que acontece na adorável cidade de Muqui e mobiliza toda a comunidade em torno do Audiovisual

FECIM 13

A coordenação do 2º FECIM – Festival de TV e Cinema Independente de Muqui – divulga sua programação completa de atividades. O festival, que desde o ano passado reúne artistas, pensadores e realizadores do audiovisual em atividades como mesas de bate-papo, mostras de cinema e shows musicais na cidade histórica de Muqui, no sul do Espírito Santo, será realizado de 5 a 8 de setembro no histórico e belo Teatro Neném Paiva.

Um dos destaques da programação é a exibição do documentário Doméstica, de Gabriel Mascaro, do Recife, que acontecerá na praça da cidade, ao ar livre, bem como a realização de mesas de bate-papo com diretores e atores nacionais.

O FECIM vai reunir cineastas de diversos cantos do Brasil, bem como realizadores capixabas. Entre os selecionados que concorrerão ao prêmio de melhor curta de animação, ficção, documentário e websérie, estão dois curtas estrangeiros, da Espanha e da Argentina, e a animação Luminaris, do argentino Juan Pablo Zaramella, pré-selecionado para o prêmio de Melhor Curta de Animação no Oscar 2012.

O Festival de TV e Cinema Independente de Muqui, o FECIM, é uma ação cultural de cunho cinematográfico idealizada pelo Grupo Cultural ETC, coletivo de jovens realizadores da cidade, e pelo Instituto Parceiros do Bem. O evento é realizado no maior sítio histórico do Espírito Santo e foi criado em 2012 no intuito de expandir o diálogo cinematográfico capixaba, promovendo a discussão, o fomento, a valorização e a exibição de obras de artistas e núcleos independentes do Estado e de todo o Brasil.

Além das mostras, exibições e mesas, o Festival se destaca pela participação da comunidade. No domingo, a despedida é com uma chuva de poesias na Igreja e um passeio de bicicletas pelas ruas da Cidade Menina, num grande encontro de amigos, artistas e admiradores da beleza natural e arquitetônica representada por Muqui. 

Leo FECIM

Cineasta e agitador cultural Léo Alves a todo vapor na reta final para o FECIM…

SERVIÇO

2º FECIM – Festival de TV e Cinema Independente de Muqui

De 5 a 8 de setembro de 2013

Teatro Neném Paiva | Muqui – ES

Entrada Gratuita 

A organização criou o ‘movimento Clóvêêêês’ que tomou as ruas de Muqui..

PROGRAMAÇÃO

Quinta-feira – 05/09 

16h às 17h30 – Mostra Competitiva 1

·         Paleolito (Animação, 6’13”), de Ismael Lito e Gabriel Calegario. 2013 – RJ – Livre.

·         O mistério da lua (Animação, 1’45”), de Alessandra de Almeida Martins. 2013 – SP – Livre.

·         Surf Surf (Ficção, 17’), de Wellington Sari. 2012 – PR – Livre.

·         Família em Férias (Animação, 1’10”), de Wayner Tristão. 2012 – ES – Livre

·         Animador (Ficção, 20’), de Cainan Baladez e Fernanda Chicolet. 2012 – SP – Livre

·         Vias Circulatórias (Ficção, 1’54”), de Leonardo Pedrini. 2010 – ES – Livre.

·         As aventuras de rabisco (Ficção, 4’50”), de Marcos Teixeira. 2013 – DF – Livre

·         Eu nunca devia ter voltado (Ficção, 15’), de Eduardo Morotó, Marcelo Martins Santiago e Renan Brandão. 2012 – RJ – Livre

·         A triste história de Kid Punhetinha (Ficção, 15’), de Andradina Azevedo e Dida Andrade. 2013 – SP – 14 anos. 

19h – Abertura Oficial

Homenagem a Markus Konká – Ator homenageado do Fecim 2013 

19h20 – Mostra Competitiva 2

·         Luminares (Animação, 6’), de Juan Pablo Zaramella. 2011 – Argentina – Livre

·         Com os pés na cabeça (Ficção, 15’07”), de Tiago Scorza e Gabriela Luizzi Dalmasso. 2010 – CE/RJ – Livre.

·         A última canção (Documentário, 14’08”),  de Taynara Barreto. 2012 – ES – Livre

·         Trocam-se bolinhos por histórias de vida (Ficção, 15’), de Denise Marchi. 2010 – RS – Livre.

·         A mão que afaga (Ficção, 19’), de Gabriela Amaral Almeida. 2012 – SP – 10 anos.

·         A Ilha das Bonecas (La islã de las muñecas) (Documentário, 7’17”), de Wayner Tristão e Lucas Bonini. 2012 – ES – 12 anos.

·         Pintas (Animação, 12’57”), de Marcos Vinicius Vasconcelos. 2013 – SP – 14 anos.

·         Além da Margem (Ficção, 9’), de Marcos Jardym. 2012 – RJ – 14 anos.

·         Um de nós morre hoje (Ficção, 28’), de Gabriel de Almeida e Weiller Vilela.  2013 – MG – 14 anos

21h30 – Mostra de TV

·         Web Série Pé na Estrada (Documentário, 19’59”), de Giandro Gomes. 2012 – ES – Livre

·         Fazendo a Social (Ficção, 6’30”), de Erica Rodrigues e Eduardo Bezerra.2011 – SP – 14 anos

22h – Armacim – O Armazém musical do FECIM

Música e Literatura com Ricardo Lemos – No restaurante e churrascaria Armazém

Sexta-feira – 06/09 

9h às 11h – Fecim para Crianças (2 sessões)

·         A Bruxinha Lili e a Baleia Belena, 6’, de Ducca Rios, Hugo Dourado, Leonardo Copello de Miranda. 2010 – BA – Livre.

·         Feira da Fantasia – O Filme, 10’25”, de Talvanes Moura. 2010 – CE – Livre.

·         O Enigma da Água, 3’34”, de Wesley Rodrigues. 2011 – RS – Livre.

·         O Anão que virou Gigante, 10’, de Marcelo Marão. 2009 – RJ – Livre.

·         Meio a Meio, 2’40”, de Danilo Amorim. 2012 – ES – Livre.

·         A Princesa e o Violonista, 10’30”, de Lisandro Santos e Guto Bozzette.. 2012 – ES – Livre.

·         Tentáculos, 5’44”, de Thiago Quadros, Alvaro Victorio, Beth Soares, Beto Paiva, Leandro Batista, Rafael Carvalho, Vinícius Lewer.  2010 – RJ – Livre.

·         João, O Galo Desregulado, 10”, de Alê Camargo e Camila Carrossine. 2013 – SP – Livre.

14h às 16h – Mostra Competitiva 3

·         O menino invisível (Ficção, 8’48”), de Murilo Deolino, Danilo Umbelino e Uiran Paranhos. 2013 – BA – Livre.

·         Além do mar que há entre lá e cá (Documentário, 20’), de Heitor Riguette, Henrique Gaudio, Maíra Tristão, Matheus T. Costa e Raphael Brun. 2012 – ES – Livre

·         Dia Estrelado (Animação, 17’), de Nara Normande. 2011 – PE – Livre.

