Arquivo da tag: cinema e TV em Muqui

MUQUI mobilizada: FECIM começa na Quinta…

Tv e Cinema Independente é o foco do I FECIM…

Este AURORA DE CINEMA vai estar em MUQUI, município do Espírito Santo conhecido como Cidade Menina, cobrindo o festival organizado por Léo Alves…

MUQUI, Centenária e Cinematográfica…

A cidade capixaba de MUQUI vive o ano de seu centenário.

E pra marcar de forma relevante e auspiciosa a importante data, o jovem Léo Alves idealizou um festival para dar visibilidade ao potencial artístico de MUQUI, congregando, num mesmo cenário, e em diversas energias, conversas, painéis, momentos artísticos e debates, o Cinema e a TV brasileiros.

Assim nasceu o FECIMFestival de TV e Cinema Independente de Muqui.

Conhecida como “cidade menina”, a bucólica MUQUI se prepara ativamente para a realização do primeiro festival que vai colocar o Audiovisual no centro das discussões do município capixaba. É intenção do FECIM contribuir para fazer Muqui crescer, viajando e vivendo novas experiências.

O AURORA DE CINEMA está embarcando com eles !

Léo Alves: há meses, trabalhando intensamente pela realização do FECIM…

O 1º Festival de TV e Cinema Independente de Muqui FECIM – é uma ação cultural realizada pelo Grupo Cultural ETC, coletivo de jovens realizadores deste município, em parceria com a Escola de Música Manoel Vicente de Castro. O objetivo da iniciativa é homenagear a cidade em seu ano de centenário, expandindo suas vertentes culturais e ampliando o diálogo cinematográfico capixaba, promovendo o debate, o fomento, a valorização e a exibição de obras audiovisuais de artistas e núcleos independentes do Estado do Espírito Santo.

O FECIM pretende criar um mecanismo capacitador e potencializador na área cinematográfica, viabilizando o intercâmbio de ideias e de fusão cultural, fazendo do Sítio Histórico de Muqui o cenário de um novo polo de referência na área.

Parcerias e convidados especiais

O FECIM, motivo de orgulho para jovens realizadores, já possui muitas parcerias confirmadas. Além da Secretaria de Cultura do Espírito Santo, Instituto Sincades e da Prefeitura de Muqui, o Vitória Cine Vídeo tornou-se grande apoiador da iniciativa, marcando presença na programação infantil com a Mostrinha VCV. Além disso, TV Gazeta Sul, Rede Cultura Jovem, Canal Futura, Canal Brasil e produtoras locais apóiam igualmente o projeto.

Nomes de peso do cenário da teledramaturgia e do audiovisual também já confirmaram presença. Estarão em Muqui, por exemplo, as teledramaturgas Duca Rachid e Thelma Guedes (novela Cordel Encantado); o produtor carioca Cavi Borges; Bernadette Lyra; João Alegria; e Eduardo Nassife, entre outros.

A programação do FECIM ainda está sendo fechada mas sabe-se que será variada o bastante para agradar aos mais diversos gostos, incluindo mesas-redondas, salas de bate-papo, mostras competitivas e paralelas, além de shows com bandas locais, cortejos de poesia, oficinas, desfile de moda e evento de literatura para crianças.

2012 – O ano do centenário de Muqui

Neste 2012, Muqui completa 100 anos. A cidade responde pela alcunha de “menina” e tem o maior acervo arquitetônico do Espírito Santo. Também é composta por rebuscado e eclético casario que remonta à segunda metade do século dezenove.

Segundo Léo Alves“A tradição e a memória são traços marcantes da história de MUQUI, mas não podem ser petrificadas por conta do conservadorismo. É necessário romper com o artificialismo gerado pela indústria turística, criando bases e frutos para a reflexão de uma cultura viva, dinâmica e livre de encenações”.

Visão do sítio histórico de Muqui, que vai respirar Cinema e TV em novembro…

Neste centenário, os jovens organizadores do FECIM pensam em formas de discutir e preservar o passado, remodelando o presente e pautando o futuro por meio de atividades culturais inovadoras e intensas.

Nos últimos anos, as belezas naturais, históricas e culturais de Muqui ganharam destaque em diversas produções artísticas e culturais independentes, como filmes (curtas e longas-metragens), além de livros e ensaios fotográficos.

Comprovada a riqueza cenográfica do município, somado ao fato de que esses materiais produzidos nem sempre são divulgados e perpetuados pela própria população, vê-se aqui a importância de difundir todo e qualquer tipo de trabalho audiovisual produzido ao longo da história do município capixaba.

Assim, prossegue Léo Alves, “O FECIM é a primeira grande iniciativa idealizada por jovens com o intuito de tirar da gaveta produções independentes realizadas no Espírito Santo,  além de dar visibilidade a uma cidade que, em pleno centenário de emancipação política, ainda parece emperrada em práticas conservadoras e não condizentes com a realidade global. A proposta do Festival é quebrar os muros invisíveis e aparentes que impedem a evolução da cidade, a partir da utilização de  formas híbridas, mutantes e tecnológicas do cenário atual”.

Por essas e outras, e pela forma aguerrida e lúcida de Léo Alves arregimentar forças e apoios diversos visando a criar um espaço onde o Audiovisual tenha destaque, e as riquezas de sua cidade recebam o apoio, aplauso e incentivo que merecem, é que este AURORA DE CINEMA apóia, desde o início, a realização do I FECIM.

O Palacete Bighi, atual sede da Secretaria de Cultura e Turismo de Muqui… Que venham os dias afiados e agitados de Cinema e TV na centenária e apaixonante MUQUI !

VIVA O I FECIM !!!

