Arquivo da tag: Belo Horizonte

Inscrições de Teatro, Cinema e Música

O Teatro Arthur Azevedo, em São Luís, está selecionando espetáculos para a VIII Semana do Teatro no Maranhão, que acontecerá de 8 a 14 de abril na capital, e de 26 de abril a 5 de maio em outros municípios maranhenses.

A iniciativa é voltada a atores, diretores teatrais, grupos e companhias de teatro As inscrições vão até 11 de março, por meio de ficha que pode ser acessada no site www.cultura.ma.gov.br. Projetos individuais devem encaminhar email para o endereço semanateatroma2013@yahoo.com.br. Informações: (98) 3218-99.00, de segunda a sexta, das 14h às 18h.

************

 Escola de Cinema de Cuba 

A Coordenação dos Exames de seleção para a EICTV no Brasil comunica: estão abertas até 9 de março as inscrições ao Processo Seletivo 2013 / 2016. As provas serão aplicadas dias 15 e 16 de março em cinco cidades: Belo Horizonte, Recife, Florianópolis, Goiânia, e Belém. Serão oferecidas oito especializações, com duração de três anos, em Direção, Produção, Roteiro, Fotografia, Som, Documentário, Edição, e TV e Novas Mídias. Do Brasil, serão selecionados de quatro a seis candidatos. A ficha de inscrição e maiores informações podem ser acessadas no site da Fundação Joaquim Nabuco: www.fundaj.gov.br

*************

INSCRIÇÕES ao CURTA-SE

A Casa Curta-SE recebe inscrições à 13ª edição do Festival Iberoamericano de Cinema de Sergipe (Curta-SE). As inscrições vão até 13 de abril pelo site www.curtase.org.br

Este ano, os filmes estão divididos em cinco categorias: cinema digital, videoclipe, vídeo sergipano, vídeo de bolso e longa-metragem. Além das mostras competitivas, o festival oferece seminários, oficinas e cursos gratuitos e abertos ao público, além de mostras informativas, exibidas em espaços alternativos nas cidades do interior sergipano. A 13ª edição do Curta-SE acontecerá de 16 a 21 de setembro.

 BANDAS DE MÚSICA 

A Funarte irá distribuir gratuitamente, através do Prêmio de Apoio a Bandas de Música 2013, cerca de 150 instrumentos de sopro, visando a reconhecer e proporcionar a melhoria técnica e artística de conjuntos musicais. Esses conjuntos podem se enquadrar nas seguintes denominações: “Banda de música”, “Banda municipal”, “Banda sinfônica”, “Banda de concerto” e “Sociedade Musical”, sendo que cada proponente escolherá até cinco instrumentos. Inscrições até 21 de março.

