Arquivo da tag: bruno barreto

Noite de Glória em Gramado: começa o Festival de Cinema !

41a edição do mais concorrido e popular festival de cinema do país vai reunir centenas, a partir de hoje, na serra gaúcha

Festival_preparitivos02

Abertura terá Orquestra Sinfônica de Gramado

A cerimônia de abertura do 41º Festival de Cinema de Gramado, grifada para às 17h no Palácio dos Festivais, contará mais uma vez com a performance da Orquestra Sinfônica de Gramado. Regidos pelo maestro Bernardo Grings, os músicos irão interpretar trechos de conhecidas trilhas sonoras do cinema brasileiro, latino e internacional.

Os donos do palco

Responsável pela cenografia de palco do 41º Festival de Cinema de Gramado, Rubens Bandeira está preparado para mais uma edição: “Fazer este evento há tanto tempo envaidece e, ao mesmo tempo, preocupa. O palco tem que ser bacana e conduzir tudo com elegância, mas as estrelas são os filmes, os concorrentes e os premiados”. Bandeira e o sócio Jorge Ghiorzi comandam a Produttora, Eventos e Vídeos que está com equipe de dez pessoas em Gramado.

Miranda Otto e Glória Pires protagonizam ‘Flores Raras’, de Bruno Barreto…

Flores Raras abre 41º Festival de Cinema de Gramado

Com direção de Bruno Barreto, Flores Raras é o filme escolhido para a abertura do 41º Festival de Cinema de Gramado. A sessão começa às 19h, no Palácio dos Festivais. Baseado em fatos reais, o longa traz Glória Pires e a australiana Miranda Otto como protagonistas. Otto, que recentemente finalizou The Homesman ao lado de Meryl Streep e Tommy Lee Jones, é Elizabeth Bishop, poetisa que viveu uma história de amor com a arquiteta carioca Lota de Macedo Soares (Glória Pires), idealizadora e supervisora da construção do Parque do Flamengo durante a ditadura militar no Brasil.

 

 Noite de Homenagem a Glória Pires: Atriz vai receber Troféu Oscarito

Além de apresentar o filme de abertura Flores Raras, do qual é protagonista, Glória Pires é a homenageada do troféu Oscarito, distinção que contempla grandes intérpretes do cinema brasileiro. A cerimônia de homenagem acontece antes da exibição do filme, às 19h. A atriz começou sua carreira ainda garota na TV mas em 1981 já começava a trilhar o caminho do cinema com A Filha do Sol, primeiro longa-metragem de Fabio Barreto. Nos anos seguintes, consolida sua carreira no cinema atuando em filmes de grande sucesso de pública e crítica. Com O Quatrilho, segundo de quatro brasileiros indicados ao Oscar de melhor filme estrangeiro, ganhou o prêmio de melhor atriz no Festival de Havana e no Festival de Cinema de Viña del Mar. A atriz ainda estende sua carreira às comédias, a exemplo de A Partilha e Se Eu Fosse Você, que atestam sua inegável versatilidade. Nos últimos anos, GLÓRIA PIRES ganhou prêmios por papeis em filmes como É Proibido Fumar e Lula, o Filho do Brasil.

 Mais de 400 jornalistas devem participar da cobertura

A 41ª edição do Festival de Cinema de Gramado contará com a presença de 420 profissionais de imprensa, divididos entre 138 veículos, de diversos estados do Brasil e do exterior. Pelo oitavo ano, a assessoria de imprensa está a cargo da Pauta – Conexão e Conteúdo. A transmissão oficial do festival fica a cargo da TV Feevale. Este é o segundo ano consecutivo no qual a emissora universitária assume a cobertura. A PressPhoto, coordenada por Edison Vara, é novamente responsável pela cobertura fotográfica do Festival.

Primeiro aplicativo do Festival de Cinema de Gramado

O Festival de Cinema de Gramado conta, pela primeira vez, com um aplicativo disponível para Iphone. O app traz informações básicas sobre o Festival como programação geral, filmes concorrentes, informações sobre os prêmios, notícias atualizadas e compra de ingressos, e está disponível para visitantes e convidados: “A ideia é proporcionar maior agilidade e mobilidade de informações para os visitantes do Festival”, diz Ralfe Cardoso, diretor da Um Cultural e produtor do evento. Para acessar as informações, não é necessário estar conectado à internet, exceto para a compra de ingressos e para visualizar as notícias mais recentes. O aplicativo está disponível para download na AppleStore.

