Gramado terá Glória, Wagner e Bruta Flor do Querer

Glória Pires e Wagner Moura serão as grandes personalidades homenageadas

Glória Pires receberá o Troféu OSCARITO na noite de abertura…

Wagner Moura receberá o troféu Cidade de Gramado na noite de sábado…

E vamos a mais um filme brasileiro que está na mostra competitiva da 41a edição do Festival de Cinema de Gramado:

A BRUTA FLOR DO QUERER -longa de baixo-orçamento realizado pelos diretores Andradina Azevedo e Dida Andrade, a ser exibido na terça, dia 13, às 21:30h, no Palácio dos Festivais.

A Bruta Flor do Querer conta a história de Diego (Dida Andrade), jovem recém-formado em cinema, que após algumas glórias durante a faculdade, se vê filmando casamentos e fazendo pequenos bicos para sobreviver. Seu sonho de virar um diretor de cinema se torna distante visto sua realidade e um mercado hostil. A decepção com sua vida profissional o faz querer algo especial. Diego se apaixona platonicamente por Diana, uma menina que trabalha num sebo, mas ele não tem coragem de falar com ela. Ao londo do filme, Diego enfrenta uma crise profunda causada pelos fantasmas da sua vida profissional e amorosa, enquanto tenta fazer seu primeiro longa-metragem.

A Bruta Flor do Querer é um projeto independente e de baixíssimo-orçamento, filmado em cerca de dois meses na cidade de São Paulo com recursos de alguns patrocinadores e dos diretores. O filme será lançado nos cinemas em 2014. Andradina e Dida realizaram juntos três curtas. Dois desses já foram exibidos no Festival de Gramado.

Os Diretores:

Andradina Azevedo e Dida Andrade se formaram em cinema pela FAAP em 2009 e juntos produziram e dirigiram três curtas-metragens: PARA QUE ME AMES (2008), que ganhou os prêmios de Melhor Vídeo, Atriz e Curta Universitário no 16° Gramado Cine Vídeo, Melhor Filme e direção no 16° Festival Mix Brasil, e Melhor Filme no 4º Festival da Chapada dos Guimarães; O CAPITÃO CHAMAVA CARLOS(2010), prêmios de Melhor Direção de Fotografia e Direção de Arte no 18° Festival MIX Brasil; Menção Honrosa no FBCU – Festival Brasileiro de Cinema Universitário -; e entrou na seleção oficial do 33° Festival de Havana; A TRISTE HISTÓRIA DE KID-PUNHETINHA (2012), foi selecionado para o 16° Festival Santa Maria de Feira, de Portugal e para o 40° Festival de Cinema de Gramado. Recebeu prêmio de melhor curta universitário no Cinefestivale Jaguaribe.

Alem de cineastas, Andradina é músico e Dida ator e diretor de teatro.

Ficha técnica

Brasil, 16 anos, 76 min

Direção: Andradina Azevedo e Dida Andrade

Empresa Produtora: Filmes da Lata

Produtor Executivo: Andradina Azevedo, Dida Andrade, Bia Vilela

Roteiro: Andradina Azevedo e Dida Andrade

Elenco: Diana Mota, Dida Andrade, Andradina Azevedo, Danilo Grangheia, João Federici, Sue Nhamandu, Daniele Rosa, Nara Lobo, Clara Andrezzo, Arua Maroni e Fernanda Galvão.

Direção de Fotografia: Gallo Rivas

Direção de Arte: Mariana Barauna

Trilha Musical: Marcelo Rivas

Montagem: Pedro Silva

* A noite de abertura do Festival de Cinema de Gramado terá o lançamento oficial no país do filme ‘Flores Raras’, novo longa do diretor Bruno Barreto, protagonziado por Glória Pires e Miranda Otto. O longa de Bruno Barreto conta a história de amor real entre a poetisa norte-americana Elizabeth Bishop (Miranda Otto) e a arquiteta carioca Lota Macedo Soares (Glória Pires).

* Em Gramado, hospede-se no SKY Hotel, que vai hospedar o blog Aurora de Cinema durante a 41a edição do Festival de Cinema de Gramado…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s