Arquivo do mês: setembro 2015

Infância é foco de Workshop Audiovisual em Fortaleza

Estimular a produção de conteúdos responsáveis de audiovisual para a infância junto à produção audiovisual cearense é o objetivo do Workshop ComKids – Conteúdos Audiovisuais, Digitais e Interativos para a Infância. A atividade acontecerá dias  9 e 10 de outubro na Escola Porto Iracema das Artes como parte do Encontro de Narrativas para a Infância, projeto de formação do TIC –Festival Internacional de Teatro Infantil do Ceará. As inscrições são gratuitas e estão abertas até dia 2 pelo link:http://goo.gl/forms/qMWK3sOK4m. 

Destinado a estudantes e profissionais do audiovisual, o Workshop será ministrado por Beth Carmona e Vanessa Fort, respectivamente diretora e coordenadora geral do comKids, criado em 2010 em São Paulo para promover e produzir conteúdos digitais, interativos e audiovisuais de qualidade para crianças e adolescentes, a partir de pressupostos de responsabilidade social, desenvolvimento cultural e economia criativa no Brasil, na América Latina e na Península Ibérica. 

Temas e processos de desenvolvimento e produção de conteúdos audiovisuais, digitais e interativos para a infância estarão em foco. Os temas das aulas: serão direitos da infância, identidade, inspiração, qualidade, reflexões sobre a audiência, conceitos e formatos, roteiro, formatação de projetos e convergências de mídia.

PALESTRA MÍDIA E INFÂNCIA 

No dia 8, as 16h, também na Escola Porto Iracema das Artes, Beth Carmona profere a palestra “Mídia e Infância”. Aberto ao público. 

BETH CARMONA e VANESSA FORT 

Beth Carmona é formada em jornalismo e tem no currículo o desenvolvimento da programação infanto-juvenil da TV Cultura de São Paulo com séries como “Cocoricó”, “Ra-Tim-Bum”, “Mundo da Lua”, seguida de passagem pelo grupo Discovery Kids. Passou também pela Disney Channel e Animal Planet. Foi também da TVE. 

Vanessa Fort é formada em Audiovisual e em Ciências Sociais e com formação complementar em filosofia, tecnologia e artes visuais. Foi coordenadora de conteúdo e produtora do FILE – Festival Internacional de Linguagem Eletrônica (2005 e 2006), júri do Japan Prize, e curadora convidada de evento sobre tecnologia e infância no Media-Lab Prado. 

Mostra CINEMA comKids 

De 10 a 12 será realizada a Mostra de Cinema comKids, no Cinema do Dragão/Fundação Joaquim Nabuco. A seleção de filmes do comKids no TIC será dividida em duas programações diferenciadas (sessão 1 e sessão 2), com cerca de 60 minutos de duração, cada. As exibições acontecerão nos seguintes horários: Sexta e sábado às 17h (sessão 1) e 18h (sessão 2) e Domingo às 16h (sessão 1), 17h (sessão 2) e 18h (sessão 1).  

Com o tema Lugar de criança é em todo lugar, o 5° TIC faz referência aos 25 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), instrumento defensor dos direitos da criança, entre os quais, o acesso à Cultura. Com acesso gratuito e atrações locais, nacionais e internacionais, o Workshop acontece de 2 a 12 de outubro, com programação em Fortaleza e Sobral. 

A quinta edição é apresentada pela Vivo, tem como patrocinadores CAIXA, Cagece e Coelce. Apoio Cultural: Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura. Parceria: Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. É uma realização do Instituto Seara de Cultura e Desenvolvimento e promoção da Invento Produções Culturais. 

SERVIÇO

Workshop ComKids – Conteúdos Audiovisuais, Digitais e Interativos para a Infância

Dias 9 (18h às 22h) e 10 de outubro (9h às 13h) , no Porto Iracema das Artes, como parte da programação do 5° TIC – Festival Internacional de Teatro Infantil do Ceará. Público-alvo: Estudantes e profissionais do audiovisual.

Inscrições gratuitas abertas até 2 de outubro. São 20 vagas e os participantes serão selecionados a partir do currículo dos inscritos. Informações: (85)3048.6077 /fest.teatroinfantil@gmail.com. Site: www.festivaltic.com.br. t: @inventocultural. f: TIC – Festival de Teatro Infantil do Ceará. 

Mobilidade Urbana vai premiar curta-metragistas

PRO LAP

Nas grandes cidades de todo o  mundo, o tema Mobilidade Urbana é assunto frequente em debates, palestras e salas de aulas. Por isso, esse foi o tema escolhido para a primeira edição do “Concurso de Curta-Metragem Mobilidade Urbana”, promovido pelo Portal Tela BR em parceria com o Instituto CCR. 

O concurso recebe inscrições gratuitas até 20 de outubro e vai eleger os três melhores curtas-metragens abordando o assunto. Os escolhidos serão premiados com um Mac Book Pro Apple e uma Câmera Canon EOS 7D (1º lugar), uma Câmera Canon EOS 7D (2º lugar) e um iPhone 5 Apple 8G (3º lugar).

urbana

Os interessados em participar devem inscrever um curta-metragem inédito com o tema “mobilidade urbana”, com duração entre um e três minutos, nos gêneros ficção, documentário ou animação.

Além de preencher a ficha de inscrição, disponível no Portal Tela BR http://www.telabr.com.br/concursos, e ler o regulamento, o interessado deverá enviar o curta por email ou pelos correios até a data-limite.

Os curtas-metragens vencedores serão escolhidos por um júri composto por um representante do Instituto CCR, um profissional de renome da área do audiovisual e um representante da Buriti Filmes. A publicação dos resultados no Portal Tela BR e a entrega dos prêmios aos três vencedores serão feitas em novembro.

