Arquivo da tag: cinema no Rio

FILMAMBIENTE recebe inscrições

A terceira edição do 3º Filmambiente  – Festival Internacional de Audiovisual Ambiental -, vai acontecer de 30 de agosto a 5 de setembro, tendo como temática Alimentos: de agrotóxicos e hormônios à nova economia verde

O festival reunirá as mais recentes produções nacionais e internacionais sobre questões ambientais, visando a provocar debates e contribuir para ampliar o conhecimento e a consciência sobre as mudanças comportamentais necessárias, de governos, empresas e indivíduos, pela a preservação da vida no planeta.

As inscrições podem ser feitas até 15 de maio no site http://www.filmambiente.com/index.php/Fichadeinscricao.html ou podem ser enviadas pelo email info@filmambiente.com. A  ficha de inscrição está disponível no site www.filmambiente.com e os filmes não precisam ter aproximação com o tema desta edição.

A MISSÃO

Através do melhor da produção audiovisual, apresentar um panorama de ideias e ações, para que o público possa chegar às suas próprias conclusões sobre as questões ambientais. O meio ambiente é a questão mais urgente e desafiadora que temos pela frente. O agravamento e aceleração do efeito estufa representam o pior exemplo e a maior ameaça para a Humanidade, como as últimas catástrofes mundiais comprovam. O público está cada vez mais interessado e envolvido com as questões do meio ambiente e tem reivindicado oportunidades de discutir e aprender.

Num tempo em que as opiniões públicas e pessoais se baseiam cada vez mais em imagens, filmes e vídeos são instrumentos que comunicam imediata e eficazmente, tanto a nível emocional quanto de percepção prática, encorajando pessoas a refletir, discutir e, possivelmente, inspirando-as a mudar de comportamento. Filmes podem iniciar e reforçar modismos e estilos de vida. Nenhum outro meio como o audiovisual é tão eficaz para demonstrar como vivemos nossas vidas. E nenhum outro meio pode ser tão eficaz para difundir modelos de viver sustentáveis e viáveis, capazes de possibilitar um melhor futuro para a humanidade.

É baseado nisto que o FILMAMBIENTE apresentará visões diferenciadas e experiências de diversas partes do mundo sobre as questões ambientais e de sustentabilidade, traçando um panorama do pensamento mundial sobre elas, de modo a inspirar e motivar pessoas a mudar seus estilos de vida e influir para que sua comunidade e país sigam o mesmo caminho.

REALIZAÇÃO

Amado arte&produção produz e promove conteúdo audiovisual voltado para televisão, cinema, vídeo & internet. Dentre sua produção recente, destacam-se a série de TV A Turma do Pererê, EBC/TVBrasil (2009), os documentários Vou rifar meu coração, de Ana Rieper(2012),Transcendendo Lynch, de Marcos Andrade (2010), Hércules 56, de Silvio Da-Rin (2007) e Seven Generations into the Future, de Carole Hart (produtor local Brasil 2005), e as ficções Proibido Proibir, de Jorge Durán (2006) e Korda, de Marcos Andrade (2005), além da primeira edição do Filmambiente, em 2011.

PATROCÍNIO: Oi, Governo do Rio de Janeiro, Secretaria de Cultura.

APOIO CULTURAL: Oi Futuro

Inscrições ao CINESUL

O Festival Ibero-Americano de Cinema e Vídeo – CINESUL – recebe até 1º de março inscrições para sua vigésima edição. O Festival, que acontece no Rio de Janeiro, recebe inscrições de curtas, médias e longas-metragens.

Participam da competitiva obras em qualquer suporte, tanto ficção quanto documentários, divididos nas seguintes categorias: longa-metragem (mais de 61 minutos), e curta e média-metragem (até 60 minutos). Os trabalhos devem ter sido finalizados entre 2011 e 2013 e não podem ter sido exibidos em salas comerciais brasileiras ou na televisão aberta. Um filme que já tenha sido inscrito e não tenha sido selecionado, pode participar novamente. E não há número limite de inscrições de um mesmo realizador.

