Arquivo da tag: Associação Curta Amazônia

CURTAMAZÔNIA Convida

Inscrições abertas ao 2º Festival de Cinema  

Infinitas são as ações e lutas dos cineastas e realizadores brasileiros que batalham incansavelmente em busca de recursos na iniciativa pública e privada para produzir filmes, e ainda lutam por espaços de exibição e distribuição de suas obras num mercado cada vez mais competitivo e qualificado.

Partindo dessas ações e lutas para manter o filme brasileiro cada vez mais próximo e querido por seu público, a organização do Festival CURTAMAZÔNIA  informa: até 31 de março recebe inscrições ao mais novo empreendimento cultural de Rondônia, a ser realizado em maio, na cidade de Porto Velho. 

Faça seu filme e venha concorrer nas diversas categorias de curtas-metragens, produzidos a partir de janeiro de 2006, com tempo de 1 a 25 minutos de duração, com temática livre para produções regionais e nacionais – filmes internacionais também concorrem, conforme regulamento no sitio www.curtamazonia.com

Este ano, todos concorrem na premiação principal disputando o troféu CURTAMAZÔNIA enquanto o troféu Três Caixas D´Água será para homenageados e convidados.

As TRÊS CAIXAS D’ÁGUA que são estilizadas no bonito troféu rondoniense

O Festival traz algumas novidades: agora tem também as categorias celular e câmera fotográfica digital, aberta para oportunizar novos diretores independentes que estão surgindo e ganhando destaque na produção audiovisual nacional. Esses, se valen do YouTube e outras plataformas como ferramenta de produção e divulgação.

Além dessas categorias, o CURTAMAZÔNIA terá ainda a categoria webjornalismo e vídeo-reportagem regional e nacional, objetivando valorizar e divulgar os profissionais que fazem Jornalismo com credibilidade nas informações prestadas.

Ficha de inscrição: www.curtamazonia.com 

A promoção da realização do Festival de Cinema CurtAmazônia é da Associação Curta Amazônia, com apoio institucional da ABD/RO, ABD Nacional, Maporé – Apoio Cultural Sítio do Chicão e da mídia rondoniense – e blogs regionais:  betobertagna.com, sergioramos.com.br; blog nacional: auroradecinema.wordpress.com

Resultados do CURTAMAZÔNIA

 

Porto Velho respirou Cinema de 25 a 29 de maio com a exibição gratuita de filmes de 19 estados participando e prestigiando com 174 trabalhos inscritos.

Esses dados contabilizam resultado positivo para Rondônia, mostrando o quanto hoje o estado vive outro momento, o ciclo da esperança e dos sonhos.

Pensando nesse sentido, é que estamos buscando investimentos fora do Estado, para podermos propiciar e realizar atividades culturais, através do Cinema, e estamos contribuindo para a difusão do Cinema Nacional, propiciando também maior visibilidade aos realizadores alternativos e independentes de cinema e vídeo. Podemos afirmar também que o mais novo empreendimento cultural de Rondônia começa com força total, contribuindo e fazendo parte da história de Rondônia e do Brasil, diz Carlos Levy, coordenador e idealizador do CurtAmazônia.

 PREMIAÇÕES ESPECIAIS: 

1) O  PRÊMIO  SINJOR/RO – JÚRI DA CRÍTICA VAI PARA: “AVE MARIA OU MÃE DOS SERTANEJOS”, direção Camilo Cavalcante, de Pernambuco 

2) O  PRÊMIO “AMAZONSAT “-  JÚRI POPULAR VAI PARA: “DOIDO LELÊ”, direção de CECI ALVES, DA BAHIA.

3) O PRÊMIO ABD RONDÔNIA DO  JÚRI TÉCNICO: MELHOR TRILHA MUSICAL VAI PARA: “VESTÍGIOS DO TEMPO”, DO DIRETOR DO FILME RONALDO ADRIANO, E O PRODUTOR DA TRILHA MUSICAL DE EDUARDO OLIVEIRA (KADU) MATO GROSSO.

