Arquivo da tag: aline moraes

Nova produção Aurora de Cinema e Cabeça de Cuia Filmes. Em Jeri, NATURALmente…

Na turística praia cearense, sem artificialismos… NATURALmente….

Tudo começou nas conversas e passeios com amigos. Foi fácil elaborar o argumento e convencer os amigos a participar. A fotografia, claro, teria o auxílio luxuoso da amiga Lília Moema, cuja expressão inagética promove festas até nos olhares mais incautos.

E assim começou o novo curta Aurora de Cinema & Cabeça de Cuia Filmes… que vai-se chamar NATURALmente

E conta com importantes nomes no elenco: a cineasta argentinalemã Anna Paula Nonig; o cineasta e escritor francês, Olivier Gérard (um dos expoentes da Nouvelle Vague); a documentarista Célia Gurgel; os realizadores Thalles Chaves e Telmo de Carvalho; o professor e cineasta Sérgio Santeiro; a fotógrafa piauiense Lília Moema; o ex-craque do Botafogo, Afonsinho; a professora de Audiovisual, Renata Gomes; a jornalista Aurora Miranda Leão; e o ator Rodger Rogério, dividindo-se em três papéis.

Lília Moema captando em Jeri imagens para o curta… NATURALmente… 

À Aurora de Cinema e a Cabeça de Cuia Filmes, veio somar-se a jovem fotógrafa e realizadora pernambucana, Aline Moraes, que também assina a direção de fotografia do novo curta.

Olivier Gérard captado pelas lentes de Aline Moraes… NATURALmente

Cores predominam num dos bequinhos de Jeri… NATURALmente …

Lília Moema registra Sérgio SanteiroNATURALmente

NATURALmente tem argumento de Aurora Miranda Leão, direção de fotografia de Aline Moraes e Lília Moema, direção de arte de Aurora M. Leão e Lília Moema, edição Aurora e Lília, cartaz de Luziany Gomes, e trilha a ser escolhida…

Zeca Ferreira consagra sua ALDEIA e Hempocrisy é Melhor Documentário

AURORA DE CINEMA direto do Festival de Jericoacoara

A noite de encerramento do III Festival de Cinema Digital de Jericoacoara teve céu estrelado, pastelzin e brigadeiro barato da dona Maria, expectativa e propensão geral à festa.

 

Começando com cantoria puxada por Rodger Rogério, acompanhado pelo violão do filho Rami Rogério, acrescida depois da voz de Teti, a noite continuou com a exibição do longa Fronteira das Almas, do cearense Hermano Penna, e em seguida a divulgação dos vencedores.

Em foto Aurora de Cinema, a fotógrafa e cineasta Aline Moraes…

Aline Moraes, a bela e doce realizadora pernambucana, teve seu primeiro Doc consagrado: HEMPOCRISY foi escolhido Melhor Doc, levando cheque de R$ 5 mil reais e consagrando o filme de Aline em muitos abraços e aplausos.

A vila de Jericoacoara, por um momento, virou a ALDEIA de Zeca…

Mas o grande vencedor do Festival foi o realizador carioca Zeca Ferreira: seu segundo curta, o poético ALDEIA – rodado numa pequena cidade mineira, com roteiro e direção de Zeca, fotografia de Pedro Urano e edição de Lulu Correa, com produção do próprio diretor, Antônio Ferreira e Júlio Carvana -, levou 4 estatuetas: Melhor Trilha, Melhor Fotografia, Melhor Diretor e Melhor Ficção.

Na edição 2011, Zeca Ferreira curtindo a deliciosa calmaria de Jeri…

Seguindo o que dissemos anteriormente aqui no AURORA DE CINEMA, a ALDEIA de Zeca Ferreira começou em Jeri uma turnê vitoriosa por vários festivais: o filme já está selecionado para a Mostra de Ouro Preto e o Festival de Triunfo, e outros mais virão.

Confira a lista completa dos vencedores do III Festival de Jericoacoara:

Melhor Ator: Maksin Oliveira – “Doido Pelo Rio” – Ficção – RJ

Melhor Atriz: Nayara Tavares – “Marcas D`água” – Ficção – GO

Melhor Diretor: Zeca Ferreira – “Aldeia” – Ficção – RJ

Melhor Edição: Eliza Cabral e Laurita Caldas – “Ritmos” – Experimental – PB

Melhor Fotografia: Pedro Urbano – “Aldeia” – Ficção – RJ

Melhor Trilha Sonora: Mário Gil – “Aldeia” – Ficção – RJ

Melhor Roteiro: Humberto Rosa e Thiron Mendes – “O Quadro” – Ficção – RJ

Melhor Direção De Arte: Uirandé Holanda – “Doido Pelo Rio” – Ficção – RJ

Os filmes “Soy Loco por Ti”, de Natália Barreto (documentário, RJ), “Irmãs”, de Gian Orsini (documentário, PB) e “O Mar de Lia”, de Hanna Godoy (documentário, PE) receberam Menção Honrosa.

Os troféus do III Festival de Jericoacoara – Cinema Digital foram disputados por 40 filmes selecionados para o festival – produções cearenses e de outros 13 estados -, escolhidos entre mais de 300 trabalhos inscritos. O júri do festival foi formado por profissionais da área, a saber: o poeta Nirton Venâncio, a fotógrafa Lena Trindade, a jornalista Déa Barbosa, e Duarte Dias.

WEBJET: uma companhia para você riscar da agenda

O pior de tudo, no caso do voo 5745, da WEBJET, que deveria ter saído de Fortaleza rumo a Recife, na noite da sexta, 22 de junho, no horário previsto das 19h e alguma coisa, foram as desculpas esfarrapadas dadas por funcionários da empresa.