Cinemateca promove Encontro de Coletivos de Cinema em Curitiba

Realizadores e produtores vão se reunir este final de semana
Com mesas-redondas e exibição de filmes, a intenção é refletir sobre a atitude de filmes contemporâneos realizados coletivamente, modelo que vem-se destacando no circuito cinematográfico. Realizadores de diversos coletivos de cinema do país vão participar,  como Coletivo Símio (Recife), Coletivo Teia (Belo Horizonte), Coletivo Duas Mariola (Rio de Janeiro), e Coletivo Alumbramento (Fortaleza).
Além disso, será promovido debate sobre distribuição de filmes alternativos, com a presença de Sílvia Cruz (Vitrine Filmes), Frederico Machado (Lume Filmes) e Diana Moro (Moro Filmes).
PROGRAMAÇÃO COMPLETA
Dia 31/08 , às 16h AMIGOS DE RISCO (Ficção – Digital – Brasil, Recife – 85’ – 2007) Direção de Daniel Bandeira. **SESSÃO COMENTADA – PRESENÇA DO DIRETOR DANIEL BANDEIRA às 16h.
Às 18h ADORMECIDO (Ensaio – Digital – Brasil – 7’ – 2011) Direção de Clarissa Campolina. QUEDA ( Brasil – Digital – 14’35” – 2000-2010) Direção de Pablo Lobato. O AMOR NUNCA ACABA (Ficção – Digital –  20’ – CE/Brasil – 2012), de Ricardo Pretti e Luiz Pretti. INSTANTÂNEOS – (Documentário – Digital – 15’ – RJ – 2009) Direção de Andrea Capella e Peter Lukas.
19:30h MESA REDONDA – TEMA: OS COLETIVOS DE CINEMA NO BRASIL Mediação: Fábio Ribeiro – Estudante do Curso de Cinema e Vídeo da FAP Clarissa Campolina: Realizadora do Coletivo Teia (Belo Horizonte) Marina Meliande: Realizadora do Coletivo Duas Mariola (Rio de Janeiro) Luiz Pretti:  Realizador do Coletivo Alumbramento (Fortaleza) Daniel Bandeira: Realizador do Coletivo Símio (Recife)
Dia 1/setembro, às 16h
A ALEGRIA (Ficção – Digital – Brasil – 100’ – 2010) Direção de Felipe Bragança e Marina Meliande. 18h DESASSOSSEGO (Drama – Digital –  Brasil – 63’ – 2011). à frente da direção, Felipe Bragança e Marina Meliande, que dividem o comando do filme com profissionais como Karim Ainouz, Marco Dutra, Juliana Rojas, Helvécio Marins, Clarissa Campolina e Caetano Gotardo.
SESSÃO COMENTADA às 18h – PRESENÇA DA DIRETORA MARINA MELIANDE  19:30h MESA REDONDA – TEMA: DISTRIBUIÇÃO ALTERNATIVA Mediação: Miguel Haoni – Coletivo Atalante; Sílvia Cruz: representando a Vitrine Filmes; Frederico Machado: pela Lume Filmes; Diana Moro pela Moro Filmes.
Dia 2 – às 16h DESASSOSSEGO (Drama – Digital – Brasil – 63’ – 2011)
18h NO LUGAR ERRADO (Ficção – Digital – 70′ – CE-DF-RJ/Brasil) Direção de Guto Parente, Luiz Pretti, Pedro Diógenes, Ricardo Pretti.
20h KFZ-1348 (Documentário – 35mm – Brasil – 81’ – 2008)
Direção de Gabriel Mascaro e Marcelo Pedroso.

Para celebrar ELIS Regina

Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro recebe exposição multimídia sobre uma das maiores divas da MPB
A exposição Viva Elis, a ser aberta dia 9, integra o projeto NIVEA VIVA ELIS, idealizado por João Marcello Bôscoli, com patrocínio NIVEA.
O projeto começou oficialmente dia 19 de março, no Rio, com a realização de Avant-Première quando Maria Rita subiu ao palco interpretando, pela primeira vez, canções eternizadas na voz de sua mãe. Assim, iniciou-se a primeira etapa do NIVEA VIVA ELIS, com turnê consagrada por cinco shows gratuitos promovidos em algumas cidades – Porto Alegre (24/03/12), Recife (01/04/12), Belo Horizonte (08/04/12), São Paulo (05/05/12) e Rio de Janeiro (13/05/12).
Maria Rita estreou este ano no cancioneiro imortalizado por ELIS…
Outra vertente do projeto é a exposição Viva Elis, gratuita e com formato multimídia, cuja proposta é apresentar seu conteúdo de forma itinerante, tendo já ocorrido em  São Paulo e Porto Alegre, localidades em que cerca de 52.500 visitantes prestigiaram o projeto.
Rico e diversificado, o material da exposição conta cerca de 200 fotos de Elis Regina, além de reunir trechos de entrevistas emblemáticas, ingressos, posters de shows, vídeos de apresentações, especiais de televisão, réplica de figurinos, revistas e jornais da época. Um documentário contendo depoimentos de vários artistas que trabalharam com Elis também faz parte da exposição. “O que deve emocionar mais as pessoas é uma sala onde poderão ouvir a voz de Elis sem acompanhamento instrumental, solo.” – afirma João Marcello Bôscoli.
Fisicamente o mais parecido com a mãe, João Marcelo idealizou o projegto em homenagem a Elis Regina
O conteúdo da exposição, sob curadoria de Allen Guimarães, é composto por arquivos da família, materiais cedidos pela imprensa e doações de milhares de fãs, de conhecidos de Elis, que entraram em contato assim que tiveram conhecimento do projeto. Aberta ao público gratuitamente, de terça a domingo, a exposição ocupa oito salas do primeiro andar do Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro (CCBB).
Segundo a diretora de Marketing da BDF NIVEA Brasil, Tatiana Ponce, o principal objetivo do NIVEA VIVA ELIS é oferecer ao público mais acesso à cultura popular por meio de uma grande homenagem. “Para a NIVEA, a essência do projeto retrata uma harmoniosa relação entre música, cuidado e beleza, aspectos que se conectam de maneira extremamente verdadeira, na intenção de promover esta linda homenagem à Elis Regina”.
A exposição Viva Elis tem projeto expográfico da empresa Artifício, designer da Tecnopop e produção da Automática. As próximas cidades a receberem a exposição serão Belo Horizonte e Recife, sempre com entrada gratuita.
Serviço – Exposição Viva Elis
Local:  Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro (CCBB)
Data: 9 de agosto a 30 de setembro
Endereço: Rua Primeiro de Março, 66 – Centro  – 1º andar
Informações: (21) 3808-2020 Horários: De terça a domingo, das 9h às 21h

