Arquivo da tag: Alô Alô Carnaval

Cinema e TV Mobilizam Ouro Preto

Na programação da Mostra de Cinema de Ouro Preto hoje, lançamento do livro

A CINEMATECA BRASILEIRA – DAS LUZES AOS ANOS DE CHUMBO

Editora UNESP
Autor: Fausto Douglas Correa Jr.

Já às 19h no cine Vila Rica, exibição do clássico Alô, Alô Carnaval, de Adhemar Gonzaga, onde se destacam as irmãs Carmen e Aurora Miranda

O Filme – Ficção, Preto & Branco, 35mm, 75min, 1936, RJ
 

Mostra de Cinema de Ouro Preto também tem seminários: um para discutir o acesso a informações públicas e Direito Autoral, e outro sobre 

A MEMÓRIA DA TELEVISÃO BRASILEIRA EM SEUS 60 ANOS

Ações, projetos e relatos de experiências sobre a preservação e acesso da memória da televisão brasileira, da era da TV ao vivo à chegada da TV Digital.

Convidados:
 

  • Ridley Silva – Supervisor Tráfego e Arquivo de Imagens – Rede Record
  • Ana Paula Goulart – Coordenadora do Projeto Memória do Jornalismo Brasileiro da UFRJ e Memória Globo – RJ
  • Alexandra Oliveira – Líder do Núcleo de Documentação e pesquisa TV Brasil – RJ
  • Kalled Adib – Superintendente de Operações da Rede TV!  – SP
  • Sabina Anzuategui – Professora, roterista e escritora – SP
  • Teder Muniz Morás – coordenador do Centro de Documentação e Pesquisa da Fundação Padre Anchieta – TV Cultura – SP

Mediador: João de Lima – Professor UFPB

Saiba mais: http://www.cineop.com.br

Festa da Academia de Cinema é AMANHÃ

Amanhã, 8 de junho, acontece a esperada festa de entrega do grande prêmio da Academia Brasileira  de Cinema.

Os HOMENAGEADOS deste ano são Anselmo Duarte (ator e produtor que deu ao Brasil a Palma de Ouro em 1962 com o filme O Pagador de Promessas, a partir da peça teatral de Dias Gomes) e ALICE GONZAGA, que receberá a estatueta em reconhecimento ao louvável trabalho que faz à frente da CINÉDIA.

A festa da Academia Brasileira de Cinema terá como cenário o Teatro João Caetano, localizado na praça Tiradentes, centro do Rio, e será transmitida ao vivo pelo Canal Brasil ( 66), com início às 21h.

Veja a lista de filmes que concorrem aos prêmios da Academia. Você também pode votar no seu preferido. Basta acessar http://telecine.globo.com/academiabrasileiradecinema/

* Saiba mais sobre ALICE GONZAGA:

Escritora, pesquisadora, produtora, diretora e empresária do ramo cinematográfico, Alice Gonzaga é filha de Adhemar Gonzaga, fundador da CINÉDIA que durante as décadas de 30 e 40 foi uma das principais produtoras do país, responsável por um dos maiores sucessos de público do cinema brasileiro, o melodrama O Ébrio (1946), de Gilda de Abreu.

Lábios sem Beijos, um dos clássicos da CINÉDIA

À frente da CINÉDIA, Alice Gonzaga desenvolve um importante trabalho de preservação e recuperação de clássicos da empresa, como Lábios sem Beijos (1930), de Humberto Mauro, e Alô. Alô. Carnaval! (1936), de Adhemar Gonzaga. Entre as numerosas realizações do estúdio estão 60 longas, 250 documentários, 700 cinejornais, como Mulher (1931), de Octávio Gabus Mendes, Ganga Bruta (1931/32), de Humberto Mauro, Bonequinha de Seda (1936), de Oduvaldo Vianna, Romance Proibido (1944), de Adhemar Gonzaga, 24 horas de Sonho (1941), de Chianca de Garcia, Anjo do Lodo (1950), de Luiz de Barros, obras fundamentais da cinematografia brasileira.

Cena de Alô, Alô Carnaval, clássico da CINÉDIA, com as irmãs Carmen e Aurora Miranda sob direção de Adhemar Gonzaga

Alice Gonzaga dirigiu os curtas-metragens Memórias do Carnaval, premiado no Festival de Brasília, e Folia. Publicou os livros 50 anos de Cinédia, Gonzaga por ele mesmo e Palácios e Poeiras – 100 anos de cinemas no Rio de Janeiro, a mais completa pesquisa sobre a história da exibição de cinema na cidade. Como presidente do Instituto para Preservação da Memória do Cinema Brasileiro, Alice Gonzaga desenvolve ações e projetos em prol da conservação de filmes e documentos relativos a atividade cinematográfica no país.

Alice Gonzaga recebe amanhã o Prêmio ACADEMIA BRASILEIRA DE CINEMA pelos relevantes serviços prestados à cultura cinematográfica brasileira

80 da CINÉDIA é LOTERIA

ATENÇÃO cinéfilos e turma que gosta de fazer uma fezinha na SORTE: próximo dia 20  correm bilhetes criados pela Loteria Federal em homenagem aos 80 anos da companhia cinematográfica CINÉDIA, fruto do espírito empreendedor e apaixonado por Cinema de Adhemar Gonzaga, atualmente dirigida por sua filha Alice Gonzaga Assaf.

Os bilhetes já estão à venda nas casas lotéricas e trazem estampada uma foto das irmãs cantoras Carmen e Aurora Miranda (lançadas ao grande público pelo jornalista e fundador da CINÉDIA, Adhemar Gonzaga), com as cartolas douradas, do filme Alô, Alô Carnaval !, grande sucesso do estúdio em 1936.

Além da merecida e oportuna homenagem, quem sabe não se ganha um prêmio de R$ 200 mil com um bilhete inteiro, que custa apenas R$ 15 ? Boa Sorte !