Jóia Rara e a Arte de Bem Escrever Novelas

Atração das 18h, novela de Duca Rachid e Thelma Guedes é um marco da Teledramaturgia Brasileira

Bruno Gagliasso, Bianca Bin e Mel Maia: o trio principal, foco das maiores emoções…

Não vi a novela anterior delas, mas soube que Cordel Encantado marcou um diferencial importante ! O que mais ouvia dizer é que era Cinema na TV.

Quando se diz isso de uma telenovela, está-se dizendo que tudo na trama é bom, do enredo à ambientação cênica, da pesquisa de cena à direção de arte, do elenco à direção de fotografia… e por aí vai.

Pelo que tenho acompanhado agora em JÓIA RARA dá pra compreender o que diziam sobre Cordel Encantado. De fato, o telespectador tem logo vontade de sair gritando ‘É Cinema, É Cinema !’

Nathália Dill e Carmo Dalla Vecchia: atores tão bonitos quanto vilões malvados e abjetos…

Não sou de acompanhar novelas das 18h: o horário é ingrato porque, em geral, hora na qual se está voltando pra casa, enfrentando trânsito, ou fazendo compras em supermercados ou padarias, pegando filhos em escolas, fechando reuniões de trabalho… mas esforcei-me para ver o primeiro capítulo. Afinal, o marketing realizado pela TV Globo foi espetacular, como sói acontecer quando a emissora vai lançar um novo produto.

Assim, preparei-me pra ver apenas os primeiros capítulos. Mas já lá se vão algumas semanas de JÓIA RARA e é cada vez mais difícil desgrudar da telinha.

Que história linda criaram Duca Rachid e Thelma Guedes ! E que elenco fabuloso ! Bruno Gagliasso e Bianca Bin estão encantadores como protagonistas, o Romeu & Julieta da vez, casal que sofre terríveis agruras e soberbas dificuldades para vivenciar sua linda história de amor. Os atores já tinham mostrado ambos, em tramas anteriores, o quão são extremamente talentosos e vocacionados. Mas agora, como protagonistas de trama tão bem engendrada, ficam mais evidentes as qualidades de suas incríveis interpretações. Afinal, tudo nasce deles, por causa deles ou através deles. Fossem dois protagonistas sem empatia ou de pouco talento, e seria fácil a história resvalar para outros caminhos, ou ficar dando voltas em torno de tramas paralelas.

Bi e MEL

Novela das 18h, Jóia Rara tem ambiência, trama, elenco, direção e tudo o mais que a tornariam uma tremenda história para o nobre horário das 21h. Uma novela que está a merecer todos os melhores aplausos.

Tudo em JÓIA RARA é bom, a começar pela música de abertura, uma balada belíssima de Gilberto Gil que cola no ouvido e nos acompanha como se fosse um mantra – tudo bem encaixado no que se propõe a linha dramatúrgica de Jóia Rara.

Personagens do núcleo pobre e trabalhador, tendo à frente Paula Burlamaqui e Cacau Protássio…

Acredito no poder da PALAVRA como força motriz de qualquer empreendimento humano. Ademais, em se tratando de obra dramática, é óbvia a necessidade de um texto bem escrito… para que seja bem dito, bem incorporado, bem recebido e bem espalhado.

Carolina Dickmann: sofrida e distante da sensualidade glamurosa de outros personagens…

Assim sendo, definindo-se de cara o texto de JÓIA RARA como um trunfo precioso da trama, partamos para o elenco, porque sem atores de envergadura até o melhor dos textos se perde no vazio, no descrédito, e tende a naufragar por inanição.

José de Abreu e Carmo Dalla Vecchia: incorporação da maldade e vilania

Então, citemos alguns ícones preciosos de JÓIA RARA: encabeçados pelo trio já citado – BIANCA BIN, BRUNO GAGLIASSO  e MEL MAIA -, vamos chegar a Carmo Dalla Vecchia – monstro de Ator, consagrado por sua atuação soberba em A Favorita, de João Emanuel Carneiro – que vem arrasando e já é forte candidato a Melhor Coadjuvante, embora seu personagem tenha peso de Protagonista. Que luxooooo é ter Carmo Dalla Vecchia num elenco. Dá gosto ver a atuação do ator, suas expressões, pequenos e essenciais gestos de maldade, já que ele é um dos sórdidos vilões. Ao lado dele, o deplorável Ernest Hauser – vivido com maestria por José de Abreu ! Só de pensar no maléfico personagem já dá arrepio…

E vem Nathália Dill (magnífica em sua primeira vilã), Domingos Montagnier (talento grandioso emprestando vida, emoção e vigor ao líder comunista Mundo), Carolina Dieckmann (revelando todo seu talento na pele de uma mulher sem glamour algum, sofrida, massacrada, densa – a atriz vem dando um Showwww como Iolanda !); Thiago Lacerda e Ricardo Pereira, ambos arrasando como trabalhadores do campo popular – THIAGO teve seu ácme de interpretação até agora com a cena na qual sabe da morte da mulher e do filho – tempo preciso da emoção, gestos e expressões absolutamente coerentes com o que pedia a emocionante cena.

E que alegria ver em cena de novo os magníficos  Ana Lúcia Torre, Luís Gustavo (estava fazendo falta), Nicette Bruno, Rosi Campos, Marcos Caruso… estes, bastam aparecer e já se tem ideia de que ali estão personagens que vão tomar de conta da nossa emoção.

