Arquivo da tag: a soberba interpretação de Adriana Esteves

Diálogos primorosos, suspense a todo vapor e show de ADRIANA ESTEVES

Vivendo a malvada Carminha, Atriz exacerba no direito de brilhar

Foi assim o capítulo de AVENIDA BRASIL deste sábado. João Emanuel Carneiro, o autor, e seus colaboradores – que turma supimpa ! – vem tecendo uma trama que mais parece uma rica renda de filé, produzida pelas soberbas rendeiras do Nordeste.

Desde o início, a história é forte, os ganchos se sucedem com extrema maestria – daí o autor ser chamado na Tv Globo de ‘Capitão Gancho’; cenário/figurinos/direção de arte são sublimes; direção/fotografia/edição são um espetáculo à parte; a narrativa tem picos de excelência constante através de diálogos extremamente bem construídos; e o elenco é soberbo.

Mas, neste sábado quase findo, é preciso fazer um registroespecial sobre a riqueza de textos da personagem Carminha. E ADRIANA ESTEVES, mais uma vez, roubou a cena, ratificando sua competêmncia exacerbada e a feliz escolha de seu nome para viver a personagem principal.


           A Carmem Lúcia, personagem de grande envergadura e cheia de labirintos emocionais, ou Carminha como é popularmente chamada, foi um prato cheio dado por João Emanuel Carneiro para uma grande Atriz. E nós, público telespectador, que costumávamos ver Adriana Esteves apenas em papéis cômicos, ou sofridos, ou sóbrios, ficamos positivamente surpresos com a revelação do estupendo TALENTO e Capacidade Interpretativa desta Atriz magistral que é Adriana Esteves. É de lavar a alma vê-la em cena, num papel em telenovela – gênero ainda tão menosprezado por parte da crítica e do público.

Que profundezas abissais tem  composição que Adriana deu à sua Carminha, que sutilezas sensórias consegue passar num arcabouço sensório admirável só capaz ao ator que faz do seu ofício um espaço sagrado para promover a reflexão, o encantamento, a adesão ou rejeição do público.


No caso específico de Avenida Brasil, a personagem Carminha é um ser humano abjeto, deplorável, horrendo. Mas é com tal maestria que Adriana Esteves vive essa mulher pútrida, entregando-se à sua criação com o mais profundo de sua alma e a verdade inteira de seu ser entregue a ujm persomnagem que lhe vai nas vísceras, quje é impossível não ficar completamente abismado ante tamanha dedicação ao ofício, tamanha competência, e tão vocacionada entrega ao ofício.

Se pouco falamos neste post em Débora Falabella é que desta Atriz, Magnífica em qualquer papel, nós muito já conhecemos e aplaudimos, seja no teatro, no cinema ou na telinha – nos três veículos, Débora Falabella tem sempre uma atuação esplendorosa. Não é diferente com a Rita/Nina que a atriz defende em Avenida Brasil – mas este talento exacerbado nós já conhecíamos.

Deborah Falabella em duelo de gigantes com Adriana Esteves…

Porém, o de ADRIANA ESTEVES não tinha as mesmas luzes. Embora a atriz tenha ganho em 98 quatro importantes prêmios por sua atuação como a provocante ‘Sandrinha” de Torre de Babel (Sílvio de Abreu), em geral sempre fez mais comédia e personagens sofridas; algumas vilãs não tiveram o mesmo impacto desta Carminha – além de malvada, tem rasgos de sagacidade que tornam a personagem jocosa e ‘malandra’, eainda não tive a chance de vê-la no teatro. No cinema, preciso revê-la, embora saiba que já fez algumas peças e esteve em 4 longas (estreou na telona em 95 no filme “As Meninas”, baseado no romance homônimo de Lygia Fagundes Telles).

Como Olímpia na comédia Trair e Coçar, filme baseado em famosa peça de Marcos Caruso…

Por esse pequeno histórico da atuação de Adriana, é que vê-la ‘roubando’ todas as cenas de AVENIDA BRASIL e sendo a grande motriz da trama principal, é que nos causa intensa e fervorosa alegria vê-la em cena, esta ATRIZ que um dia algum incauto disse que não era lá essas coisas…

No filme As Meninas (1995), de Emiliano Ribeiro, Adriana Esteves ao lado de Drica Moraes e Claudia Liz…

Ao lado de Murilo Benício, Adriana Esteves esbanja charme e competência em Avenida Brasil

 Esperamos que a reciclagem ‘tão famosa hoje em dia’ – como disse muito  bem a ‘genial Carminha’ hoje – já tenha chegado para este precipitado, desatento, desavisado, confuso, e/ou preconceituoso analista (?) de telenovelas.


Para Adriana Esteves e toda a equipe que faz AVENIDA BRASIL, o mais efusivo PARABÉNS deste AURORA DE CINEMA !