O curta vencedor ainda terá a oportunidade de ser exibido pela CCR em eventos e festivais ligados à empresa.

Inscrições ao CLOSE

A quinta edição do Festival de Cinema da Diversidade Sexual – CLOSE – está com inscrições abertas até 16 de outubro pelo site www.somos.org.br/close.

A programação do CLOSE terá duas mostras principais:  a Mostra Competitiva de curtas e a Mostra Panorama. Para a Mostra Competitiva, podem ser inscritos filmes de curta-metragem de qualquer gênero (exceto publicitário e institucional), produzidos ou coproduzidos por empresa produtora e/ ou pessoa física brasileira, captados em qualquer bitola, finalizados a partir de 1º de janeiro de 2014 e com duração de até 35 minutos, incluindo créditos. Serão selecionados até 10 filmes de curta-metragem brasileiros com temática de diversidade sexual, a serem selecionados pela Curadoria do Festival, dentre os filmes inscritos ou por convite.

Já a Mostra Panorama é composta por exibições de obras cinematográficas de média e longa-duração, nacionais e internacionais. A seleção é realizada mediante convite da Curadoria, não sendo possível a inscrição para essa mostra. Este ano, pela primeira vez no festival, os filmes da Mostra Panorama concorrerão ao prêmio de Júri Popular.

O CLOSE será realizado de 24 a 29 de novembro, na cidade de Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul.

Curta Canoa começa amanhã em Canoa Quebrada

COOKIE2

Festival de Curtas-Metragens faz 10 anos exibindo filmes em telão para público de todas as idades e atraindo cineastas de todo o país…

Começa nesta terça e vai até sábado na praia cearense de Canoa Quebrada a décima edição do Festival Latino-Americano de Cinema Curta Metragem de Canoa Quebrada (Curta Canoa).

A ideia de seu idealizador, Adriano Lima, é promover um intercâmbio cultural entre realizadores de cinema de todo o país através das mostras Competitiva, Mostra Latino-Americana de Curta, Mostra do Minuto, Canoa faz Cinema, Mostra Majorlândia Faz Cinema, e Mostra Infantil.

Atividades sócio-culturais também estão inclusas na programação. O Curta Canoa também oferece oficinas, seminários e encontros com especialistas e personalidades do segmento audiovisual. As telas de exibição são instaladas no Pólo de Lazer de Canoa Quebrada e outros espaços públicos, prevendo público de cerca de 20 mil pessoas, que terão acesso a toda a programação de forma gratuita.

Para esta edição de 10 anos, foram inscritos 218 trabalhos, tendo sido selecionados 42 vídeos e cinco filmes por uma curadoria feita pelos integrantes do curso de Audiovisual e Novas Mídias da Universidade de Fortaleza.

Para a Mostra Competitiva foram selecionados cinco filmes, incluindo trabalhos dos estados de Pernambuco, Maranhão, Rio Grande do Sul, Ceará e Rio de Janeiro. A curadoria foi coordenada pelos professores Valdo Siqueira e Gilles Sampaio.

Segundo o realizador do festival, Adriano Lima, este ano o Curta Canoa terá ainda uma retrospectiva das últimas edições, a ser realizada em Fortaleza.

As obras selecionadas vão concorrer ao Troféu Lua Estrela nas seguintes categorias: Filme – Melhor Filme, Direção, Roteiro, Fotografia, Trilha Original, Direção de Arte, Melhor Ator, Atriz e Som; Vídeo – Melhor Vídeo, Direção, Roteiro, Fotografia, Trilha Original, Direção de Arte e Som.

Selecionados
Os vídeos e filmes selecionados foram produzidos entre 2013 a 2015 e estão por ordem alfabética:

CURTAS

  • ÁDVENA. Direção: Cristiano Sousa (GO)
  • A ESCOLA DE ENSINO FENOMENAL – Direção: Nélio Spréa e Levi Brandão (PR)
  • A MENINA DO GUARDA-CHUVA – Direção: Rafael Ramos (AM)
  • ARACA – O SAMBA EM PESSOA – Direção: Aleques Eiterer (RJ)
  • ARMAT JAKAWINAKA – VIDAS AUSENTES – Direção: Ronaldo Dimer (SP)
  • BÁ – Direção: Leandro Tadashi (SP)
  • BLAXPLOITATION: A RAINHA NEGRA – Direção: Edem Ortegal (GO)
  • BORRA – Direção: Carlos Segundo (SP)
  • BUMBA BUMBA – Direção: Mirrah Lãnez (SP)
  • CINEMA DO MEU BAIRRO, CADÊ VOCÊ? – Direção: Renata Lima (RJ)
  • COMO SÃO CRUÉIS OS PÁSSAROS DA ALVORADA – Direção: João Toledo (SP)
  • CRIME – Direção: Bruno Bennec (RJ)
  • ENTULHO – Direção: Mabel Lopes (SP)
  • ESPELHO – Direção: Juliana Milheiro (RJ)
  • ESPERANDO GORDÃO – Direção: Thiago B. Mendonça (SP)
  • GUIDA – Direção: Rosana Urbes (SP)
  • KID LOMBRA – Direção: Edigas Men (CE)
  • LAÇOS – Direção: Karine Joulie (SC)
  • LONGITUDE – Direção: Amanda Pontes (CE)
  • LULU A LOUCA – Direção: Estevan Silveira (PR)
  • MÃE DE GIZ – Direção: Almir Correia (PR)
  • MARROCOS – Direção: André Nero e Iajime Silene (SP)
  • NAU INSENSATA – Direção: Cristiano Sidoti (SP)
  • NEGRO LÁ NEGRO CÁ – Direção: Eduardo Cunha Souza (CE)
  • O CLUBE – Direção: Allan Ribeiro (RJ)
  • O MELHOR SOM DO MUNDO – Direção: Pedro Paulo de Andrade (SP)
  • O NOME DO DIA – Direção: Marcello Quintella e Boynard (RJ)
  • OS ANTERIORES – Direção: Leonardo Wittmann (RS)
  • O TIRO – Direção: João Inácio (DF)
  • PARALAXE – Direção: Diego Freitas (SP)
  • PASSEIO COMPLETO – Direção: Leonardo Kaufman e Pedro Jardim (RJ)
  • PROCURA-SE – Direção: Jéssica Lopes (SP)
  • PROMESSAS – Direção: Girlana Fernandes e Larisson Lucas (SP)
  • RETIRANTES – Direção: Naíra Coelho (RS)
  • SAILOR – Direção: Victor Ciriaco (RN)
  • SANSÃO – Direção: David Azevedo (MG)
  • SATURNO – Direção: Clécius Rodrigues e Sávio Leite (MG)
  • SONETOS DO SERTÃO – Direção: Márcio Del Picchia (CE)
  • SÓ PARA LOUCOS – Direção: Diego Alexandre (MG)
  • TODAS AS TARDES – Direção: Diogo Cronemberger (MG)
  • TRÊS VEZES MARIA – Direção: Márcio Lohss (RN)
  • UMA FÁBULA PARA ELDORADO – Direção: André Moura Lopes (CE)

