Arquivo do mês: outubro 2013

CATANDUVA: Mostra de Cinema foi sucesso e cidade aprovou realização

Blog AURORA DE CINEMA direto de Catanduva

IMG_4304

Foram apenas quatro dias mas o suficiente para demarcar um espaço bem vindo e muito aguardado pela população.

IMG_3587

De 23 a 26 deste outubro que está chegando ao fim, a bela cidade paulista de Catanduva voltou seus olhares e sensibilidade para abrigar o Cinema Brasileiro, de vários estados e diversos gêneros, em alguns de seus principais espaços de cultura e lazer.

IMG_3304

Realização da Prefeitura Municipal de Catanduva, através de sua Secretaria de Cultura, a primeira Mostra Cinema de Catanduva foi aberta numa aguardada noite de quarta-feira, tendo sido contemplada com espaços em primeiras páginas dos principais jornais da cidade, e contando com um público afetivo e numeroso, que desde o cair da tarde começava a chegar no belo Centro Cultural de Catanduva – espaço bonito e convidativo, que conta com Museu, Biblioteca, auditório e espaço para exposições, lançamentos de livros, palco para recitais e pockets-shows -, e de onde, vez ou outra, se ouve o apito e avista-se a passagem do inspirador trem da Cidade Feitiço.

IMG_4980

Teatro Aniz Pachá: bela casa de espetáculos de Catanduva…

IMG_4096

Naquela noite inaugural, o Poeta Jorge Salomão foi saudado pelo Secretário de Cultura Nelson Lopes Martins, e fez um pequeno recital para lançar seus dois mais recentes livros, ‘Conversa de Mosquitos” e ‘A Estrada do Pensamento’.

IMG_4153

O professor Binatti, Nelson Martins e o poeta Jorge Salomão…

Pouco antes das 20h, a informalidade convidativa de Catanduva, viu subir ao palco o Prefeito Geraldo Vinholi, o Secretário Nelson Martins e a jornalista Aurora Miranda Leão (que, juntamente com o colega Felipe Boso Brida) assina a Curadoria da Mostra. E foram de saudação ao Cinema, boas vindas ao público e entusiasmo com a realização do evento, as palavras do Prefeito Geraldo Vinholi, que não escondia o entusiasmo com a Mostra Cinema de Catanduva.

IMG_3182

Estação Cultural: prédio histórico é a sede da Secretaria de Cultura…

IMG_3388

Vista geral de Catanduva: cidade limpa, tranquila e bem arborizadaIMG_4576

David Cardoso e o prefeito Geraldo Vinholi: assuntos de Cinema…IMG_3558

A bela pérgula da Praça da República: histórica e imponente…

Para o prefeito Geraldo Vinholi (que tem quatro mandatos seguidos como Deputado e assumiu a prefeitura em janeiro), a Mostra de Cinema é de suma importância para Catanduva e deve prosseguir, em formato maior, com mais dias de exibição e mais atividades. Segundo o prefeito, a Mostra de Cinema foi o evento cultural que mais alcançou espaço da mídia e simpatia da população, dentre todos os que ali já viu realizados: ‘Em dez anos, nunca vi evento com tamanha repercussão na mídia e despertando tanto interesse na população’.

Prefeito e nós

Prefeito Geraldo Vinholi – com o Secretário Nelson Martins e o filho Marcos Vinholi – recebe os artistas em seu Gabinete…

De fato, foram 4 dias onde não faltou uma plateia sempre atenta e participativa, dividindo-se entre lançamentos de livros, palestras, oficina, e presença diária em rádios, jornais, websites, e tevês de Catanduva.

Saló e David

Jorge Salomão e David Cardoso: encontro feliz do Poeta com o Rei da Pornochanchada…

Vinholi e David

Marcos Vinholi e David Cardoso: afinação causada pela Sétima Arte…

O ator/produtor/diretor David Cardoso; o poeta Jorge Salomão; a atriz Ittala Nandi; o ator Flávio Guarnieri; e o cineasta e roteirista Pedro Lucínio marcaram presença, bem como o fotógrafo e cineasta paulista Humberto Bassanelli, que foi conferir a exibição de seu impactante documentário Sacrificium Precipitae e conversar com o público.

IMG_4592

Sorrisos: êxito da Mostra de Cinema estampado no semblante do Secretário Nelson Martins e do Prefeito Geraldo Vinholi…

IMG_4947

A bela sede da Sociedade Espanhola de Catanduva…

Em quatro dias de intensas atividades, o roteiro cultural e sentimental pelas ruas da arborizada e simpática Catanduva incluiu um ‘book’ Aurora de Cinema com mais de 2.500 fotos, além de agradáveis refeições em locais como o Paulinhos Grill, a Pizzaria Romana e ao bistrô Labuca Italiana. Difícil dizer qual dos três tem o melhor serviço e oferece a melhor culinária. Aliás, isso é um detalhe irrelevante diante da acolhida graciosa que nos foi ofertada e dos muitos pratos deliciosos que tivemos a oportunidade de saborear por ali.

Nois no Paulinhos

No restô do Paulinhos, em clima de total diversão, Lucas Pelegrino, David Cardoso, Aurora de Cinema e Pedro Lucínio…

Portanto, quando você, leitor amigo, for a Catanduva, ou por qualquer motivo tiver a sorte de ter a Cidade Feitiço incluída em seu roteiro, não deixe de conhecer os apetitosos cardápios da Labuca Italiana, do Paulinhos Grill (o melhor almoço de Catanduva), e da Pizzaria Romana (a melhor pizza da cidade).IMG_4502

Vagões desativados compõem belo cenário na Estação Cultura de Catanduva…IMG_3590IMG_3577

Saboroso Caldo de Cana geladinho do Pastel da Praça: delícias de Catanduva…

E, de quebra, faça um lanche no aprazível Pastel da Praça, uma simpática lanchonete situada no coração central de Catanduva – praça da Matriz – e que serve o melhor caldo de cana e o mais gostoso pastel da cidade. Estivemos por lá, e tivemos de repetir a dose porque, como diria um cearense típico, ‘eita lanchinho bom da molesta’…

IMG_4035

Alessandra, nossa ‘cicerone’ e Felipe Brida no almoço do Paulinhos Grill…

IMG_3598

Igreja Matriz: no coração de Catanduva, um ponto turístico imperdível !