I FECIM: Cinema, Música e Poesia vão agitar Muqui

“Moxuara”, “Regional da Nair” e “Vitrola de 3” marcarão presença no festival capixaba

           As noites do 1º Festival de TV e Cinema Independente de Muqui – FECIM – prometem muita animação, poesia e movimento com as bandas “Moxuara”, “Regional da Nair”e “Vitrola de 3”. É o que nos informa o produtor Léo Alves, idealizador e coordenador-geral do Festival.

Os grupos se apresentarão na praça central da cidade de Muqui durante a programação do evento, que conta ainda com apresentações de músicos e bandas locais.

A intenção do festival é construir uma programação variada, movimentando a noite na cidade histórica de Muqui com música, poesia e cinema. O FECIM tem apoio do Projeto Circulação Cultural da Secretaria de Cultura do Espírito Santo e acontecerá entre os dias 1 e 4 de novembro.

Mais informações: www.fecim.com.br

 

01/11 (quinta-feira) –véspera de feriado

22h00– Show – Grupo Moxuara  – “Aventura Moxuara” –  Praça Municipal de Muqui.

23h00– Show Local – Praça Municipal de Muqui.

23h40 – Show com a banda “Na Estrada” –Praça Municipal de Muqui.

 

03/11 (sábado)

22h00 – Show com a Vitrola de Três – “Bem vindo ao retorno”  – Praça Municipal de Muqui

23h00 – Show com banda Regional da Nair –Praça Municipal de Muqui

24h00– Apresentação da banda PsycoBand – Praça Municipal de Muqui

FECIM – 1º FESTIVAL DE TV E CINEMA INDEPENDENTE DE MUQUI (ES)

www.fecim.com.br

Muqui fará Festival unindo TV e Cinema Independente

O lugar é a convidativa cidade capixaba de Muqui. E o festival é o FECIM, cuja primeira edição acontecerá nos primeiros dias de novembro.

Trata-se de uma ação cultural realizada pela Escola de Música Manoel Vicente de Castro, em parceria com o Grupo Cultural ETC, coletivo de jovens realizadores do município de Muqui, objetivando expandir o diálogo cinematográfico capixaba. Para isso, os organizadores querem promover a discussão, o fomento, a valorização e a exibição de obras audiovisuais de artistas e núcleos independentes do Estado do Espírito Santo.

O foco principal deste projeto é criar um mecanismo potencializador na área cinematográfica, possibilitando um intercâmbio de ideias e de fusão cultural, fazendo do Sítio Histórico de Muqui o cenário de um novo pólo de referência na área.

FECIMMinha cidade cenográfica, pano de fundo da nossa história

Menina de vestido rodado corre pelas vielas. Espalha doçura, ingenuidade e encantamento. A cidade torna-se parte da beleza aura feminina e derrama olhares sedutores por quem quer que passe nas avenidas. O trem corta a cidade e a banda, com sua música envolvente, acorda a menina, que desperta ainda sonhadora. O palhaço, saltitante na Folia de Reis não assusta quem, de longe, aprecia sua desenvoltura. Os bois pintadinhos, que passam ligeiros e coloridos pela porteira do carnaval muquiense, enche de orgulho aquela que cresceu e que, hoje, envolvida e apaixonada, sente-se mais madura e independente para trilhar seu próprio caminho.

Muqui embriona os sonhos infantis e torna-se a cidade dos roteiros cinematográficos da vida real. É o berço de alegrias e tristezas, compartilhadas dentro das casas ou nas praças, nos jardins. É a cidade que se renova, crescendo e sonhando com cada menina, se apaixonando como toda jovem e se amadurecendo como toda mulher. Menina…Mulher…Muqui…Uma dentro da outra, como a fruta dentro da casca.

Conhecida como a “cidade menina”, Muqui é palco de diferentes manifestações folclóricas tradicionais, que enchem de cor as ruas amarronzadas pelo tempo, e reacendem a vivacidade e dinamicidade da cultura popular. A evolução, porém, é parte natural da história e, com a comemoração de seu centenário, vê-se a necessidade de transformar a cidade no verdadeiro pano de fundo de projetos culturais dinâmicos e envolventes.

O Festival de TV e Cinema Independente de Muqui (FECIM), projeto elaborado por jovens realizadores do município, lança as bases para a criação de atividades constantes de exibição e valorização de filmes independentes. Pretende contribuir para o exercício da cidadania, promovendo experiências educativas, recreativas, integrativas, culturais e compensatórias através da exibição de curtas e longas-metragens na cidade.

Muqui abre suas portas e as porteiras para a realização jovem. É hora de bater a claquete, dando início ao primeiro festival de vídeo, colocando os nomes dos jovens na história da cidade. Muita luz, câmera e ação pelas ruas de Muqui!

O FORMATO DO FESTIVAL

Como forma singela e poética de representação, o 1º FECIM homenageará a cidade de Muqui, com ênfase numa identidade visual lúdica e dinâmica, usando elementos artísticos inspirados no artesanato, no folclore e na história da região, colocando no cerne o desenho de uma menina que anda numa bicicleta em direção ao futuro. Essa imagem traz à tona uma reflexão sobre “a cidade menina”, a qual, diante da evolução natural da história, deve crescer e amadurecer.

A proposta do FECIM é ampliar os espaços de debate acerca da televisão e da telenovela brasileira, rompendo antigos preconceitos acadêmicos, promovendo formas mais prazerosas de leitura, compreensão e reflexão do universo teledramatúrgico, provocando o contato de autores e artistas de novelas com os telespectadores e possibilitando possíveis trocas culturais.

Afinal, como dizem os organizadores do FECIM, novela não é só um produto, é, também arte!

* Em breve, novidades sobre o Festival de Muqui…