Arquivo da tag: Alice Braga

Os Amigos na Poética de Lina Chamie

Filme da cineasta paulista vai concorrer ao troféu redentor na Première Brasil do Festival do RIO

 
Lina Chamie com parte do elenco do filme ‘Os Amigos’ na exibição de estreia, em Gramado…
 
Mais recente filme da premiada cineasta paulista é uma ode à amizade
?????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

Marco Ricca e Dira Paes: amigos e confidentes no novo filme de Lina Chamie…

OS AMIGOSquarto longa-metragem da cineasta Lina Chamie, será exibido na Première Brasil do Festival do Rio, grifada para o período de 26 deste a 10 de outubro. O filme teve sua primeira exibição no 41º Festival de Gramado, onde levou o prêmio de melhor montagem. O filme acompanha um dia na vida de Théo, um arquiteto de São Paulo que acaba de perder um amigo de infância, Juliano. No funeral, Théo relembra seus amigos  e reflete sobre a existência.

 

Amigos este

Parte da equipe do filme Os Amigos na noite de lançamento em Gramado…

O novo filme de Lina Chamie merece mesmo o título que tem: Os Amigos parece um imenso mosaico afetivo, esculpido no burburinho da São Paulo que a cineasta tanto ama, onde pontificam alguns de seus mais queridos amigos, como os atores Marco Ricca e Fernando Alves Pinto, e as atrizes Dira Paes, Sandra Coverloni e Teka Romualdo.

Assim, poeticamente singelo e pincelado com as mesmas tintas afetivas que Lina deixa escapar em qualquer aparição, o filme já começa como quem convida a um longo abraço de cumplicidade e parceria.

No elenco, Marco Ricca, Dira Paes, Sandra Corveloni, Rodrigo Lombardi, Alice Braga, Caio Blat, Fernando Alves Pinto, Otávio Martins e Maria Manoela. O elenco infantil conta com Gregório Musatti Cesare (Caíto), Julia Weiss Margagini (Manon), Natan Félix Matiusso (Vinícius), Matheus Guimarães (Orácio), Lucas de Oliveira Zamberlan e Davi Butignon Galdeano, que vivem, respectivamente, Théo e Juliano quando crianças.

Ricca
 

Os Amigos é uma produção Girafa Filmes e Dezenove Som e Imagem, de Sara Silveira e Maria Ionescu.  A fotografia é de Jacob Solitrenick, a montagem da pernambucana Karen Harley e a direção de arte de Mara Abreu.  Além da direção, Lina Chamie assina também o roteiro.

Lina Chamie dirigindo o amigo Marco Ricca…

Como bem dizia o notável cineasta Jacques Tati, se tivermos salvação, esta virá através das crianças e dos animais. E é por essa trilha de assumida inspiração na máxima do criador francês que envereda o inventivo roteiro de Lina Chamie, feito com amigos para falar de AMIZADE, e ressaltar a relevância e necessidade dos afetos num mundo em frenética ebulição e desnecessários descompassos emocionais. Centrado na figura de um arquiteto em crise, o roteiro foca em personagens numa cidade de trânsito caótico (como aliás não é mais privilégio apenas de Sampa), constante movimento, arquiteturas grandiosas, e um constante isolamento e inadequação nesse turbilhão no qual está inserida a grande metrópole, uma paixão que os filmes da cineasta sempre realçam com uma textura especial.

 

A belíssima fotografia de Jacob Solitrenick é um trunfo poderoso, que explode em beleza e magia mormente nos takes da encenação da Odisséia de Homero por um elenco infantil afinado, belo e bem entrosado. Nesse aspecto, há cenas ótimas nas quais se vão desenhando aquarelas emocionais reveladoras da transformação existencial pela qual passa o personagem Théo, sobretudo quando este se enxerga novamente criança e tem um imaginário encontro com o melhor amigo de infância, através do reflexo no espelho. Outra cena marcante porque muito bem construída é o diálogo sobre Super-Heróis que acontece entre o protagonista e um dos garotos, feito com espontaneidade e domínio pelo lindo Lucas de Oliveira Zamberlan, que estava em Gramado esbanjando simpatia, mas dizendo não querer ser ator e sim jogador de futebol…