Pois que venha a segunda edição da Mostra Cinema de Catanduva. Porque com todos os acertos da primeira, e com todos os ingredientes que fazem de Catanduva a Cidade Feitiço (com todo merecimento), a chegada do Cinema – de forma intensa, gratuita e prospectiva, vai acrescentar muitos pontos favoráveis ao que já vale a pena ser visto, bem como a cadeia produtiva da Cultura terá muitos motivos pra apostar num nascente pólo audiovisual na região noroeste do estado de São Paulo.IMG_3726

Felipe Brida e Aurora Miranda Leão, os Curadores, com o Secretário Nelson Martins, em manhã de Coletiva com a Imprensa de Catanduva…Felipe, Saló e FábioFelipe Brida, Jorge Salomão e Fábio Corniani na noite inaugural da Mostra… 

Com o inegável sucesso alcançado com a realização da I Mostra Cinema de Catanduva, merece aplausos a Secretaria de Cultura e a Prefeitura Municipal: ganha o Cinema Brasileiro (contabilizando um público ávido por integrar-se no mapa audiovisual do país com a pujança que lhe é peculiar), e a população de Catanduva, onde já há mais de 60 oficinas culturais gratuitas acontecendo em caráter permanente e cujo número de frequentadores é a afirmação de uma vocação natural da Cidade Feitiço para a expressão artística, a qual ganhará destacado relevo a partir do alvorecer de novas vocações culturais que o natural movimento provocado pela Sétima Arte propiciará.IMG_4873

O belo Castelinho de Catanduva: prédio histórico abriga a Pinacoteca…

IMG_4112Celebração: Lígia Rodrigues, Felipe Brida, Jorge Salomão e Aurora de Cinema

Que venha a segunda Mostra Cinema de Catanduva !

IMG_4228

Aurora Miranda Leão, David Cardoso e Florence Manoel em noite de Cinema

Viva a Cidade Feitiço !

Prefeito de Catanduva vê Cinema como necessidade

Blog AURORA DE CINEMA direto de Catanduva

Convicto de que Mostra de Cinema vem sendo êxito absoluto, Prefeito Geraldo Vinholi pretende expandir ideia e incrementar cinema na Cidade Feitiço…

Prefeitura 25 out 13

Secretário Nelson Martins recepciona artistas ao lado do prefeito Geraldo Vinholi e de seu filho, Marco Vinholi, um apaixonado pela Sétima Arte…

A manhã desta sexta, 25 de outubro, foi de encontro com o Prefeito Geraldo Vinholi no gabinete da Prefeitura de Catanduva.

IMG_3532

Impressionada com a benfazeja homenagem ao Poeta Vinícius de Moraes nos espaços públicos de Catanduva, conversamos com o prefeito Geraldo Vinholi sobre o assunto. E qual não foi nossa surpresa ao ouvir o principal gestor de Catanduva nos dizer que, a cada mês, a prefeitura escolhe um autor para homenagear. Sem contar que estamos falando de uma prefeitura que oferece 80 oficinas de arte gratuitas à população. Portanto, a prefeitura de Catanduva é sim uma administração que acredita na Cultura como um valor primordial.

Deputado federal por 4 legislaturas, Geraldo Vinholi assumiu a prefeitura em janeiro e vem fazendo uma administração que olha a cidade com vontade política de vê-la crescer de forma humanitária, sustentável e solidária. Nesse sentido, a Prefeitura de Catanduva tem um gestor que retomou de forma auspiciosa a festa do carnaval com apenas um mês de administração; que aposta na educação básica e fundamental; que vem construindo casas populares em velocidade impressionante; investindo objetivamente na Saúde; e agora reafirma a aposta na Cultura ao investir na realização da I Mostra de Cinema de Catanduva.

plateia lotada

Na abertura da Mostra, o poeta Jorge Salomão ao lado do prefeito Vinholi e do Secretário Nelson Martins…

Cartaz blog
O Prefeito Geraldo Vinholi, que alia informalidade e simpatia, recebeu a Curadoria e os convidados da Mostra em manhã descontraída, onde demonstrou determinação para o prosseguimento efetivo da Mostra de Cinema, ressaltando que seu governo acredita na relevância da inclusão cultural e quer, cada vez mais, ver prosperar a Sétima Arte na ‘Cidade Feitiço’.

Mostra de Cinema de CATANDUVA será aberta HOJE

Blog AURORA DE CINEMA direto de Catanduva

Mostra CARTAZ

Tudo pronto para a noite de abertura da I Mostra Cinema de Catanduva que acontece logo mais, às 19:30h, com coquetel e solenidade festiva no anfiteatro do Centro Cultural da Cidade Feitiço com entrada aberta ao público.

A Mostra começa hoje e prossegue até a noite de sábado, constando de oficina, lançamentos de livros, palestras, debates, presença de convidados ilustres, e exibição de filmes de curta e longa-metragens em diversas mostras, sendo um total de 34 filmes de diferentes gêneros, estados e regiões do país. Todos foram selecionados por uma Curadoria, formada pelos jornalistas Felipe Boso Brida e Aurora Miranda Leão.

A realização da I Mostra Cinema de Catanduva é da Prefeitura Municipal de Catanduva, que tem como prefeito Geraldo Vinholi, através da Secretaria de Cultura, cujo titular é o professor Nelson Lopes Martins. Na realização, parceria com as seguintes instituições e empresas: Secretaria de Educação, SESC, FATEC, IMES, APAE, Paulinhos Grill, Reisper Hotel, Romana Pizzaria e Restaurante Labuca Italiana.