Em 2012, competiram 69 obras, sendo 17 longas – oito documentários e nove de ficção – e 52 médias e curtas – 23 documentários e 29 ficcionais –, tendo sido exibidos cerca de 240 produções. Do Brasil, foram 33 trabalhos, entre eles, duas coproduções, uma com Portugal e uma com a Argentina. Os outros 36 foram de 12 países, sendo 13 da Espanha, seis da Argentina, três do México, dois de Cuba, dois da Venezuela, dois de Portugal, dois do Chile, dois da Colômbia, um do Equador, e três coproduções: El Salvador-México, Porto Rico-Espanha e México-Alemanha.

O CINESUL terá exibições no Centro Cultural do Banco do Brasil, Centro Cultural Correios, Cinemateca do MAM, entre outros.

As inscrições deverão ser feitas diretamente no site www.cinesul.com.br e as obras (a cópia do filme ou do vídeo proposto) no formato DVD (região zero ou 4) enviadas pelo correio para o endereço da Pulsar Artes & Produção /Cinesul 2013 (Rua Senador Dantas, 29 sala 34.– CEP: 20031-202 – Rio de Janeiro – Brasil).

O Festival será realizado de 4 a 16 de junho, e o resultado da seleção para as mostras competitivas e temáticas será comunicado a partir de 30 de abril em www.festivalcinesul.blogspot.com. O regulamento completo está disponível no site do festival (http://www.cinesul.com.br/regulamento_cine2013.php).

Novo filme de Philippe Barcinski abre Première Brasil do Festival do Rio

Festival começa sexta e ENTRE VALES vai concorrer ao Troféu Redentor

Ângelo Antônio é o protagonista em filme com participação especial do uruguaio Daniel Hendler.  

Entre Vales é uma coprodução do Brasil, Uruguai e Alemanha e foi rodado em Paulínia e cooperativas de reciclagem e aterros sanitários de S. Paulo e Rio de Janeiro.  

Entre Vales narra a história de Vicente, um economista pai de Caio e marido de Marina, uma dedicada dentista. Ele tem uma vida comum em casa e no trabalho até que uma perda seguida de outra o levam a uma jornada de desapego. Uma história que aborda a fragilidade do homem e sua capacidade de se recriar. 

Ângelo Antônio, Melissa Vettore, Inês Peixoto, Daniel Hendler e Matheus Restiffe formam o elenco do longa, que tem fotografia de Walter Carvalho e estréia prevista para abril de 2013. 

Ambientado em lixões, aterros sanitários e cooperativas de reciclagem, e amparado em extensa pesquisa, Entre Vales percorre o complexo universo do lixo e das perdas, algumas das principais preocupações da contemporaneidade e apresenta, através de uma história envolvente, atual e necessária, uma metáfora do lixo e da reciclagem, numa abordagem artística a partir de camadas humanas, (des)cobrindo as emoções enterradas e escondidas na vida das grandes metrópoles urbanas. 

Melissa Vettore integra o elenco do aguardado ‘Entre Vales’…

Entre Vales é produzido pela Polo de Imagem, Aurora Filmes e Degrau Filmes, com patrocínio do Santander, Sabesp, Petra Energia, Fundo Setorial do Audiovisual / ANCINE, Polo Cinematográfico de Paulínia, Secretaria de Cultura da Cidade de S.Paulo (Fomento) e da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo (Fomento ao Cinema Paulista). O longa-metragem conta ainda com parceiros internacionais: Programa Ibermedia, Hubert Bals Fund (Holanda) e Film und Medien Stiftung NRW.
Philippe Barcinski

Philippe Barcinski recebeu mais de 60 prêmios por seus trabalhos com os curtas A EscadaPalíndromo e A Janela Aberta e com o longa-metragem Não Por Acaso, que tem Rodrigo Santoro e Leonardo Medeiros no elenco. Participou dos principais festivais internacionais, como Cannes, Berlim e Rotterdam, e teve seus trabalhos exibidos em TVs como Sundance Channel, Channel Four e Chanel Plus. Dirigiu ainda programas e séries para TV Globo, MTV, TV Cultura e ARTE.  www.barcinski.com.br 