4) O PRÊMIO ABD NACIONAL DO  JÚRI TÉCNICO: MELHOR MONTAGEM VAI PARA: O FILME “PORNOGRAPHICO”, DOS DIRETORES HAROLDO BORGES E PAULA GOMES,  CUJO MONTADOR DO FILME  É HAROLDO BORGES DA BAHIA.

5) O PRÊMIO “TV RONDÔNIA” DO JÚRI TÉCNICO: MELHOR DIREÇÃO DE ARTE VAI PARA:  O FILME DOSSIÊ RÊ BORDOSA, DO DIRETOR DE ARTES DANIEL BRUSON, DE SÃO PAULO.

 

6) O PRÊMIO FECOMÉRCIO – “MELHOR PRODUÇÃO AMAZÔNICA” VAI PARA: “AOS TRANCOS E BARRANCOS”, DE NEY RICARDO DO ACRE E  “E O QUE NOIS RAMÚ CÚME?, DE DANIEL LUIZ BATISTA, DO AMAZONAS.

 

7) O PRÊMIO GOVERNO DE RONDÔNIA – “PRÊMIO INCENTIVO” VAI PARA: “UM OLHAR SOBRE O PROGRESSO”, DIREÇÃO DE MARIVALDO LAGO, NOVA MAMORÉ/RO.

PREMIAÇÃO DA MOSTRA COMPETITIVA:

A) MELHOR DOCUMENTÁRIO: “NÚMERO ZERO”, DIREÇÃO CLÁUDIA NUNES, DO ESTADO DE GOIÁS.

B) MELHOR ANIMAÇÃO: “DOSSIÊ RÊ BORDOSA”, DIREÇÃO CÉSAR CABRAL, DO ESTADO DE SÃO PAULO.

C) MELHOR FILME AMBIENTAL: “OLHAR DE JOÃO”, DIREÇÃO MARILEY CARNEIRO, DO ESTADO DE GOIÁS

 

D) MELHOR FICÇÃO: “BREVE PASSEIO”, DIREÇÃO RAFAEL JARDIM, DO ESTADO DA BAHIA.

E) MELHOR EXPERIMENTAL : “1:21”, DIREÇÃO ADRIANA CÂMARA, DO ESTADO DE PERNAMBUCO

F) MELHOR FILME INSTITUCIONAL: “DIAS DE CAIÇARA”, DIREÇÃO LUIZ SCARABEL JUNIOR, DO ESTADO DE SÃO PAULO.

G) PARA MELHOR DIREÇÃO: CÂNDIDO ALBERTO DA FONSECA, DE MATO GROSSO SUL, COM O FILME:  “BETO LIMA – O INTÉRPRETE DAS FLORES”.

H) PARA MELHOR ATOR O VENCEDOR é FERNANDO NEVES, da Bahia, pelo filme PORNOGRAPHICOS, DIREÇÃO HAROLDO BORGES E PAULA GOMES.

I) PARA MELHOR ATRIZ – A VENCEDORA É: PAULA BRAUN, DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, COM O FILME: “MARIDOS, AMANTES E PISANTES”, Direção Ângelo Defanti.

J) MELHOR ROTEIRO: “NINHO DOS PEQUENOS”, DIREÇÃO ULISSES COSTA, DO RIO GRANDE DO SUL. 

K) PARA MELHOR FOTOGRAFIA – VENCEDOR É O FILME: AVE MARIA OU MÃE DOS SERTANEJOS, de CAMILO CAVALCANTE (PE) – DIRETOR de FOTOGRAFIA: BETO MARTINS.

L) O PRÊMIO SGC-REDE TV RONDÔNIA E DIÁRIO DA AMAZÔNIA – PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI: “GALO PRETO. O MENESTREL DO COCO”. DIREÇÃO WILSON FREIRE, DE PERNAMBUCO. 

M) E A MENÇÃO HONROSA “ELETROSUL” VAI PARA: “OS ANJOS DO MEIO DA PRAÇA”,  DE ALÊ CAMARGO E CAMILA CARROSSINE, DE SÃO PAULO. 

