Arquivo da tag: CARNAVAL do Rio

Samba resiste, Alegria desfila na Sapucaí e é destaque em filme de Valmir Moratelli que estreia na TV

30 dias

Uma estreia muito aguardada do Cinema Brasileiro, o documentário 30 Dias, do jornalista, poeta e pesquisador Valmir Moratelli, estreia nesta quarta, 02 de setembro,  na sessão Prime.doc, do canal Primebox Brazil.

Destaque ano passado na mostra Première Brasil do Festival do Rio, o filme mostra a crise que o carnaval carioca vem sofrendo há algum tempo, e que se acentuou em 2019. Agora, “30 Dias – um carnaval entre a alegria e a desilusão” será exibido na televisão.

O documentário de Moratelli, que é um apaixonado pela folia e tem mais de uma década de cobertura de desfiles carnavalescos no Sambódromo do Rio de Janeiro, é uma narrativa sobre a saga de anônimos para colocar o bloco na rua e não ficar de fora do mais badalado carnaval do país. Assim, Valmir Moratelli fez um trabalho de fôlego, na base do “cinema do próprio bolso” e com ajuda de “vaquinha virtual” para registrar o esforço de brincantes, músicos, carnavalescos, costureiras, coreógrafos, artistas visuais, emfim, de toda uma comunidade, para estar presente – no peito, na garra e no gogó – ni desfile da maior festa popular do país em 2019.

Alegria

Documentário “30 dias” mostra resistência da escola de samba Alegria da Zona Sul…

É a dificuldade imensa das escolas do grupo de acesso ao desfile do carnaval carioca, aliada à paixão pela cultura popular, que Moratelli registra em seu belo documentário. A escola que simboliza toda a luta e empenho de brincantes para estar na Sapucaí é a Alegria da Zona Sul,  rebaixada na Série A em 2019, ano no qual foi feito o registro audiovisual.

“Fizemos esse filme sem recursos. Nosso objetivo é dar visibilidade ao grupo de Acesso, mas também discutir racismo e o preconceito com a cultura popular”, diz Moratelli. E vai mais além: “O filme mostra a perversidade do poder público com o carnaval carioca. É interessante perceber que, bem antes da crise trazida pela pandemia, já não se valorizava o que é popular. O carnaval vem sendo atacado por uma onda neopentecostal que domina a política fluminense”, afirma Valmir.

O trailler do filme você vê aqui: https://youtu.be/sszVuixp5hs

Valmir filme

Fabiano Araruna, Valmir Moratelli e o ator Romeu Evaristo no Festival do Rio 2019.

O documentário ’30 Dias – Um carnaval entre a alegria e a desilusão’, do diretor Valmir Moratelli, tem produção de Fabiano Araruna, da El Tigre Studio.

A exibição online do documentário de Valmir Moratelli será nesta quarta, 2 de setembro,  às 18h45, na sessão Prime.doc, do canal Primebox Brazil. O canal está disponível na Claro (canal 656 ou 156); Sky (canal 157); Vivo (canal 109) e Oi (canal 85). 

SERVIÇO

Estreia de Cinema na TV

O que: lançamento de filme online

Título: 30 Dias – Um carnaval entre a alegria e a desilusão

Diretor: VALMIR MORATELLI

Produção: El Tigre Studio

Quando: Quarta, 02 de setembro de 2020

Onde: sessão Prime.doc, do canal Primebox Brazil

Horário: 18:45h.

*O filme também pode ser visto na Claro (canal 656 ou 156); Sky (canal 157); Vivo (canal 109) e Oi (canal 85). 

*Depois da exibição, o diretor Valmir Moratelli vai participar de debate sobre o filme no Instagram @primeboxbrasil, com participação da pesquisadora Carolina Rocha, da Coordenadoria de Experiências Religiosas Afro-Brasileiras. Começa às 20:30h.

Jornadas Namídia destacaram crônica, telenovela, carnaval e telejornalismo

NAMIDIA panfleto mini

As Jornadas NAMÍDIA são uma realização anual do grupo de pesquisa acadêmica da UFJF “Narrativas Midiáticas e Dialogias”, coordenado pela jornalista e professora Doutora Cláudia Thomé.

