Arquivo da tag: Amanda Mansur

GUARNICÊ de CINEMA

 

 A 33a edição do Festival GUARNICÊ de Cinema aconteceu num clima de muio bate-papo, troca de informações, debate de idéias, alegria, camaradagem e muitas festas, como sói acontecer na terra da Tiquira, do Guaraná JESUS, do buriti, do Tambor de Crioula, do Cacuriá, do arroz de cuxá e do Bumba-meu-Boi…

É lá, na adorável capital maranhense, onde acontece anualmente, em junho, o Festival GUARNICÊ de Cinema, promovido pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), um dos mais antigos do país e, sem dúvida, O MAIS FESTEIRO do BRASIL !

O Festival foi aberto na noite de terça, 22, no Centro de Convenções de São Luís, no bairro Cohafuma, inaugurando uma nova etapa do evento cinematográfico. Tendo o professor e músico Alberto Dantas como coordenador-geral, o festival contou com diversas mostras competitivas (realizadas também em outros cenários, como o Centro Cultural Odylo Costa Filho e o Domingos Vieira Filho, ambos no Centro Histórico de São Luís), oficinas, palestras, seminários e debates.

Cena de O Homem Mau Dorme Bem, filme de Geraldo Moraes, produzido por Mallu Moraes

Na noite de abertura, foi exibido o longa O Homem Mau Dorme Bem, do cineasta Geraldo Moraes (DF), e a produtora do filme (atriz Mallu Moraes) lá estava, acompanhada dos atores Simone Illiescu e Alex Ferro.

Mallu Moraes também foi uma das ministrantes de oficinas (Interpretação para Cinema), ao lado do compositor Beto Strada (Engenharia de Som) e Anderson Carvalho (Desenho Sonoro e edição de som). A atriz Françoise Forton fez palestra sobre Interpretação para Cinema e TV.

As homenagens deste ano foram para Regina Luna e Fátima Frota, ex-funcionárias da UFMA e servidoras da Fundação Sousândrade (que apóia a realização do festival), e pro produtor/consultor de projetos, Antônio Leal (idealizador do recém-criado CineFOOT).

Da área jornalística, cobrindo o festival, estavam Bernadete Duarte (a “pimentinha” do Canal Brasil), Carolina Bressane e Celso Sabadin (ambos de Sampa, editores do Planeta Tela). Nas comissões julgadoras, Amanda Mansur, Beto Strada, Jorge Salomão e João Paulo Furtado, para citar apenas alguns.

O GUARNICÊ foi encerrado na noite de 26 de junho com a exibição do longa-metragem “As Melhores Coisas do Mundo”, dirigido por Lais Bodanski.

Confira abaixo alguns takes da saudosa 33a edição do Festival GUARNICÊ de Cinema…

 

Andreson Carvalho, Simone Illiescu e Aurora Miranda Leão curtindo histórias de alegrias durante o 33o Festival GUARNICÊ de Cinema

 

Partilhando da alegria dos festejos juninos de São Luís, no incrementado arráiá da praça Maria Aragão

  

Produtora Amanda Mansur, compositor Beto Strada, realizador Andreson Carvalho e jornalista Aurora Miranda Leão já quase deixando São Luís… Até 2011 !

Vencedores do GUARNICÊ

A simpática jornalista goiana Mariley Carneiro foi a grande vencedora da 33a edição do Festival GUARNICÊ de Cinema com seu inspirado vídeo  O OLHAR DE JOÃO…

Ela e João (o fotógrafo goiano João Caetano) estiveram em São Luís durante os cinco dias de GUARNICÊ e saíram de lá encantados com as maravilhas maranhenses…

Nas comissões julgadoras, Jorge Salomão (prestigiado Poeta baiano), Amanda Mansur (estudiosa do cinema pernambucano), João Paulo Furtado (ABD maranhense) e Beto Strada (compositor de trilhas e professor de cinema).