Febre do Rato é o longa mais aguardado do CineCE

Novo filme de Cláudio Assis será exibido no Theatro José de Alencar, com a presença do diretor e dos atores Matheus Nachtergaele, Mariana Nunes, Maria Gladys e Tânia Granussi

 

FEBRE DO RATO entra em cartaz dia 22 de junho em São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Belo Horizonte, Porto Alegre e Brasília. O filme participou do Paulínia Festival de Cinema – 2011 e conquistou 8 prêmios: Melhor Filme Ficção – Júri Oficial, Melhor Filme – Prêmio da Crítica, Melhor Ator (Irandhyr Santos), Melhor Atriz (Nanda Costa), Melhor Fotografia (Walter Carvalho), Melhor Montagem (Karen Harley), Melhor Direção de Arte (Renata Pinheiro), Melhor Trilha Sonora (Jorge Du Peixe).
Febre do Rato é uma expressão popular típica do nordeste brasileiro, que significa aquele que está fora de controle. É assim que Zizo, poeta inconformado e anarquista, denomina seu tablóide, publicado às próprias custas. Às voltas com seu universo particular, no qual saciar os desafortunados é uma mistura de benefício com altas doses de maldade, ele se depara com Eneida, consciência contemporânea e periférica, e todas suas convicções parecem ruir. Instaura-se o conflito entre o indivíduo e a coletividade.

Cláudio Assis e Irandhir Santos: presenças no CineCE, que vai movimentar Fortaleza a partir da próxima sexta…

Sobre o diretor Cláudio Assis

Desde o início da carreira como ator e cineclubista em Caruaru (PE) até a direção do primeiro longa, Amarelo Manga (2002), o diretor construiu uma trajetória que inclui a direção e produção de curtas, documentários e longas. Esses últimos são resultado de profunda reflexão sobre a linguagem cinematográfica e seus meios de produção. Sua obra dialoga entre si e constrói um discurso cinematográfico próprio, focado na reflexão do comportamento humano. Seus longas são projetos de baixo orçamento, e entre estes destacam-se Baixio das Bestas (2006), premiado nos festivais de Brasília, Roterdã, Miami e Paris; Amarelo Manga, premiado em Brasília, Toulose (França), Miami e Fortaleza; Chico Science – Retratos Brasileiros (2008), e Vou de Volta (2007).  

FEBRE DO RATO

Brasil, 2011, 110 min, 35mm, p&b, dolby digital
Direção: Cláudio Assis
Produção: Claudio Assis, Julia Moraes e Marcello Ludwig Maia
Produção: executiva Marcello Ludwig MaiaRoteiro Hilton Lacerda
Fotografia: Walter Carvalho
Montagem: Karen Harley

Elenco: Irandhyr Santos, Nanda Costa, Matheus Nachtergaele, Juliano Cazarré, Tânia Granussi, Conceição Camarotti, Mariana Nunes, Maria Gladys, Ângela Leal, Vitor Araújo, Hugo Gila.

Distribuição: Imovision

 

Inscrições para festivais e prêmios pelo Brasil

Vão até dia 11 as inscrições para a seleção do 10° Festival Internacional de Cinema Infantil – FICI 2012, que acontece entre agosto e novembro em São Paulo, Rio de Janeiro, Niterói, Brasília, Campinas, Santos, Belo Horizonte, Aracaju, Salvador e Recife. Continue lendo em www.ancine.gov.br

                        *********

Abertas até dia 20 as inscrições ao Prêmio Brasil de Fotografia. Os interessados podem participar em duas categorias: Ensaios Fotográficos (para séries de 8 a 12 imagens)  e Pesquisas Contemporâneas, que devem se alinhar ao tema deste ano, com foco na história social e estética do olhar contemporâneo. O evento irá conceder prêmios de R$ 10 mil a R$ 40 mil aos vencedores. As inscrições devem ser realizadas via postal ou pessoalmente. Mais informações: www.portoseguro.com.br/fotografia