FILMES

  • ATOTÔ – Direção: Bruno Laet (RJ)
  • PSIU! – Direção: Antonio Carrilho (PE)
  • SEMPRE PARTIR – Direção: Leonardo Remor (RS)
  • SÓ NA LEGENDA – Direção: Nádia Maria (MA)
  • TRABALHO PRECÁRIO, PRODUÇÃO DE LUXO – Direção: Idalina Vinuto (CE)

Mais informações: www.curtacanoa.com.br

Canoa 15

PEDRO CHAGAS FREITAS: “Não vejo nada mais importante do que o Amor”

“Temos de experimentar qualquer coisa excessiva para sermos felizes.”

Pedro Chagas Freitas é um fenômeno atual da literatura portuguesa. Poeta e escritor, coleciona seguidores nas redes sociais e afirma não querer ficar preso a um só gênero literário. Daí que se apresenta como “escritor de cenas, entre outras coisas igualmente insignificantes”.

Conosco foi sintonia à primeira leitura: bastou ler um primeiro texto para sintonizar com um escritor que reúne traços tão essenciais e necessários como o bom humor, a galhardia, o gosto por amar e o entregar-se à vida com garra, disponibilidade e vontade de ser feliz ! Assim, Pedro Chagas Freitas constrói textos de uma poesia visceral que toca, impressiona, crava na alma, e convida o leitor a ser parceiro nos sentimentos. Tanto é assim que uma de suas atividades mais concorridas são as oficinas de Escrita Criativa, responsáveis pelo ‘nascimento’ do livro Prometo Falhar, que o escritor veio lançar este mês no Brasil durante a Bienal do Rio de Janeiro – lançamentos também aconteceram em São Paulo e Curitiba e tiveram grande êxito de público.

Apesar de o ‘estouro’ nas redes sociais ser algo recente, de cerca de 1 ou 2 ano pra cá, a trajetória de Pedro Chagas Freitas já contabiliza uma década de escritos e 21 livros publicados. Os mais recentes são Prometo Falhar e Queres Casar Comigo Todos os Dias, Bárbara ?”

Ele abre uma das crônicas de Prometo Falhar com esta frase: “O que é mais pretensioso do que acreditar no amor?”

E foi esta obra que fez de Pedro Chagas Freitas best-seller em seu país, Portugal: lançado ano passado, o livro já vai na 26ª edição com mais de 110 mil exemplares vendidos em terras portuguesas, número considerável em qualquer lugar do mundo, ainda mais para uma nação com menos de 11 milhões de habitantes.

É o próprio escritor quem conta: “Antes da internet, a única forma de termos leitores era estarmos numa livraria. Mas hoje posso ter leitores sem ter livros nas livrarias. Foi esse caminho que percorri. Primeiro busquei os leitores através de internet, blogs e redes sociais. E depois lancei o livro”

Prometo Falhar nasceu de um dos muitos projetos de Pedro Chagas Freitas na internet. Sua gênese foi uma página no Facebook na qual o autor pedia que seus seguidores propusessem ideias. Essas, ele transformaria em crônicas.  E assim nasceram 250 textos curtos, escritos ao longo de 250 dias. Desses, Pedro Chagas selecionou cerca de 150, a maioria de apenas duas páginas, que reunidos formam o livro lançado pela pequena editora portuguesa Marcador.

Prometo falhar é o vigésimo livro de um currículo que inclui romances, contos, teatro, humor, crônica e poesia. Em 2010, o escritor publicou dez livros ao mesmo tempo com títulos como “Só os feios é que são fiéis”, “Porque ris sabendo que vais morrer” e “Envelhenescer”. Em 2012, lançou “Ou é tudo ou não vale nada”, obra que teria sido escrita ao vivo em livrarias ao longo de 2012 minutos, com televisores conectados ao computador para que o público acompanhasse o processo. No mesmo ano, publicou “Eu sou Deus”, volume que, na definição do site de Chagas Freitas, “não é um livro de autoajuda, mas, se você o ler, pode autoajudar-se”.