Num próximo post, mais notícias do Guarnicê e fotos…

CATEGORIA VÍDEO – JÚRI OFICIAL

Melhor Direção: Mariley Carneiro pelo vídeo OLHAR DE JOÃO (GO)Melhor Roteiro: Marcley de Aquino e Duarte Dias pelo vídeo CÉU LIMPO (CE)
Melhor Fotografia: Bruno Polidoro pelo vídeo ENCICLOPÉDIA (RS)
Melhor Edição: Leandro Godinho pelo vídeo DARLUZ (SP)
Melhor Trilha Sonora Original: Marcos Rivero pelo vídeo A PEDRA QUE O ESTILINGUE LANÇA(ES)
Melhor Trilha Sonora Adaptada: Para o vídeo LIGHT MY FIRE (RJ)
Melhor Direção de Arte: Luiz Roque pelo vídeo TRATADO DE LILIGRAFIA (RS)
Melhor Ator: Eduardo Sandagorda pelo vídeo ENCICLOPÉDIA (RS)
Melhor Atriz: Mawusi Tulani pelo vídeo DARLUZ(SP)
Melhor Documentário: TEREZA – COR NA PRIMEIRA PESSOA, de Amaro Filho e Marcílio Brandão (PE)
Melhor Ficção: PENSÃO DOS CARANGUEJOS, de Marcelo Presotto (SP)
Melhor Animação: LIBERTAS, de Jackson Abacatu (MG)
Melhor Vídeo Maranhense: NA COSTA DA MINHA MÃO, de Amdréa Barros
Melhor Vídeo Nacional: OLHAR DE JOÃO, de Mariley Carneiro (GO).
Menção Honrosa, pela experimentação estética, para: RUIDOS DO TEMPO, de André Garros e Gabriel Carvalho (MA)
Prêmio BNB de Cinema: Melhor Vídeo Nacional: OLHAR DE JOÃO, de Mariley Carneiro (GO)
Prêmio Cinematográfico Assembléia Legislativa do Maranhão:
Prêmio Bernardo Almeida: NA COSTA DA MINHA MÃO, de Andréa Barros (MA)
Prêmio Mauro Bezerra: NA COSTA DA MINHA MÃO, de Andréa Barros
Prêmio Estúdios Mega Rio De Janeiro: NA COSTA DA MINHA MÃO, de Andréa Barros (MA)

CATEGORIA VÍDEO – JÚRI POPULAR

Melhor Vídeo Nacional: TRATADO DE LILIGRAFIA, de Frederico Pinto (RS)
Melhor Vídeo Maranhense: MAR DE ROSAS, de Rwanyto Oscar

CATEGORIA FILME – JÚRI OFICIAL

Melhor Roteiro: Jimi Figueiredo, pelo filme VERDADEIRO OU FALSO (DF)
Melhor Direção: Gilberto Scarpa pelo O FILME MAIS VIOLENTO DO MUNDO(MG)
Melhor Fotografia: Beto Martins por AVE MARIA OU MÃE DOS
SERTANEJOS (PE)
Melhor Montagem: Caio Zatti por AVE MARIA OU MÃE DOS SERTANEJOS (PE)
Melhor Trilha Sonora Original: Marcio Brant pelo filme REVERTERE AD LOCUM TUUM (MG)
Melhor Trilha Sonora Adaptada: BAILÃO, de Marcelo Caetano (SP)
Melhor Direção de Arte: Ricardo Movits pelo filme EVRDADEIRO OU FALSO (DF)
Melhor Ator: Auro Juriciê pelo filme VELA AO CRUCIFICADO (MA)
Melhor Atriz: Elza Gonçalves pelo filme VELA AO CRUCIFICADO (MA)
Melhor Documentário: AVE MARIA OU MÃE DOS SERTANEJOS, de Camilo Cavalcante(PE)
Melhor Ficção: VERDADEIRO OU FALSO, de Jimi Figueiredo (DF)
Melhor Animação: A ESPERANÇA É A ÚLTIMA QUE MORDE, de Nill Armstrong (CE)
Melhor Filme: AVE MARIA OU MÃE DOS SERTANEJOS, de Camilo Cavalcante (PE)
Prêmio BNB de Cinema: AVE MARIA OU MÃE DOS SERTANEJOS, de Camilo Cavalcante (PE)
Prêmio Megacolor: AVE MARIA OU MÃE DOS SERTANEJOS, de Camilo Cavalcante (PE)
Prêmio Kodak: VELA AO CRUCIFICADO, de Frederico Machado (MA)

CATEGORIA FILME – JÚRI POPULAR

Melhor Filme: VELA AO CRUCIFICADO, de Frederico Machado (MA)