Carpinejar e a derrota do futebol do Brasil na Copa

seleção bras

Poeta gaúcho FABRÍCIO CARPINEJAR exacerba do direito de ser brilhante e escreve a mais pungente, lúcida e profunda análise sobre a derrota da Seleção Brasileira para a Seleção da Alemanha, acontecida ontem no estádio Mineirão.

COPA

PAÍS DA COPA, NÃO MAIS DO FUTEBOL

A Seleção Brasileira experimentou seu dia mais humilhante, o mais triste ainda permanece sendo o da final da Copa de 1950. Ambas as datas conservam igual incredulidade.

Duvido que alguém tenha profetizado o resultado da semifinal de 7 a 1 para Alemanha. Nem o torcedor mais esquizofrênico de Berlim. Apesar do favoritismo germânico, o Brasil atuava em casa e com o apoio da torcida.

Se houve apagão de 3 a 0 na decisão da Copa de 98 para a França, o que aconteceu nesta terça-feira (8/7) foi a própria escuridão, com o Brasil levando quatro gols em seis minutos.

Depois do vexame lendário, fica combinado que na próxima Copa do Mundo nenhum jogador ou integrante da Comissão Técnica poderá fazer qualquer comercial durante o torneio. Será uma espécie de concentração espiritual, de retiro midiático, de cláusula de seriedade.

OS ATLETAS DEFENDERÃO APENAS A SELEÇÃO, e não marcas de refrigerante, xampu, produtos esportivos, operadoras de telefone.

Não existirá confusão e conflito de interesses, muito menos será criada a ilusão messiânica de que temos um grande time e que devemos acreditar no hexa.

NÃO HAVERÁ OUTRO OBJETIVO ALÉM DE JOGAR FUTEBOL. NÃO HAVERÁ OUTRA DISTRAÇÃO.

Chuteiras serão chuteiras, luvas serão luvas, calções serão calções. NINGUÉM SE MOSTRARÁ INDECISO ENTRE A REALIDADE E O MERCHANDISING.

Dedicaremos o tempo gasto em comerciais para treinar, fazer jogadas ensaiadas, estabelecer padrão de jogo e de esquema tático.

Trocaremos garotos-propaganda por um time entrosado, disciplinado, com toque de bola, objetividade e faro de vitória.

PORQUE HOJE O BRASIL É O PAÍS DA COPA, NÃO PODE MAIS SER CHAMADO DE PAÍS DO FUTEBOL”.

fim 2

Porque hoje o Brasil é o país da Copa, não pode mais ser chamado de país do futebol.

Carpi verde e amFabrício Carpinejar: lucidez, profundidade, conhecimento do jogo e extremada competência na análise do futebol brasileiro !

* Este texto foi escrito para o DIÁRIO DO ESCRITOR, onde são publicadas semanalmente crônicas do poeta gaúcho FABRÍCIO CARPINEJAR .

 

Uma resposta para “Carpinejar e a derrota do futebol do Brasil na Copa

  1. Pingback: Poeta Carpinejar e a derrota do futebol do Bras...

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s