                *********

Abertas até dia 25, as inscrições ao Edital Nacional Natura Musical 2012. Além das propostas de produção de CD e DVD, podem participar projetos de livros, shows, festivais, documentários e ações educativas, com foco na música. Para concorrer, os inscritos devem ter o registro no Programa Nacional de Apoio à Cultura (PRONAC) ou estar aptos à captação de recursos por meio da Lei Rouanet ou da Lei do Audiovisual. Mais informações: (11) 3146.0970 ou edital@naturamusical.com.br. Regulamento e inscrições estão disponíveis no site http://www.natura.net/patrocinio ou www.naturamusical.com.br

                            *********

A Fundação Nacional de Artes (Funarte) está selecionando para composições inéditas destinadas a conjuntos orquestrais, camerísticos e solistas, a serem executadas nos concertos da XX Bienal de Música Brasileira Contemporânea, no segundo semestre de 2013. Trata-se do Prêmio Funarte de Composição Clássica, que contemplará 30 trabalhos, os quais concorrerão a premiações de R$ 8 mil a R$ 30 mil. Mais informações: http://www.funarte.gov.br

                                         *********

A Unesco está com inscrições abertas para propostas de financiamento de programas e projetos destinados à diversidade cultural, através de seu fundo internacional, até 31 de maio. Serão disponibilizados um total de US$ 100 mil em aporte financeiro para cada proposta. A iniciativa é aberta aos governos dos países em desenvolvimento membros da Convenção, ONGs nacionais da área da cultura, grupos vulneráveis ou outros grupos sociais minoritários. O formulário de inscrição, para ser preenchido em inglês ou francês, assim como mais informações e regulamentos, estão disponíveis no http://www.unesco.org

                                       *********

A Universidade Federal do Maranhão (UFMA), por meio do Departamento de Assuntos Culturais (DAC) da Pró-Reitoria de Extensão (Proex), está com inscrições para o credenciamento de estudantes, trabalhadores e cinéfilos que querem integrar o Júri Popular do 35º Festival Guarnicê de Cinema. As inscrições podem ser feitas até 8 de junho. Os credenciados terão acesso gratuito às sessões de filmes e direito a voto e certificado de participação. O certificado será emitido somente para os credenciados que obtiverem 80% de participação no Festival. O 35º Festival Guarnicê de Cinema será realizado de 10 a 16 de junho, no Centro Histórico de São Luís. Mais: www.cultura.ufma.br

                                            *********

Abertas até dia 31 de maio inscrições à 10ª Mostra Alagoana de Dança, a ser realizada de 9 de julho a 23 de agosto. Podem participar escolas de dança, grupos amadores ou profissionais, bailarinos profissionais ou não, em todas as modalidades cênicas, residentes em Alagoas. O tema é livre, porém a prioridade será dada aos apoiadores dos movimentos da cultura alagoana e nordestina em geral. Não há taxa de inscrição. Mais informações no site da Secretaria de Cultura de Alagoas (Secult-AL): http://www.cultura.al.gov.br

                                       ********* 

O Núcleo de Atores da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) está com inscrições abertas para atores, com idade mínima de 18 anos, com ou sem experiência, que queiram participar de uma seleção de elenco para novo espetáculo. Os interessados devem se dirigir à recepção do Centro de Arte e Cultura e realizar sua inscrição preenchendo o formulário disponível na Secretaria do local. A participação também pode ser efetuada pela internet, solicitando a ficha de inscrição através do e-mail uepbtetro@gmail.com. Mais informações: (83) 3310-9734 ou 3310-9733.

                                             *********

 O 3º FESTCINE MARACANAÚ – Festival de Cinema Digital e Novas Mídias será realizado na cidade de Maracanaú (CE), no período
de 16 a 21 de Outubro, organizado e coordenado pela empresa Abraham Filmes e Estúdio Digital, sob aa coordenação-geral do produtor e cineasta Afonso Celso.

A programação do FESTCINE MARACANAÚ divide-se em três mostras competitivas: a primeira para longa-metragem em formato digital; a segunda para curtas brasileiros em formato digital; e a terceira para novas mídias. O festival promove ainda uma mostra de curta-metragem, destinada aos realizadores da zona metropolitana de Fortaleza.

