Arquivo da tag: APTC gaúcha

25 Anos da APTC Gaúcha

Nos últimos 25 anos, a história do cinema gaúcho se entrelaça com a história da Associação Profissional de Técnicos Cinematográficos do Rio Grande do Sul, sendo os agentes da organização associativa os mesmos agentes do cinema feito no Estado

A APTC – Associação Profissional de Técnicos Cinematográficos do Rio Grande do Sul celebra seus 25 anos de atuação, no dia 11 de maio, no Zelig Bar (Rua Sarmento Leite, 1086 – Porto Alegre/RS), a partir das 20h, com o lançamento de projeto APTC 25 anos. Durante o evento será apresentado o novo site da entidade e a programação de atividades ligadas ao projeto, que contempla ações de formação e memória, confirmando a vocação da entidade que é democratizar e qualificar. Estão previstas a publicação de um livro comemorativo, para o registro e reflexão e a realização de um seminário com três edições a ser realizado entre os meses de junho e dezembro, com inscrições gratuitas. Essas atividades contam com o apoio do Fundo Nacional de Cultura, do Ministério da Cultura. Além disso, o projeto traz uma Mostra de Cinema, em que serão exibidos filmes que marcaram a trajetória da associação (de curtas a longas-metragens) e a realização de um documentário em vídeo, que aborda os 25 anos de audiovisual no RS e a participação da APTC neste processo.

De acordo com o presidente da Associação, Jaime Lerner, a APTC foi criada com este espírito: democratizar o acesso aos meios de produção e organizar os profissionais de cinema no Estado. Ele lembra que na época da fundação, em maio de 1985, o Brasil passava por uma fase de transição, na qual se libertava de duas décadas de Regime Militar e abria seus horizontes para a democracia. Junto com a organização de classe, entrava em cena uma geração de cineastas que marcaram época no cinema brasileiro, primeiro através do curta metragem, na chamada Primavera do Curta, e até os dias de hoje, com a produção de curtas, documentários, telefilmes e longas. Nos últimos 25 anos, a história do cinema gaúcho se entrelaça com a história da APTC/ABD-RS, sendo os agentes da organização associativa os mesmos agentes do cinema feito aqui.

 “Seguramente, podemos afirmar que o período contemporâneo possui traços de uma fase de transição para o audiovisual. Isto em virtude das constantes transformações tecnológicas, da atuação dos agentes e das instituições, do dinamismo do público e das novas formas de recepção disponíveis”, destaca Lerner.

Neste contexto, o Seminário intitulado Tempos de Transição pretende colocar em cena alguns questionamentos inadiáveis: De que maneira a tecnologia interfere na construção da estética e da linguagem do audiovisual? Quais são os novos processos de captação e manipulação de imagens e de que forma eles estão disponíveis para o mercado gaúcho e brasileiro? As políticas culturais para o audiovisual caminham junto com o desenvolvimento do mercado? O RS está atualizado com suas políticas Culturais com o cenário nacional e internacional? Os principais objetivos são a articulação de informação atualizada sobre temas relevantes, a promoção do debate e da reflexão, o incentivo ao intercâmbio de idéias entre o mercado regional e o nacional/internacional, além da contribuição para o aperfeiçoamento teórico-prático dos profissionais do Rio Grande do Sul. Os cronogramas de inscrições e as datas dos encontros serão divulgados em breve, bem como a programação da Mostra de Cinema.

Já a publicação do livro quer tornar perene um pedaço da história da produção audiovisual do Rio Grande do Sul, para contribuir com a compreensão deste espaço e dos seus agentes. A obra buscará apresentar o significado da trajetória da instituição e da produção audiovisual do Rio Grande do Sul no contexto local e nacional, através de um amplo material de pesquisa, depoimentos, documentos e textos de análise e reflexão. A distribuição será gratuita e direcionada para cinematecas, bibliotecas públicas do estado do Rio Grande do Sul, universidades brasileiras com cursos de comunicação e cinema, além de profissionais da área audiovisual. O lançamento do livro será feito em dois eventos, que serão organizados junto a importantes festivais de cinema do Brasil.