Neste 2020, a quarta edição das Jornadas de Mídia e Literatura NAMÍDIA aconteceram em versão online – por conta da pandemia que tomou de assalto o mundo -, e tiveram 6 sessões virtuais, no período de 6 a 11 de julho, via Youtube.

Intituladas Jornadas Namídia: narrativas em tempos de pandemia. Gratuito e aberto a quem se interessa pelas discussões propostas, o evento enfatizou o quanto este tempo de quarentena e confinamento privilegiou o olhar para as artes, em especial, o audiovisual.

Os seis dias das JORNADAS tiveram a seguinte configuração:

Na sessão de abertura, as Jornadas Namídia receberam as jornalistas Michele Ferreira (TV Integração) e Mariana Cardoso (TV Globo). A conversa teve mediação do jornalista Pedro Miranda (doutorando em Comunicação do PPGCOM/UFJF e membro do Namídia), e a pauta teve como foco os desafios e mudanças no fazer telejornalístico do período de pandemia.

Na segunda sessão, o convidado foi Victor Menezes (mestre em História Cultural pela Unicamp), que conversou com Vanessa Martins (mestranda em Comunicação do PPGCOM/UFJF e membro do Namídia) e Laura Sanábio (mestranda em Comunicação do PPGCOM/UFJF e membro do Namídia) sobre o universo fantástico de “Harry Potter” e Fake News.

Em seguida, na quarta (08 de julho), foi a vez do pesquisador Valmir Moratelli (escritor, poeta, jornalista, cineasta e doutorando em Comunicação PUC-Rio) abordar o tema da Teledramaturgia. O bate-papo teve como mediadora a atriz e jornalista Aurora Miranda Leão (esta que vos fala, que é doutoranda em Comunicação PPGCOM UFJF e membro do Namídia) e contou com o auxílio luxuoso do jornalista Pedro Miranda (doutorando em Comunicação PPGCOM/UFJF e membro do Namídia). Essa foi uma das conversas que rendeu mais audiência, evidenciando o quanto a telenovela é querida no país e o quanto o público se mantém fiel a essa forma de ecxpressão artística, mesmo em tempos de isolamento social. A atriz Rosamaria Murtinho foi uma das que acompanhou as Lives NAMÍDIA e postou vários comentários elogiosos.

Já na quarta sessão, o convidado foi o jornalista Maranhão Viegas, da TV Brasil, que conversou com a pesquisadora Cláudia Thomé (professora da Facom e da pós-graduação PPGCOM/UFJF, além de coordenadora do Namídia), tendo como mediadora a acadêmica Michele Pereira (doutoranda em Comunicação pela PUC-Rio e membro do Namídia). O tema foi a crônica audiovisual na TV e rendeu belos momentos de defesa da atividade jornalística com ênfase ao aspecto humanitário da profissão, à necessidade do profissional da Comunicação e às sutilezas poéticas da crônica televisiva num ambiente que exige tanta velocidade de produção e deixa pouco espaço para o lirismo. A audiência, atenta e emocionada com as palavras de Maranhão Viegas, acabou emocionando o colega da TV Brasil, que se declarou inteiramente imerso em afetividade e gratidão. 

Na penúltima sessão das #jornadasnamidia, o convidado foi o jornalista e comentarista da folia carioca, Bruno Filippo (Rádio BandNews FM). A conversa sobre Carnaval foi conduzida pelo também jornalista e pesquisador Marco Aurélio Reis (professor Unesa-RJ e vice-coordenador do Namídia) e pela pesquisadora Samara Miranda (mestranda em Comunicação PPGCOM/UFJF e membro do Namídia).

Para encerrar a semana de JORNADAS NAMÍDIA, o convidado super especial foi o pesquisador, carnavalesco e comentarista do Carnaval Globeleza, Milton Cunha. O bate-papo sobre as narrativas da Sapucaí foi conduzido pelos jovens pesquisadores Samara Miranda (mestranda em Comunicação PPGCOM/UFJF) e Rafael Rezende (doutorando em Comunicação PPGCOM/UFJF e membro do Namídia). 

A participação de Milton Cunha, que é mestre e doutor em Ciências da Literatura, PHD em História da Arte e coordenador-geral do Observatório de Carnaval da UFRJ, foi das mais festejadas e encerrou com brilhantismo esta quarta edição das Jornadas de Mídia e Literatura do grupo de pesquisa Narrativas Midiáticas e Dialogias.