N) O GRANDE VENCEDOR DO 1º FESTIVAL DE CINEMA CURTAMAZÔNIA ESCOLHIDO POR UM JÚRI EQUILIBRADISSIMO, MELHOR FILME PRÊMIO BNDES: “AVE MARIA OU MÃE DOS SERTANEJOS”, DO DIRETOR CAMILO CAVALCANTE, DO ESTADO DE PERNAMBUCO, LEVA O TROFÉU TRÊS CAIXAS D´ÁGUA, SIMBOLO DE PORTO VELHO, QUE REPRESENTA O 1º FESTIVAL DE CINEMA CURTAMAZÔNIA. 

Recadinho de Carlos Levy:

O Festival CurtAmazônia é feito por pessoas que acreditam na força do Cinema, entidades privadas e públicas, empresas e empresários, imprensa regional e nacional que apostam na diversidade cultural do país, e sem eles não seria possível transformar este sonho em realidade. Estes são os nossos patrocinadores, apoiadores e realizadores oficiais. Se você não estiver aqui, esperamos no próximo ano venha prestigiar e participar diretamente deste novo empreendimento cultural em Rondônia. 

O BNDES APRESENTOU O FESTIVAL DE CINEMA CURTAMAZÔNIA 

Patrocinadores  Culturais: 

– Eletrobrás – Eletrosul / Governo Federal 

– Fundo Nacional de Cultura/Secretaria do Audiovisual/Ministério da Cultura 

Apoiadores Culturais: 

– CTAV/Sav/Ministério da Cultura /Governo Federal

 – Secel /Governo de Rondônia 

– Fecomércio/RO – SESC, SENAC 

– Maporé 

– SISTEMA GURGAZC: REDE TV RONDÔNIA E DIÁRIO DA AMAZÔNIA 

– TV RONDÔNIA E O AMAZONSAT DA REDE AMAZÔNICA DE TELEVISÃO – ANTÔNIO CAMPANARI, NONATO NEVES, PABLO MEDINA E EQUIPE. 

– TV ALLAMANDA, SBT. 

– FOLHA DE RONDÔNIA 

– O ESTADÃO DO NORTE

 Apoios Institucionais:

 – ABD/RO – Luiz Brito/Presidente 

– ABD Nacional – Solange Lima/Presidente 

– Iphan/RO/Governo Federal 

– Senadora Fátima Cleide 

– Vereador Jaime Gazola 

– AQUI  Publicidade 

– Sinjor/RO 

– Site O Observador 

– Jornal Eletrônico Rondoniaovivo/Paulo Andreoli e Marcos Souza e Equipe. 

Aurora de Cinema.Wordpress.com 

Páginas do Cinema da Globo Filmes 

Apoio da Mídia:

 COLUNA DO ZECATRACA, GENTE DE OPINIÃO, COLUNA ALAN ALEX, BLOG DO SERGIO RAMOS, BLOG 24 QUADROS, PROGRAMA CLOSE, PROGRAMA VIVA PORTO VELHO, JORNAL ONORTÃO, NORTFEST, PORTALRONDÔNIA, TUDORONDÔNIA, RONDONOTICIAS, ÚLTIMA HORA, E A IMPRENSA RONDONIENSE E NACIONAL.

 Realização: 

Associação CurtAmazônia 

FONTE: ASSESSORIA

Selecionados ao CURTAMAZÔNIA

Saiu o resultado da Seleção dos 15 filmes que estarão concorrendo ao Troféu Três Caixas D´Água no 1º Festival de Cinema Curta Amazônia. “A expectativa para a seleção foi bastante concorrida, em função de estarem inscritos diretamente no Festival 174 filmes de 19 estados brasileiros”, afirma João Holmes Presidente dos Jurados. Confira aqui se o seu filme ou vídeo foi selecionado:

1 – Olhar de João, direção Mariley Carneiro, Goiás.

2 – 1:21, direção Adriana Câmara, Pernambuco.

3 – Dossiê Rê Bordosa, direção Cesar Cabral, São Paulo.

4 – Os anjos do meio da praça, direção Alê Camargo e Camila Carrossine, São Paulo.

5 – Como comer um elefante, direção Jansen Raveira, Rio de Janeiro.

6 – Tainá-Kan, a grande Estrela, direção Adriana Figueiredo, Rio de Janeiro.