As crônicas de Prometo falhar tratam de AMOR, tema recorrente na obra de Chagas Freitas. O autor tem um estilo de texto poético e cheio de figuras de linguagem, do tipo que parece querer provocar sensações nos leitores com cada palavra. “Quantas facas tem o teu não?”, “Quantos sonhos pode um corpo incluir?”, “Quando me pediram para mostrar as veias apresentei uma imagem sua”, “Era capaz de resistir a tudo menos ao irresistível” e “Para que serve um chão senão para ser pisado por você?” são algumas das frases com que Chagas Freitas abre suas crônicas.

Modesto, o escritor revela simplicidade no trato com a escrita: “Sou apenas um gajo que escreve cenas. Já trabalhei como salva-vidas, barman e jogador de futebol. Mas no meio dessas coisas todas a escrita sempre esteve presente. Nunca deixei de escrever. E nunca escrevi com o objetivo de publicar. Escrevo com o objetivo de escrever”.

Já em 2013, foi a vez de “In sexus veritas”, romance com 1.344 páginas, “uma mistura frenética de poema e thriller”:

— Parece estranho ter tantos livros lançados, mas para mim é orgânico. Escrevo muito desde pequeno. Aquelas redações e composições que temos que fazer no colégio já eram um momento de felicidade para minha vida. Eu adorava inventar histórias” — diz, citando autores como José Saramago, Ruy Belo, William Faulkner, Albert Camus, Samuel Beckett, e António Lobo Antunes como algumas de suas influências.

Com exceção dos últimos livros, a maior parte das publicações de Chagas Freitas era bancada total ou parcialmente pelo próprio. Agora as coisas são diferentes. O romance recém-lançado “Queres casar comigo todos os dias, Bárbara?” já tem sessões de autógrafo agendadas até novembro.

Outras de suas atividades são as aulas para quem quer aprender a escrever. Em 2012, ele criou um curso de escrita criativa no Facebook. Depois, lançou campeonatos de escrita criativa e de poesia, nos quais avalia o trabalho dos participantes e oferece ao vencedor a edição de um livro.

A página escritacriativa.org está registrada em nome de Chagas Freitas e serve exclusivamente para a divulgação de sua obra.

— “O curso de escrita criativa no Facebook é exatamente como se sucede numa aula ao vivo. Há um horário marcado, uma sala e as pessoas estão lá. Na hora marcada nos encontramos. Eu apresento alguns conteúdos, os alunos fazem seus exercícios, e há a grande vantagem de não precisar anotar o que o professor está a dizer, porque o professor já está escrevendo tudo. É mais prático, e ainda se pode consultar o que foi escrito durante o resto da semana”, diz Pedro Chagas Freitas.

Seu Instagram tem 34,2 mil seguidores; seu Facebook, 354 mil. Ambos são atualizados diariamente com suas frases cheias de bossa, humor, leveza e inteligência.

E hoje é o aniversário do escritor a quem desejamos que continue a produzir com o mesmo entusiasmo, beleza e frequência, somado a muita Saúde, PAZ, LUZ, Alegrias e AMOR, sempre !

PARABÉNS, Pedro Chagas Freitas ! Pelo aniversário e pelos pensamentos lindos traduzidos em frases e histórias que fazem um bem danado a quem os lê !

O efusivo #AplausoBlogAuroradeCinema para PEDRO CHAGAS FREITAS !

* O texto contém informações e frases do jornalista André Miranda/Jornal O Globo.

PEDRO CHAGAS FREITAS: “Eu não quero ter sempre a mesma forma de olhar para o mundo”  (foto Pau Storch)

Verdades Secretas é a tragédia clássica repaginada em grande estilo !

Novela termina hoje consagrada como A Novela do Ano !

Acaba hoje, não sem deixar imensa saudade, a novela que elevou ainda mais o já alto nível de excelência da Teledramaturgia Brasileira, e que é já a Melhor do Ano e uma das mais importantes e inovadoras do gênero destas últimas décadas ! ‪#‎VerdadesSecretas‬ vai conquistar muitos prêmios no Brasil e no mundo, já tendo conquistado o mais imediato deles, a audiência !
Nosso caloroso e intenso #‎AplausoBlogAuroradeCinema
👏 👏 👏 👍 👍 👍 👏 👏 👏

Notável a eloquência desta imagem !
PARABÉNS Maurinho Mendonça por se cercar de profissionais do quilate de Mauro Pinheiro Jr e João Paulo Mendonça, para citar apenas dois dos Gigantes que fazem a equipe #‎VerdadesSecretas‬ !

Carolina nos momentos finais: muita tensão e dolorosa ‘descoberta’…

O super aguardado penúltimo capítulo mostra Carolina enfim flagrando a filha e o marido na cama… cena fortíssima, verossimilhança a toda prova e um final anti-clímax sensacional com a câmera retornando dramaticamente ao início da cena: os sapatos e a bolsa de Carolina deixados no chão criam o gancho pro capítulo final ! A assinatura de Mestre da direção geral evidencia com absoluta categoria o protagonismo dramático da mulher traída ! APLAUSOS DE PÉ para a Realização: autor, diretor e criador da trilha, fundamental para o prodígio da cena !

Para Drica Moraes, um Sonoro e emocionado BRAVO !!!

drica caída

Alex e Angel: o foco central da ação de #VerdadesSecretas !

Grazi Massafera recebe desafio e o cumpre com todos os méritos: papel super difícil da atriz, que a fez ficar absolutamente desglamourizada e esquelética, formou um par perfeito com sua atuação introjetada, repleta de monólogos interiores e indiscutível força dramática ! Um intenso #AplausoBlogAuroradeCinema para Grazi Massafera !