As inscrições ao FESTCINE MARACANAÚ – Festival de Cinema Digital e Novas Mídias prosseguem até dia 15. O festival tem premiação em dinheiro, assim estabelecida:

    1. R$ 10.000,00 (Dez mil reais) para melhor produção audiovisual Longa Metragem
    2. R$ 5.000,00 (Cinco mil reais) para melhor produção audiovisual Curta Metragem
    3. FESTCINE MARACANAÚ – Festival de Cinema Digital e Novas Mídias.
      www.festcinemaracanau.com.br – atendimento@festcinemaracanau.com.br 

 

Inscrições para festivais de Cinema, Música e Teatro

Festival de Arte Digital reúne projetos de todo o Brasil

A 6ª edição do Festival de Arte Digital – FAD abriu inscrições para a seleção de trabalhos. Este ano, o tema é “Interfaces Relacionais”, no intuito de dialogar com as novas formas de interatividade desenvolvidas pelos artistas, com ou sem o uso de computadores. Os interessados têm até 30 de abril para enviar propostas. Os selecionados terão suas obras expostas durante todo o mês de setembro, no Museu Inimá de Paula, em Belo Horizonte. As performances, oficinas, workshops e palestras, que também passam por seleção via edital, serão realizadas neste mesmo período. Detalhes no www.festivaldeartedigital.com.br

Festival de Inverno de Garanhuns convoca artistas de todo o Brasil

A 22ª edição do Festival de Inverno de Garanhuns recebe propostas artísticas de todo o Brasil até dia 27. O edital tem como objetivo democratizar o acesso do público aos artistas, assim como oferecer oportunidade aos novos talentos da música, teatro, dança, circo e artes visuais, entre outros. As propostas devem ser entregues no protocolo da Fundarpe (Rua da Aurora, 463/469 – Boa Vista – Recife), ou enviadas pelos Correios. O resultado será divulgado dia 11 de junho. Para saber mais, acesse: www.fundarpe.pe.gov.br

Salão de Artes Plásticas de São Luís recebe trabalhos

Seguem até 15 de maio as inscrições ao 3º Salão de Artes Plásticas de São Luís. A mostra está prevista para acontecer entre 31 de maio e 30 de setembro, e prestará uma homenagem aos 400 anos da cidade. Todos os trabalhos inscritos deverão ter como base a frase do poeta e escritor José Chagas: “A cidade foi possuída pelo tempo, está grávida de seu passado e, dependendo de nós, poderá parir um demônio ou um anjo”. As inscrições deverão ser feitas presencialmente, até 15 de maio, durante o turno da manhã, no Trapiche Santo Ângelo. Cada participante poderá inscrever até três obras inéditas. Saiba mais sobre o prêmio e o regulamente no blog da Fundação de Cultura de São Luís: http://funcsl.wordpress.com

Encontro Nacional de Folguedos inscreve quadrilhas juninas

Abertas até 18 de maio as inscrições para o Concurso de Quadrilhas Juninas, a ser realizado dentro da programação do Encontro Nacional de Folguedos. Este ano, o evento acontece na semana de 24 a 30 de junho. As inscrições serão realizadas na sede da Fundação Cultural do Estado – Fundac, no Departamento de Ações Culturais. No momento da inscrição, é preciso apresentar um release e fotografia impressa do grupo. Mais informações podem ser obtidas através do telefone (86) 3226.2621.

Terceira edição do FestCine Maracanaú recebe inscrições até 15 de maio

Acesse: http://www.festcinemaracanau.com.br./site/regulamento-0

Festival Nacional de Teatro de Congonhas (MG)

Inscrições abertas até primeiro de Maio: http://www.profesteatro2012.tk/

42º Festival Nacional da Canção de Varginha
 
Inscrições até 8 de junho
As fases eliminatórias do festival serão realizadas dias 3 e 4 de agosto em Extrema; 10 e 11 de agosto em Pouso Alegre; 17 e 18 de agosto em Formiga; 24 e 25 de agosto em Guapé; 31/8 e 1º de setembro em Varginha. Em Boa Esperança, acontecerão as semifinais e final nos dias 6, 7 e 8 de setembro. O festival é organizado pela empresa Fenac Promoções e Eventos. Saiba mais: http://www.festivalnacionaldacancao.com.br
 
21a edição Festival Biarritz Amérique Latine
 
affiche-festival-de-biarritz-2012-sidebar-survol

Os vencedores do É Tudo Verdade, por Carlos Alberto Mattos

A força dos personagens

Meirelles, Cuíca, Sganzerla

Apesar do espaço cada vez maior que os festivais de cinema brasileiros vão abrindo para os documentários, o É Tudo Verdade continua a ser a menina dos olhos da turma do real. É ali onde se forma um certo senso de comunidade, e o foco se concentra nas questões dessa modalidade de cinema. O festival virou um motivo a mais para novos documentaristas se aventurarem a bordo de suas câmeras.