7 – Ave Maria ou Mãe dos Sertanejos, direção Camilo Cavalcante, Pernambuco.

8 – Beto Lima – O Intérprete das flores, direção Cândido Alberto da Fonseca, Mato Grosso do Sul.

9 – Galo Preto. O menestrel do coco, direção Wilson Freire, Pernambuco

10- Número Zero, direção Cláudia Nunes, Goiás.

11- Pornographicos, direção Haroldo Borges e Paula Gomes, Bahia.

12- Maridos, Amantes e Pisantes, direção Ângelo Defanti, Rio de Janeiro.

13- Bala na cabeça, direção Cristiano Abud, Minas Gerais.

14- Ninho dos Pequenos, direção Ulisses Costa, Rio Grande do Sul.

15- Breve Passeio, direção Rafael Jardim, Bahia.

O BNDES apresenta o Festival de Cinema Curta Amazônia com patrocínio da Eletrobrás – Eletrosul/Gov. Federal, FNC/SAV/MINC; e conta com os apoios culturais do CTAV/SAV/MINC, Governo de Rondônia/Secel, Fecomércio/RO-SESC e SENAC, Maporé, Diário da Amazônia, SGC e Rede TV Rondônia; e apoios institucionais da ABD/RO e ABD Nacional, Iphan/RO, Site O Observador, Sinjor/RO, Site NorteFest e conta com o apoio da Imprensa Rondoniense e  Nacional numa realização da Associação Curta Amazônia. 

Mais informações: festival@curtamazonia.com / http://www.curtamazonia.com

FONTE: Assessoria

Os Filmes do CurtAmazônia

“Divulgar os filmes que estão se inscrevendo para participar é muito importante é mais uma forma de dar visibilidade aos  a realizadores que fazem filmes para manter viva cultura cinematográfica brasileira em destaque neste imenso país e fortalecer o intercâmbio das produções feitas aqui no Norte com as demais regiões brasileiras”.

Quem afirma é Carlos Levy, organizador do Primeiro CurtAmazônia, festival a ser realizado em Rondônia.

Filmes e vídeos farão parte da Mostra Competitiva e estarão concorrendo ao TROFÉU TRÊS CAIXAS D´ÁGUA. Inscrições abertas até 24 de abril.  O festival tem apoio da ABD/RO e ABD/NACIONAL, de toda imprensa regional e nacional, e sites parceiros do Estado de Rondônia, sendo uma promoção da Associação Curta Amazônia.

Informações:

(69) 3224-7077 – 9904-1686 – Carlos Levy

www.curtamazonia.com 

CONFIRA OS FILMES

SINOPSE:

Título: Pornographicos

Categoria: Ficção – Tempo: 17 min. 30 seg.

Estado: Bahia

O velho projecionista do cine pornô redescobre o sentido de sua própria vida quando proporciona o encontro de uma jovem prostituta com o mundo mágico do cinema.

EQUIPE TÉCNICA

Direção: Paula Gomes e Haroldo Borges

Roteiro/Montagem/Fotografia: Haroldo Borges

Produtora: Paula Gomes

Direção de Arte: Marcos Bautista

Elenco Principal: Fernando Neves e Camilla Sarno

Haroldo Borges, Paula Gomes e Marcos Bautista, mentor da competente e premiada Direção de Arte de Pornographicos

SINOPSE:

Título: O Mala

Categoria: Ficção – Tempo: 08 minutos

Estado: Rondônia

Consegue um trabalho, cuida de um portador de deficiência física, que acha uma mala de dinheiro e acaba em briga.

EQUIPE TÉCNICA

Direção/Roteiro/Produtor: Jair Rangel de Souza

Elenco Principal: Pistolino/Atevaldo

Montagem: Valter Rodrigues

SINOPSE:

Título: Rutas Cruzadas

Categoria: Documentário – Tempo: 25 minutos

Estado: São Paulo

Fruto de oficinas de produção audiovisual realizadas na Reserva Indígena de Dourados, Rutas Cruzadas acompanha a viagem de um jovem Terena de Mato Grosso do Sul em uma viagem a Tartagal, na Argentina, para conhecer os povos indígenas da região.