·         A Fantástica Vida de Baffus Bagus Bagarius (Ficção, 13’36”), de Alexandre S. Buck. 2012 – ES – Livre.

·         O menino que sabia voar (Animação, 10’48”), de Douglas Alves Ferreira. 2013 – SP – Livre

·         Cabeça de Papelão (Animação, 20’), de Quiá Rodrigues. 2012 – RJ – Livre.

·         Menino do 5 (Ficção, 25’), de Marcelo Matos de Oliveira e Wallace Nogueira. 2012 – BA – 10 anos. 

16h às 17h – Mostra Todo mundo tem uma história – Documentários (não competitiva). Documentários produzidos em oficinas de realização audiovisual em projetos.

·         No tempo da Nonna (Documentário, 11’58”), realizado por alunos de Vargem Alta, Mostra de Cinema Rural 2010 – ES – Livre.

·         O Guardião da Pedra (Documentário, 12’36”), realizado por alunos de Irupi, MoVA Caparaó 2009 – ES – Livre.

·         Toda casa uma história tem (Documentário, 11’28”), realizado por alunos de Dores do Rio Preto, MoVA Caparaó 2009 – ES – Livre.

·         Branco (Documentário, 10’57”), realizado por alunos de Divino São Lourenço, MoVA Caparaó 2009 – ES – Livre.

·         Bonzim Bonzim (Documentário, 12’38”), realizado por alunos de Brejetuba, Mostra Rural 2009 – ES – Livre. 

17h às 18h30 – WORKSHOP | CINECLUBE. “Um papo cineclubista”. Com Ricardo Sá e Luciano Guimarães

19h – Mostra Competitiva 4

·         Meu olho direito (Mi ojo derecho) (Ficção, 13’), de Josecho de Linares. 2012 – Espanha – Livre

·         São Sebastião, o Caboclo Flecheiro (Documentário, 17’22”), de Paulo Paraizo e Villinevy Koppe. 2011 – ES – Livre

·         De Ontem (Animação, 2’), de Marcelo Tannure. 2012 – MG – Livre

·         Feijoada Completa (Ficção, 13’), de Angelo Defanti. 2012 – RJ – 10 anos

·         O que Bererico vai pensar? (Documentário, 27’38”), de Diego Scarparo. 2012 – ES – 12 anos

·         Derredor (Ficção, 18’40”), de André Aragão. 2012 – SE – 12 anos

·         A onda traz, o vento leva (Documentário, 28’), de Gabriel Mascaro. 2012 – PE – 14 anos

·         Da alegria, do mar e de outras coisas (Ficção, 13’), de Ceci Alves. 2012 – BA – 14 anos.

21h30 – Cinema na Praça

Exibição do Longa “Doméstica” – do diretor Gabriel Mascaro. 2012, Documentário, 75’ minutos.

Simone Marçal e Léo Alves à frente de uma equipe que faz do FECIM um dos mais importantes e bem organizados festivais do país….

22h – Armacim – O Armazém musical do FECIM

Luau musical com DJ – No restaurante e churrascaria Armazém

Sábado – 07/09

10h às 12h – DIÁLOGOS | DOCUMENTÁRIO. “Sá e seu olhar no cinema e na produção de documentários”. Ricardo Sá e Bernadette Lyra

14h às 16h – DIÁLOGOS | SERIADO E WEB TV“Experiências na produção de seriados de TV e Web Séries”. Com Guto Aeraphe e Aurora Miranda Leão.

16h às 18h – Mesa DIÁLOGOS | O POVO NA TV. “A representação das domésticas na TV e no Cinema”. Com Gabriel Mascaro, Lais Mendes Pimentel e Kátia Moraes.

18h às 19h – Mostra “Todo mundo tem uma história” – Documentários (não competitiva). Documentários realizados em oficinas de realização audiovisual em projetos.

·         Ous Land “Nossa Terra” (Documentário, 10’41”), realizado por alunos de Laranja da Terra, Mostra de Cinema Rural 2009 – ES – Livre.

·         Warneri (Documentário, 11’25”), realizado por alunos de Marechal Floriano, Mostra de Cinema Rural 2009 – ES – Livre. James Johnson (Documentário, 11’08”), realizado por alunos de Baixo Guandu, Mostra de Audiovisual Etnográfica 2010 – ES – Livre.

·         O artesão do Asfalto (Documentário, 9’32”), realizado por alunos de Baixo Guandu, Mostra de Audiovisual Etnográfica 2011 – ES – Livre.

·         O Senhor do Sol (Documentário, 11’50”), realizado por alunos de Nova Venécia, Mostra de Audiovisual Etnográfica 2010 – ES – Livre.

19h – Mostra Perfil – Ricardo Sá

·         Procurando Madalena. Um Documentário Capixaba (Documentário, 27’. 2011).

·         Era assim… naquela época (episódio da série Descendentes) (Documentário, 35’. 2013).

Moradores de Muqui estão nas ruas e nas telas, unidos e mobilizados pela TV e o CINEMA…

20h30 – Premiação

Melhor Ficção

Melhor Documentário

Melhor Animação

Melhor Filme de TV

Melhor filme Júri Popular

22h – Armacim – O Armazém musical do FECIM

Luau com Regional da Nair – No restaurante e churrascaria Armazém

Domingo – 08/09 

9h às 11h – Chuva de Poesias na Igreja

Passeio de Bicicleta pelas ruas de Muqui

Chuva de POESIAS e um colorido bicicletaço encerram o FECIM com chave de ouro…

Coordenação e produção executiva
Festival de TV e Cinema Independente de Muqui (ES)

KIKITOS consagram Nordeste em Gramado

BLOG AURORA DE CINEMA direto do Festival de Gramado

Maranhão, Pernambuco e Bahia foram os grandes vencedores em Gramado…

O NORDESTE mandou muito bem em Gramado e marcou muitos gols durante a 41ª Edição do mais popular festival de cinema do país. Além das belas e merecidas homenagens aos atores baianos Othon Bastos (que tem 80 anos e 75 filmes na carreira), e Wagner Moura (consagrado no Teatro, na TV e no Cinema, com vários filmes, mas sobretudo com TROPA DE ELITE), o festival homenageou também as 3 décadas do filme ‘Sargento Getúlio’, do cearense Hermano Penna, consagrando três importantes filmes produzidos e filmados no Nordeste. A programação constava de 16 curtas nacionais, seis longas estrangeiros, e oito longas brasileiros. Com a Curadoria elogiadísisma por conta da qualidade dos filmes exibidos, o festival consagrou um curta e dois longas nordestinos: Acalanto, curta de Arturo Sabóia, é do Maranhão, baseado em obra do escritor moçambicano Mia Couto, e levou 6 KIKITOS, sendo um deles o de MELHOR ATRIZ para a Diva Negra LEA GARCIA.

A estatueta mais popular e mais cobiçada do Cinema Brasileiro, o KIKITO…

Os KIKITOS para Acalanto foram MELHOR FILME para o júri popular, Melhor Filme Júri Oficial, Melhor Diretor para Arturo Sabóia, Direção de Arte para Rogério Tavares,  Trilha-sonora para Luiz Oliviéri, e, como já dissemos antes, MELHOR ATRIZ para Lea Garcia.