No antepenúltimo capítulo, noite de terça, uma cena plasticamente encantadora: o encontro decisivo de Anthony e o estilista francês Maurice Argent ! Por alguns segundos, parecia estarmos assistindo a um exemplo de autêntico ‘golden shower’ na telinha. Erotismo delicado, semelhando com maestria uma obra de arte pintada por um criador do nível de um Botticelli… coisa de Mestre ! Naturalmente, bombou nas redes sociais e é uma das mais belas cenas de todos os tempos da TV Brasileira !

Reynaldo Gianecchini e Fernando Eiras foram os Atores Certos na Medida Certa com atuações impecáveis ! Bravíssimooooo !!!

Soube que tem a mão do diretor Allan Fiterman nesta construção imagética belíssima ! APLAUSOSSSS !!!

Enfim, #VerdadesSecretas é um Show de ousados Acertos ! E este #BlogAuroradeCinema pede encarecidamente aos mais afoitos que contenham sua inglória vontade de revelar o final antes do capítulo ir ao ar !

Afinal, não há nada mais broxante e desmobilizador do que contar cenas que ainda serão exibidas, ainda mais quando se trata de uma obra como uma telenovela, em que o grande atrativo são os ganchos construídos para se guardar a emoção para a hora exata.

E como é trabalhoso criar esses ganchos ! Como eles são fortes e atuam como ímãs quando são bem criados. Foi o caso dos ganchos criados nesta novela especialmente (como o eram os de #AvenidaBrasil). Roubar do telespectador a oportunidade de segurar sua emoção e guardá-la com todos os decibéis para ser extravasada diante das cenas indo ao ar na telenovela é um crime contra o qual bradamos com veemência. Só quem é noveleiro entende ! E CONCORDA !

camila azul

Camila Queiroz: estreando, modelo recebeu papel de destaque e deu conta do recado com louvor !

Inovadora, erótica, provocante, Verdades Secretas é Gol de Walcyr e Maurinho !

Walcyr Carrasco e Maurinho Mendonça escrevem obra-prima ! Quem não viu perdeu uma das Melhores da Década !

Sem ter sido anunciada com grande pacote midiático – até porque seria atração do difícil horário das 23h -, Verdades Secretas logo nos primeiros capítulos disse ao que veio e fincou sua bandeira no plantel da audiência: iríamos assistir a uma telenovela tratando dos bastidores da moda com seus ‘segredos guardados’, mulheres atraentes, erotismo, uma trilha eclética e ousada a ponto de não carimbar nenhum personagem com uma música especial, enquadramentos inusitados, e chamadas pro intervalo início e fim com uma instigante estética, como se fora um raccord (termo muito usado no cinema): a cena acabando ou começando numa fusão com os próprios letreiros da novela. Ou seja, uma clara inovação estética, o que serviu para enfatizar o que há tempos vimos dizendo aqui neste #BlogAuroradeCinema: a Telenovela Brasileira alcançou um nível que equipara-se ao de grandes produções do Cinema !

Novela #VerdadesSecretas deixando saudade em sua reta final…

Dizemos isso apenas para informar, confirmar e reafirmar a excelência da nossa Teledramaturgia ! Somos um país que tem na telenovela uma de suas mais notáveis fontes de empatia popular. Desde a radionovela, a linguagem do chamado ‘folhetim’ nos acompanha e conquista mais e mais adeptos.

Chegamos ao terceiro milênio e podemos afirmar com orgulho e alegria: fazemos a melhor Teledramaturgia do mundo ! Não precisamos pesquisar muito para confirmar isso: assim como Escrava Isaura conquistou o país e passou anos como a novela brasileira mais vendida no exterior, anos depois Avenida Brasil ocupou esse lugar com todos os méritos ! E continua arrebatando plateias em mais de 150 países para os quais foi vendida.

Rodrigo Lombardi e Ágatha Moreira: pai e filha na ficção…

Com #Verdades Secretas, Walcyr Carrasco escreve sua obra mais forte e mais importante ! Mauro Mendonça Filho consagra-se como Diretor de 24 Quilates ! E estes dois nomes selam sua parceria de absoluto êxito: acertaram demais em Amor à Vida – quando conseguiram elevar e manter a audiência do horário nobre -, e assinam com letras de ouro o show de acertos de Verdades Secretas !

Tomando por base o que tão bem diz o poeta Carpinejar – “Não há como entender a realidade sem emoção” -, o que não faltou foi EMOÇÃO nesta história que tão bem retratou a realidade de um universo muito particular da grande metrópole.

ANGEL

Perspicaz e inteligente, Maurinho Mendonça repaginou o layout de Paolla Oliveira causador de tanta sensação: a calcinha preta minúscula que ajudou a esculpir na tela o belo corpo da atriz em cena da minissérie #FelizesparaSempre?, ressurgiu na doce modelo Angel (Camila Queiroz)  em seu primeiro desfile na passarela ! Com semelhante visual, Angel impactou a audiência (a da plateia do desfile e a de casa) com seu exótico, ‘inspirado em Danny Bond’, incrementado para #VerdadesSecretas com uma capa que tornava a jovem modelo similar a um anjo na passarela. Quer imagem mais poética e sensual do que essa ?

Sabemos todos: a obra é coletiva ! E isso é sempre bem acentuado ao final de todas as obras dramatúrgicas exibidas pela TV Globo. Mas nos atemos aqui a parceria mais notória, qual seja Autoria e Direção porquanto uma sem a outra nunca alcança resultado plenamente satisfatório.