SERVIÇO

I Mostra Cinema de Catanduva

Exibição de filmes, oficina, palestras e lançamentos de livros

Homenagem ao Centenário de Vinícius de Moraes

NOITE DE ABERTURA – Quarta, 23, às 19:30h

Quando: 23 a 26 de outubro de 2013

Local – Catanduva (SP)

ENTRADA FRANCA

* Curta a I Mostra Cinema de Catanduva no Facebook:

https://www.facebook.com/CINEMACATANDUVA?ref=hl

Catanduva reverencia VINÍCIUS DE MORAES

Muito mais que Ipanema, bairro que o Poeta tornou amado em todo o mundo, a Cidade Feitiço presta tocante Homenagem à memória do Poeta do Amor Maior…

Vina OSCA

Hoje  noite é de celebração a VINÍCIUS DE MORAES em Catanduva. A apresentação da Orquestra Sinfônica de Catanduva – OSCA – está grifada para às 20:30h, no Teatro Municipal Aniz Pachá, com ENTRADA FRANCA.

IMG_3548

Mais uma auspiciosa ação da Secretaria de Cultura de Catanduva.

Mas tão melhor quanto o concerto desta noite foi a surpresa feliz que tive na tarde quente de segunda-feira na Cidade Feitiço.

Saí para divulgar a realização da I Mostra de Cinema de Catanduva, que começa amanhã, e qual não foi meu impacto ao deparar-me com um ‘tótem’ (peça publicitária) na Praça da República saudando Vininha através de um de seus poemas. Imediatamente, fotografei, feliz com a Homenagem que eu ficaria muito honrada de assinar. E enquanto ia andando e postando a foto no Instagram, fui vendo outro e outro e mais outro, e uma dezena de ‘tótens’ em honra da memória do notável Poetinha, que chegou ao Centenário no sábado passado, 19 de outubro.

IMG_3498

O primeiro tótem que encontramos: Vinícius de Moraes Decididamente

Encontrar aquela inesperada, bem vinda, tocante e merecidíssima Homenagem ao Poeta carioca nascido no bairro da Gávea e grande responsável pela criação da Bossa Nova e pelo imenso amor que os brasileiros e os visitantes do mundo todo nutrem pela bela cidade do Rio de Janeiro, foi uma alegria tão poderosa quanto indefinível.

IMG_3500

Era como se alguém ali na Cidade Feitiço – onde estou para contribuir com a realização da I Mostra Cinema de Catanduva – tivesse sintonizado com a minha emoção e a vontade de cantar e dizer aos quatro ventos os versos mais lindos de Vininha, contar ao mundo sobre a grandeza da alma e da generosidade do Poetinha, e espalhar célere e decididamente o quanto AMO O POETA e o quanto ELE FAZ FALTA neste mundo de tanta parafernália tecnológica, ideias descartáveis, sentimentos desprezíveis, e valores humanitários em desuso.

IMG_3503

Com aquele encontro com a obra de VINÍCIUS DE MORAES, de supetão, bem no centro onde o comércio impera e a comunidade mais se encontra, ganhei minha segunda-feira em Catanduva.

IMG_3504

Quisera saber de mais homenagens como a de Catanduva ao Poeta Vinícius de Moraes. Quisera saber que, no dia de seu Centenário, Ipanema passou a chamar-se IPANEMA VINÍCIUS DE MORAES. Quisera ler nalgum jornal que o bairro da Gávea ganhou uma estátua em honra à memória do Poeta que ali nasceu e faleceu num triste dia 9 de julho. Quisera saber que a cidade do Rio de Janeiro ganhou um feriado relevante e poeticamente necessário pelo Dia do Aniversário de VININHA.

IMG_3511

Registro de um dos mais populares afro-sambas de Vininha… Saravá !

Quisera ter convivido com Vininha, sabê-lo agora bem feliz cantando e encantando mais e mais jovens de todas as idades… ou, como diria um dos mais célebres seguidores do Poeta, o grande cantor/compositor Chico Buarque, cuja música CHORINHO é a que me vem ao coração neste momento de lembrança intensa do Poetinha:

“Ai, quem me dera ter um choro de alto porte
Pra cantar com a voz bem forte
E anunciar Vinícius à luz do dia…

… Meu choro é coisa pequena mas roubado a duras penas do coração”

* Aqui você pode ouvir o belo Chorinho de Chico Buarque – compositor de influência clara e assumida pelo Poeta Vinícius de Moraes, a quem conheceu ainda bebê pois Vininha era amigo pessoal do pai de Chico, o grande intelectual Sérgio Buarque de Hollanda:

http://www.kboing.com.br/chico-buarque/1-1127902/

IMG_3525

 

O Poeta imortalizou muitas coisas, como a Mulher, o Amor, o Violão e o bairro carioca de Ipanema…

 

IMG_3533

IMG_3599

 

IMG_3516

Vininha espalhado pelo calçadão da Praça da República, em Catanduva: tocante Homenagem no Centenário do Poeta do Amor Maior

IMG_3544

Jornalista Aurora Miranda Leão encantada diante da reverência ao Poeta Vinícius de Moraes espalhada no coração da Cidade Feitiço

 

 

Catanduva: verde e bonita, à espera da Mostra de Cinema

noite esta

 Blog AURORA DE CINEMA direto de Catanduva

Cidade Feitiço é muito arborizada, tem uma tranquilidade convidativa, ótima culinária e um trem que cruza a cidade a promover uma constante e benéfica pausa no tempo e no espaço

Encanta o verde pacificador e a tranquilidade que se respira no ar da bucólica Catanduva. Aqui, as ruas são largas, com casas bem desenhadas, jardins fartos e uma gente simpática e hospitaleira. Estando aqui, em pouco tempo entende-se o porquê do apropriado codinome Cidade Feitiço.

Pelas ruas de Catanduva, o trilho do trem que leva à vizinha Araraquara integra-se ao paisagismo da cidade com benevolência, enquanto as ruas, em grande número, estampam nomes de outras cidades e estados do país, o que só aumenta essa saudável amabilidade com quem vem de outras paragens.