Tatuagem, filme de Hilton Lacerda, rodado no eixo Recife-Olinda, foi consagrado em Gramado…

Já o longa TATUAGEM, do roteirista HILTON LACERDA (que já ganhou diversos prêmios no BR e no exterior com o belo filme FEBRE DO RATO, do cineasta Claudio Assis), arrastou 4 KIKITOS e revelou novos talentos do teatro pernambucano e levou os Kikitos de Melhor trilha musical, de autoria do Dj Dolores; MELHOR LONGA para a Crítica, e Melhor Filme para o júri técnico, consagrando o monumental ator IRANDHIR SANTOS como MELHOR ATOR do Festival.

Conforme previu o blog Aurora de Cinema, Irandhir Santos sagrou-se MELHOR ATOR…

O outro longa que veio do Nordeste e ganhou 3 KIKITOS foi o belo A Coleção Invisível, com roteiro do francês-baiano Bernard Attal, do baiano Sérgio Machado, e da cearense Iziane Mascarenhas.

Este filme tem na ficha técnica um nome muito querido deste blog Aurora de Cinema: o de Elson Rosário, cineasta e competente produtor de elenco, que esteve em Gramado coordenando entrevistas, ciceroneando a equipe, e contribuindo para a boa repercussão do filme baiano.

Clarice Abujamra, Vladimir Brichta e Walmor Chagas no filme A Coleção Invisível

A Coleção Invisível, vencedor este ano do Festival Itinerante da Língua Portuguesa – FESTIN -, realizado em abril, em Lisboa, levou os troféus de Melhor Ator Coadjuvante – para o saudoso Walmor Chagas; Melhor Atriz Coadjuvante para Clarice Abujamra; e Melhor Filme para o Júri Popular, dividindo este último troféu com o filme longa-metragem de animação gaúcho, Até que a Sbórnia nos Separe, de Otto Guerra e Ênio Torresan Júnior.

IMG_9589

Arturo Sabóia, Léa Garcia e Aurora Miranda Leão…

Festival revigorado e LEA GARCIA consagrada com KIKITO

Festival de Cinema revigora-se, lota cidade e tem em Rubens Ewald filho Curador mais aplaudido dos festivais brasileiros…

Sucesso ! Essa é a sensação geral que paira entre os que participaram da 41ª edição do Festival de Cinema de Gramado, realizado de 9 a 17 deste agosto na adorável cidade serrana gaúcha.

IMG_0501

A Curadoria, representada pelos jornalistas Rubens Ewald Filho e Marcos Santuário, e pelo ator José Wilker, foi motivo de constantes elogios. ‘As pessoas em Gramado voltaram a se interessar pelos filmes: eles são o grande motivo de atenção aqui’, disse um dos agraciados com o cobiçado troféu Kikito, e parecia estar falando por todos.

Palácio

O crítico Rubens Ewald Filho, presença ultra festejada por cineastas, realizadores, produtores, artistas e imprensa, era saudado por todos com efusividade e reconhecimento ao belo trabalho curatorial.

IMG_8896

Germano Pereira, Aurora de Cinema e Rubens Ewald Filho…

Com a rede hoteleira lotada, e sem mais vagas nos hotéis no último final de semana do Festival, Gramado viu renascer aquele burburinho bom pelas suas ruas, praças, lojas e restaurantes, e viveu novamente dias de êxito e de cinema no centro das atenções durante os 9 dias de festival.

FestCinemaGramado6025

Hermano Penna e Lima Duarte: homenagem aos 30 anos de ‘Sargento Getúlio’…

Com entrevistas coletivas, debates, lançamentos, mostras nos bairros, sessões infantis, sessões educativas, e mostras competitivas, os dias de festival reavivaram a chama do amor à Sétima Arte e o gosto por questões ligadas à produção, difusão e realização audiovisual.

IMG_9187

Letícia Sabatella acompanhou o parceiro Fernando Alves Pinto na noite de exibição do longa ‘Os Amigos’, de Lina Chamie…

Entre o público, formado por visitantes e os próprio moradores de Gramado, era visível o entusiasmo e a alegria de participar de evento tão relevante para a Arte e a Cultura.

IMG_8887

Germano Pereira, Cláudio Luzza e Rubens Ewald Filho…

IMG_9057

Rosa Helena Volk, Secretária de Turismo, entre os curadores Rubens Ewald Filho e Marcos Santuário…

IMG_9666

Vladimir Brichta, protagonista de ‘A Coleção Invisível’, conquistou ainda mais público com sua atuação, simpatia e simplicidade…

Dentre os muitos artistas, cineastas e nomes conhecidos, circularam em Gramado, Vladimir Brichta e Adriana Esteves, os dois super assediados e de notável elegância com a platéia; Othon Bastos, Lima Duarte, Murilo Rosa, Germano Pereira, Lea Garcia (que levou mais um KIKITO, desta vez por sua eloqüente atuação no curta marnhense ‘Acalanto’. De Arturo Sabóia; Rodrigo Lombardi, Marco Ricca, Letícia Sabatella e Fernando Alves Pinto, Jeferson De, Clarice Abujamra, Paulo César Pereio, André Di Biase, Kadu Moliterno, Leandra Leal, Roberto Birindelli, Clemente Viscaíno, Thogum, Teca Romualdo, João Lima, José Victor Castiel, Cesar Troncoso, Ludmila Rosa, Fernanda Carvalho Leite, e Fernanda Moro, para citar apenas os que a memória guardou.

FestCinemaGramado3272

O júri confirmou os aplausos da platéia e concedeu 6 Kikitos ao curta ‘Acalanto’, do cineasta Arturo Sabóia, do Maranhão, que transpôs para a telona o conto ‘A Carta’, do escritor português Mia Couto, com um resultado impressionantemente belo. Exibido na última noite da competição, o curta causou um indisfarçável impacto positivo. A impressão geral é que o Melhor curta fora exibido aquela noite. E assim foi…

Jeferson De produziu a mais tocante imagem do Festival ao reverenciar LEA GARCIA ajoelhado…

Lea Garcia, intérprete magistral do Brasil (que estreou na telona com o Orpheu de Vinícius e Marcel Camus em 58, e em 59 já sagrava-se internacionalmente vitoriosa com a segunda colocação entre as atrizes que concorriam à cobiçada Palma de Ouro), começou a ser saudada por todos os espaços de Gramado. Não deu outra: a atriz levou o KIKITO de Melhor Atriz, feito que já acontecera em 2005 quando da vitória com o filme “Filhas do Vento”, de Joelzito Araújo. Depois do KIKITO, Lea deixou Gramado surpresa, emocionada e feliz, consagrada no afeto e nas fotos dos muitos que a procuraram pela cidade – e também via e-m e celular.

IMG_0559

Aguardem o próximo post Aurora de Cinema sobre o Festival de Gramado. Ainda há muito por dizer e contar.