IMG_9386

Lucas Zamberlan estreando na telona em ‘Os Amigos’, de Lina Chamie…


Cineasta de invejável formação literária e musical, Lina Chamie tem uma sensibilidade fascinante para a Sétima Arte pois é capaz de emoldurar musicalmente seus roteiros, com beleza e extrema eficiência, compondo uma espécie de sinfonia imagético-musical, propiciadora de um trajeto sempre prazeroso pelas entrelinhas de seu texto. Em Os Amigos, há um naipe de artistas queridos e de conhecida competência – como Fernando Alves Pinto, Alice Braga, Sandra Corveloni -, somando-se a esse time a presença benfazeja da atriz Teka Romualdo (descoberta no teatro paulista), que marca sua estreia na telona com espontaneidade e notável poder de convencimento. É mais uma grata revelação do apurado cinema de Lina Chamie, que declarou na bem humorada coletiva do filme em Gramado que não pretende parar de trabalhar com a atriz. Quem ganha com isso é o Cinema Brasileiro. Bem vinda seja, TEKA ROMUALDO !

Lea, Teka e Lina

Poderosas: Lea Garcia, Teka Romualdo e Lina Chamie…

A com T e FAP

Teka Romualdo e Fernando Alves Pinto em encontro com Aurora Miranda Leão

Lucas e eu

 Aurora Miranda Leão festejando a beleza de Lucas Zamberlan em Gramado…

Nesse viés, Lina Chamie vale-se de obras de compositores como Camille Saint-Saens , Evard Grieg e Benjamin Britten, para lapidar com enorme maestria as muitas texturas e metáforas das quais se compõe Os Amigos, conferindo dramaticidade, leveza, densidade, sutilezas sensórias e pulsões afetivas que somam positivamente para sua singular cinematografia.

Como bem disse o crítico Luiz Carlos Merten, “São cenas deslumbrantes em que Lina, a diretora que melhor utiliza a música clássica no cinema brasileiro, vale-se da suíte O Carnaval dos Animais, de Saint Saenz, que também serve de fundo para a vinheta do Festival de Cannes

Lina C

 LINA CHAMIE

Cineasta paulista, estreou na direção de longa-metragem com Tônica dominante (2001), um filme de tom poético onde a música é o tema central. Ao lado de nomes como Eliane Caffé, Tata Amaral e Laís Bodanzky, faz parte de um grupo de realizadoras surgidas nos anos 1990. Filha do escritor e poeta Mário Chamie e da artista gráfica Emilie Chamie, LINA estudou Música e Filosofia na Universidade de Nova York (NYU). Fez mestrado na Manhattan School of Music e trabalhou no Departamento de Cinema da NYU. Seu segundo longa, A Via Láctea (2007), foi exibido também na Semana Internacional da Crítica do Festival de Cannes 2007 e conquistou o Prêmio Casa de América no Cine en construcción San Sebastián 2006. Seus projetos mais recentes são Santos – 100 Anos de Futebol Arte (2012) e São Silvestre (2013).

Lina e Sara

Lina Chamie e a produtora Sara Silveira: entrevista sobre ‘Os Amigos’…


OS AMIGOS
 

Brasil (SP), 2013, 89 min, 12 anos.

Direção/Roteiro: Lina Chamie

Empresa Produtora: Girafa Filmes / Dezenove Som e Imagens

Produção Executiva:Sara Silveria e Maria Ionescu

Diretor de Fotografia: Jacob Solitrenick, ABC

Diretora de Arte: Mara Abreu

Trilha Musical: Camille Saint-Saens, Edvard Grieg e Benjamin Britten

Montagem: Karen Harley

Lina Chamie e Aurora Miranda Leão: reencontro feliz em Gramado…

Teka Lea e eu

Como num filme de Lina Chamie, as amigas Teka Romualdo, Aurora Miranda Leão e Lea Garcia…

Lina Chamie apresenta Os Amigos dia 14, em Gramado

A cineasta paulista e seu elenco de famosos estarão na sessão competitiva

OS AMIGOS, quarto longa da diretora paulista Lina Chamie, vai participar da Mostra Competitiva Nacional do 41º Festival de Gramado.

