Arquivo da tag: André Sturm

Campos do Jordão vai destacar comédias de Cinema

 

I Festival Internacional de Cinema Mais de 150 filmes inscrevem-se no I Festival Internacional de Cinema de Campos do Jordão – FESTCOM
 
Entre os dias 27 de abril e 5 de maio, a Sétima Arte vai subir a Serra da Mantiqueira para a primeira edição do Festival Internacional de Cinema de Campos do Jordão. 

A comédia é o fio condutor do festival, que recebeu inscrições de mais de 150 produções nacionais e internacionais para a mostra competitiva. Os filmes, em fase de seleção pelo curador do festival, André Sturm, diretor do Museu da Imagem e do Som – MIS-SP, serão exibidos em sessões gratuitas (www.cinemaemcamposdojodao.com.br).

Além da mostra competitiva, haverá homenagem ao centenário de Amácio Mazzaropi, com a exibição de filmes que fazem uma retrospectiva da carreira do Jeca-Tatu. Será exibido também o longa Tapete Vermelho (2006), estrelado por Matheus Nachtergaele, mais um tributo a um dos maiores comediantes do cinema brasileiro. Os 50 anos de morte de Marilyn Monroe também serão lembrados, com a apresentação da premiadíssima comédia musical Quanto Mais Quente Melhor (1959), do cineasta Billy Wilder.

Mazzaropi será alvo de homenagem em Campos do Jordão…

Para a criançada, o Festival reservou uma seleção de filmes de humor, sucesso nos dez anos da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis. Eles também serão exibidos, gratuitamente, para 14.000 alunos de escolas da rede pública de ensino.

Palestras e oficinas de audiovisual e animação fazem parte da programação especial. As crianças poderão criar um pequeno filme de animação e o público interessado poderá optar por conhecer um pouco mais sobre o mundo do cinema. O produtor Antônio Leal, vice-presidente do Fórum dos Festivais, fala sobre A importância dos Festivais de Cinema para as Cidades que os Sediam, com um panorama sobre os principais eventos do gênero e sua repercussão econômica e social. O diretor e produtor Henrique de Freitas Lima, sócio da Cinematográfica Pampeana, fala sobre Coproduções Internacionais com foco no Mercosul e As diversas fontes de fomento do audiovisual brasileiro. O cineasta e curador do festival, André Sturm, apresenta o tema Cinema de Comédia, focado na participação do gênero cinematográfico no cenário audiovisual do Brasil.

Competição

O público será o grande protagonista da mostra competitiva. Os dois prêmios mais importantes do festival serão escolhidos por voto popular: melhor longa-metragem – R$ 30 mil, e melhor curta-metragem – R$ 5 mil. O júri convidado é composto por expoentes do cinema nacional como a diretora Tata Amaral, a produtora Denise Gomes, a atriz Luciene Adami, o diretor Henrique de Freitas Lima e o cineasta Paulo Sacramento, que vão eleger outros cinco curtas, com prêmios individuais de R$ 3 mil.

Dos filmes inscritos, serão selecionados 15 longas e 15 curtas para a mostra competitiva. A programação completa do festival será divulgada depois do dia 13 de abril, depois da seleção dos filmes concorrentes.

O Festival Internacional de Cinema de Campos do Jordão é uma realização da Confraria da Comunicação e da Kling & Associados, com apoio do Governo do Estado de São Paulo, por meio do Programa de Ação Cultural (PROAC), e patrocínio do Instituto Elektro, Lorenzetti, Aché, Clariant, Lenovo e Baden Baden.

Cinema vai aportar em Campos do Jordão

I Festival Internacional de Cinema de Campos do Jordão recebe inscrições
Comédias dão o tom do festival, que exibirá produções inéditas e retrospectivas entre os dias 27 de abril e 5 de maio. A curadoria é do cineasta André Sturm
Estão abertas as inscrições de filmes para a mostra competitiva do I Festival Intrnacional de Cinema de Campos do Jordão. Serão aceitos filmes do gênero comédia, produzidos entre 2010 e 2012, e a inscrição deve ser feita até 23 de março. Uma comissão indicada pelo Instituto São Paulo de Arte e Cultura e pela Prefeitura Municipal de Campos do Jordão selecionará 15 longas e 15 curtas-metragens brasileiros e estrangeiros, os quais serão exibidos entre 27 de abril e 5 de maio. 

O festival terá também uma mostra paralela homenageando a história do cinema de comédia no Brasil e no mundo, e ainda uma seleção de filmes para jovens e adolescentes, com longas, médias e curtas-metragens produzidos para cinema, TV e internet. A curadoria é do cineasta André Sturm, diretor do MIS – Museu da Imagem e do Som.

Para se inscrever, é preciso acessar o site do festival – http://www.cinemaemcamposdojordao.com.br – e preencher a ficha de inscrição. Assim que o documento estiver completo, ele deverá ser impresso e assinado em duas vias pelo responsável legal do filme no Brasil.

Anexo à ficha de inscrição, o candidato deverá encaminhar à organização os seguintes itens: sinopse do filme; ficha técnica com os principais nomes do elenco e da equipe; currículo do diretor e da empresa produtora (caso haja); duas cópias em DVD do filme; documento que comprove que o filme tenha sido finalizado a partir de dezembro de 2010 e carta de autorização em papel timbrado, devidamente assinada e carimbada, concedendo os direitos de uso dos materiais para ações previstas no I Festival de Cinema de Campos do Jordão, bem como autorização para exibição do filme dentro da programação do evento.

Reunidos todos esses itens, o candidato deverá encaminhá-los ao escritório do Instituto São Paulo de Arte e Cultura, na Al. dos Nhambiquaras, 1770 – 5º andar – sala 507, Moema, CEP 04090-004, São Paulo-SP. Os 30 trabalhos selecionados deverão, posteriormente, encaminhar cópia oficial para exibição no Festival (digital ou 35 mm), fotos still, cartazes e outros materiais de divulgação.

O público será responsável pela avaliação final dos filmes. O melhor longa receberá prêmio de R$ 30 mil e o melhor curta R$ 5 mil. Outros cinco curtas, selecionados pelo júri, receberão prêmios de R$ 3 mil.

Cineasta André Sturm é o Curador do Festival de Campos do Jordão

A realização do I Festival Internacional de Cinema de Campos do Jordão é da Confraria da Comunicação e Kling Associados, que pretendem dar atenção especial para a população local. O festival tem apoio do Governo do Estado de São Paulo, por meio do Programa de Ação Cultural (PROAC).