Ângelo Antônio

Ângelo Antônio é o protagonista de Entre Vales. Nascido em Curvelo, Minas Gerais, o ator estudou no CPT (Centro de Pesquisa Teatral), coordenado pelo diretor Antunes Filho, e formou-se na Escola de Arte Dramática da Universidade de São Paulo – EAD/USP. Seu primeiro trabalho no teatro foi na peça Aurora da minha vida, de Naum Alves de Souza. Na televisão estreou na novela Pantanal e fez ainda, entre outros trabalhos, O dono do mundoSuave veneno e Alma gêmea. Sua estreia no cinema foi em Sombras de julho (1996), de Marco Altberg. Em sua filmografia constam Bella Donna (1997), de Fabio Barreto; No Coração dos Deuses, de Geraldo Moraes; O Tronco, de João Batista de Andrade; Dois Filhos de Francisco (2005) e À Beira do Caminho(2011), ambos de Breno SilveiraChico Xavier (2010), de Daniel Filho e Amor? (2011), de João Jardim, entre outros títulos. 

Inês Peixoto também está no novo longa de Barcinski…

Ficha Técnica

Brasil/Uruguai/Alemanha, 2012, 80 min, cor. 

Direção: Philippe Barcinski

Roteiro: Fabiana Werneck Barcinski e Philippe Barcinski    
Empresas produtoras: Polo de Imagem, Aurora Filmes e Degrau Filmes

Empresas coprodutoras: Cordón Films (Uruguai) e Augenschein Filmproduktion (Alemanha)

Produção: Malu Viana Batista, André Montenegro, Rui Pires e Philippe Barcinski

Produção Executiva: André Montenegro e Malu Viana Batista

Coprodutores: Micaela Solé (Uruguai), Luciana Dolabella (Alemanha), Jonas Katzenstein (Alemanha), Maximilian Leo (Alemanha) e Ângelo Antônio.

Fotografia: Walter Carvalho, abc

Direção de Arte: Marcos Pedroso 

Montagem: Leopoldo Joe Nakata

Distribuição: Imovision

Faróis que vieram para expandir luzes seminais…

O jornalista, crítico e homem do Documentário, Carlos Alberto Mattos, idealizou, executou e tornou uma coqueluche do bom cinema, a Mostra FARÓIS.

Tudo começou através do respeitado Blog de Carlinhos, à época o DOCBlog _ hoje ele atende por Rastros de CarMattos -, onde documentaristas de escol apontavam seus filmes preferidos e quais suas principais referências ao criarem suas obras.

Assim, nomes como João Moreira Salles, Vladimir Carvalho, Eduardo Coutinho e Erik Rocha, para citar apenas alguns, apontaram seus favoritos, e dessa forma nos deram a conhecer seu acervo sonoro-imagético, e também, intuitivamente, influenciaram/influenciam muitos e muitos, a cada dia.

OS FARÓIS do DOC BLOG foram tão longe, alcançaram tanta repercussão, que o cerne de sua criação proliferou e gestou a MOSTRA FARÓIS, que será aberta semana que vem, em prestigiado espaço na capital carioca.

Portanto, viva as iniciativas que começam como um pequeno ponto de luz no horizonte, conquistam pela seriedade e relevância da ideia, e frutificam em ações que beneficiam todo um contingente que vê, estuda, propaga, perpetua e engrandece o Cinema Brasileiro.

Salve Carlinhos Mattos por ideia tão auspiciosa !

Parabéns à Caixa Cultural que acreditou e realiza. E à jornalista e produtora Mariana Bezerra, parceira desde os primeiros momentos.

Caixa Cultural, Laffilmes Cinematográfica, Instituto Femina

tem o prazer de convidar para a abertura da Mostra FARÓIS DO CINEMA 2011- Quem faz e quem inspira. 

Será exibida a cópia restaurada do filme Xica da Silva, de Carlos Diegues, e após a sessão, um coquetel de confraternização. 