Rodrigo Lombardi está no elenco da produção paulista Os Amigos

O filme será exibido na quarta, dia 14, às 19h, com a presença da equipe do filme. A história acompanha um dia na vida de Théo, arquiteto de São Paulo que acaba de perder um amigo de infância, Juliano. No funeral, Théo relembra seus amigos e reflete sobre a existência.

Marco Ricca em mais um filme da diretora Lina Chamie…

A atriz Sandra Corveloni também estará em Gramado…

Estão no elenco os atores Marco Ricca, Dira Paes, Sandra Corveloni, Rodrigo Lombardi, Alice Braga, Caio Blat, Fernando Alves Pinto, Otávio Martins e Maria Manoela. O elenco infantil é composto por Gregório Musatti Cesare (Caíto), Julia Weiss Margagini (Manon), Natan Félix Matiusso (Vinícius), Matheus Guimarães (Orácio), Lucas de Oliveira Zamberlan e Davi Butignon Galdeano, que vivem, respectivamente, Théo e Juliano quando crianças.

Alice Braga integra elenco de mais um filme de Lina Chamie…

Os Amigos é da Girafa Filmes e da Dezenove Som e Imagem, de Sara Silveira e Maria Ionescu. A fotografia é de Jacob Solitrenik, a montagem de Karen Harley e a direção de arte de Mara Abreu. Além da direção, Lina Chamie assina também o roteiro. O filme foi rodado ano passado em Sampa.

SINOPSE

Sem amizade não existe o amor. Um dia especial na vida de Théo. Pela manhã, ele vai ao funeral de seu melhor amigo de infância. Durante o dia, as lembranças vêm, levando Théo a olhar a vida de uma outra maneira. É Majú, uma amiga por quem tem grande afeição, que o ajudará a recuperar as esperanças.

LINA CHAMIE

“Santos – 100 Anos de Futebol Arte” (2012) e “São Silvestre” (2013).

Brasil (SP), 2013, 89 min, 12 anos.

Direção/Roteiro: Lina Chamie

Empresa Produtora: Girafa Filmes / Dezenove Som e Imagens

Produção Executiva:Sara Silveria e Maria Ionescu

Diretor Fotografia: Jacob Solitrenick, ABC

Diretora de Arte: Mara Abreu

Trilha Musical: Camille Saint-Saens, Edvard Grieg e Benjamin Britten

Montagem: Karen Harley

Lina Chamie, Aurora Miranda Leão e Rubens Ewald Filho em Curitiba…

* Se você pretende ir a Gramado, escolha o SKY Hotel como hospedagem !

Para ouvir Marina Wisnik: é Quinta no Rio Verde

Cantora será recebida pelo DJ Tutu Moraes no Centro Cultural Rio Verde

O Tutu Recebe da próxima quinta-feira (17) recebe a cantora Marina Wisnik no Centro Cultural Rio Verde.

Após ótima repercussão em veículos como Folha de S. Paulo, Rolling Stone e MTV, a cantora faz seu show a partir das 22h, apresentando o incrível disco de estreia – Na Rua Agora.

A doce Marina Wisnik, dona de bela voz e rara afinação…

A banda que acompanha Marina neste espetáculo é formada por Alexandre Fontanetti, Adriano Busko e Eric Rahal, além da presença do DJ Tutu Moraes, famoso por comandar a Festa do Santo Forte na noite paulistana.

Marina Wisnik

Benfazeja revelação da música brasileira, Marina Wisnik acaba de fazer seu début com o álbum Na Rua Agora, disponível primeiro digitalmente e pelo site Musicoteca. O trabalho contém 11 faixas e marca também a estreia da escritora Marina, filha do grande pianista e emérito professor de Música e Literatura, José Miguel Wisnik, contando com produção de um dos artistas mais bem falados de 2011, com o disco Feito Pra AcabarMarcelo Jeneci – e Yuri Kalil (Cidadão Instigado).

A qualidade do trabalho de MARINA WISNIK vem atrelada à voz doce de uma poetisa de singular delicadeza e intensidade.