A bela Igreja Matriz instalada generosamente no centro de Catanduva e onde figuram belíssimas obras do artista Benedito Calixto…

Alagoas, Maranhão, Sergipe, Vitória, Salvador, Aracaju, Ceará são alguns dentre os diversos nomes que estão em algumas das muitas placas que vão emoldurando o caminhar pelas ruas centrais de Catanduva, que é muito limpa, verdejante e com um comércio de muito bom padrão.

Catn árvores

Em breve e aprazível temporada na Cidade Feitiço por conta da realização da I Mostra Cinema de Catanduva, eu e o colega jornalista Felipe Boso Brida, estamos frequentando alguns restaurantes, que são parceiros da Prefeitura Municipal na realização do evento.

IMG_3221

O bistrô Labuca Italiana, o restaurante Paulinhos Grill e a Pizzaria Romana. São esses lugares de excelente gastronomia que estão no nosso cardápio cultural na Cidade Feitiço. Cada um deles tem sua especialidade e são todos, igualmente, ótimos, de comida farta e convidativa.

    Buca esta  

 * Acompanhe aqui pelo Blog AURORA DE CINEMA a cobertura diária da I Mostra Cinema de Catanduva…

Beatles abrem Mostra de Artes Plásticas em Catanduva

Blog AURORA DE CINEMA direto de Catanduva…

IMG_3182

Música dos 4 imortais de Liverpool encerrou com chave de ouro a abertura oficial da 17a Mostra de Artes Plásticas de Catanduva

IMG_3190

Hall de entrada da Estação Cultura, com exposição de fotos de Marcos Costa…

Aberta ontem à noite no belo espaço da Estação Cultura a décima-sétima edição da Mostra de Artes Plásticas de Catanduva, evento que dá visibilidade e premia artistas catanduvenses, criado pelo então Secretário de Cultura Nelson Lopes Martins, que desde o ano passado ocupa novamente o mesmo cargo.

A centenária Estação Cultura, que já é um belo patrimônio público durante o dia, à noite se ilumina de cores e diversas conotações artísticas.

A abertura da Mostra foi especialmente plástica: um performático grupo de dança-teatro abriu com brilho e caprichada afinação a noite inaugural. Eles eram três e compuseram um espetáculo cênico de invejável beleza, interagindo com o insólito espaço da Estação, integrando-se à ponte-passarela e aos trilhos do trem de Catanduva. Valendo-se de tintas em vários tons, trilha funcional que teve até Edith Piaf, o espetáculo A vida tem a cor que a gente pinta abriu com maestria a noite das Artes Plásticas na Cidade Feitiço, enebriando com um inesperado e eloquente final, onde a sensualidade deu o tom e cujo ácme foi a versão da belíssima Golden Slumbers na voz de Elis Regina.

E colocar BEATLES como ponto alto de qualquer espetáculo, tenha paciência, é demais da conta: significa conquistar até o mais silencioso dos dormentes.

IMG_3206

… Começa a performance ‘A vida tem a cor que a gente pinta’

Em cena, os artistas de teatro, performers e bailarinos Rafael Dolens, Giovana Moretti e Malu Oliveira.

IMG_3208

IMG_3209

IMG_3212IMG_3213

IMG_3219IMG_3221IMG_3222IMG_3223

Inusitado: A performance sai do ‘palco’ e vai aos trilhos…

IMG_3225IMG_3226

IMG_3228

Ápice: performance ritualiza um clássico dos Beatles ao som da poderosa voz de Elis Regina para a arrepiante ‘Golden Slumbers’… Nota MILLL !!!

IMG_3234IMG_3246IMG_3249IMG_3261IMG_3263

Jornalista Aurora Miranda Leão confraternizando com artistas de Catanduva: Giovana Moretti, Malu Oliveira e Rafael Dolens…

IMG_3265

Secretário Nelson Lopes Martins faz belo discurso de abertura da Mostra, saúda os Artistas de Catanduva, e anuncia a próxima atração: I Mostra Cinema de Catanduva, a ser aberta dia 23 de outubro…

IMG_3247Plateia lotada e atente às palavras do Secretário Nelson Lopes Martins…

IMG_3279

Belo quadro de Rogério Ramos em exposição na galeria da Estação Cultura…

Portanto, Parabéns à Secretaria de Cultura de Catanduva, na pessoa do professor Nelson Martins, que proporcionou aos que estávamos lá uma noite linda e inesquecível, e aos artistas catanduvenses da dança-teatro A vida tem a cor que a gente quer, que a protagonizaram com esmero e competência... eles encheram a noite de magia e as retinas daquele brilho que só a comoção verdadeira alcança.

IMG_3289

Jornalistas Felipe Brida e Aurora Miranda Leão celebram chegada do Cinema a Catanduva em Mostra gratuita que começa dia 23…

* Acompanhe aqui no Blog Aurora de Cinema o dia-a-dia da I Mostra Cinema de Catanduva…

Elizabeth Savalla é Melhor Atuação Feminina de Amor à Vida

SAVALLA está sensacional como moradora do subúrbio, trabalhadora sofrida, um tanto cafona, mas grande mãe, e mulher fogosa e apaixonada

Ela vem sendo, cada vez mais, o grande DESTAQUE FEMININO da novela Amor à Vida, de Walcyr Carrasco.

Como Márcia, a ex-Chacrete Tetê Pára-Choque Paralama, Elizabeth Savalla conseguiu compor um tipo que marcará para sempre a história das telenovelas brasileiras. Que interpretação supimpa !

Elizabeth Savalla destaca-se mais uma vez com uma interpretação irretocável…

Claro que SAVALLA já é nossa conhecida há tempos. E desde que começou, foi destaque imediato por sua beleza com traços angelicais, a doçura que transparece em cada personagem, a força de uma interpretação meticulosa de quem conhece seu ofício e o pratica com enorme prazer.

A Márcia, ‘periguetona’ (conforme a chama o Denizard, o vizinho vivido magistralmente por Fúlvio Stefanini), moradora do subúrbio paulista, e vendedora de hot dog, desde o começo da trama disse a que veio: chegou com território demarcado, sabendo muito bem onde pisa e como pisa.