Abertura 6 de dezembro,terça-feira,19h, a Caixa Cultural RJ, Av. Almirante Barroso, 25 (metrô: Estação Carioca)

 

Carlos Alberto Mattos e a Mostra do Filme Etnográfico

O calendário de festivais de cinema no Rio ficou com uma lacuna irreparável no ano passado. Por dificuldades na busca de patrocínio, Patrícia Monte-Mór e José Inácio Parente não puderam realizar a Mostra Internacional do Filme Etnográfico. Este ano, felizmente, a mostra volta em sua 15ª edição com toda força e patrocínio da Eletrobrás, Secretaria de Cultura do Estado do RJ e Prefeitura/Riofilme. Na abertura, ontem, foi exibida a co-produção luso-brasileira O Manuscrito Perdido, de José Barahona.

A partir desta quinta e até dia 24, o Museu da República vai abrigar exibições na sala de cinema, nos jardins e nas quatro cabines de visionamento. Nestas últimas, o espectador faz seu próprio programa com todos os filmes da mostra e mais a coleção completa do Etnodoc. Dos 350 filmes inscritos, a programação vai reunir mais de 100, realizados no Brasil e em outros 16 países. José Inácio Parente destaca não só a quantidade de trabalhos, mas a liberdade crescente na linguagem dos filmes, muitos dos quais se desprendem do modelo tradicional de entrevistas + material de arquivo.

Além do habitual Laboratório do Filme Etnográfico – este ano com Angela Torresan, professora brasileira da Universidade de Manchester/Granada Centre, já com inscrições encerradas –, haverá um fórum de debates envolvendo diretores brasileiros e estrangeiros com filmes na mostra. Vários desses filmes são perfis biográficos de antropólogos: An Ecology of Mind foi dirigido por Nora Bateson e versa sobre as ideias de seu pai, o antropólogo Gregory Bateson, casado com Margaret Mead; The Professional Foreigner: Asen Balikci and Visual Ethnography, de Rolf Husmann, discute o fazer do filme etnográfico a partir da trajetória de um de seus expoentes; Elogio da Graça, de Joel Pizzini, é um carinhoso retrato do cineasta Arne Sucksdorff a partir das lembranças de sua esposa brasileira, Maria da Graça Sucksdorff. É interessante notar que esse foco temático coincide com um momento do cinema brasileiro em que estão prestes a entrar em cartaz Paralelo 10, de Silvio Da-Rin (sobre o sertanista José Carlos Meirelles) e Xingu, de Cao Hamburger (ficção sobre os Irmãos Villas-Boas).

Eu vou mediar uma das mesas do fórum, sobre Biografia no Filme Etnográfico, com participações de Nora Bateson, Rolf Husmann e Joel Pizzini. Outras mesas terão os realizadores de As Hiper Mulheres e o francês Emmanuel Grimaud, cujos trabalhos de antropologia visual podem enfocar tanto o gestual dos cineastas de Bollywood como os movimentos de máquinas e robôs.

A mostra vai ser uma boa chance para quem ainda não viu filmes brasileiros recentemente elogiados e premiados. É o caso de Marcelo Yuka no Caminho das Setas, Angeli 24 Horas, Cinematógrafo Brasileiro em Dresden, Terra Deu Terra Come, Copa Vidigal, Babás, Avenida Brasília Formosa, Walachai, Terras, As Batidas do Samba, A Falta que me Faz, Acercadacana, Icandomblé, Soldados da Borracha e Formas do Afeto: Ensaio sobre Mário Pedrosa. Emilio Domingos vai estrear o seu Quando Xangô Apitar, mais um doc ambientado no inesgotável samba da Mangueira.

Entre os filmes internacionais, uma atração que reputo imperdível é Pink Saris, de Kim Longinotto. Folheando o catálogo on line, já agendei conhecer os seguintes: Awareness, o último rebento do inefável casal David e Judith MacDougall, de quem será exibido também o clássico Lorang’s Way; The Lover and the Beloved: a Journey into Tantra; Cooking up Dreams (sobre o papel social da gastronomia no Peru), Djeneba (retrato intimista de uma família do Mali) e Kings of the Beetles (uma competição de besouros-rinocerontes na Tailândia filmada pelo convidado Emmanuel Grimaud).  