Gravado no estúdio Mosh, em 2011, o álbum de Marina Wisnik conta ainda com a participação dos músicos da banda Cidadão Instigado (Régis Damasceno – baixo e violões, e Clayton Martin – bateria e percussão), além de Jonas Tatit (violões), Chico Salém (guitarra), Estevan Sinkovitz, Luque Barros, Ricardo Prado, Marcio Arantes e Eric Rahal (vocais), além do próprio Jeneci (multiintrumentista).

O trabalho tem ainda a parceria de Thiago Pethit, que concorreu ao VMB do ano passado com seu clipe ao lado de Alice Braga -“Nightwalker”. Com a própria Marina, Bruna Lessa e Eric Rahal, ele compôs a faixa Dezesseis.

MARINA, que fez o lançamento do disco no Sesc Pompeia (SP), é filha de Miguel Wisnik, que começou sua história no piano clássico e, hoje faz shows regulares pelo Brasil e pelo mundo. Agora focada na música, Marina cursou Letras, fez teatro e escreve Palíndromos desde muito cedo. Desta vez, ela estreia com o trabalho que teve início num violão faltando uma corda –e faz sobrar emoção.

Ouça o disco: http://www.amusicoteca.com.br/?p=6141

No Facebook:https://www.facebook.com/pages/Marina-Wisnik/247403485325150

Clipe de Na Rua Agora:http://www.youtube.com/watch?v=bZKxHuLOSoM

Leia a entrevista de MARINA WISNIK ao AURORA DE CINEMA:

https://auroradecinema.wordpress.com/moviola-entrevistas-exclusivas/marina-wisnik/

Serviço:

Tutu Recebe com Marina Wisnik

Local: Centro Cultural Rio Verde

Data: 17 de agosto

Horário: a partir das 22h

Preço: R$ 15 na lista (listasantoforte@gmail.com) e R$ 20 na porta.

Walter Salles, de novo, na estrada de Cannes…

     Novo filme do brilhante cineasta está na seleção oficial de CANNES

O longa Na Estrada (On The Road), de Walter Salles, foi selecionado para a Mostra competitiva do 65º Festival de Cannes, a ocorrer de 16 a 27 de maio. Na Estrada é baseado no romance de Jack Kerouac, lançador das bases a geração Beat e tem como protagonistas Sam Riley, Garrett Hedlund e Kristen Stewart. 

O diretor Walter Salles comenta a indicação: “Na Estrada é um projeto para o qual um grupo de pessoas, muitas delas vindas da família de Diários de Motocicleta, dedicou 7 anos de suas vidas. O fato de o filme ter sido selecionado na Mostra principal do Festival de Cannes é um prêmio para os jovens atores e técnicos, que deram tanto ao filme. Rodamos mais de 100 mil kms para filmá-lo, e isso dá uma ideia da aventura que vivemos.”

 

A produtora American Zoetrope, de São Francisco, começou a idealizar o projeto há mais de 30 anos e realizou parceria inédita com a produtora francesa MK2, que adquiriu os direitos. No Brasil, o filme será lançado dia 15 de junho, com distribuição da Playarte. 

“Na Estrada só existe por causa da paixão que todos nós tínhamos pelo livro de Kerouac, pela revolução comportamental que ele deflagrou. E também pela ação corajosa de produtores e distribuidores independentes que, liderados pela MK2 e associados a Zoetrope, tornaram o filme uma realidade”, acrescenta Walter Salles.

Além dos três protagonistas, o elenco reúne Viggo Mortensen, Kirsten Dunst, a brasileira Alice Braga, Tom Sturridge, Danny Morgan, Elizabeth Moss e Amy Adams. O filme foi rodado em 2011, em estradas nos Estados Unidos e Canadá, assim como nas cidades de São Francisco e Nova Orleans, e também no México.

 

Em Cannes: Walter Salles, Daniella Thomas e o elenco masculino de Linha de Passe

Walter Salles já participou da Competição Oficial no Festival de Cannes com outros dois filmes: Diários de Motocicleta (2004) e Linha de Passe(2008). Linha de Passe foi premiado com a Palma de Ouro de Melhor Atriz para Sandra Corveloni. 