Foi muito bom também acompanhar, mais uma vez, a presença forte e sempre carismática de Prazeres Barbosa em JÓIA RARA. A atriz, grande símbolo do teatro pernambucano, fez uma participação super especial como Djanira – a boa tia nordestina de Amelinha -, que acolheu os sobrinhos (ela e Mundo) e o padrinho (Luiz Gustavo)  em casa… foi a tia quem ajudou no parto da filha de Amélia e Franz, a linda Pérola… e quem deu abrigo a eles quando precisaram fugir da capital… era ela quem fazia o bom café da manhã com cuscuz e quem se despetalava em mil para bem acolher a família… nem isso passou despercebido a Duca e Thelma: a existência de um membro da família vivendo no Nordeste, o colo do sertão abrigando os sangues que correm em veias semelhantes, e uma tia bondosa  e sempre disposta a doar amor… e escolher um ícone como a magnífica Prazeres Barbosa para assumir a tia Djanira foi mais um achado da direção e da produção de elenco.

Praz e Bianca

Bianca Bin e Prazeres Barbosa: sobrinha e tia em Jóia Rara

Só uma ressalva: o talento de Prazeres – nossa Laura Cardoso do Nordeste – bem podia voltar à cena e, quem sabe, reaparecer no Rio de tanta vida florescendo e tantas reviravoltas que ainda estão por vir… há sempre uma tia generosa a quem recorremos em tempos difíceis, e ainda vem muito tempo ruim para Amelinha e Franz… fica a singela sugestão do blog Aurora de Cinema.

Lola 2

Letícia Spiller: a espevitada e serelepe Lola, vedete de Jóia Rara

E tem Letícia Spiller vivendo Lola, principal vedete do Cabaré Pacheco Leão, de propriedade do casal Miquelina e Arlindo, vividos pelos ótimos Rosi Campos e Marcos Caruso. Letícia Spiller empresta à personagem seu talento soberbo e um glamour próprio da época (final dos anos 30), ainda mais realçado por sua beleza a la Marilyn

E tem também Caio Blat, Ana Cecília Costa, Luíza Valdetaro, Cláudia Ohana, Leopoldo Pacheco, Ângelo Antônio, Reginaldo Faria, Paula Burlamaqui, Cacau Protásio, Cláudia Missura, Pedro Neschling, Sílvia Salgado, Vicentini Gomez (ótimo como o delegado venal), Jorge Maya, Suely Franco, Tiago Abravanel, e muitos muitos outros que, ao longo da novela, iremos aqui citar e comentar.

Domingos Montagner, Ana Cecília Costa e Thiago Lacerda: trio comunista encantador…

Amora Mautner, com auxílio luxuoso de Henrique Diaz e mais dois outros diretores, confirma e reafirma sua magistral capacidade de dirigir uma telenovela onde tudo colabora em prol da excelência – assim como aconteceu na inesquecível AVENIDA BRASIL: da Dramaturgia refinada de Duca e Thelma à direção geral de Ricardo Waddington, tudo em JÓIA RARA é um banho de competência, emoção, beleza, sensibilidade.

Marcos Caruso e Rosi Campos fazem os donos do Cabaré Pacheco Leão: magníficos !

Impossível assistir a um só capítulo. Mas se você ainda não começou, se ligue ! Ainda há bastante tempo para você se programar com a TV Globo no horário das 18h e sintonizar essa que é já, sem sombra de dúvida, uma das MELHORES NOVELAS DAS 18h de todos os tempos.

Bianca Bin: Amélia é mais uma chance para evidenciar talento singular …

No enredo de JÓIA RARA um bem desenhado recorte do que foram os primeiros tempos de um país em formação: a lua do bem contra o mal, opressores e oprimidos, pobres e ricos, repressão à mulher e aos que querem viver na Arte e da Arte, a força do dinheiro a corromper e mudar destinos, a vingança tramando sortes, a bondade escapando entre os escombros mas seguindo apesar das pancadas e das rasteiras… tudo isso é ingrediente que sustenta o núcleo principal, colore de força e emoção as cenas mais tocante. mobiliza atenções para a história do país, e configura um painel sonoro-visual-cênico-imagético da mais bela e bem alinhavada tessitura dramática.

Estão em JÓIA RARA a guerra, o nascente comunista e seus líderes tão bem intencionados, as vítimas da opressão, as mulheres desabrochando em beleza e vontade de ousar, a feminilidade reprimida, amores impossíveis, a ternura consistente da espiritualidade, homens vítimas do vício do jogo e da bebida, as pessoas dos subúrbios que pegam bonde e passam dificuldades financeiras, os jovens querendo seguir carreira artística e sendo impedidos pelo pai, o patrão perverso, a mulher que amou e jamais foi correspondida, o filho bastardo, e as vítimas vingativas a tramar maldades estúpidas.

Mas tudo isso já é assunto pra outro post, que em breve voltaremos a redigir.

Acompanhe aqui no blog Aurora de Cinema comentários sobre a novela JÓIA RARA e outras telenovelas da TV Globo.

MEL MAIA: a verdadeira JÓIA RARA, que conquistou o telespectador de todo o país assim que apareceu na telinha como ‘um pequeno Buda’…

E aqui este Blog Aurora de Cinema arrisca-se numa previsão: JÓIA RARA deve ser a última novela das 18h que escrevem Duca e Thelma. Provavelmente, a TV Globo vai convocar as duas experts em Dramaturgia para ingressar no cobiçado, difícil e concorrido horário das 21h. E vai ser mais GOL de placa desta irretocável dupla Duca Rachid e Thelma Guedes.

Thelma Guedes e Duca Rachid: parceria que faz enorme bem à telenovela…

Por tudo isso, PARABÉNS aos criadores e a toda a brava equipe que atua forte e apaixonadamente para fazer de JÓIA RARA o marco televisivo que a novela já é para a extensa lista de grandes obras teledramatúrgicas made in Brasil.

Ricardo Waddington e Amora Mautner: dupla coleciona êxitos da telinha…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s