Criação de Raimundo Rodriguez concorre ao Emmy

Minissérie com direção de arte do genial artista é um dos programas da TV Globo indicados ao cobiçado Prêmio EMMY deste ano

Rai e latas

O artista #RaimundoRodriguez assina a primorosa Direção de Arte de ‘Alexandre e Outros Heróis’…

A TV Globo concorre, mais uma vez,  ao Prêmio Emmy Internacional, considerado o Oscar da televisão mundial. Desta vez, em três categorias com as produções: #Jóia Rara, de Thelma Guedes e Duca Rachid, disputan a estatueta de melhor telenovela; o seriado A Mulher do Prefeito, o-produção com a O2 Filmes, estrelada por Tony Ramos e Denise Fraga, concorrendo a Melhor Comédia; e na categoria minissérie ou filme para TV, foi indicado o especial Alexandre e Outros Heróis, dirigido por Luiz Fernando Carvalho.

Mel Maia protagoniza a novela #JóiaRara em atuação primorosa…

Os vencedores serão anunciados dia 24 de novembro. Na cerimônia de gala, em Nova York, o presidente do Grupo Globo, Roberto Irineu Marinho, vai receber o prêmio “Personalidade Mundial da Televisão”.

Latorraca em Alex

SAIBA MAIS sobre ALEXANDRE e Outros Heróis

Uma equipe da TV Globo ficou quase dois meses no município de Pão de Açúcar, distante 150 km de Maceió, para fazer a produção do especial de fim de ano “Alexandre e outros Heróis”, dirigido por Luiz Fernando Carvalho (das microsséries “Subúrbia”, “Capitu”, “Hoje é Dia de Maria”). Ney Latorraca interpretou o Coronel Alexandre, personagem central da obra, baseada em história escrita pelo alagoano Graciliano Ramos (1892-1953), lançada originalmente no livro de causos destinado ao público infanto-juvenil “Histórias de Alexandre”, de 1944 – reeditada no compêndio “Alexandre e outros Heróis”, de 1962, que incluiu dois novos contos, “Pequena História da República” e “Terra dos Meninos Pelados”.
NEY Latorraca tem atuação sublime na minissérie Alexandre e Outros Heróis
Rai Alex
As histórias contadas pelo vaqueiro Alexandre, narradas pelo personagem já velho e interpretado por Ney Latorraca, trazem uma mitologia do Sertão  – da onça que engana o vaqueiro se passando por um cavalo ou da cobra que o vaqueiro confunde com a bota –, caindo como uma luva nas mãos do diretor Luiz Fernando Carvalho, com obras de impacto literário e efeitos visuais como “Hoje é Dia de Maria”, gravado em duas jornadas em 2005, ‘A Pedra do Reino’, e a novela #Meu Pedacinho de Chão (deste 2014), entre outras obras notáveis da Teledramaturgia Brasileira.
A produção do especial em Pão de Açúcar reservou pousadas e alugou casas no município localizado às margens do baixo rio São Francisco – deixando moradores e autoridades municipais em alerta, afinal todos queriam ajudar. O trabalho foi uma bela homenagem aos 60 anos de morte do escritor Graciliano Ramos com a adaptação de dois contos do escritor alagoano: “O olho torto de Alexandre” e “A morte de Alexandre”.

Trazendo e valorizando o ambiente do nordeste brasileiro, a comédia é exibida em volta das fanfarronices de um típico mentiroso do sertão. Toda a  história faz parte do folclore nordestino. As gravações aconteceram no sertão de Alagoas, terra natal de Graciliano. A locação foi uma antiga fazenda às margens do Rio São Francisco, o mesmo rio que faz divisa entre as cidades de Petrolina, em Pernambuco e Juazeiro, na Bahia.

Alexandre e Outros Heróis tem texto de Luís Alberto de Abreu e Luiz Fernando Carvalho e direção de núcleo de Luiz Fernando Carvalho.

ENTENDA COMO RAIMUNDO RODRIGUEZ trabalha:

Para conseguir retratar com fidelidade um nordeste que sofria nas mãos de coronéis e em meio a muita seca, o diretor Luiz Fernando Carvalho valeu-se, mais uma vez, de sua sensibilidade e inteligência e convidou o parceiro Raimundo Rodriguez para ser o ‘construtor’ da fictícia fazenda do coronel Alexandre.

Rai coroa

Foram quase dois meses na pequenina cidade alagoana de Pão de Açúcar para conseguir ambientar o cenário da minissérie Alexandre e Outros Heróis. #Raimundo Rodriguez diz que é chamado de ‘jagunço’ por Luiz Fernando Carvalho e conta sobre a experiência: “Andamos por várias cidades e fazendas. Foi justamente na última que eu encontrei. Recuperamos telhados, reconstituímos madeiras pintadas e restauramos um piso de cerâmica feito à mão”.

Rai latas

“É preciso ter Amor no trabalho senão não tem sentido fazer” #RaimundoRodriguez

Não importa que tenha um cargo de diretor: Raimundo gosta de trabalhar mergulhando de cabeça e arregaça as mangas: “Trabalho 15 horas por dia de capacete e luva. São mais de 30 anos de trabalho e meto a mão na massa do começo ao fim”.

Para a empreitada, Raimundo recrutou 15 operários de Pão de Açúcar e teve de convencê-los a mudar de hábitos: “Eles não trabalhavam às segundas porque é o dia de feira deles. Foi uma tarefa difícil dada a urgência com que a TV trabalha”. E o artista teve de trabalhar muitos dias sozinho: “Se eu não me envolvo, não me interessa fazer aquele trabalho. Dinheiro não é o que me move. Tem de ter amor, senão o trabalho não é reconhecido”.

Rai e paredes de Alex

Raimundo Rodriguez envelhecendo as paredes para alcançar outro tempo dramatúrgico…

Para deixar a casa com uma imagem semelhante a dos anos 40, Raimundo Rodriguez usou recursos simples, como aliás costuma fazer em toda a sua impactante produção: “Minha verve é aproveitar o que tem. Se não tiver tinta, uso barro. Compramos todo o estoque de chá preto da cidade para envelhecer as paredes. Faço sempre um processo natural. Fiquei horas passando a mão com cera de chão nas paredes”.

Mesmo o equipamento de gravação, cujas imagens são feitas em alta definição, passou por um processo rudimentar: “Fizemos refletores (que iluminam a cena) com papel vegetal”, explica #Raimundo Rodriguez.

lamparinas

“Quarenta minutos antes de gravar, ele queria que eu arrumasse uma mala de boticário de época. Quando comecei a tentar fazer, descobri que a viúva do boticário da cidade, ainda tinha a mala dele”, diz Raimundo. Mas ele diz não se importar com os pedidos difíceis do diretor: “É importante não dizer não. Tenho muita fé de que tudo vai dar certo”.

Rai trab em Alex

Assim é #RaimundoRodriguez, este cearense arretado da molesta, que faz Arte até com o sopro do vento na poeira das estradas. Saravá !!!

Rai em Alex

Veja aqui um pouco do que foi ao ar: 

Confira aqui bastidores das gravações: 

Uma resposta para “Criação de Raimundo Rodriguez concorre ao Emmy

  1. Não assisti, mas teu post me deixou curioso. Vou dar uma olhada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s