Camila Queiroz e Drica Moraes: mãe e filha envolvidas com o mesmo Amor…

Em#VerdadesSecretas tivemos, ao mesmo tempo, o texto de Walcyr Carrasco, primor de redação dramatúrgica – com situações verossímeis, diálogos fortes e cenas críveis, personagens bem construídos psicologicamente, e linhas de comportamento coerentes e conectadas com a verossimilhança do texto -, e a direção arguta, precisa, delicada e soberba de Mauro Mendonça Filho formando o enlace necessário para que tudo o que estava no papel funcionasse a contento. E Maurinho foi muito além disso ! Cercou-se de grandes profissionais, arriscou ao entregar personagens relevantes para a construção de novatos, ousou o tempo todo e foi corajoso o bastante para peitar inovações impressionantes.

Rainer Cadete fez de seu Visky um personagem inesquecível e querido !

Não foi só mostrar Rodrigo Lombardi nu e destacar o belo bumbum do ator. Não foi só a aposta na ‘angel’ Camila Queiroz, até então apenas uma bela modelo destacando-se no exterior. Não foi só dar a Agatha Moreira um papel polêmico e ousado para quem só tinha feito personagens sem muita expressão. Mas foi mostrar desfiles de moda com uma estética cinematográfica que os tornou ainda mais mágicos e glamourosos. Foi mostrar cenas de nudez (sobretudo as de Angel e Alex) projetando nos corpos dos atores imagens/cores/luzes, e trazendo um erotismo plasticamente lindo, emocionante, ousado. Foi mostrar com capricho e de forma inusitada, foi evidenciar com novo formato e delicadeza o ‘lugar-comum’ que tanto conforta o telespectador, foi mostrar grandes atores em novas versões, foi revelar novos valores, foi tratar temas tão dolorosos (como alcoolismo, velhice, vício e a derrocada que eles provocam, desamor, desamparo, negligência com os filhos, e a fragilidade que permeia as relações) de modo sensível, coerente, e audaz.

Maurinho e atores

Maurinho Mendonça dirige Camila Queiroz e Rodrigo Lombardi…

Eva Wilma esbanjou o notável talento compondo a mãe sofrida e alcoólatra…

Flávio Tolezani e Grazi Massafera fizeram o casal envolvido com o crack…

Destacamos não só a presença iluminada e sempre majestosa de Marieta Severo, Ana Lúcia Torre, Eva Wilma, Genézio de Barros, mas a grata revelação de nomes como Fernanda Heras, Felipe Hintzer, Jéssica Córes, Yasmin Brunet, Bella Piero, Rafael Sander, Rhaisa Batista, Pedro Gabriel Tonini, João Victor Silva (bom demais como o sofrido Bruno, filho de Pia e Alex), Felipe de Carolis, e Adriano Toloza, o personal.

Fanny VS

Marieta e Gianecchini fizeram mais uma dupla de arrepiar !

Reynaldo Gianecchini, Gabriel Leone, Rainer Cadete, Dida Camero, Flavio Tolezani, e Álamo Facó são talentos que já conhecíamos e destacamos aqui no #BlogAuroradeCinema. Mas receberam papéis à altura de suas vocações e ajudaram a abrilhantar a história. Bem como o ator que fez o porteiro do prédio onde hospedavam-se Laryssa e Roy – o nome do intérprete me foge agora mas ele é maravilhoso !

Gabriel Leone e Felipe Hintze: valores da novíssima geração !

As participações menores como Tarcísio Filho, Laryssa Dias, Mouhamed Harfouch, Natália Rodrigues, João Cunha, Ana Barroso (a mãe da Laryssa), e Gláucio Gomes também somaram em contribuições de qualidade.

Jéssica Córes, a beleza negra que acabou morta pelo namorado ciumento…

pia e personal

Guilherme Guinle e Adriano Toloza: um par que passa por problemas mas tem afinidade e amor…

Eiras

Fernando Eiras construiu com galhardia o estilista Maurice Argent…

Vale o mesmo para Guilhermine Guinle, Isa Kutner, e Dida Camero, a Lurdeca. Fernando Eiras entrou na reta final e seu talento veio somar-se aos acertos de #VerdadesSecretas: que ator fenomeal é Fernando Eiras ! Com que elegância, sensibilidade e maestria ele compôs o estilista francês que se apaixona por Anthony ! Que classe, que categoria ! Um luxo contar com um ator do quilate de Eiras no elenco !

crac

Cenas da cracolândia foram autêntico show de fotografia/trilha/atuação…

Todos os que deram sua parcela de contribuição são fundamentais ao êxito de Verdades Secretas ! Do auxiliar de câmera aos que cuidam de levar água e lanche aos atores; da camareira à produção de elenco; da direção de arte aos preparadores Sérgio Penna e Eduardo Milewicz (um argentino que vem merecendo dos atores e da crítica os melhores elogios), passando pelas figurinistas e maquiadores, chegando no criador da inovadora trilha (o músico João Paulo Mendonça (!!!), todos – sem exceção – merecem nosso Aplauso e nosso mais profundo apreço. Sintam-se parabenizados por terem construído obra tão bela que vai deixando tantas saudades.

  • Vale destacar a ousadia de criar uma trilha sonora – capaz de ganhar elogios desde os primeiros capítulos – na qual não havia temas específicos de tais e quais personagens. Iniciativa arriscada, João Paulo Mendonça ousou e colocou diversas músicas, de gêneros diferentes, acompanhando toda a ação. E o que poderia não funcionar ou resultar mal, funcionou demais e encaixou-se à perfeição com a proposta estética inovadora capitaneada por Mauro Mendonça Filho. Manter como canção incidental apenas a música-tema foi um acerto só possível graças ao talento versátil e sensível de João Paulo Mendonça, fruto da multiplicidade de influências à qual o artista sempre esteve aberto e receptivo, lembrando serem os dois irmãos (João Paulo e Maurinho Mendonça) filhos do adorável casal Rosamaria Murtinho e Mauro Mendonça e. portanto, nascidos e criados em ambiente fartamente favorável à recepção de novas fontes criativas.

três VS

João Victor, Agatha Moreira e Camila Queiroz: irmãos com meia-irmã…

Não sabemos o nome de todos vocês, e o espaço parece exíguo para citá-los, mas saibam que temos a certeza: a obra de ficção é OBRA COLETIVA MESMO ! Sem o trabalho e o grãozinho de mostarda que cada um colocou na panela de Walcyr & Maurinho, os aplausos agora não seriam tantos nem tão fortes !