IMG_8845

Aurora Miranda Leão entre o magnânimo ator Irandhir Santos, e o jornalista Luiz Carlos Merten…

IMG_0403

Leandra Leal, pela segunda vez consecutiva, é Melhor Atriz em Gramado, e Bruno Safadi, o diretor do filme ‘Éden’…

CONFIRA TODOS OS VENCEDORES 

CURTA-METRAGEM
Desenho de som: Tiago Bello, Marcos Lopes e Rita Zart, por Tomou Café e Esperou
Trilha-sonora: Luiz Oliviéri, por Acalanto
Direção de arte: Rogério Tavares, por Acalanto
Montagem: Gilberto Scarpa e Vinícius Gotardelo, por Merda!
Fotografia: Alexandre Samori, por Arapuca
Roteiro: Francine Barbosa e Pedro Jorge, por A Navalha do Avô
Atriz: Léa Garcia, por Acalanto
Ator: Kauê Telloli, por A Navalha do Avô
Prêmio Especial do Júri: Carregadores do Monte Serrat, de Cassio Santos e Julio Lucena
Melhor Filme (Júri Popular): Acalanto, de Arturo Sabóia
Melhor Diretor: Acalanto, de Arturo Sabóia
Melhor Filme: Acalanto, de Arturo Sabóia

– Prêmio Canal Brasil
A Navalha do Avô, de Pedro Jorge

– Prêmio Dom Quixote
Repare Bem, de Maria de Medeiros
Menção Honrosa: A Oeste do Fim do Mundo, de Paulo Nascimento, e Venimos de Muy Lejos, de Ricardo Piterbarg

LONGAS ESTRANGEIROS
Fotografia: Eduardo Ramírez Gonzáles, por Cazando Luciérnagas
Roteiro: Carlos Francos Esguerra por Cazando Luciérnagas
Atriz: Valentina Abril, por Cazando Luciérnagas
Ator: Cesar Troncoso, por A Oeste do Fim do Mundo
Prêmio Especial do Júri: Venimos de Muy Lejos, de Ricardo Piterbarg
Melhor Filme (Júri Popular): A Oeste do Fim do Mundo, de Paulo Nascimento
Melhor Diretor: Roberto Flores Prieto, por Cazando Luciérnagas
Melhor Filme: Repare Bem, de Maria de Medeiros

– Júri da Crítica
Melhor Curta-metragem: Os Filmes Estão Vivos, de Fabiano de Souza e Milton do Prado
Melhor Longa-metragem estrangeiro: Repare Bem, de Maria de Medeiros
Melhor longa-metragem brasileiro: Tatuagem, de Hilton Lacerda

LONGAS BRASILEIROS
Melhor atriz coadjuvante: Clarisse Abujamra, por A Coleção Invisível
Melhor ator coadjuvante: Walmor Chagas, por A Coleção Invisível
Melhor desenho de som: Edson Secco, por Éden
Melhor trilha musical: Dj Dolores, por Tatuagem
Melhor direção de arte: Eloar Guazzelli e Pilar Prado, por Até que a Sbórnia nos Separe
Melhor montagem: Karen Harley, por Os Amigos
Melhor Fotografia: Gallo Rivas, por A Bruta Flor do Querer
Melhor Roteiro: Domingos de Oliveira, por Primeiro Dia de um Ano Qualquer
Melhor Atriz:  Leandra Leal, por Éden
Melhor Ator: Irandhir Santos, por Tatuagem
Prêmio Especial do Júri: Revelando Sebastião Salgado, de Betse de Paula
Melhor Filme (Júri Popular): Até Que a Sbórnia nos Separe, de Otto Guerra e Ennio Torresan Jr; e A Coleção Invisível, de Bernard Attal
Melhor Diretor: Andradina Azevedo e Dida Andrade, por A Bruta Flor do Querer
Melhor Filme: Tatuagem, de Hilton Lacerda

IMG_0246

Festival de Gramado teve edição vitoriosa em 2013…

Gramado de Cinema: frio, encontros e Sargento Getúlio

Blog AURORA DE CINEMA direto de Gramado

Terça foi de chuva e muito frio na cidade da serra gaúcha

IMG_8798

Correm bem os dias em Gramado. A movimentação de jornalistas, convidados, produtores, atores e realizadores é intensa durante todo o dia na sede da Sociedade Recreio Gramadense – QG do Festival -, e à noite o burburinho é na Rua Coberta e no Palácio dos Festivais.

IMG_8902

Esta 41a edição do Festival de Cinema de Gramado exibiu na noite de segunda o único documentário de longa-metragem concorrente: Revelando Sebastião Salgado, dirigido pela cineasta Betse de Paula, encantou a plateia, que aplaudiu bastante tempo o filme após a exibição.

Sebastião e a companheira Lélia Wanick Salgado, presença marcante na vida e obra do exímio fotógrafo: filme revela comovente união do casal…

O filme de Betse é de uma delicadeza extrema com o festejado personagem que coloca na tela. É muito bom de ver, tem belíssima fotografia, ótimo som, e literalmente revela uma figura encantadora, de profunda sensibilidade e extremo senso de humanidade que é o festejadíssimo fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado, um capixaba digno dos melhores aplausos. Sendo o único documentário em competição e com as inegáveis qualidades que tem, Revelando Sebastião Salgado é forte candidato ao KIKITO.

FestCinemaGramado4308

Betse e a mãe, Vera de Paula, produtora… foto Édison Vara

A diretora Betse de Paula diz: “Fico feliz em representar o documentário brasileiro que vive um momento muito bacana”, além de lembrar, com alegria, que o primeiro prêmio de sua carreira foi conquistado no Festival de Cinema de Gramado com o filme Por Dúvida das Vias, em 88, vencedor do Júri Popular. O documentário REVELANDO SEBASTIÃO SALGADO é o filme escolhido para abrir a próxima edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, que vai acontecer de 17 a 24 de setembro.

FestCinemaGramado4407

Diretor do curta O Matador de Bagé, Felipe Iesbick: troféus de melhor filme, melhor ator e melhor música. Foto: Itamar Aguiar/PressPhoto

Já na noite de terça foi a vez de celebrar os 30 anos da consagração do filme Sargento Getúlio, do cearense Hermano Penna. O filme recebeu o  Troféu Cidade de Gramado porque, há 3 décadas, foram cinco KIKITOS: melhor filme, ator (Lima Duarte), ator coadjuvante (Orlando Vieira), técnico de som e Prêmio da Crítica e Imprensa. Internacionalmente, o filme de Hermano Penna também alcançou visibilidade, tendo conquistado até mesmo o prêmio de Melhor Ator para Lima Duarte no Festival de Havana.

