KIKITOS consagram Nordeste em Gramado

BLOG AURORA DE CINEMA direto do Festival de Gramado

Maranhão, Pernambuco e Bahia foram os grandes vencedores em Gramado…

O NORDESTE mandou muito bem em Gramado e marcou muitos gols durante a 41ª Edição do mais popular festival de cinema do país. Além das belas e merecidas homenagens aos atores baianos Othon Bastos (que tem 80 anos e 75 filmes na carreira), e Wagner Moura (consagrado no Teatro, na TV e no Cinema, com vários filmes, mas sobretudo com TROPA DE ELITE), o festival homenageou também as 3 décadas do filme ‘Sargento Getúlio’, do cearense Hermano Penna, consagrando três importantes filmes produzidos e filmados no Nordeste. A programação constava de 16 curtas nacionais, seis longas estrangeiros, e oito longas brasileiros. Com a Curadoria elogiadísisma por conta da qualidade dos filmes exibidos, o festival consagrou um curta e dois longas nordestinos: Acalanto, curta de Arturo Sabóia, é do Maranhão, baseado em obra do escritor moçambicano Mia Couto, e levou 6 KIKITOS, sendo um deles o de MELHOR ATRIZ para a Diva Negra LEA GARCIA.

A estatueta mais popular e mais cobiçada do Cinema Brasileiro, o KIKITO…

Os KIKITOS para Acalanto foram MELHOR FILME para o júri popular, Melhor Filme Júri Oficial, Melhor Diretor para Arturo Sabóia, Direção de Arte para Rogério Tavares,  Trilha-sonora para Luiz Oliviéri, e, como já dissemos antes, MELHOR ATRIZ para Lea Garcia.

Tatuagem, filme de Hilton Lacerda, rodado no eixo Recife-Olinda, foi consagrado em Gramado…

Já o longa TATUAGEM, do roteirista HILTON LACERDA (que já ganhou diversos prêmios no BR e no exterior com o belo filme FEBRE DO RATO, do cineasta Claudio Assis), arrastou 4 KIKITOS e revelou novos talentos do teatro pernambucano e levou os Kikitos de Melhor trilha musical, de autoria do Dj Dolores; MELHOR LONGA para a Crítica, e Melhor Filme para o júri técnico, consagrando o monumental ator IRANDHIR SANTOS como MELHOR ATOR do Festival.

Conforme previu o blog Aurora de Cinema, Irandhir Santos sagrou-se MELHOR ATOR…

O outro longa que veio do Nordeste e ganhou 3 KIKITOS foi o belo A Coleção Invisível, com roteiro do francês-baiano Bernard Attal, do baiano Sérgio Machado, e da cearense Iziane Mascarenhas.

Este filme tem na ficha técnica um nome muito querido deste blog Aurora de Cinema: o de Elson Rosário, cineasta e competente produtor de elenco, que esteve em Gramado coordenando entrevistas, ciceroneando a equipe, e contribuindo para a boa repercussão do filme baiano.

Clarice Abujamra, Vladimir Brichta e Walmor Chagas no filme A Coleção Invisível

A Coleção Invisível, vencedor este ano do Festival Itinerante da Língua Portuguesa – FESTIN -, realizado em abril, em Lisboa, levou os troféus de Melhor Ator Coadjuvante – para o saudoso Walmor Chagas; Melhor Atriz Coadjuvante para Clarice Abujamra; e Melhor Filme para o Júri Popular, dividindo este último troféu com o filme longa-metragem de animação gaúcho, Até que a Sbórnia nos Separe, de Otto Guerra e Ênio Torresan Júnior.

IMG_9589

Arturo Sabóia, Léa Garcia e Aurora Miranda Leão…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s