Filme de Walter Salles valeu Palma de Ouro para Sandra Corveloni

O trailer legendado de NA ESTRADA está em http://youtu.be/UnxRnojkXag

 

Os cartazes com os três protagonistas do longa Na Estrada – Sam Riley, Garrett Hedlund e Kristen Stewart – já estão disponíveis. Além do poster oficial, o filme ganhou uma série especial com dez cartazes destacando os personagens principais e frases do livro de Jack Kerouac, no qual o filme é baseado.

Também já foram lançados no Brasil os cartazes com a imagem de Alice Braga, Amy Adams, Elizabeth Moss, Kirsten Dunst, Vigo Mortensen e Tom Strurridge. 

Sobre WALTER SALLES

Bonito como ele só, Walter Salles é um dos mais aclamados cineastas do Brasil…

Além dos filmes que participaram da Mostra competitiva do Festival de Cannes, Walter Salles também teve filmes selecionados no Festival de Berlim (“Central do Brasil”, em 1998) e Veneza (“Abril Despedaçado”, em 2000). “Central do Brasil” ganhou o Urso de Ouro de Melhor Filme, e Fernanda Montenegro, o Urso de Prata de Melhor Atriz. 

No Festival de Veneza de 2009, Walter Salles recebeu o Prêmio Robert Bresson, pelo conjunto de seus filmes. 

Cena de Linha de Passe, o filme anterior de Walter Salles, que deu a Palma de Ouro a Sandra Corveloni…

Os filmes de Salles ganharam mais de 140 prêmios internacionais em festivais, e receberam 4 indicações ao Oscar, 10 indicações para o Bafta e 4 indicações para o Globo de Ouro. Venceram 3 vezes o Bafta (incluindo os prêmios de Melhor Filme Estrangeiro para “Central do Brasil” e “Diários de Motocicleta”), uma vez o Globo de Ouro (Melhor Filme Estrangeiro para “Central do Brasil”) e um Oscar (Melhor música original para “Diários de Motocicleta”). 

Os filmes de WALTER SALLES já foram vistos por mais de 24 milhões de espectadores.

ELENCO

Sam Riley

Garret Hedlund

Kristen Stewart

Tom Sturridge

Viggo Mortensen

Kristen Dunst

Danny Morgan

Elizabeth Moss

Amy Adams

Com Alice Braga

 

FICHA TÉCNICA

Um filme de Walter SALLES

Roteiro Jose RIVERA

Baseado no romance de Jack KEROUAC

Produzido por Nathanaël KARMITZ, Charles GILLIBERT

Produzido por Rebecca YELDHAM, Roman COPPOLA

Produtores Francis FORD COPPOLA, John WILLIAMS, Jerry LEIDER

e Tessa ROSS, Arpad BUSSON

Produtores associados Peter CAVANEY, Marin KARMITZ

Direção de fotografia Éric GAUTIER – (AFC)

Direção de arte Carlos CONTI

Trilha sonora de Gustavo SANTAOLALLA,

com Charlie HADEN e Brian BLADE

Figurino Danny GLICKER

Produtor de elenco David RUBIN, Richard HICKS

Montagem François GÉDIGIER

Montagem adicional Lívia Serpa

Som Patrick ROUSSEAU, Jean-Paul HURIER

Supervisão musical Lynn FAINCHTEIN

Direção de fotografia (Segunda unidade) Mauro Pinheiro

Coprodutor executivo Michael ZAKIN

Diretor de produção Benjamin HESS

1º assistente de direção Myron HOFFERT

Uma produção Jerry Leider Compagny – Em associação com Vanguard Films, Film 4

Em coprodução com France 2 Cinéma Com a participação de France Télévisions, Canal+ et Ciné+

Uma produção MK2 / American Zoetrope

Marina Wisnik lança CD e fala com exclusividade para o Aurora de Cinema

Cantora é filha do pianista e professor de Literatura, José Miguel Wisnik…

Marina Wisnik está lançando o primeiro CD, seguindo os passos do pai…

Na Rua Agora, disponível primeiro digitalmente e pelo site Musicoteca, traz 11 faixas e marca também a estreia da escritora, que chega com produção de dois músicos muito bem considerados na cena musical contemporânea: Marcelo Jeneci – e Yuri Kalil (Cidadão Instigado).
 