FestCinemaGramado6025 

FestCinemaGramado6078 

Hermano Penna e Lima Duarte: felizes e aplaudidos em Gramado 

FestCinemaGramado5500

Coletiva de Imprensa com a Associação dos Familiares das Vítmas e Sobreviventes da Tragédia em Santa Maria – Cineasta e cineclubista Luiz Alberto Cassol, natural da cidade e criador do Festival de Cinema e Vídeo de Santa Maria, ao microfone…

Solidariedade à  SANTA MARIA

O presidente da Associação de Vítimas de Santa Maria, Aderbal Alves Ferreira, participando do Festival de Cinema de Gramado a convite da organização para receber solidariedade. Ralfe Cardoso, diretor da Um Cultural e produtor do Festival, prestou apoio aos familiares das vítimas: “É uma agenda positiva, fraterna e solidária. O Festival e a cidade de Gramado abraçam Santa Maria com a cultura, promovendo uma exibição de um ou mais filmes desta edição na cidade”.

A Oeste do Fim do Mundo terá exibição com audiodescrição no 41º Festival de Cinema de Gramado

Pela segunda vez consecutiva no Festival, a exibição oficial de um filme em competição estará acessível a pessoas cegas ou com baixa visão. O longa A Oeste do Fim do Mundo será exibido com audiodescrição ao vivo amanhã, dia 15, às 19h. Pelo menos 50 pessoas com deficiência visual já estão garantidas na sessão. Os interessados no recurso de acessibilidade retiram os fones de ouvido na entrada do Palácio dos Festivais, mediante apresentação de documento de identidade. A audiodescrição, roteirizada por Marilaine Costa, também produtora de A Oeste do Fim do Mundo, será narrada ao vivo por Marcia Caspary, da Tagarellas, com leitura de legendas feita pelo ator e locutor Fernando Waschburger. Serão descritos detalhes de cenários, imagens, figurinos e ações que não possam ser percebidas somente pelo som original do filme. Depois de Colegas, grande vencedor em Gramado na edição 2012, esta será a segunda exibição oficial com audiodescrição de um filme da mostra competitiva.

* Flashes AURORA DE CINEMA

IMG_8905

Germano Pereira, Aurora Miranda Leão e Rubens Ewald Filho…

IMG_8950

Manhã de frio da janela do SKY Hotel…

IMG_8969

Rubens Ewald Filho concede entrevista a Roger Lerina…IMG_9030

Reencontro feliz: Jean-Claude Bernardet e Aurora Miranda Leão

IMG_9007

A movimentação no Palácio dos Festivais…

IMG_8941

Amizade: atores Aurora Miranda Leão, Clemente Viscaino e Deborah Finocchiaro esbanjam alegria ao reencontrar-se…

IMG_8818

A tarde caindo em Gramado…

* O blog Aurora de Cinema é hóspede, em Gramado, do SKY Hotel, um lugar apaixonante, com uma acolhida de primeira qualidade !

Hotel Sky - Gramado - RS

Wagner Moura, prêmios e Tatuagem em Gramado

Consagrado pela versatilidade e potência de seu talento invulgar, WAGNER MOURA fez belo discurso ao receber a merecida estatueta das mãos do jornalista e curador, Rubens Ewald Filho…

A noite de domingo foi de muito frio, muita gente circulando, entrega de prêmios e a exibição de Tatuagem, em Gramado.

FestCinemaGramado3224

Às 19h, começou a cerimônia de premiação da Mostra Gaúcha – Prêmio Assembleia Legislativa, no Palácio dos Festivais. Anualmente, a produção local de curtas-metragens é exibida na Mostra Gaúcha, integrante da programação oficial do festival. 18 títulos integraram a competição deste ano (fotos de Edison Vara).

FestCinemaGramado3258

Cláudio Luza, Rubens Ewald Filho e Germano Pereira…

Os curtas-metragens foram exibidos em dois blocos, em sessões públicas no Palácio dos Festivais. No sábado, foram projetados os primeiros nove curtas e ontem aconteceu o segundo bloco, com os outros nove. Além da Mostra Gaúcha – Prêmio Assembleia Legislativa -, os concorrentes receberam o Prêmio Exibição Curtas Gaúchos RBS TV de Melhor Curta. Este prêmio objetiva incentivar e valorizar a produção gaúcha de curta-metragem com temática e classificação etária livre para exibição na televisão.

FestCinemaGramado3272

O vencedor de melhor filme, O Matador de Bagé, recebeu o Troféu Assembleia Legislativa das mãos do deputado Pedro Westphalen, presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, e prêmio no valor de R$ 5 mil. Além de R$ 8 mil em locação de equipamentos de iluminação, acessórios e maquinaria da Naymar-POA. O prêmio inclui ainda bolsa num dos cursos ministrados pela Foco BR. Os vencedores das outras categorias também receberam troféu e prêmio no valor de R$ 2,5 mil.

FestCinemaGramado9999-142A8424

A fala do Secretário da Cultura do RS, Luís Antônio de Assis Brasil…

A Comissão julgadora foi composta por Andréa Cals (jornalista, produtora e curadora do Canal Curta), o ator Bruno Torres, Eduardo Paiva (professor de produção audiovisual), e o jornalista Paulo Henrique Silva, diretor da Abraccine.

?????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

Renata Boldrini e Leonardo Machado, os apresentadores…

*** Circulando pelos bastidores, fiquei sabendo que um dos momentos mais tocantes foi a acertada Homenagem ao ator Wagner Moura, que veio acompanhado da mãe Deri, e era só emoção e simpatia.

???????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

Wagner Moura e a mãe, Deri, no Palácio dos Festivais…

Wagner Moura recebeu troféu Cidade de Gramado das mãos de Rubens Ewald Filho e fez elogiosas saudações ao emérito crítico…

Vencedores da Mostra Gaúcha 2013

Melhor produtor executivo
Maurício Santos da Silva por “Ed”
Melhor edição de som
Tiago Bello por “Tomou Café e Esperou”

Melhor música

Frank Jorge por “O Matador de Bagé”

Melhor direção de arte
Pedro Karam por “Férias”

Melhor montagem

Matheus Heinz por “Codinome Beija-Flor”

Melhor fotografia

Pablo Chasseraux por “Kassandra”

Melhor roteiro
Édnei Pedroso por “Armada”

Prêmio Exibição Curtas Gaúchos RBS TV

“As Memórias do Vovô” 

Melhor atriz

Aline Jones, por “A Princesa”

FestCinemaGramado3694

Elenco do curta ‘O Matador de Bagé’…

Melhor ator

João França, por “O Matador de Bagé”

Melhor diretor

Iuli Gerbase, por “Férias”

Melhor filme da Mostra Gaúcha

“O Matador de Bagé”, de Felipe Iesbick

Irandhir Santos protagoniza Tatuagem, de Hilton Lacerda, e dá show de atuação, mais uma vez…

* O SKY Hotel apóia a presença do blog Aurora de Cinema em Gramado…

Noite de Glória em Gramado: começa o Festival de Cinema !

41a edição do mais concorrido e popular festival de cinema do país vai reunir centenas, a partir de hoje, na serra gaúcha

Festival_preparitivos02

Abertura terá Orquestra Sinfônica de Gramado

A cerimônia de abertura do 41º Festival de Cinema de Gramado, grifada para às 17h no Palácio dos Festivais, contará mais uma vez com a performance da Orquestra Sinfônica de Gramado. Regidos pelo maestro Bernardo Grings, os músicos irão interpretar trechos de conhecidas trilhas sonoras do cinema brasileiro, latino e internacional.