Mas não porque a ‘Márcia’ seja um grande personagem – a grande personagem feminina da novela, em termos de construção dramatúrgica, é a Pilar, vivida com extrema competência por Susana Vieira. Na Pilar, sim, estão imbricadas várias das potenciais nuances de um personagem feminino com as muitas variantes sentimentais que lhes são próprias: a mulher sofredora, a submissa, a resignada, a traída, a mãe super dedicada, a mulher rejeitada, passada pra trás por uma amante, a filha esmerada, a amiga de todas as horas, enfim: para a intérprete de Pilar foi entregue um personagem ‘completo’, prato cheio para uma grande Atriz derramar seu talento, agarrá-lo com unhas e dentes e ‘deitar e rolar’ diante das câmeras. Está tudo lá, bem definido no texto. E Susana o faz com maestria. É uma grandiosa atriz em cena, Dá gosto bê-la interpretar !

‘Márcia’ e ‘Gentil’: encontro inusitado e paixão repentina…

Mas com a Márcia, o caminho é diferente: a personagem não é lá nenhum grande manancial de sentimentos complexos, não é a partir dela ou em torno dela que se desenrolam as cenas mais importantes da história. Ao contrário, a Márcia é uma personagem de segundo plano, de uma trama paralela, uma personagem secundária. Daí porque mais ainda é exponencial o que fez/faz ELIZABETH SAVALLA com a personagem: transformou-a em foco central do subúrbio, verdadeiro imã a atrair o roteiro e a câmera para a Márcia, ressaltando com seu talento ímpar a riqueza que também existe numa personagem de um núcleo que não é o principal, mas que está na telinha com a mesma força e a mesma capacidade de prender a audiência como os personagens do núcleo principal.

A Márcia tornou-se um personagem que se faz necessário em cada capítulo. Isso é impressionante e deve-se ao magistral talento e vocação indubitável de SAVALLA para o ofício da Interpretação. É notável como, diariamente, esperamos para saber de Márcia e suas agruras, trejeitos, tiques, gestos e situações hilárias ou tristes nas quais se envolve a personagem. E olhe que Savalla está num ambiente onde estão diversos outros atores magníficos. Senão vejamos: Fúlvio Stefanini, Eliane Giardini, Tatá Werneck (que faz com brilhantismo e igualmente convoca a audiência com sua ‘periguete’ Valdirene), Luís Mello, Anderson Di Rizzi (que atuação soberba vem tendo este Ator, fazendo do ‘Palhaço’ mais um personagem inesquecível da nossa TeleDramaturgia), e Marcelo Flores – sensacional como o ‘Filósofo’ que atende no bar do subúrbio).

Cena Sav

Anderson Di Rizzi, Tatá Werneck e Savalla em cena de ‘Amor à Vida’…

Porque assim são os grandes intérpretes: recebem seus textos, se inteiram da trama e começam a ‘investigar’ como vão concebê-los. Às vezes, isso vem num insight, com algumas leituras; outras vezes, chega aos poucos, através de estudos minuciosos sobre mode de andar, falar, vestir… mas o fato é que, o Grande Ator, compõe seus personagens e eles ‘passam  a dar as cartas’, no espaço que lhes é a Casa – seja no teatro, no cinema ou na televisão.

A partir do momento em que esses atores se ‘apoderam’ da essência do personagem, eles não mais existem quando estão em cena: quem age, fala, observa, pensa, sente e vive é o PERSONAGEM. E assim, o público meio que ‘esquece’ que ali existe o Fulano ou a Fulana de Tal. Assim é o IDEAL das Grandes Interpretações. Mas elas não são tão facilmente encontráveis, como deveriam ser.

Ao lado de Luís Mello (excepcional ator !), Savalla vem cativando em Amor à Vida…

No caso da ‘Márcia do Espírito Santo’ da novela Amor à Vida, vivida com maestria por ELIZABETH SAVALLA isso é patente e é um prazer ver a atriz em cena. 

E que grandes cenas vem protagonizando Savalla ! Que INTÉRPRETE FORMIDÁVEL é esta atriz que começou há tantos anos, com sua estreia na primeira versão de Gabriela (1975), que, àquela época, já chamou a atenção de críticos e olheiros de todo o país pela beleza da intérprete e competência de sua atuação.

Ao lado da ótima Tatá Werneck, Elizabeth Savalla brilha no núcleo pobre da trama das 21h…

Porque a ‘Márcia’ é tão poderosamente eloquente de um jeito que a gente esquece que quem está ali é ELIZABETH SAVALLA e não uma moradora do subúrbio que virou ‘granfina’ da zona sul paulista e hoje mora num luxuoso apartamento, onde ela sonha viver para sempre.

Elizabeth Savalla: suavemente linda na novela “Quem é Você ?”, de 1996…

Como dizia o sábio cronista Artur da Távola, “Essa fusão do ‘eu’ da pessoa do ator com o ‘outro’ que é o personagem, destinando-o, dedicando-o, ensinando-o a ‘outros’ (o público), caracteriza o sentido pedagógico da arte de representar”.

Savalla nova

E sobre ELIZABETH SAVALLA, a quem o grande mestre da análise televisual dedicou várias crônicas, diz Artur da Távola em seu antológico livro O ATOR:

“O elemento dominante no rosto e na arte de Elizabeth Savalla é a infância permanecente. Não é de boneca ou bibelô.Nele adivinha-se, inteira, a criança através de seus traços adultos. […] A criança despertada em cada telespectador faz Elizabeth Savalla representar a filha, a irmã, a noiva, namorada ou esposa idealizadas: recato, beleza natural, espontaneidade, fidelidade.