Palácio dos Festivais terá novo visual

O Palácio do Festival, tradicional palco do Festival de Cinema de Gramado, estará de cara nova para a 41ª edição. O arquiteto Bernardo de Magalhães, sócio da CRIO Arquitetura, responsável pela coordenação de cenografia, explica que a concepção do novo visual foi inspirada em grandes festivais da Europa. Brises laterais irão cobrir o “aquário”, configurando imponência e elegância, além de proporcionar um ar de mistério para quem vê o local da rua. Também na Rua Coberta estão painéis com a identidade visual do Festival. Na fachada do prédio, um telão irá exibir matérias, imagens de edições anteriores do evento, além de transmitir o que acontece dentro do Palácio dos Festivais.

Neblina_Gramado03 (1)

PREVISÃO DO TEMPO

A abertura do Festival de Cinema de Gramado tem mais uma atração garantida: o frio. Conforme a MetSul Meteorologia, a temperatura deve despencar em Gramado após o calor dos últimos dias. Faz frio hoje, com marcas de 8ºC pela manhã e entre 4ºC e 6ºC à noite. O vento deve ter rajadas fortes, aumentando a sensação de frio. Frio e chuva seguem no sábado, com temperaturas entre 2ºC e 6ºC. No domingo, o sol aparece com nuvens e segue frio, apesar de marcas mais altas à tarde.

Quem chega em Gramado hoje:

– Glória Pires (Oscarito e Flores Raras)

– Bruno Barreto (Flores Raras)

– Rubens Ewald Filho (Curador)

Programação 09/08 – Sexta-feira

Palácio dos Festivais

17h – Cerimônia de abertura na Rua Coberta

19h – Filme de abertura: Flores Raras, de Bruno Barreto

Homenagem: Troféu Oscarito – Glória Pires

* O blog Aurora de Cinema estará em Gramado com apoio do SKY HOTEL !

Sky

Lucy Barreto receberá homenagem do Cine Ceará

Além do ator Marco Nanini, produtora também estará em Fortaleza

Musicista de formação, Lucy Barreto passou a se dedicar inteiramente ao cinema nos anos 70, exercendo diferentes funções na produção, até se fixar como produtora executiva e, posteriormente, como produtora na empresa Produções Cinematográficas LC Barreto. Participa de todos os aspectos de uma produção, desde o desenvolvimento de um roteiro até a pós-produção e o lançamento.

Lucy Barreto produziu, entre outros, o filme Bye Bye Brasil

Desde seu primeiro trabalho como assistente de cenografia, no filme Os herdeiros (1968), de Cacá Diegues, Lucy Barreto já produziu mais de 50 filmes, entre eles: “Bye bye Brazil” (1980), de Carlos Diegues; “Guerra conjugal” (1975), de Joaquim Pedro de Andrade; “Índia, a Filha do Sol” (1984) e “O quatrilho” (1995), de Fábio Barreto; “Dona Flor e seus dos maridos” (1978), “Amor bandido” (1981), “O que é isso companheiro?” (1996), “Bossa nova” (2000), de Bruno Barreto; “O caminho das nuvens” (2003), de Vicente Amorim; “Grupo Corpo, 30 anos – uma família brasileira” (2006), “Sonhos e desejos” (2007). “O quatrilho” e “O que é isso companheiro?” foram indicados ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, respectivamente, em 1996 e 1998.

Com o marido Luiz Carlos Barreto: parceria de sucesso…

Ao longo da sua trajetória, a empresa LC Barreto produziu mais de 80 filmes de curta e longa-metragem. Muitos deles são atualmente considerados parte do patrimônio artístico e cultural do Brasil e, sem dúvida, também da América Latina, desempenhando nos últimos 50 anos um papel de liderança na indústria cinematográfica brasileira.

Glória Pires com Lucy: atriz estará em novo trabalho com os Barreto…

Além de seu trabalho como produtora, Lucy Barreto é responsável por toda a política externa que a empresa exerce desde os anos 70. Desenvolveu e segue com sucesso negociações com distribuidores internacionais para a comercialização do catálogo de títulos da empresa, assim como a produção de novos projetos. Ultimamente, Lucy vem-se dedicando aos documentários e filmes institucionais. Seu mais recente trabalho, no qual atuou como diretora, foi O Grupo Corpo – uma família brasileira, documentário sobre o famoso grupo de dança brasileiro. Neste momento, está produzindo o filme Flores raras, de Bruno Barreto, com Glória Pires interpretando Lota de Macedo Soares.