Os donos do palco

Responsável pela cenografia de palco do 41º Festival de Cinema de Gramado, Rubens Bandeira está preparado para mais uma edição: “Fazer este evento há tanto tempo envaidece e, ao mesmo tempo, preocupa. O palco tem que ser bacana e conduzir tudo com elegância, mas as estrelas são os filmes, os concorrentes e os premiados”. Bandeira e o sócio Jorge Ghiorzi comandam a Produttora, Eventos e Vídeos que está com equipe de dez pessoas em Gramado.

Miranda Otto e Glória Pires protagonizam ‘Flores Raras’, de Bruno Barreto…

Flores Raras abre 41º Festival de Cinema de Gramado

Com direção de Bruno Barreto, Flores Raras é o filme escolhido para a abertura do 41º Festival de Cinema de Gramado. A sessão começa às 19h, no Palácio dos Festivais. Baseado em fatos reais, o longa traz Glória Pires e a australiana Miranda Otto como protagonistas. Otto, que recentemente finalizou The Homesman ao lado de Meryl Streep e Tommy Lee Jones, é Elizabeth Bishop, poetisa que viveu uma história de amor com a arquiteta carioca Lota de Macedo Soares (Glória Pires), idealizadora e supervisora da construção do Parque do Flamengo durante a ditadura militar no Brasil.

 

 Noite de Homenagem a Glória Pires: Atriz vai receber Troféu Oscarito

Além de apresentar o filme de abertura Flores Raras, do qual é protagonista, Glória Pires é a homenageada do troféu Oscarito, distinção que contempla grandes intérpretes do cinema brasileiro. A cerimônia de homenagem acontece antes da exibição do filme, às 19h. A atriz começou sua carreira ainda garota na TV mas em 1981 já começava a trilhar o caminho do cinema com A Filha do Sol, primeiro longa-metragem de Fabio Barreto. Nos anos seguintes, consolida sua carreira no cinema atuando em filmes de grande sucesso de pública e crítica. Com O Quatrilho, segundo de quatro brasileiros indicados ao Oscar de melhor filme estrangeiro, ganhou o prêmio de melhor atriz no Festival de Havana e no Festival de Cinema de Viña del Mar. A atriz ainda estende sua carreira às comédias, a exemplo de A Partilha e Se Eu Fosse Você, que atestam sua inegável versatilidade. Nos últimos anos, GLÓRIA PIRES ganhou prêmios por papeis em filmes como É Proibido Fumar e Lula, o Filho do Brasil.

 Mais de 400 jornalistas devem participar da cobertura

A 41ª edição do Festival de Cinema de Gramado contará com a presença de 420 profissionais de imprensa, divididos entre 138 veículos, de diversos estados do Brasil e do exterior. Pelo oitavo ano, a assessoria de imprensa está a cargo da Pauta – Conexão e Conteúdo. A transmissão oficial do festival fica a cargo da TV Feevale. Este é o segundo ano consecutivo no qual a emissora universitária assume a cobertura. A PressPhoto, coordenada por Edison Vara, é novamente responsável pela cobertura fotográfica do Festival.

Primeiro aplicativo do Festival de Cinema de Gramado

O Festival de Cinema de Gramado conta, pela primeira vez, com um aplicativo disponível para Iphone. O app traz informações básicas sobre o Festival como programação geral, filmes concorrentes, informações sobre os prêmios, notícias atualizadas e compra de ingressos, e está disponível para visitantes e convidados: “A ideia é proporcionar maior agilidade e mobilidade de informações para os visitantes do Festival”, diz Ralfe Cardoso, diretor da Um Cultural e produtor do evento. Para acessar as informações, não é necessário estar conectado à internet, exceto para a compra de ingressos e para visualizar as notícias mais recentes. O aplicativo está disponível para download na AppleStore.

Palácio dos Festivais terá novo visual

O Palácio do Festival, tradicional palco do Festival de Cinema de Gramado, estará de cara nova para a 41ª edição. O arquiteto Bernardo de Magalhães, sócio da CRIO Arquitetura, responsável pela coordenação de cenografia, explica que a concepção do novo visual foi inspirada em grandes festivais da Europa. Brises laterais irão cobrir o “aquário”, configurando imponência e elegância, além de proporcionar um ar de mistério para quem vê o local da rua. Também na Rua Coberta estão painéis com a identidade visual do Festival. Na fachada do prédio, um telão irá exibir matérias, imagens de edições anteriores do evento, além de transmitir o que acontece dentro do Palácio dos Festivais.

Neblina_Gramado03 (1)

PREVISÃO DO TEMPO

A abertura do Festival de Cinema de Gramado tem mais uma atração garantida: o frio. Conforme a MetSul Meteorologia, a temperatura deve despencar em Gramado após o calor dos últimos dias. Faz frio hoje, com marcas de 8ºC pela manhã e entre 4ºC e 6ºC à noite. O vento deve ter rajadas fortes, aumentando a sensação de frio. Frio e chuva seguem no sábado, com temperaturas entre 2ºC e 6ºC. No domingo, o sol aparece com nuvens e segue frio, apesar de marcas mais altas à tarde.

Quem chega em Gramado hoje:

– Glória Pires (Oscarito e Flores Raras)

– Bruno Barreto (Flores Raras)

– Rubens Ewald Filho (Curador)

Programação 09/08 – Sexta-feira

Palácio dos Festivais

17h – Cerimônia de abertura na Rua Coberta

19h – Filme de abertura: Flores Raras, de Bruno Barreto

Homenagem: Troféu Oscarito – Glória Pires

* O blog Aurora de Cinema estará em Gramado com apoio do SKY HOTEL !

Sky

De Borboletas, Sonhos, Amores e Abandonos…

Sexta e sábado, juazeiro poderá ver Peça A Mecânica das Borboletas, com um time de ótimos atores !

É por demais interessante o espetáculo A Mecânica das Borboletas, que será apresentado amanhã e sábado no Teatro do SESC de Juazeiro do Norte, no cariri cearense. 

Com dramaturgia de Walter Daguerre e direção de Paulo Moraes, os atores Eriberto Leão, Otto Jr., Betina Vianny e Ana Kutner conduzem a história no palco. O tema é bem conhecido, forte, instigante: a história de uma família marcada pelo abandono e de pessoas que estacionaram seus sonhos por fraqueza, medo, falta de determinação e/ou acomodação.

Numa pequena cidade do sul do Brasil, que poderia ser também qualquer cidade
de qualquer país, os irmãos Rômulo (Eriberto) e Remo (Otto), separam-se aos 15
anos, quando um deles desaparece de casa – levando todas as economias da
família – para “fazer o mundo”. Ao voltar, 20 anos depois, Rômulo encontra um
cenário extremamente modificado: é outra a atmosfera sentimental, são outras as condições familiares. Para criar a ambiência cênica do espetáculo, Paulo Moraes e Carla Berri assinam um cenário poeticamente funcional, enriquecido pela bela iluminação do craque Maneco Quinderé, enquanto Rita Murtinho responde pelo figurino e Rico Vianna pela caprichada trilha.

