Velho Chico e a riqueza da criação de Raimundo Rodriguez

                                                 Aurora Miranda Leão*

altar 1                                                                          

Não é preciso muito para se encantar diante da obra de Raimundo Rodriguez. O artista, que assina todo o conteúdo cenográfico da novela Velho Chico, tem um vasto e aplaudido currículo nas artes visuais e há uma década trabalha junto com o diretor Luiz Fernando Carvalho.

Os dois trilham uma harmoniosa parceria na qual sobram talento, dedicação, conhecimento, inventividade e mergulho profunda num repertório de múltiplas inspirações artísticas. É difícil saber onde começa a criação de hoje e por onde envereda a cumplicidade do outro. Porque o casamento artístico de Raimundo Rodriguez (RR) e Luiz Fernando Carvalho (LFC) assoma na copa de muitas hortas, depois de suas raízes beberem em reservatórios de intensa sensibilidade, mergulhando em águas salobras que dá um Velho Chico de beleza e imensidão de referências.

É por isso que quando se olha para uma obra teledramatúrgica com a assinatura de Luiz Carvalho, a sensação primeira é de ENCANTAMENTO !

Como num quebra-cabeças, a sensibilidade vai juntando as peças que, unidas, causam aquele esplendor, e nesse exercício sensorial, você vai chegar, indubitavelmente, ao trabalho precioso de Raimundo Rodriguez !

Vamos falar especificamente de Velho Chico, a novela do horário nobre que ora Raimundo Rodriguez assina junto com Luiz Fernando, maestro de uma laboriosa e notável equipe que faz da obra atual de Benedito Ruy Barbosa um marco da Teledramaturgia Brasileira.

Muito antes de a novela começar, Raimundo Rodriguez, Luiz Fernando e mais uma equipe numerosa, seguiu para os grotões do Nordeste em busca de locações que representassem as entrelinhas e os entremeios da criação de Benedito, Edmara Barbosa e Bruno Luperi. Vasculhando as terras castigadas pelo inclemente sol nordestino, ancoraram entre a Bahia e a Paraíba e aí decidiram ambientar a fictícia Grotas do São Francisco, cidade onde manda e desmanda o Coronel Afrânio de Sá Ribeiro, o terrível Coronel que a Sabedoria Popular em hora propícia cognominou de Saruê (alusão ao mais fedorento gambá de que se tem notícia na região).

Criações artísticas de Raimundo Rodriguez destacam  atuação do elenco…

A dupla Raimundo-Luiz Fernando fez um laboratório de pesquisa amplo, intenso e minucioso, bem registrado por Raimundo em fotos que acompanhamos com muito interesse via Instagram e em outras redes sociais, nas quais o artista está sempre presente com seu olhar acurado e disposição inata para descobrir o inusitado e flagrar o belo. Ali, naquelas primeiras imagens, há o que depois viraram detalhes no vasto território velho chiqueano, através dos quais a emoção mergulha e viaja em referências próprias de uma cultura que nos é familiar e tão corriqueira que, no mais das vezes, a deixamos escapar sem sequer saber traduzi-la.

Raimundo Rodriguez: o dom de transformar o cotidiano em obra de Arte !

É para que esse relicário de miudezas físicas e grandezas emotivas não se perca, nos desvãos do tempo e na insensatez da pressa que deixa o essencial escapar, que é fundamental, relevante e, sobretudo, NECESSÁRIA a existência de um artista como Raimundo Rodriguez !

Mas se fazia mister que esse olhar primoroso de RR encontrasse um outro olhar, tão sensível e poderoso como o seu, para que sua obra majestosa pudesse sair do restrito mercado das galerias e ganhasse outros espaços, uma dimensão que pudesse evidenciar toda essa magnitude que está no cerne de Velho Chico, bem como nas obras A Pedra do Reino, Hoje é Dia de Maria, Capitu, e Meu Pedacinho de Chão (!!!). E esse encontro de olhares aconteceu quando Luiz Fernando Carvalho visitou uma exposição de Raimundo Rodriguez, em 94. E logo veio o convite para que os dois trabalhassem juntos. E foi a televisão, ou mais precisamente, a TELEDRAMATURGIA, que ocupou esse bendito lugar, de tornar visível ao grande público, de ‘desencantar’, de fazer prosperar e reverberar as criações assinadas pelo mestre Raimundo Rodriguez.