Quem quiser rever, ou quem perdeu e gostaria de assistir às Jonadas NAMÍDIA, basta acessar o canal do grupo no Youtube:

https://www.youtube.com/channel/UCjsbXtrj4gCfB-5NrbPgQ2w

Para entrar em contato, basta seguir as redes sociais:

Grupo de Pesquisa Narrativas Midiáticas E-mail: grupo.namidia@gmail.com instagram.com/narrativasmidiaticas/ facebook.com/narrativasmidiaticasedialogias ufjf.br/narrativasmidiaticas/

Fundição Progresso vai homenagear Mário Lago com Marchinhas

VII Concurso Nacional de Marchinhas da Fundição Progresso vai homenagear compositor

Prêmios somam R$ 27 mil e finalistas farão parte do CD “As melhores marchinhas do carnaval 2012”

Em sua sétima edição, o Concurso Nacional de Marchinhas da Fundição Progresso vai homenagear o compositor, poeta e ator Mário Lago, que completaria 100 anos no próximo 26 de novembro.

Autor de apenas uma – mas célebre – marchinha, AURORA, em parceria com Roberto Robert, Mário Lago compôs também sambas como “Atire a primeira pedra” e “Ai que saudade da Amélia”, com Ataulfo Alves, entre outros tantos sucessos.

As inscrições vão até 31 de outubro. O edital e o formulário de inscrições estão disponíveis no site www.concursodemarchinhas.com.br

Ator, compositor, poeta e escritor, MÁRIO LAGO vai receber justa homenagem da Fundição Progresso…

Assim como nas últimas seis edições, o projeto conta com parceria do programa Fantástico, da TV Globo, que transmite ao vivo a final do concurso com votação interativa aberta para todo o país, duas semanas antes do carnaval. A premiação desta edição será: R$15 mil para o primeiro colocado; R$ 8 mil para o segundo colocado; R$ 4 mil para o terceiro colocado. 

O CONCURSO

Idealizado por Perfeito Fortuna, agitador cultural, ator e presidente da Fundição Progresso, o Concurso Nacional de Marchinhas Carnavalescas da Fundição Progresso foi lançado em 2005. O projeto, que conta mais uma vez com o patrocínio da PETROBRAS, é considerado um marco na revitalização do carnaval de rua no Rio de Janeiro e no país. A partir de sua criação, mais de 5.000 composições foram inscritas na disputa, vindas de todos os estados brasileiros. Diversas cidades realizaram eventos semelhantes nos anos seguintes à criação do concurso da Fundição. 

Fundição Progresso se prepara para receber mais um concurso de Marchinhas Carnavalescas…

Nas edições anteriores, as marchinhas vencedoras foram: “Milagre do Viagra”, de Homero Ferreira, em 2006; “Pra Carmem” de Bete Bissoli, em 2007; “Volante e Cachaça não Combina”, de Mauro Diniz e Cláudio Jorge, em 2008, e “Bom Dia”, de Renato Torres Lima, em 2010. O bicampeão Edu Krieger foi o primeiro colocado em 2009, com “Bendita Baderna” e em 2011, com “Nossa fantasia”. 

SERVIÇO

VII Concurso Nacional de Marchinhas da Fundição Progresso

As inscrições podem ser feitas através do site www.concursodemarchinhas.com.br ou enviando o material para o Centro Cultural Fundição Progresso: Rua dos Arcos, 24 • Lapa • Rio de Janeiro • CEP 20.230-060

Informações: (21) 2220-5070


 

SAPUCAÍ LOTADA APLAUDE UNIDOS DA TIJUCA

 

A Unidos da Tijuca voltou a dar SHOW na Marquês de Sapucaí no desfile das campeãs do carnaval do Rio. A escola levou ao Sambódromo novo truque de ilusionismo, cujo protagonista foi seu próprio carnavalesco, Paulo Barros.

Paulo Barros fez rápida demonstração para a platéia, antes de a Tijuca entrar em peso na avenida, uma forma elegante e inteligente de brindar o público que tanto torceu pela escola do Borel. Paulo entrou numa pequena caixa móvel vestido com roupas pretas e em dois segundos deixou o local todo de branco. Na sua frente, seis bailarinas repetiam a troca de fantasias em segundos, dentro de tubos de tecido ou sob um pano que cobria o grupo na passarela.