Realidades separadas por milhares de quilômetros, mas que guardam semelhanças na luta por respeito, pela garantia de seus territórios e pela autonomia frente à sociedade não indígena.

EQUIPE TÉCNICA

Direção: Elton Rivas

Roteiro: Oficina de Vídeo – Aldeia Indígena de Dourados

Produtora: Maria de Lourdes Beldi Alcantara

Montagem: Emerson Cabreira, Elton Rivas

Fotografia: Emerson Cabreira e Ana Claudia Souza

SINOPSE:

Título: O Parceleiro – Uma epopéia no meio da floresta

Categoria: Documentário

Estado: Rondônia

O documentário trata do surgimento do jornalismo impresso no interior de Rondônia. As primeiras publicações, a influência da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré neste processo. A produção faz uma viagem pelo regime militar. A exploração da lavoura do cacau, o incentivo do governo federal para a vinda de colonos com o objetivo de colonizar o então Território Federal de Rondônia, as dificuldades da época para conseguir mão-de-obra, a implantação das primeiras tecnologias na comunicação em Rondônia, entre outros fatos relevantes que marcaram a saga do primeiro e único jornal totalmente diário de Porto Velho.

EQUIPE TÉCNICA

Direção/Roteiro: Zacarias Pena Verde

Produtor Responsável: Zacarias Pena Verde

SINOPSE:

Título: Carrapatos e Catapultas

Categoria: Animação – Tempo: 11 minutos

Estado: Paraná

Em outra galáxia, no planeta Vaca, carrapatos bicos-de-pato gostam de se catapultas, sugar gororoba e explodir para ir morar no Mundo dos Carrapatos Fantasmas. Neste episódio, Bod se apaixona por uma caixa de luz. E seu amigo Bum tenta persuadi-lo a desistir de tal loucura.

EQUIPE TÉCNICA

Direção/Roteiro: Almir Correia

Produtor: Zoom Elefante

Fotografia: Walkir Fernandes e Tiago Américo

Direção de Arte: Wlakir Fernandes, Tiago Américo, Juliano Lamb

Montagem: Walkir Fernandes, Juliano Lamb

Trilha musical: Vadeco

Elenco Principal: Bum. Bod. Bolõa

SINOPSE:

Título: De mão em mão

Categoria: Ficção – Tempo: 10 minutos

Estado: São Paulo

Fruto de oficinas de produção audiovisual, esse vídeo narra as desventuras de um jovem da Reserva Indígena de Dourados que tem sua bicicleta roubada logo após ser presenteado por seu pai. A partir do roubo, acompanhamos a trajetória da bicicleta pela reserva indígena, passando de mão em mão até um surpreendente final.

EQUIPE TÉCNICA

Direção: Elton Rivas

Roteiro: Oficina de Vídeo – Aldeia Indígena de Dourados

Produtora: Maria de Lourdes Beldi Alcantara

Montagem: Emerson Cabreira

Fotografia: Emerson Cabreira e Ana Claudia Souza

SINOPSE:

Título: F.I.S. 42

Categoria: Experimental – Tempo: 00:51” segundos

Estado: Amazonas

F.Frames que se movem em um ser feminino ligado a beleza sem valor; I.Imagens;

S.Segundos. 10 horas pensando + 06 horas descansando + 04 Escaneando + 05 horas

descansando + 05 horas ponderando + 03 horas escolhendo as imagens certas + 05 horas

descansando + 04 horas editando = 42, processo.

EQUIPE TÉCNICA

Direção, Roteiro, Produtora, Fotografia, Direção de Arte, Montagem, Trilha musical,

Elenco Principal: Keila Serruya

SINOPSE:

Título: Homens ao mar

Categoria: Ficção – Tempo: 15 minutos

Estado: Rio de Janeiro

Pedro faz sempre o mesmo caminho para lugar nenhum. Um dia, resolve entrar no terreno abandonado perto de sua casa, passa pelos tapumes e encontra um edifício de luxo, onde é reconhecido como morador. De lá, choca-se ao ver a si mesmo na janela de seu apartamento. Seduzido pelo conforto se instala naquele novo endereço. Ao descobrir que o homem do conjugado morreu, corre até o velho prédio, onde confirma a notícia. Perturbado, retorna à sua nova casa, mas, se depara com os tapumes no chão e o terreno baldio exposto.