Gravado no estúdio Mosh, em 2011, o álbum conta ainda com a participação dos músicos da banda Cidadão Instigado (Regis Damasceno – baixo e violões e Clayton Martin – bateria e percussão), além de Jonas Tatit (violões), Chico Salém (guitarra), Estevan Sinkovitz, Luque Barros, Ricardo Prado, Marcio Arantes e Eric Rahal (vocais) e o próprio Jeneci (multiintrumentista). 
 
O trabalho tem ainda a parceria de Thiago Pethit, que concorreu ao VMB do ano passado com seu clipe ao lado de Alice Braga – Nightwalker. Com a própria Marina, Bruna Lessa e Eric Rahal, ele compôs a faixa Dezesseis
 
Antes de desembarcar na praia musical, Marina cursou Letras, fez teatro e escreve Palíndromos desde muito cedo. Desta vez, ela estreia com o trabalho que teve início num violão faltando uma corda – e faz sobrar emoção.
 
Confira agora entrevista EXCLUSIVA de Marina Wisnik para o AURORA DE CINEMA:
 
 Na Rua Agora: Marina Wisnik lança primeiro CD, acompanhada de Marcelo Jeneci e Cidadão Instigado
 
AC– Como é chegar ao universo musical depois de percorrer outras estradas profissionais ?
 
MW – É natural, pelo fato de que a música é o meio por onde eu consigo me comunicar de maneira mais fluida.
 
AC – Você acha que o teatro ajudou a formação da Marina que hoje chega ao palco cantando ? De que forma ? 

MW – Acho que pode ajudar. Mas até agora não utilizei dos meus recursos porque na música sempre busquei a sinceridade. O despir-se. Já o teatro oferece uma série de possibilidades e construções que, a princípio, não estão no meu foco, mas podem, em algum momento, ser interessantes.

AC – Como foi o ‘estalo’ para a decisão de seguir na via da música ?
 
MW– Comecei a fazer por acaso e percebi que as músicas surgiam naturalmente, que havia um fluxo e possibilidades de caminhos para a criação delas. Mas tudo isso aconteceu porque eu estava sofrendo por uma relação amorosa e precisava transformá-la em expressão. Esse foi o “estalo”.
 
AC – Como nasceu a ideia dos shows e do disco ? 
 
MW– Os shows nasceram a partir do momento que eu já tinha um repertório de músicas e elas estavam, de alguma maneira, arranjadas pelo Jeneci. Isso foi em 2009. O disco nasceu como consequencia desse trabalho, e eu consegui realizá-lo quando achei meios para gravá-lo e consegui reunir as pessoas certas.
 
AC – O que lhe traz mais satisfação: gravar em estúdio ou estar no palco com a plateia  se manifestando na hora ?
 
MW – Depende. Ambas as práticas trazem a dor e a delícia delas mesmas. Um show pode ser muito prazeroso ou não, uma gravação também. Depende do dia. 
 
De berço: Marina Wisnik herda vocação, musicalidade e afinação do pai Zé Miguel Wisnik… 
 
AC – Como é feita a escolha do repertório ?
 
MW – São só músicas minhas. Para o disco escolhi um grupo onde eu via uma espécie de unidade. Músicas que se ligavam umas nas outras.
 
AC – Ser filha de um músico do quilate de Wisnik, atrapalha ou ajuda ?
 
MW– Acho que mais ajuda do que atrapalha. Atrapalharia se eu tivesse uma liguagem muito parecida com a dele. Daí eu estaria mais exposta à comparação e isso não seria bom. Mas, apesar de sermos muito amigos, as minhas músicas e a dele apontam caminhos diferentes.
 
AC – Quais são suas grandes inspirações ? 
 
MW – Para escrever, me inspiro nos meus sentimentos, nos meus sonhos. Mas artistas que me tocam: Clarice Lispector, Nelson Rodrigues, Dostoievski, Klimt, Arnaldo Antunes, Itamar Assumpção, Beatles, Radiohead, Mutantes..
 