Grávida, Adriane Galisteu comandou mais uma vez a bateria vestida de melindrosa

A escola fechou o desfile às 4:38h da madruga de domingo sob aplausos, embora não se ouvisse o grito de “é campeã!” dos setores populares da arquibancada. Barros, o mais requisitado para fotos e entrevistas antes e depois do desfile, enfim se emocionou com o título.

Na apuração, quarta-feira, com o resultado, ele se mostrou mais contido. Ele disse que a “ficha caiu”. “Chorei muito hoje, percebi a dimensão de tudo o que fizemos”.

A escola realizou  trabalho notável de recuperação dos carros alegóricos e de fantasias e mais uma vez ofuscou as agremiações que passaram antes pela Sapucaí – Mangueira, Salgueiro, Vila Isabel, Beija-Flor e Grande Rio, pela ordem.

Selinho de Paulo Barros em Galisteu celebra vitória que muda história do carnaval

“O Paulo Barros vai continuar conosco até quando ele quiser. Ele é quem dá as cartas”, afirmou o presidente da Unidos da Tijuca, Fernando Horta. Ele disse que o carnaval da escola de samba custou R$ 8 milhões e não quis adiantar qual será o enredo para 2011. “Com o título, quebramos uma barreira, a partir de agora todos vão nos ver como uma escola grande”.

O casal de coreógrafos da comissão de frente da agremiação da Tijuca, Priscila Mota e Rodrigo Neri, mais uma vez manteve o segredo da troca de roupas das bailarinas, a grande sensação do carnaval carioca de 2010. “Foram três meses de ensaios exaustivos. Agora quero descansar”, comentou Rodrigo.

Venda recorde de ingressos para DESFILE DAS CAMPEÃS

A procura de ingressos para o desfile das campeãs no próximo sábado (20) está sendo a maior dos últimos 15 anos, segundo dados divulgados pelo coordenador de vendas da Liesa (Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro), Heron Schneider.Hoje foram disponibilizados os 5.446 ingressos restantes para o desfile, à venda em oito pontos diferentes da cidade.

Quem ainda quiser comprar os ingressos para o desfile das campeãs deve se dirigir a um dos oito pontos de venda, que funcionam em sete agências do banco Bradesco e na Central Liesa de Atendimento. Cada ponto vende ingressos para um determinado setor do Sambódromo.

Para a arquibancada do Setor 3, o valor é de R$ 120, sendo vendido na agência da Avenida Rio Branco, número 131. No Setor 4, o ingresso custa R$ 70 e pode ser comprado na agência da Rua Visconde de Inhaúma, 134 C.

 
Carro da Unidos da Tijuca mostra inovação do carnavalesco Paulo Barros; escola é campeã do Carnaval do Rio

No Setor 5, a arquibancada custa R$ 150 e o ingresso está à venda na Agência Cinelândia, na Rua Senador Dantas, 61. Os ingressos para o Setor 7 custam R$ 180 e são vendidos na Rua Visconde de Inhaúma, 50.

Para o Setor 11, os ingressos saem por R$ 120 e podem ser comprados na agência da Praça Pio X, 98 A.

As cadeiras individuais do Setor 6, com preço de R$ 70, estão à venda na Agência da Carioca, na Avenida Rio Branco, 181 A. O ingresso para as cadeiras individuais do Setor 13 custam R$ 70 e podem ser comprados na Avenida Presidente Antonio Carlos, 515/641.

Na arquibancada numerada do Setor 9, o preço é R$ 350 e os ingressos estão à venda na Central Liesa de Atendimento, na Rua da Alfândega, 25, lojas B e C.

EMOÇÃO PULSA AZUL e AMARELO

UNIDOS DA TIJUCA e BOCA JUNIORS têm as mesmas cores… VIVAAAAAAAAAAA !!!

BRASIL APLAUDE VITÓRIA DA TIJUCA

Vencedora, Tijuca impressionou com truques da comissão de frente; veja fotos de todos os desfiles

Vencedora, Tijuca impressionou com truques da comissão de frente

Com o enredo É Segredo!, escola apostou nos efeitos visuais, com direito a truques de ilusionismo. A Grande Rio ficou com o segundo lugar e a Beija-Flor, com o terceiro.