Marieta Severo e Rainer Cadete: a Absoluta e a Libélula !

Grazi Massafera ganhou um papel difícil mas consagrou-se como Atriz !

PARABÉNS e um DEZ com Todo Louvor à VERDADES SECRETAS !

abraço Maurinho

Camila e Rodrigo abraçam o diretor Maurinho Mendonça…

FestCine Maracanaú prorroga inscrições

Realizadores e produtores audiovisuais tem até dia 30 de setembro para inscreverem seus trabalhos

Pioneiro na difusão digital e do reconhecimento à produção audiovisual em novas mídias, festival acontece em novembro na cidade de Maracanaú, região metropolitana de Fortaleza, e é coordenado pelo cineasta e produtor Afonso Celso.

Para a competição, podem ser inscritos filmes e vídeos de qualquer país, estados e municípios brasileiros; e de cidades do estado do Ceará, produzidos a partir de 2013, finalizados em formato digital. Assim, a remessa de filmes é bem simples: interessados podem enviar seus trabalhos via internet, apenas indicando um link na ficha que se encontra na página oficial do festival.
Para a Mostra Rodolfo Teófilo, podem ser inscritos filmes e vídeos de realizadores da região metropolitana de Fortaleza, com duração de até vinte minutos, e, na Mostra Novas Mídias, produções de até cinco minutos, realizadas em mídias digitais – câmeras fotográficas, celular, webcam, dentre outras.

A ficha  de inscrição e regulamento  estão  no site http://www.festcinemaracanau.com.

O vencedor na categoria Melhor Longa Metragem receberá prêmio no valor de R$ 5 mil e troféu;  na categoria Melhor  Curta Metragem, R$ 2 mil e troféu.

Os troféus do FestCine: as ‘maracanãs’ de Cinema…

O FESTCINE MARACANAÚ –  Festival de Cinema Digital e Novas Mídias – é realizado pela Alfa 2 Comunicação e Entretenimento. Produção: Abraham. Patrocínio: Coelce.  Parceria  do  Governo  do  Estado do Ceará, através  da Secretaria da Cultura  (Secult)  e  Governo Federal  –  Ministério da Cultura, através da Lei de Incentivo à Cultura, Prefeitura Municipal de Maracanaú, Fundação Cultural de Maracanaú.

Sambas & Canções para o Meu Amor Cantar

Assim chama o novo CD de Rogério Soares  

CAPA CD FINAL

Músico cearense com mais de três décadas de estrada, Rogério Soares está às voltas com o lançamento de novo álbum, desta vez um trabalho solo no qual reúne a participação de diversos amigos. Mas como sempre gravou com o irmão gêmeo, Régis, desta vez ele vem sem a companhia do mano, que está em fase de gravação de um novo CD, daí o porquê do ‘solo’.

Sambas e Canções para o meu amor cantar é fruto de trabalho que Rogério Soares vinha maturando há algum tempo, “depurando-me entre o sabor apimentado do samba e a matiz âmbar das canções. São 10 canções autorais e inéditas para celebrar estes 30 anos de carreira”, conta o artista, que é irmão do também cantor e compositor Ednardo, com quem teve a primeira chance através do lendário show Massafeira Livre, no final dos anos 70, em Fortaleza.

Rogério diz ter sido um gostoso desafio tentar fazer um mix da sonoridade genuína do samba com uma grandeza poética que fugisse do lugar-comum. Assim, tudo começou com a produção do clipe Obra Prima, a primeira das canções nascida para o projeto, parceria com um de seus mais frequentes parceiros, Dunga Odakam, e o compositor Serrão de Castro. O arranjo foi dividido com o pianista Thiago Almeida, e teve ainda  companhia dos músicos Mimi Rocha, Hoto Jr. Luiz Miguel e Zé Carlos. A direção é de Chico Terrah e o clipe conta com participação especial dos atores e músicos Big Nel e Loo Rodrigues. O clipe foi divulgado nas redes sociais e teve bastante aceitação, impulsionando Rogério pra levar adiante o projeto com ainda mais entusiasmo.

A faixa de abertura do CD é a bela Tá na hora do samba, parceria com Raquel Nicolau, nascida justamente de um descompasso na agenda dos dois: eles perderam a hora combinada de ir a uma roda de samba e, pra não perder a viagem totalmente, compuseram esta que é uma bela escolha para a abertura do disco.

Rogério canta

Mas o CD é bom do começo ao fim ! É talvez o trabalho mais maduro e mais importante da carreira de Rogério Soares, uma benfazeja forma de comemorar estas décadas de raízes cearenses dedicadas ao vastíssimo universo da música brasileira. Desde o título – Sambas & Canções PARA O MEU AMOR CANTAR -, à composição gráfica passando pelos arranjos bem cuidados com a presença de músicos de reconhecido talento e qualidade -, o disco impacta pela sonoridade dançante por vezes melancólica, ora bem leve e sentimental, e noutras bem dançante e convidativa a uns passos no salão, na rua ou onde quer que possa o nosso amor cantar !