Como a ‘Lili’ da primeira versão de ‘O Astro’, novela de Janete Clair

[…] Os traços de maior beleza de Elizabeth Savalla são dois: 1. a acentuada diferença das duas metades do rosto; 2. as linhas do queixo e da face. […] São elementos quase secretos, pouco claros, contraditórios de seu rosto, traços que se transmitem à composição cênica, inerentes. A boca é algo ríspida e cortante. Há belíssimas pintas negras na pele de talco; e a facilidade de ruborizar-se na face cristalina onde avultam, afinal, suaves linhas de beleza e carinho, na mistura diabólica, angélica e existencial do que ela tem de eu externo defensivo e de eu interno reprimido e medroso, mas real e adivinhável. Todos esses traços faciais são a revelação (ou ocultação) de rasgos de personalidade que a atriz empresta às personagens, sobrepondo-se a elas. Por essa razão, ela transformou-se, em brevíssimo tempo, numa figura de comunicação talhada para o sistema televisivo”.

E muitas outras análises sensíveis, belas e profundas faz o saudoso mestre Artur da Távola sobre a atriz Elizabeth Savalla, que ele, certamente, estaria agora aplaudindo calorosamente com a criação dela para a Márcia ou Tetê Pára-choque Paralama, e por certo já teria escrito muitas crônicas com judiciosas análises sobre a força da personagem e a interpretação magistral da atriz, que torna a presença de Márcia sempre bem vinda na telinha e um prazer renovado para o  espectador vê-la no ar.

Mais sobre a carreira de ELIZABETH SAVALLA

A primeira aparição de ELIZABETH SAVALLA  na televisão aconteceu em 1972 com A casa fechada, de Roberto Gomes, um teleteatro da TV Cultura, dirigido porAntunes Filho. O ator e diretor Antônio Abujamra a indicou para o dramaturgo Cassiano Gabus Mendes, que queria um rosto novo para protagonizar outro programa da emissora. Em 1975, antes de completar 21 anos, foi chamada para fazer parte do elenco de Gabriela. O personagem era Malvina, na obra de Walter George Durst, baseada no romance Gabriela, Cravo e Canela, de Jorge Amado, com direção de Walter Avancini. Até hoje, a ‘Malvina’ é considerada por muitos como seu papel mais importante na televisão. Foi com ele que ela ganhou o troféu de Atriz Revelação da TV Brasileira da APCA, além do Troféu Imprensa de personalidade feminina, ambos em 1975. 

No espetáculo “Friziléia, uma esposa à beira de um ataque de nervos”, com o qual ela percorreu o país em vitoriosa turnê…

Logo após Gabriela, Elizabeth Savalla atuou em O Grito, novela de Jorge Andrade que ia ao ar no horário das 22h. Fez outras personagens marcantes, como a doce irmã Angélica de Estúpido Cupido, novela de Mário Prata; a desbocada Lili de O Astro, e a sofrida Carina Limeira Brandão de Pai Herói, ambas escritas por Janete Clair.

Portanto, o aplauso caloroso do blog Aurora de Cinema para ELIZABETH SAVALLA, merecidamente uma das Divas da Televisão Brasileira !

Maria Fumaça vai abrir Mostra de Catanduva

Curta-metragem do ator/diretor/produtor DAVID CARDOSO é o primeiro filme a ser exibido na tela de Catanduva…

Mostra CARTAZ

A esperada sessão oficial de abertura da I Mostra Cinema de Catanduva está agendada para à 19:30h do próximo dia 23 de outubro no anfiteatro do Centro Cultural de Catanduva.

Na telona, o primeiro filme a ser exibido será Maria Fumaça, Chuva e Cinema, com roteiro, direção e produção do ator e diretor mato-grossense David Cardoso. O filme é uma comovente declaração de amor à Sétima Arte, capaz de envolver no mesmo clima crianças, jovens e adultos de todas as idades, em qualquer parte do mundo. Por isso, abrirá a programação.

É uma declarada confissão da curadoria de que a I Mostra Cinema de Catanduva nasceu para reverenciar o Cinema Brasileiro e seu maior objetivo é disseminar esse amor e respeito pela produção audiovisual brasileira, estimulando e incentivando nos moradores de Catanduva e cidades vizinhas, visitantes e potenciais espectadores, o gosto por ver, fazer, debater e vivenciar CINEMA.

David Cardoso nasceu na pequena cidade de Maracaju, em Mato Grosso, e há muitos anos reside em Terenos (outra pequena cidade de lá), mas trabalha diariamente em Campo Grande, onde mantém um ginásio de musculação, na Avenida Afonso Pena, a principal da capital sul-mato-grossense. Ele conta: “Eu estudei o primário em São Paulo e quando estava no último ano, com 11 para 12 anos de idade, minha tia me pegou de bonde, me deixou na Avenida São João, no Cine Metro, onde eram exibidos os famosos filmes da Metro-Goldwyn-Mayer. Ela me deixou ao meio-dia porque a sessão lá era assim: do meio dia às duas, e sempre a cada duas horas. Eu assisti a Mogambo*. Eu vi Mogambo e fiquei encantado. Quando ela veio me pegar de volta, e me viu chorando, ela disse:  – David o que aconteceu meu filho? Alguém te bateu ? Eu falei: ‘Não. É bonito demais. Eu vou ser artista de cinema que nem o Clark Gaibou’ – pronunciei tudo errado. Eu falei ‘ Tia, vem amanhã assistir ?’ Ela assistiu e eu fiquei no cinema de novo assistindo até dez da noite. No outro dia eu falei: ‘ Tia, quando que nós vamos para Maracaju?, e ela disse que dali a 4 dias, e eu falei: ‘Então a senhora me traz aqui todos os dias pra eu assistir a Mogambo? Ela disse ‘tá’. Ela pegava um pão, cortava no meio, passava manteiga Aviação e mortadela. Não tinha Coca Cola… pegava um suco de laranja, colocava numa térmica, e eu entrava no cinema todos os dias e assisti 26 vezes ao filme em São Paulo e é essa a história que está no meu filme”.

(*) Mogambo quer dizer “paixão” em Swahili. Filme norte-americano de 1953, do gênero drama e aventura. É remake do filme Red Dust (1932), que tinha também Clark Gable como protagonista. A história acontece na África.