Sei de tudo isso porque meus amigos, prejudicados pelo descalabro da companhia aérea da cor VERDE, telefonaram para pedir ajuda na divulgação deste caso abjeto de descompromisso das regras éticas da WEBJET com seus verdadeiros mantenedores: os clientes, que pagam caro para voar e esperam ser tratados, no mínimo, com o respeito e a postura ética necessária ao bom funcionamento de uma empresa do porte de uma companhia aérea.

Quem primeiro me ligou foi Maria Aline Moraes, fotógrafa e cineasta de Recife, cansada de tantas horas perdidas no aeroporto de Fortaleza, e obviamente, revoltada com a desfaçatez dos funcionários da empresa, que prestavam informações desencontradas, que pareciam mudar ao sabor dos ventos.

A primeira desculpa apresentada pela WEBJET para o atraso do voo 5745 foi o mau tempo em Fortaleza. De fato, choveu por todo o dia e princípi oda noite de sexta, 22 de junho, na capital cearense. Mas o que cheguei a ouvir nos telejornais da noite dava conta atraso apenas nos pousos, e não nas decolagens.

A segunda desculpa dava conta de que funcionários da WEBJET em Fortaleza iriam a Recife para trazer outra aeronave pra Fortaleza porque não havia tripulação disponível para fazer este voo em novo horário.

Ou seja: os passageiros, que compraram suas passagens, certos de voar em dia e horário determinado pela própria planilha de voos oferecida por qualquer compamnhia aérea, teriam de ficar pacintemente esperando sentados no saguão do aeroporto Pinto Martins, até que a tripulação local pudesse ir a Recife e trazer outra aeronave para, enfim, zarpar de Fortaleza pra Recife.

Desculpa que faz qualquer pessoa de bom senso ficar de orelha em pé, a nova desculpa veio a galope e embrulhada no mesmo papel celofane do descaso e desrespeito: o voo que seria para decolar com os passageiros de Fortaleza – como Maria Aline Moraes, Rafael Saar, Hanna Godoy e Michelle Monteiro, entre tantos outros -, teria sido atrasado por conta de qualquer coisa ligada a realização da Conferência RIO + 20.

Ora, raciocina a esperta e aguerrida Aline Moraes: “Se o descompromisso da companhia aérea WEBJET com os passageiros que pagaram caro para voar em suas aeronaves acontece por conta de um evento do porte de uma RIO +20, o que esperar dos voos da companhia aérea da cor VERDE quando chegar o tempo da Copa do Mundo de Futebol com seus  inúmeros aguardados torcedores, de todas as partes do mundo, que também vão fazer muitos trajetos partindo e chegando a Fortaleza ?”

Surpresas de JERI: Aline Moraes fotografa tudo e já planeja novos filmes…

AURORA DE CINEMA direto do Festival de JERICOACOARA

De modelo a atriz das mais destacadas no cenário audiovisual de hoje, Aline Moraes participa neste momento, e desde sexta-feira, da terceira edição do Festival de Jericoacoara – CINEMA DIGITAL.

Em fotos de Célia Gurgel, Aline registra tudo em Jeri…Aline Moraes: direto da Holanda para as derradeiras imagens da duna principal de Jeri, que começa a diminuir de tamanho, ano a ano…

Sem embuste: Aline Moraes, a própria, encantada com as belas naturais de Jeri…

 

Aline Moraes, que concorre em Jeri com HEMPOCRISY, será a editora do novo filme Aurora de Cinema em parceria com a Urina Filmes e Cara Pálida Cinematográphica…

Festival de Jericoacoara tem boas projeções e cinema entre dunas

AURORA DE CINEMA direto do festival de JERICOACOARA

Acontece na internacional praia de Jericoacora, no estado brasileiro do Ceará, a terceira edição do Festival de Cinema de Jericoacoara

Realizadores de 14 estados do país, cineastas da Argentina e da França, jornalistas e artistas de várias vertentes participam do festival, que tem caráter ambiental, e é uma realização da Anhamum Produções Audiovisuais com apoio da Associação de Cinema e Vídeo de Quixadá, tendo à frente o cineasta/escritor e compositor Francis Valle. 

O festival foi aberto na noite de sexta-feira e a Mostra Competitiva de Curtas-Metragens começou ontem com bons filmes exibidos gratuitamente e uma audiência interessada e participativa.

Seguindo a grade de programação, acontecem debates todas as manhãs no Centro de Artesanato – com o tema Cinema, Independência e Sustentabilidade -, e homenagens a cineastas ilustres como Sílvio Tendler, Hermano Penna, o ator Joel Barcellos e Joaquim Pedro de Andrade (in memorian), de quem serão exibidos os filmes Os Inconfidentes, Macunaíma e Garrincha, Alegria do Povo. Além da presença de nomes conhecidos como os do poeta/cineasta Nirton Venâncio, o do cantor/ator/compositor Rodger Rogério, o do artesão de jóias Francisco Rabello (de Quixeramobim), o do cineasta ambientalista Jefferson Albuquerque (do caririr cearense), e o da cantora Teti, apresentadora oficial do Festival, que vem recebendo aplausos por sua condução descontraída e sua voz, abrindo as sessões de todas as noites com exemplares do cancioneiro nordestino, à capela.

JERI DE CINEMA: cenário do festival em 2012 pelas lentes de Lília Moema…

Entre os concorrentes, nomes de destaque na seara dos autores de curtas-metragens, como Zeca Ferreira, Carlos Segundo, Arthur Leite, Célia Gurgel, Rafael Jardim, Rwanyto Oscar, e a estreante Aline Moraes, a bela de Recife, que tem conquistado simpatias e muitos amigos por aqui.

No próximo post, lindas fotos do paradisíaco cenário de Jeri e da movimentação intensa nas areias do município praiano cearense. Coisas de Cinema !