No último dia 31, foram conhecidos os premiados da 17ª edição, encerrada no Rio e em São Paulo, seguindo dia 10 para Brasília e em maio para Belo Horizonte. O vencedor da competição brasileira de longas-metragens leva um prêmio no valor de 110 mil reais – mais um motivo de interesse para quem lida com os orçamentos miúdos da chamada não-ficção.

O que salta aos olhos desse conjunto de sete trabalhos selecionados pelo festival é, mais que tudo, a força dos personagens centrais. À exceção de Tokiori – Dobras do Tempo, de Paulo Pastorelo, que trata de uma rede de imigrantes japoneses numa área rural de São Paulo, os demais são dominados por personalidades fortes. Quatro delas dão título aos respectivos filmes, mostrando como a personalização é dado recorrente na pauta dos documentaristas brasileiros. De todos, Mr. Sganzerla, de Joel Pizzini, e Os Irmãos Roberto, de Ivana Mendes e Tiago Arakilian, antípodas em matéria de estilo, são os que mais se colam à forma de expressão dos seus personagens.

Pizzini cria uma espiral barroca de referências para apresentar o cineasta Rogério Sganzerla através de quatro grandes admirações: Orson Welles, Oswald de Andrade, Noel Rosa e Jimmi Hendrix. Pelo uso abundante de falas de Sganzerla, numa edição veloz, o filme reproduz a sua verve de enfant terrible, as alusões obsessivas e o estilo indisciplinado que o fizeram, assim como Glauber Rocha, quase tão importante pelo que disse e escreveu como pelo que filmou. A impressão de excesso é parte da proposta um tanto avassaladora de ser fiel ao personagem.

No extremo oposto da escala de irreverência, Os Irmãos Roberto enfoca, com imagens e depoimentos bem organizados, o trabalho dos arquitetos modernistas Marcelo, Milton e Maurício Roberto, responsáveis pelo célebre escritório MMM Roberto. O filme os apresenta através de falas e imagens bem compostas, editadas de maneira a sugerir linhas de continuidade e harmonia de formas condizentes com a obra que enfoca. Embora nada se fale da vida pessoal dos Roberto, são eles, como personagens, que norteiam um debate mais amplo sobre os destinos arquitetônicos do Rio de Janeiro.

Uma figura como Dino Cazzola, o produtor cinematográfico italiano que registrou a criação e consolidação de Brasília durante três décadas, tem sua vida privada referida rapidamente em Dino Cazzola – Uma Filmografia de Brasília. No filme, Andrea Prates e Cleisson Vidal trazem uma seleção de imagens daquele acervo praticamente desconhecido. A intenção é contar a história da capital por um viés crítico, ainda que se utilizando de filmagens quase sempre “chapa branca” em sua origem. Mas os poucos dados biográficos de Cazzola despertam a curiosidade do espectador. Com sua cidade destruída, ele teria ajudado os pracinhas brasileiros na Itália e vindo com eles para o Brasil ao fim da II Guerra.

Paralelo 10, de Sílvio Da-Rin, e Coração do Brasil, de Daniel Santiago, são filmes de expedição que se inscrevem numa das primeiras tradições do documentário brasileiro. Mesmo assim, são os personagens principais que controlam o timão dos docs. Paralelo 10 viaja com o sertanista José Carlos Meirelles por um rio do Acre, nas proximidades da área dos índios isolados. Meirelles é um dos fundadores da nova mentalidade indigenista que visa respeitar o direito do índio ao não contato. Já em Coração do Brasil, são três homens de idade avançada que se dispõem a refazer a viagem que empreenderam 30 anos antes ao centro geográfico do Brasil, em terras indígenas do Mato Grosso. Aqui também, é a personalidade dos viajantes que acaba se sobrepondo às peripécias do trajeto.

Nenhum, porém, é mais pitoresco do que o personagem-título de Cuíca de Santo Amaro. O poeta de cordel que fez a crônica social e política de Salvador nos anos 40 a 60 era um Malasartes nativo, um “canalha modesto” no dizer aproximado de Millôr Fernandes. Sua trajetória entre escândalos, propinas e a picardia dos versos é contada com gosto no filme de Joel de Almeida e Josias Pires. Há poucas imagens de Cuíca, mas seu perfil está na tela pelas vias de um bom relato.

Acesse: http://carmattos.wordpress.com/ https://twitter.com/carmattos.