O curta Maria Fumaça, Chuva e Cinema é uma obra despretensiosa, na qual David apenas conta, de forma singela, sensível e revelando extremo amor pelo Cinema, o momento crucial de sua biografia, o instante no qual a vocação artística gritou com força no seu coração de menino e o fez decidir-se, irremediavelmente, para o mundo que desde cedo lhe fascinava.  Mas quando se está na plateia assistindo à história do menino encantado com a magia do Cinema, a sensação é a de que algum ali dentre nós, também cativos do amor pela Sétima Arte, bem poderia ter sido o autor de filme tão sincero e comovente.

E está justamente nessa capacidade de comunicação imediata com a platéia e identificação instantânea com a história do garoto encantado com o primeiro filme visto na telona – decisivo para a opção profissional de David Cardoso pro resto da vida -, que está o grande trunfo de Maria Fumaça Chuva & Cinema.

Uma espécie de Cinema Paradiso rodado em Mato Grosso, terra natal do artista, Maria Fumaça, Chuva e Cinema tem como protagonistas dois dos filhos de David – David Cardoso Jr. e Tallyta, que dão vida aos pais de David na história.

David Cardoso é presença muito aguardada em Catanduva

Mais sobre o filme, você encontra no link:

https://auroradecinema.wordpress.com/2013/09/15/david-cardoso-mistura-fumaca-chuva-poesia-e-faz-um-cinema-que-encanta/

Após a exibição do filme Maria Fumaça, Chuva e Cinema, a programação da I Mostra Cinema de Catanduva segue assim:

Exibição de Curtas-metragens

MFerouah, de Dito Inácio (SP, 2013, 12’)

Julie Agosto Setembro, de Jarleo Barbosa (GO, 2011, 9’)

Um de Nós Morre Hoje, de Weiller Vilela e Gabriel de Almeida (MG, 2013, 16’)

Membro Decaído, de Lucas Sá (MA-RS, 2012, 17’)

Exibição de Longa-metragem

 Tropicália, de Marcelo Machado (SP, 2012, 87’)

* Aqui, no Blog AURORA DE CINEMA você vai acompanhar diariamente informações sobre a I Mostra Cinema de Catanduva.

Você também pode acompanhar a Mostra Cinema de Catanduva pelo Facebook:

https://www.facebook.com/CINEMACATANDUVA?ref=hl

 

Catanduva de Cinema vai lembrar Centenário de Vinícius

De 23 a 26 próximos, a cidade de Catanduva realiza sua I Mostra de Cinema e terá filmes com grandes ícones da Música Popular Brasileira…

Nome mais popular da Poesia Brasileira, VINÍCIUS DE MORAES será lembrado na tela e em recital…

A primeira Mostra Cinema de Catanduva é uma realização da Prefeitura Municipal de Catanduva (SP) através de sua Secretaria de Cultura, cujo titular é o professor Nelson Lopes Martins.

A Mostra começou a ser pensada em 2012, e vem sendo trabalhada desde então, tendo como objetivo principal oferecer ao público acesso gratuito a importantes obras da Cinematografia Brasileira.

Mostra CARTAZ

Enxergando o fazer artístico e a produção cultural como pilares para o desenvolvimento saudável e prospectivo de qualquer contingente demográfico, defendemos a necessidade de o Cinema – entendido como a arte mais rica de todas porque a mais abrangente -, figurar entre as prioridades da gestão municipal pelo papel estratégico que tem no processo de desenvolvimento.

Catand Est Central

A Estação Cultura de Catanduva: já a todo vapor para a Mostra de Cinema…

Nesse sentido, e entendendo só ser possível amar o que se conhece, nasceu a I Mostra Cinema de Catanduva. Idealizada pelos jornalistas Felipe Boso Brida e Aurora Miranda Leão, os quais assinam a Curadoria, a Mostra Cinema de Catanduva será aberta às 19:30h do próximo dia 23 e vai acontecer até dia 26 em diversos espaços culturais de Catanduva.

A Curadoria acredita ser de fundamental relevância para estimular o apreço pelo Cinema Brasileiro e o respeito pelo enorme contingente de trabalhadores nele envolvido, o contato com a quantidade/diversidade de filmes que vem sendo feitos no país. E uma das formas de estimular esse amor e respeito ao Cinema Brasileiro é tomando conhecimento da vasta produção audiovisual do país, por isso todos os filmes da I Mostra Cinema de Catanduva terão exibições gratuitas para a população de Catanduva e cidades vizinhas.

Humberto Teixeira, notável parceiro de Luiz Gonzaga, foco do filme de Lírio Ferreira e Denise Dumont, também estará na tela de Catanduva…

Daí porque a Mostra foi pensada de forma diferenciada e sem prender-se a anos de produção. Na grade de programação, estarão filmes de décadas diversas, de temáticas variadas e gêneros distintos, vindos de diversos estados do país. Na programação está desde o clássico Roberto Carlos em ritmo de aventura, de Roberto Farias, até o premiadíssimo Colegas (vencedor, entre outros, do Festival de Cinema de Gramado em 2012), bem como os também premiados curtas-metragens Acalanto, Hooji, O Membro Decaído, A Dama do Estácio (com Fernanda Montenegro), e Um de nós morre hoje.

Filme mais conhecido com Roberto Carlos será exibido em Catanduva em sessão especial…

A oportunidade de conhecer, conversar e trocar idéias a partir de alguns importantes títulos dentre as muitas produções expressivas do Cinema Brasileiro contemporâneo  – de várias décadas distintas -, objetiva difundir entre os moradores de Catanduva e cidades vizinhas o apreço pelo cinema brasileiro; despertar vocações e fomentar o gosto pelo estudo da Sétima Arte; e, sobremodo, contribuir para a formação de plateia para a crescente produção cinematográfica brasileira, de curtas, médias e longas-metragens, cuja qualidade vem sendo atestada constantemente pela recepção que nossos filmes vem obtendo no circuito de festivais, seja no exterior ou em nível nacional.

Ittala Nandi estará em Catanduva para lançamento de sua biografia

Para tanto, a I Mostra Cinema de Catanduva terá uma programação de 4 dias, nos quais serão exibidos 4 curtas-metragens por dia, antecedendo a exibição de um longa-metragem, totalizando 30 filmes entre sessões infantis, sessões extras e especial.