EQUIPE TÉCNICA

Direção/Roteiro: Almir Minas

Produtora: Daniela Vitorino

Fotografia: Fabio Regaleira

Direção de Arte: Irene Black

Montagem: Davi Santaella

Trilha musical: Clower Curtis

Elenco Principal: Almir Ribeiro, Claudia Mele e Sandro Cortês

SINOPSE:

Título: O curioso matuto

Categoria: Ficção– Tempo: 15 minutos

Estado: Rondônia

Um matuto que abandona seu trabalho por uma pipa, que se envolve em enrascada, entra na área militar e se dá mal

EQUIPE TÉCNICA

Direção/Roteiro/Produtor/Elenco Principal: Jair Rangel de Souza

Direção de Arte: Cristian

Montagem: Cristian

Trilha musical: Cristian

SINOPSE:

Título: O Pescador de Sonhos

Categoria: Animação – Tempo: 11 minutos

Estado: Santa Catarina

Dum mundo escuro ele sai à procura de um mundo de luz e cor, percorrendo caminho árduo e perigoso. Ao atingir esse sonho, o vê volatilizar-se e reduzir-se novamente a solidão e silêncio, talvez por sua precipitação. De volta ao seu mundo real, volta a tentar pois precisa de respostas e a esperança permanece viva.

EQUIPE TÉCNICA

Direção/Roteiro/Fotografia: Igor Pitta Simões

Produtor: Luis da Matta Almeida e Chico Caprario

Montagem: Leonardo Fleuri

Trilha musical: Marcel Soares

SINOPSE:

Título: O Refém

Categoria: Ficção – Tempo: 14 minutos

Estado: Rio de Janeiro

Homem pacato, tem sua rotina alterada quando recusa uma proposta feita por seu chefe. Para sua surpresa isso toma proporções incalculáveis, pois ele passa a ser marginalizado não só pelo seu superior, mas por todos os outros funcionários. A medida que tenta se afastar da empresa, das cobranças de seus colegas, vai percebendo que todas as pessoas com quem cruza pelo caminho, também o hostilizam: o porteiro, o frentista, o garçom, todos, inclusive sua própria mulher.

EQUIPE TÉCNICA

Direção/Roteiro: Alan Minas

Produtora: Daniela Vitorino

Fotografia: Fábio Regaleira

Direção de Arte: Daniela Vitorino

Montagem: Davi Santaella

Trilha musical: Clowers Curtis

Elenco Principal: Marcos Breda, David Herman, Almir Ribeiro

SINOPSE:

Título: Para Paricás

Categoria: Experimental – Tempo: 5’:22” segundos

Estado: Amazonas

Não sinto nada, mas assim mesmo dói/vejam-me/sinto saudades/pra quê separar com cadeiras/deixem o salão livre/meus telhados/para viver aqui/ai ai/daí-me Paricás/ não me
sinto/mas se me vejo, choro/não sinto nada/mas dói/quando se está morto/é melhor morrer antes.

EQUIPE TÉCNICA

Direção/Roteiro/Direção de Arte/Montagem: Keila Serruya

Produtora: Claudilene Siqueira

Fotografia: Michele Andrews

Trilha musical: Marcos Tubarão

Elenco principal: Valdemir de Oliveira

SINOPSE:

Título: Picolé do aranha

Categoria: Documentário – Tempo: 20 minutos

Estado: Amazonas

Sob um sol que faz o asfalto queimar como brasa, surge um homem-mascarado. Esse homem valente é companheiro fiel de si mesmo. Em uma cidade nova ele quebra o silêncio das ruas e esquinas com o objetivo de combater um grande vilão: o calor! Sua arma ? Picolés.

EQUIPE TÉCNICA

Direção/Roteiro/Produtor: Anderson Mendes

Montagem: Anderson Mendes e Ícaro Lobo

Fotografia: Thiago Moraes e Bruno Pereira

Trilha musical: Roberto Dibo