Pedacinho 1

A partir de sua obra #latifúndios, Raimundo Rodriguez fez nascer o esplendor da mágica vila onde habitavam os personagens de #meupedacinhodechão…

Bendito seja pois Luiz Fernando Carvalho – e a dramaturgia que ele engrandece com sua notável incursão artística na televisão – ao tornar acessível ao grande público (são mais de 50 milhões de telespectadores envolvidos pelas telenovelas em todo o país) um trabalho importante e belo como o de Raimundo Rodriguez !

altar

Oratório de Eulália e Ernesto Rosa na primeira fase de #velhochico…

Ao evidenciar o trabalho artístico de Raimundo Rodriguez através da teledramaturgia, Luiz Fernando Carvalho não só propiciou que a criação de RR chegasse aos mais distantes e distintos locais do país – o que sem a força da TV jamais seria possível -, como elevou o nível de excelência artística da Televisão Brasileira (notadamente da TV Globo,  única emissora que investe pesada e maciçamente em literatura brasileira e conteúdo nacional). Portanto, ao perceber em Raimundo um futuro parceiro com quem muito poderia produzir, Luiz Fernando marcou um gol triplo (coisa só afeta a grandes gênios): evidenciou a criação de Raimundo Rodriguez, redimensionou seu trabalho (as melhores obras televisivas de LFC são as que tem RR como Artista Plástico), e deu um upgrade na qualidade da Teledramaturgia Brasileira ! E o maior dentre todos os beneficiados é o grande público, no qual nos incluímos, grata.

Julia

Assistir a Velho Chico é embarcar diariamente num rio de caudalosa beleza ! Impossivel assistir à novela que torna ainda mais nobre o horário, e não arrepiar a emoção a partir dos olhos, extasiados de encantamento ! Se você a assiste, deve conosco concordar. Em caso contrário, discorde: as dissidências farão pulsar mais forte os aplausos à novela. E se você não assiste por puro preconceito (nocivo e decadente como todos os outros), saiba que é você o grande perdedor.

Neste caudal de belezas e símbolos fortemente referenciados nos escaninhos de nossa cultura, avulta o que Raimundo Rodriguez e Luiz Fernando Carvalho chamam de estilo ‘barrococó neoclássico contemporâneo’.

Raimundo Rodriguez é o artista que assina toda a riquíssima ambiência cênica de #velhochico…

Raimundo Rodriguez, que tem a simplicidade própria aos verdadeiros sábios, sempre fala com prazer sobre seu trabalho e enaltece a parceria com o diretor: “O Luiz é muito culto e me dá sempre referências”, afirma. “Às vezes, ele fala apenas uma palavra e eu trabalho em cima”. Foi assim com “rica” e “miscigenação”. A primeira definiu o caminho da estética religiosa das peças da matriarca Encarnação (Selma Egrei no melhor papel da carreira). A segunda, o altar de Doninha, a governanta da fazenda dos Sá Ribeiro, interpretada por Bárbara Reis/Suely Bispo: “Ali misturei índios e caboclos com imagens de santos católicos”.

Quando assistimos a Meu Pedacinho de Chão, ficamos completamente tomados por aquele vasto arsenal de beleza que Raimundo e Luiz Fernando criaram para a história de Benedito Ruy Barbosa. Porque se RR cria artesanalmente suas obras nos terrenos das Artes Plásticas, é Luiz Fernando quem está por entre câmaras, fios e microfones como maestro de uma prodigiosa equipe, para a qual contribuem os trabalhos também notáveis de fotógrafos, editores, iluminadores, sonoplastas, direção de arte, caracterização, produção, maquiagem, figurino e atores, e todos esses engrandecem e são engrandecidos pelo trabalho de formiguinha (ágil, indormida, astuta e laboriosa) de RAIMUNDO RODRIGUEZ !

Bento

Irandhir Santos é o aguerrido vereador Bento dos Anjos em #velhochico…

Benza Deus ! E que todos os Santos, sobre os quais Raimundo Rodriguez trabalha com tanto sentimento e afinco, digam AMÉM e proliferem esta saudável e profícua cumplicidade e parceria de Raimundo Rodriguez e Luiz Fernando Carvalho por tantos e fartos anos.

Afinal, como diz a belíssima canção do querido José Miguel Wisnik (emérito compositor e profundo conhecedor de Música e Literatura), sobre letra do saudoso poeta Gregório de Matos]),

“Quem não cuida de si, que é terra, … erra,
Que o alto Rei, por afamado … amado,
É quem lhe assiste ao desvelado … lado,
Da morte ao ar não desaferra, … aferra.

Quem do mundo a mortal loucura … cura,
A vontade de Deus sagrada … agrada
Firmar-lhe a vida em atadura … dura”.
 

* Aurora Miranda Leão é atriz, jornalista e editora do #blogauroradecinema    

RR

“Firmar-lhe a vida em atadura … dura”…                                                

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s