Fe eu e David Blog

Felipe Brida, Aurora M. Leão, Uélita (amiga de Anápolis) e David Cardoso…

Ressalte-se: a I Mostra Cinema de Catanduva também quer dar visibilidade a grandes ícones da Cultura Brasileira, daí porque em sua programação estão filmes onde se reverenciam Personalidades da Cultura…

1.Um dos grandes ícones do cinema popular, o ator, produtor e diretor Amácio Mazzaropi (Documentário do jornalista Celso Sabadin);

2. O movimento musical que promoveu uma reviravolta na música (Tropicália, de Marcelo Machado);

3. O grande compositor nordestino que foi um dos mais constantes parceiros de Luiz Gonzaga, o chamado ‘Doutor do Baião’, Humberto Teixeira (Doc ‘O Homem que engarrafava nuvens’, de Lírio Ferreira);

4. O grande Poeta, Compositor, Cronista e Crítico de Cinema, criador da Bossa Nova, Vinícius de Moraes (documentário Vinícius, de Miguel Faria Jr.), no ano de seu centenário;

5. O grande ícone da MPB, o Rei Roberto Carlos, através da exibição do filme mais popular com o REI, ‘Roberto Carlos em ritmo de aventura’, de Roberto Farias.

Além desses filmes, haverá também o lançamento das biografias do ator/diretor/produtor David Cardoso, e a da atriz Ittala Nandi; lançamento de dois livros do poeta Jorge Salomão (que estará em Catanduva como um dos representantes da Tropicália); oficina de Roteiro com o professor Pedro Lucínio; e palestras com a atriz Ittala Nandi e o ator Flávio Guarnieri.

Flávio Guarnieri vai fazer palestra sobre o ofício do Ator

Poeta Jorge Salomão, ícone tropicalista, vai lançar dois livros em Catanduva…

Os curtas que vão estar na tela Catanduva

Primeira edição da Mostra de Cinema começa dia 23 com a exibição do curta Maria Fumaça, Chuva e Cinema, de David Cardoso

Mostra CARTAZ

Cidade paulista conhecida como Cidade Feitiço em contagem regressiva para sua primeira Mostra Cinema de Catanduva

A Curadoria da I Mostra Cinema de Catanduva, assinada pelos jornalistas e críticos Felipe Boso Brida e Aurora Miranda Leão, aponta os curtas-metragens selecionados para exibição em seus quatro dias de calendário. São produções vindas de vários estados e diversas regiões – apenas a região Norte não terá representante.

Os estados são: MATO GROSSO, SÃO PAULO, GOIÁS, RIO DE JANEIRO, MINAS GERAIS, MARANHÃO, PARAÍBA, BAHIA, RIO GRANDE DO SUL e PARANÁ.

Maria David

Filme do ator e diretor David Cardoso vai abrir a Mostra…

OS CURTAS

Maria Fumaça, Chuva e Cinema, de David Cardoso (MS, 2010, 15’)
MFerouah, de Dito Inácio (SP, 2013, 12’)
Julie Agosto Setembro, de Jarleo Barbosa (GO, 2011, 9’)
Um de Nós Morre Hoje, de Weiller Vilela e Gabriel de Almeida (MG, 2013, 16’)
Membro Decaído, de Lucas Sá (MA-RS, 2012, 17’)

Belo e premiado filme do goiano Jarleo Barbosa chega a Catanduva…

O Membro Decaído, super premiado de Lucas Sá, também estará na tela Catanduva…

A poesia de ‘ACALANTO’, curta vencedor de 6 KIKITOS, também estará na tela Catanduva…
Acalanto, de Arturo Sabóia (MA, 2013, 15’)
Leve-me para Sair, de José Agripino (SP, 2012, 15’)
A Dama do Estácio, de Eduardo Ades (RJ, 2012, 22’)
Palitos’ Story, de Leandro Ponciano (PB, 2013, 1’)
Quebra de Contrato, de Lindebergue Vieira (RJ, 2012, 20’)

A grande Dama Fernanda Montenegro, protagonista de ‘A Dama do Estácio’…

Fui Comprar Cigarros, de Marcel Mallio (SP, 2012, 9’)

Menino do Cinco, de Marcelo Matos de Oliveira e Wallace Nogueira (BA, 20’)

Simulacrum Praecipitii – A Visão do Abismo, de Humberto Bassanelli (SP, 25’)

O Menino que Sabia Voar, de Douglas Ferreira (SP, 2013, 10’)

Filme para Poeta Cego, de Gustavo Vinagre (SP, 2012, 25’)

Simu este

DOC Simulacrum Praecipitii, contundente denúncia sobre os males do crack, com belíssima fotografia PB, é mais um grande filme na tela Catanduva
Hooji, de Marcelo Quintella e Boynard (RJ, 2012, 17’)
Engole Logo uma Jaca Então, de Marão & Equipe (RJ, 2011, 6’)
Connexion Munich, de Carlos Segundo (MG, 2012, 11’)
Entre Muros, de Adriana Tenório (RJ, 2011, 17’)
O Brasil de Pero Vaz Caminha, de Bruno Laet (RJ, 2011, 17’)

Quebra

Curtas da Mostra Infanto-Juvenil:

Criação de Marão, bam bam bam da Animação, é uma das atrações

Eu Queria Ser um Monstro, de Marcelo Marão (RJ, 2010, 8’)
O Menino que Sabia Voar, de Douglas Ferreira (SP, 2013, 10’)
Os Sustentáveis, de Lisandro Santos (RS, 2012, 1’)
Menina da Chuva, de Rosária (RJ, 2011, 6’)
Garoto Barba, de Christopher Faust (PR, 2010, 14’)
A Vida Deve Ser Assim, de Roberto Burd (RS, 2012, 14’)
Pety pode tudo (SP, 2012, 18’)

Público de Catanduva vai poder conhecer o lindo A Menina da Chuva, de Rosária…