Nathália Timberg eternizada em Teatro

Atriz das mais festejadas por público, crítica e colegas, NATHÁLIA TIMBERG estreia esta noite teatro que ganha seu nome…

A noite hoje é solene para o Teatro Carioca:a capital do Rio ganha seu mais novo palco, que é uma bela e merecida homenagem a uma das mais importantes e queridas atrizes brasileiras: Nathália Timberg !

Idealizado e construído pelo ator e diretor, Wolf Maya, o Teatro Nathália Timberg fica na Barra da Tijuca e tem duas salas: a sala principal com 400 lugares e a sala Nathalinha de 60 lugares.

O espetáculo de estreia é a peça ’33 Variações’. Considerado um dos mais importantes textos da dramaturgia mundial, escrito pelo venezuelano Moisés Kaufman, a montagem fez sucesso na Broadway e marcou a despedida de Jane Fonda dos palcos há oito anos, em Nova York.

'33 Variações' inaugura Teatro Nathalia Timberg na Barra. Wolf Maya retorna aos palcos nesta sexta(22) como ator e diretor ao lado da atriz.
’33 Variações’ inaugura Teatro Nathália Timberg com a atriz como protagonista, dirigida por Wolf Maya…

Além de atuar, Wolf Maya assina a direção do musical erudito, criado a partir de peça considerada uma obra prima de Beethoven. A peça conta a história de um compositor medíocre do século XIX que escreveu uma valsa e a entregou para alguns artistas fazerem variações dela. O único que não aceitou tal incumbência foi Beethoven, mas não se entende porquê ele acabou dizendo para ninguém mais trabalhar a valsa, se ele próprio o faria. Foi então que surgiram as 33 variações da composição, por Beethoven. A história da peça é justamente sobre o que levou o lendário compositor a transformar uma valsa medíocre em algo tão genial.

Nathália Timberg interpreta uma musicóloga que tenta descobrir a verdade por trás das 33 variações sobre uma valsa, composta por Beethoven quando ele começou a ficar surdo.

Tadeu Aguiar também compõe o elenco interpretando Anton Diabelli , o compositor da valsa. Lu Grimaldi, Flávia Pucci, Gil Coelho e Gustavo Engracia completam o elenco. 10 atores – estudantes de Arte Dramática da Escola Wolf Maya também estão no musical.

Entre 1819 e 1823, Beethoven transformou uma valsa do obscuro compositor austríaco Anton Diabelli no que viria a ser considerada uma síntese de sua obra e uma das mais notáveis peças para piano da música ocidental – as 33 variações em sol maior, opus 120. Ela se distingue pela proeza de seu autor, já surdo àquela altura, de trabalhar apenas com um punhado de notas para construir um conjunto de tamanha diversidade.

“Eu comprei os direitos da peça, Nathalia traduziu e estamos trabalhando juntos, mas devagar. É um teatro que eu construí dedicado a ela, que foi minha grande musa e tem sido minha parceira no teatro há anos. Estarei com ela em cena estreando nosso teatro.”, diz um emocionado Wolf Maya

Lu Grimaldi e Nathália Timberg em 33 Variações, que estreia hoje no Teatro Nathália Timberg…

Ficha técnica

Texto: Moyses Kaufman

Tradução: Nathalia Timberg

Concepção e Direção: Wolf Maya

Elenco: Nathalia Timberg, Wolf Maya, Tadeu Aguiar, Lu Grimaldi, Flávia Pucci, Gil Coelho e  Gustavo Engracia

Pianista Convidada: Clara Sverner

Pianista: Silas Barbosa

Cenografia: J. C. Serrone

Iluminação: Aurelio De Simoni

Figurinos: Tatiana Rodrigues

Visagismo: Marcelo Dias

Direção de produção: José Luiz Coutinho

Fotos: Guga Melgar

Assessoria de imprensa: Minas de Ideias

Produção Executiva: Larissa Benini

Serviço: ’33 Variações’

Temporada: De 22 de janeiro até 17 de abril; sextas e sábados, às 21h30, e domingos, às 19h

Local: Teatro Nathália Timberg – Avenida das Américas, 2000 – Barra da Tijuca

Gênero: Musical Erudito

Preço: R$ 100,00 (Plateia) – R$ 60,00 (Balcão)

Classificação: 14 anos

Mais informações: 21-3388 5864

Elegante, delicada e sempre inteligente, Nathália Timberg diz, às vésperas da estreia de 33 Variações: “Estou extremamente comovida com essa homenagem. Lágrimas são pouco. Até hoje não recuperei o fôlego, estou com a respiração perturbada. […] Tem uma geladeira na minha barriga ! No dia em que o ator perde isso, é melhor parar. É porque morreu e se esqueceu de cair. A peça que estamos para estrear é belíssima, fomos muito ousados. Eu diria que será o primeiro musical erudito do país.”

Que sejam abençoadas as 33 Variações !

Desde já, o #BlogAuroradeCinema aplaude e recomenda o espetáculo !

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s