Os irmãos, de personalidades distintas, tiveram caminhos diversos porque
diversos foram os caminhos trilhados. Depois de duas décadas distantes, o
inesperado retorno de Rômulo reaviva antigas rivalidades, e faz ascender mágoas e conflitos ao explicitar o contraste das experiências vividas, evidenciador de perdas e ganhos. Perderam e ganharam todos. o quanto cabe a cada um nessa equação, depende do olhar e da sensibilidade de cada um.

Como diz o aclamado crítico Lionel Fischer em sua análise do espetáculo: “Um belo texto de Walter Daguerre está inserido no programa distribuído ao público e nele o autor explicita as razões que o levaram a escrever A mecânica das borboletas. Em resumo, expõe uma contradição: se por um lado deseja uma vida pacífica, isenta de tecnologias e dos turbilhões inerentes aos grandes centros urbanos, por outro lado também almeja uma existência eletrizante e sempre renovada, o que implicaria em sair pelo mundo e conhecer o maior número possível de países”.

Liza, a filha (vivida por Ana Kutner, filha da Musa Dina Sfat), e Rosália, a mãe
(papel de Betina Vianny), são as outras personagens. Juntos, esses 4 dão conta de vivenciar no palco um texto de inegáveis qualidades, focando temas de amplidão universal e atemporal.

Betina

Cabe a Betina Vianny (filha do saudoso jornalista, crítico e cineasta Alex Vianny) a primeira entrada no palco. E os primeiros cinco minutos de um espetáculo são fundamentais para o desenrolar satisfatório ou não de sua dramaturgia. E aqui A Mecânica das Borboletas acerta duas vezes: a entrada de Betina tem força e beleza, calcada num dos momentos mais belos e delicados do espetáculo, ocasião em que Daguerre inspira-se claramente em Shakespeare e reafirma a importância de se “cuidar do jardim para que as borboletas possam aparecer”. E os autores – escritor e diretor – parecem ter encontrado a atriz certa para dizer as melhores palavras: Betina aparece lindamente serena, terna e eloquente no palco, e conquista o espectador de imediato. É ela quem abre o caminho à adesão da platéia ao espetáculo, e a atriz o faz com riqueza de detalhes. Nota DEZ !

Na sequência, temos a sólida construção do personagem Otto pelo ator Otto Júnior – grata surpresa ! -, a presença bonita e enigmática de Ana Kutner, e a explosão de sentimentos que nos traz o ótimo Eriberto Leão, ator em merecida ascensão graças à notória dedicação ao ofício, ao carisma e ao talento sensível e poderoso que faz dele um dos ótimos exemplos de sua geração.

E assim, diante de um espetáculo recheado de qualidades, com direção
competente e em completa sintonia com o vigor da dramaturgia encenada, além do naipe de atores da melhor qualidade, só temos a indicar a você, leitor, a ida ao
Teatro para ver A Mecânica das Borboletas. Agora o espetáculo chega a Juazeiro, mas daqui a pouco poderá estar chegando à sua cidade, e terá o mesmo padrão. Portanto, recomendamos: vá ao Teatro !

  

Ao dramaturgo Walter Daguerre, nossa estima e votos de que continue se
dedicando à Dramaturgia, arte por demais difícil e fascinante, na qual se insere
com saudável conhecimento de causa.

A ele, e a toda equipe de A Mecânica das Borboletas, o blog Aurora de Cinema envia um super abraço com os melhores brados de Parabéns ! E que os Aplausos possam ecoar e reverberar sempre em vossas carreiras.

Em Juazeiro, o espetáculo será apresentado em duas noites: sexta e sábado,
sempre às 20 horas, no Teatro Sesc Patativa do Assaré, localizado na Rua da Matriz, no centro da cidade.

A peça tem apoio logístico da Secretaria de Cultura da Prefeitura de Juazeiro do
Norte. A entrada custa R$ 50,00 e meia R$ 25,00. Censura 12 anos.

Marco Pigossi, Eriberto Leão e Malvino Salvador após estreia de peça no Rio (Foto: Henrique Olivveira/ Photo Rio News)

Eriberto Leão recebe cumprimentos dos amigos Marco Pigossi e Malvino Salvador na estreia carioca de ‘A Mecânica das Borboletas’…

Gramado a um dia: Música e prêmio Dom Quixote

41ºedição do mais concorrido Festival de Cinema do país começa sexta e lança nova trilha oficial composta por Carlos Badia

Criada pelo violonista, compositor, arranjador e produtor Carlos Badia a nova trilha do Festival de Cinema de Gramado tem como inspiração o diálogo cada vez maior do Festival com a América Latina: “Busquei essa aproximação, criando uma música que fizesse essa ponte e ainda tivesse certa modernidade”, afirma Badia. A referência do artista foi o projeto Pampa Beat, de sua autoria, que mistura os ritmos gauchos (sem acento no “u”) com um toque de eletrônica. 

Segundo Badia, a trilha tema do Festival de Cinema é um “Chamamé”, ritmo muito conhecido na parte sul da América Latina. Ele compôs uma música que, ao simbolizar um festival cada vez mais sul-americano, tem, além do ritmo característico, diversas matizes internas em sua estrutura, várias partes diferenciadas numa mesma composição, podendo ser utilizada de várias maneiras: “Ao mesmo tempo, havia o desafio de que ela servisse adequadamente para a apresentação dos indicados e anúncios das premiações durante o Festival”, conta Badia.

A gravação da trilha, nos estúdios da Fly Áudio Produtora, contou com os músicos que fazem parte do quarteto de Badia nesta nova fase da carreira – depois de sua saída do Delicatessen, grupo que produziu junto com Beto Callage desde 2006. Além de Carlos Badia (vozes, violões, guitarras, eletrônicos, piano e percussões), Everson Vargas (baixo), Matheus Kleber (acordeom) e Marquinhos Fê (bateria). Engenheiro de Som, Mixagem e Masterização: Rafael Rhoden.

Privilégio

Para Carlos Badia, fazer uma trilha que substituísse a de Geraldo Flach, que durante muitos anos marcou a realização do Festival, foi uma honra e um privilégio: “Geraldo Flach foi um músico extraordinário, um instrumentista e compositor maravilhoso, e um importante criador de trilhas para cinema. Estou muito contente com isso e com o resultado”. Badia trabalhou durante muitos anos fazendo trilhas e jingles para publicidade, e também trilhas para animação e cinema, como Flach. Observa ainda que a trilha surge em momento de guinada no seu trabalho com a música. Desde 2012, Badia intensificou sua produção e este ano já está pré-produzindo o primeiro disco.

Prêmio Dom Quixote será entregue no 41º Festival de Cinema de Gramado

Neste ano, que marca o centenário do cineclubismo mundial, o Prêmio Dom Quixote será entregue pela primeira vez no Festival de Cinema de Gramado, na 41ª edição do evento. O prêmio para melhores filmes apresentados em festivais internacionais é outorgado pela Federação Internacional de Cineclubes (FICC), que indica um corpo de jurados formado por ativistas da área cinematográfica (cineclubistas, cineastas, diretores de festivais e cinematecas). A distinção consiste numa placa e um diploma para o vencedor, além da promoção do filme escolhido em todo o mundo, especialmente entre cineclubes.