Destaque também para a faixa em homenagem à saudosa Elis Regina – Relógio do Universo -, um bolero em parceria com Dunga Odakam, na qual destaca-se o belo trio de metais no qual figuram Márcio Resende, Tchesco Carvalho (trombone) e Hugo D’Leon (trompete). E tem ainda o Samba da Felicidade, parceria com o sobrinho Davi Viana, “feito numa noite de frio e vinho em São Paulo”.

Em O Amor só dá pra quem se ama, outra parceria com Raquel Nicolau, registra-se uma bem sincopada mistura das raízes mouras, árabes e gitanas, faixa que ficou especialmente bonita, e conta com a participação do consagrado violonista Manassés. Há que se ressaltar também a participação sempre prodigiosa de Adelson Vianna com seu aplaudido acordeon na faixa Um Brinde ao Amor, uma exaltação ao sentimento que Rogério diz ter criado no Rio, e ganhou música de Dunga Odakam.

O disco tem direção musical do próprio Rogério e do notável músico Carlinhos Patriolino. Rogério diz que se divertiu muito gravando estes novos fonogramas: “Espero que vocês também gostem. A música, assim como a vida, só vale a pena se além de suas reflexões e tristezas saborearmos também das suas bandejas da alegria. Nossa missão neste novo trabalho é tocarmos e cantarmos com sensibilidade e maturidade a boa música para o nosso amor cantar”.

O disco Sambas e Canções para o meu amor cantar pode ser adquirido nas lojas com maior diversidade de lançamentos, ou via internet. Se você quiser ouvir alguma canção, pode fazê-lo através do link:

https://muzoic.com/en/release/album/rog%C3%A9rio-soares-sambas-e-can%C3%A7%C3%B5es-para-o-meu-amor-cantar

Garanto que você não vai querer ouvir só uma faixa: o disco de Rogério Soares é um dos bons lançamentos da Música feita no Ceará este ano e conta com o #AplausoBlogAuroradeCinema !

Negras cabeleireiras, feministas e antirracistas… Sábado de KBELA no Rio

KBELA

A tela de KBELA: experiência audiovisual sobre ser mulher e tornar­-se negra

Hoje é a vez dos cariocas conhecerem o conteúdo e o mosaico audiovisual de KBELA, curta-metragem da diretora Yasmim Thayná, que tem estreia agendada pro Cine Odeon.

Trata-se de projeto audiovisual experimental realizado de forma colaborativa por mulheres negras sobre mulheres negras. A internet foi a ponte usada para convocar elenco e recolher fundos para viabilizar a materialização da obra, uma experiência sobre a importância de se assumirem os cabelos crespos.

Seja através do cinema ou através dos cabelos, as mulheres de KBELA têm em comum a busca por novas possibilidades para narrar suas histórias em diferentes campos onde machismo e racismo são obstáculos que precisam ser superados e rechaçados.

KBELA 2

É muito interessante poder constatar a badalada máxima de que “A união faz a força”. Sobretudo quando essa constatação se consolida num trabalho audiovisual, que une texto, imagem e muitas simetrias.

Em KBELA, tudo é assim, a partir do processo de produção, baseado nas redes de afeto e da internet. Para garantir a diversidade de personagens, a diretora Yasmin e suas colaboradoras decidiram convocar o elenco pelas redes sociais. Assim, há uma rica diversidade de histórias pessoais que contribuem para formar o universo do curta. Além disso, uma vaquinha online arrecadou R$ 5.000 para custear parte do orçamento.

A sinopse diz: Um olhar sensível sobre a experiência do racismo vivido cotidianamente por mulheres negras. A descoberta de uma força ancestral que emerge de seus cabelos crespos transcendendo o embranquecimento. Um exercício subjetivo de autorrepresentação e empoderamento.

Yasmin

Yasmin Thayná assina roteiro e direção do filme, livre  adaptação de seu conto Mc K­bela, publicado na coletânea Flupp Pensa ­ 43 novos autores (Réptil/ Aeroplano, 2012).

KBELA 4

Construída a partir de memórias afetivas, a história narra a relação da autora com seu cabelo, desde as dolorosas sessões de alisamento químico com sua avó, até o reconhecimento de sua ancestralidade nas raízes do cabelo natural, passando por situações-limite de opressão e pelo reconhecimento de importantes círculos de acolhimento. Em 2013, o mesmo conto foi transposto para o teatro com uma cena curta criada especialmente para o primeiro Home Theatre ­ Festival Internacional de Cenas em Casa.

kbela 3

O projeto KBELA é um catalisador de memórias, histórias, forças, ancestralidades e lutas expresso através de imagens. Durante os dois dias de gravações, uma equipe de mais de 50 pessoas de diferentes regiões do Brasil (e uma atriz de Portugal) esteve mobilizada: metade do time é formada por mulheres negras, ­ incluindo Maria Clara Araújo, 18, mulher trans negra de Recife, que acaba de entrar para o curso de pedagogia na UFPE.

KBELA 1

Maria Clara Araújo, trans negra de Recife, também está em KBELA…

Dados da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) apontam que nos últimos dez anos, mulheres negras representaram apenas 4,4% do elenco dos principais filmes de longa-­metragem brasileiros. A pesquisa também revela que, no mesmo período, as mulheres ocuparam apenas 14% dos cargos de direção e 26% assinaram roteiros, nenhuma delas era negra.

Assim, no contexto brasileiro, KBELA é um projeto político feminista e anti­racista no campo das artes pela construção e afirmação de espaços de autorrepresentação das mulheres negras.

Kbela equipe

A equipe de KBELA: união defende negritude e fim do racismo…