Marina Wisnik: das letras e do teatro pra música, shows e CD…
 
AC – Há alguma música que você gosta especialmente de cantar ? 
 
MW – Entre as minhas, gosto de cantar atualmente uma música nova que chama “Inventar”. E dentre as músicas do mundo, no violão, em casa, gosto de cantar “Trem do Pantanal”.
 
AC – Como você chegou a estes músicos que te acompanham no disco e nos shows ?
 
MW – A banda do disco é composta, em parte, por pessoas que já faziam meus shows – Jeneci e Jonas Tatit- e, em outra parte, por integrantes do Cidadão Instigado – Clayton Martin, Régis Damasceno e o próprio Yuri Kalil (que produziu o disco). Cheguei neles através do Jeneci. A banda dos shows foi indicada por esses próprios músicos, Caio Lopes, Caetano Malta, Daniel Lima e Camila Lordy.
 
 
AC – Pra finalizar, como será a carreira de Marina “Na Rua Agora” ?
 
MW – Difícil prever o futuro. Mas posso dizer que desejo que seja uma relação de encontro do “disco” com “a rua” e com a intimidade dos que ouvirem, no terno “agora”.
 
* E assim, com esta entrevista franca e direta com MARINA WISNIK, o Blog AURORA DE CINEMA inicia seu espaço de entrevistas EXCLUSIVAS.
 
Para conhecer mais do trabalho de MARINA WISNIK e ouvir sua preciosa voz, acesse: 
 

Marcelo Jeneci, o produtor, e Marina Wisnik,  a nova Voz…

Marina Wisnik consagra vocação e carisma do pai na música

 
Marina Wisnik traz força, beleza e ternura na voz…
 
Instigante revelação feminina da boa música brasileira, Marina Wisnik acaba de registrar seu début. O primeiro álbum chama Na Rua Agora, disponível primeiro digitalmente e pelo site Musicoteca, vem com 11 faixas e traz a estreia da também escritora, já com produção de um dos nomes mais falados de 2011, com o disco “Feito Pra Acabar”- Marcelo Jeneci – e Yuri Kalil (Cidadão Instigado). A qualidade do trabalho vem atrelada à voz doce de uma poetisa que, ademais, é ilsutre filha de um dos mais cults e relevantes poetas da canção brasileira, o pianista/escritor e professor de Literatura Brasileira na USP, José Miguel Wisnik.
 
Gravado no estúdio Mosh, em 2011, o álbum conta ainda com a participação dos músicos da banda Cidadão Instigado (Regis Damasceno – baixo e violões e Clayton Martin – bateria e percussão), além de Jonas Tatit (violões), Chico Salém (guitarra), Estevan Sinkovitz, Luque Barros, Ricardo Prado, Márcio Arantes e Eric Rahal (vocais) e o próprio Jeneci (multiintrumentista). 
 
 
MARINA WISNIK: cantora surge cercada por grandes músicos e com afinação invejável..
 
O trabalho tem ainda a parceria de Thiago Pethit, que concorreu ao VMB do ano passado com seu clipe ao lado de Alice Braga – “Nightwalker”. Com a própria Marina, Bruna Lessa e Eric Rahal, ele compôs a faixa Dezesseis
 
José Miguel Wisnik, uma das inteligências mais brilhantes do país, é grande músico e ver passar seu talento e vocação à filha Marina…
 
A cantora, que fez o lançamento do disco no Sesc Pompeia (SP), é filha do aplaudido Miguel Wisnik (conforme citado acima), que começou sua história no piano clássico e hoje faz shows regulares pelo Brasil e pelo mundo. Agora focada na música, Marina cursou Letras, fez teatro e escreve Palíndromos desde muito cedo. Desta vez, ela estreia com o trabalho que teve início num violão faltando uma corda – e faz sobrar emoção.
 
 

Walter Salles Leva à Tela Clássico de Kerouac

   

Primeiras imagens do longa On The Road, dirigido por Walter Salles e estrelado por Kristen Stewart 

Um dos filmes mais aguardados, há muitos anos, On The Road , baseado no clássico de Jack Kerouac, deve estrear ainda este semestre.