Kikito

* O blog Aurora de Cinema estará na cobertura oficial do Festival de Cinema de Gramado com apoio do SKY Hotel.  Acesse http://www.hotelsky.com.br e hospede-se no melhor da serra gaúcha !

Sky

Dia de celebrar Cultura & Música no rádio cearense

Programa completa 6 anos no ar pela Universitária FM numa parceria com o Centro Cultural Banco do Nordeste…

A e Nelson ao mic

Jornalistas Nelson Augusto e Aurora Miranda Leão na locução…

São 6 anos no ar. Sempre nas tardes de segunda. E por isso, esta tarde, o programa Cultura & Música será especial.

???????????????????????????????

Atriz e produtora Denise Dumont numa das entrevistas do C & M…

Tudo começou precisamente no dia 7 de agosto de 2007, às 16h, no estúdio principal da rádio Universitária FM, emissora pertencente à Universidade Federal do Ceará, com 30 anos de atuação, e há muitos anos considerada uma referência importante no dial cearense por apostar na música brasileira de todas as épocas, e veicular, sobretudo, o que não se costuma ouvir nas rádios comerciais.

Antonieta e nós

Calé Alencar, a atriz Antonieta Noronha, Aurora e Nelson Augusto

É na Universitária FM – hoje dirigida pelo jornalista Nonato Lima (notável profissional do Rádio) – que o ouvinte pode ouvir o melhor da música brasileira, com ênfase para os artistas que não são ligados à indústria fonográfica, conhecer pessoas com ideias interessantes e construtivas sobre vários temas, refletir sobre ideias em diversas áreas, acompanhar entrevistas que a grande mídia não destaca, desfrutar do prazer de ouvir relíquias como Pixinguinha, Lupicinio Rodrigues, Adoniran Barbosa, Vinícius de Moraes, a Bossa Nova, Paulinho Boca de Cantor, Luiz Gonzaga, Lauro Maia, Humberto Teixeira, João Bosco, Luiz Melodia, Xangai, The Beatles, e tantos outros.

???????????????????????????????

Nelson Augusto e Aurora Miranda Leão conversam com Bené Fonteles…

Nesse viés, brotou a ideia do programa Cultura & Música, produzido pelo cantor e músico Calé Alencar com apresentação dos jornalistas e radialistas Aurora Miranda Leão e Nelson Augusto.

A Calé e Nels

Nelson Augusto, Calé Alencar e Aurora Miranda Leão: o trio Cultura & Música

Veiculado às segundas-feiras, das 16 às 17 horas, pela Universitária FM, o programa Cultura & Música comemora 6 anos de atividades HOJE, 5 de agosto. Por isso, hoje, vamos entrevistar o gerente do Centro Cultural Banco do Nordeste Fortaleza, Ricardo Pinto, que vai falar sobre a bem sucedida política de apoio à cultura implementada pelo Banco do Nordeste, e a mudança de endereço do Centro Cultural Banco do Nordeste Fortaleza para o atual Centro de Referência do Professor (antigo Mercado Central), resultado de parceria entre o Banco do Nordeste e a Prefeitura de Fortaleza.

A Nels e Ricardo

Nelson Augusto, Aurora M. Leão e Ricardo Pinto numa das audições C & M

Macalé (2)

Nelson Augusto, Aurora Miranda Leão e Jards Macalé no estúdio da FM Universitária…

CULTURA & MÚSICA

O programa Cultura & Música (C & M), que estreou no rádio cearense a 7 de agosto de 2007, na Universitária FM, tem patrocínio do Centro Cultural Banco do Nordeste, e também pode ser acompanhado por este blog, pelo site da Universitária FM e pelo site NELSONS.

Anicetos 6

Aurora Miranda Leão registrando em vídeo a presença dos Irmãos Aniceto no programa Cultura & Música…

Tendo por objetivo divulgar a agenda de Arte & Cultura dos centros culturais instalados pelo Banco do Nordeste em Fortaleza, Juazeiro do Norte e Sousa (alto sertão paraibano), o programa também divulga atividades de outros equipamentos culturais, além de abrir espaço para entrevistas e divulgação da produção musical, priorizando a cena artística nordestina e suas conexões com a música, o teatro, o cinema, a dança, a cultura popular, e demais atividades onde cultura e arte sejam a força motriz.

C&M 13.8.07 Haroldo Serra 007

O ator e diretor de Teatro, Haroldo Serra, foi o segundo entrevistado do Cultura & Música

Organizado em módulos, o Cultura & Música conta com os quadros Agenda do Centro Cultural Banco do Nordeste, Arte em Conversa, A Hora do Rei do Baião, Pelas Ruas que Andei, O Assunto é Cinema, Chão Sagrado, Conexão Nordeste, Espelho Cristalino, Como é Bom Poder Tocar um Instrumento, e Música para Ler – cada um deles abordando com criatividade uma faceta da cultura brasileira -, além de mostrar, ao final de cada audição, uma versão especial da canção Asa Branca, composição dos imortais parceiros nordestinos Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira – clássico da música, tido popularmente como Hino da Região Nordeste.

Evaldo e nós

Em dia de entrevista com o festejado compositor Evaldo Gouveia…

A cada nova audição do Cultura & Música são sorteados com os ouvintes, através de ligação para o estúdio, produtos culturais (Livros, CDs e DVDs) viabilizados com apoio cultural do Banco do Nordeste, resultando numa maior interação com os ouvintes. Nestes 6 anos, foram 3 sorteados a cada audição e muitos contatos com o programa através do telefone e também da internet, já tendo sido registrados ouvintes em países como Argentina, Uruguai, Itália, Finlândia e até em San Petersburg, na Rússia.

???????????????????????????????

Roqueiros cearenses tem espaço garantido no Cultura & Música

No programa que vai ao ar hoje, o músico e diretor do CCBN, Ricardo Pinto, falará também sobre os outras unidades do Centro Cultural Banco do Nordeste, em processo de implantação nas cidades de Teresina (PI) e Vitória da Conquista (BA); sobre o Programa de Cultura Banco do Nordeste em parceria com o BNDES, e ainda sobre os editais de ocupação dos Centros Culturais mantidos pelo Banco do Nordeste.

Henilton no ar

Henilton Menezes (MinC), Nelson Augusto e Aurora Miranda Leão

Contando com apoio do acervo da Casa da Memória Equatorial, o programa Cultura & Música é produzido pelo cantor, compositor e produtor musical Calé Alencar, sendo um dos mais bem sucedidos na programação da Universitária FM, e recebe todo apoio da direção da rádio e de sua valorosa equipe profissional.

Fotos Fev 8 068

Nelson Augusto e Aurora M. Leão entrevistam o fotógrafo e cineasta Tibico Brasil, à época titular do Centro Cultural Banco do Nordeste…

equipe

A equipe completa do Cultura & Música