Dirigido por Walter Salles, o longa-metragem é inspirado no livro homônimo de Jack,  ícone da geração beat, e estrelado por Kristen Stewart, atriz de Crepúsculo.

Ela interpreta Marylou, uma menina de 16 anos que percorre os Estados Unidos ao lado do namorado Dean Moriarty, vivido pelo ator Garret Hedlund, de Tron.

Ainda conta com a participação de Alice Braga e Gisele Itié, que interpreta Antonia. “Ela é a paixão mexicana do protagonista Sal Paradise”, diz Gisele, referindo-se ao protagonista da história.

O filme foi rodado parte na Argentina, parte no Canadá, e deve levar muito público às salas de cinema do mundo.

 

 

Fotos: Divulgação

ALICE BRAGA: Melhor Atriz em Punta del Este

O filme franco-brasileiro Os famosos e os duendes da morte venceu o XIII Festival Internacional de Cinema de Punta del Este, 140 km a leste de Montevidéu.

Dirigido por Esmir Filho, o filme narra a vida de um adolescente que passa seus dias entre a virtualidade da Internet e as ruas vazias de seu povoado, até que a chegada de um misterioso jovem e a possibilidade de assistir a um show de Bob Dylan alteram sua perspectiva.

“É um filme jovem e renovador, com uma particular sensibilidade marcada pelos tempos da Internet”, destacou o diretor do festival, Álvaro Buela, à AFP.

O prêmio de Melhor Atriz foi para a brasileira Alice Braga, por seu trabalho em Cabeça a Prêmio, do ator Marco Ricca, enquanto o espanhol Eduard Fernández recebeu o título de Melhor Ator, por Tres días con la familia, de Mar Coll.

O chileno Alejandro Fernández Almendras obteve o prêmio de Melhor Diretor, por Huacho.

O Festival de Punta del Este, que exibiu 80 filmes de 20 países,  homenageou a atriz brasileira Glória Menezes no 50º aniversário de seu primeiro filme, O Pagador de Promessas, da obra do genial Dias Gomes com direção de Anselmo Duarte, vencedor da Palma de Ouro em 1962.

Alice Braga: nova estréia em telas americanas

Os Coletores, filme do britânico Miguel Sapochnik, chega aos cinemas dos Estados Unidos e do Canadá, tendo como destaques do elenco a brasileira Alice Braga e a dupla Forest Whitaker e Jude Law. 

Law e Whitaker encarnam os amigos Remy e Jake, que se conhecem desde a infância e ficam ainda mais unidos depois de lutarem pelo Exército americano em uma guerra. Quando Remy e Jake voltam para casa, passam a aproveitar suas táticas de guerra para ganhar a vida como pistoleiros de uma companhia muito peculiar. Essa empresa é a The Union, uma poderosa corporação que enriqueceu vendendo órgãos artificiais caríssimos que salvaram e prolongaram a vida de milhares de pessoas no mundo. O trabalho de Remy e Jake, que seguem as ordens do presidente da companhia (Liev Schreiber), é requisitar pela força os órgãos que essas pessoas deixaram de pagar, mesmo que isso represente a morte imediata desses indivíduos. “É um filme que, entre suas muitas mensagens, faz uma crítica social”, explicou Whitaker, para quem Os Coletores critica empresas e bancos que se aproveitam de seus clientes, ao mesmo tempo em que evidencia “o perigo de a sociedade perder a sensibilidade diante da violência”.

Em mais uma incursão em Hollywood, Alice Braga interpreta desta vez a sedutora Beth, uma cantora que tenta fugir do destino macabro de ser uma mulher biônica, melhorada com os órgãos artificiais fabricados pela The Union e que não pode pagar.

“Li o roteiro e fiquei encantada. É uma história diferente de tudo que estava lendo naquele momento. O personagem é muito diferente, muito forte. Me diverti muito nas filmagens”, disse a atriz à Agência Efe.

Os Coletores é baseado no livro The Repossession Mambo, do americano Eric Garcia, e é a estréia de Miguel Sapochnik na direção de um longa-metragem.

A estréia do filme no Brasil está prevista para setembro.