As homenagens do evento este ano se dirigem ao cineasta Adrian Cowell, que muito e bem filmou a Amazônia brasileira, e à escritora e pesquisadora Lélia Coelho Frota, uma grande amiga da Mostra.

* Texto do jornalista Carlos Alberto Mattos – leia mais em http://carmattos.com/

RIO abriga III Semana dos Realizadores

A III Semana dos Realizadores, mostra que exibe filmes brasileiros – longas, médias e curtas – inéditos em sua maioria, acontece no Rio e foi aberta ontem no Unibanco Arteplex com a exibição do curta Praça Walt Disney (direção de Renata Pinheiro e Sérgio Oliveira), seguido do longa Vou rifar meu coração, da diretora Ana Rieper, que estreou no Festival de Brasília deste ano.  

Serão exibidos, ao todo, 20 longas-metragens, dos quais 11 estarão fazendo sua estreia nacional. Completam a seleção mais 1 média-metragem e 18 curtas, convidados pela equipe de curadoria, a partir de uma seleção de quase 60 filmes nacionais inscritos. 

A seleção principal da III Semana dos Realizadores será, pela primeira vez, avaliada por um júri composto por curadores internacionais e realizadores brasileiros. A programação traz seis longas inéditos e 11 curtas em competição, enquanto o restante da seleção principal será distribuída em sessões especiais. 

Além da principal, a mostra Mestres trará os novos longas metragens de realizadores que vêm traçando sua história de maneira marcante no cinema brasileiro que traz os novos longas de Edgard Navarro, Ricardo Miranda e Paulo Cezar Saraceni. 

Uma das características marcantes da Semana, a conexão com festivais internacionais que selecionam para sua programação ao menos um dos filmes da mostra continua e ganha ainda novos parceiros: os festivais Black Nights (Estônia), Cape Winelands (África do Sul) e Festival de Cinema Luso-Brasileiro de Santa Maria da Feira (Portugal) confirmaram sua participação, enquanto o Festival Internacional de Cinema do Uruguay e o Distrital, cine y otros mundos (México) iniciaram conosco novas parcerias. 

Ainda pensando em potencializar a circulação dos filmes no exterior, três curadores internacionais foram convidados a participar do júri, e estarão conosco durante toda a mostra: Ansgar Vogt, selecionador da mostra Forum do Festival de Berlim; Eloisa Solaas, programadora do Bafici (Buenos Aires Festival Internacional de Cine Independiente), Raymond Walravens, diretor e curador do World Cinema Amsterdam. Completam o júri Eduardo Nunes, diretor de Sudoeste (recém-lançado no Festival do Rio) e Carla Maia, realizadora e curadora de Belo Horizonte. 

Filmes selecionados para a III SEMANA DOS REALIZADORES:
LONGAS METRAGENS
ARDOR IRRESISTÍVEL . dir. Ava Gaitán Rocha . RJ (estreia nacional)
O CÉU SOBRE OS OMBROS . dir. Sérgio Borges . MG
A CIDADE É UMA SÓ? . dir. Adirley Queirós . DF (estreia nacional)
CORPO PRESENTE . dir. Marcelo Toledo, Paolo Gregori . SP (estreia nacional/em competição)
O CORTE DO ALFAIATE . dir. João Castelo Branco . PR (estreia no RJ/em competição)
ESTRADEIROS . dir. Sergio Oliveira e Renata Pinheiro . PE (estreia nacional/em competição)
O FILME DE LAURA . dir. Fellipe Barbosa . RJ (estreia nacional)
AS HIPER MULHERES . dir. Leonardo Sette, Carlos Fausto, Takumã Kuikuro . PE/RJ (estreia no RJ)
H.U. . dir. Pedro Urano, Joana Cseko . RJ (estreia nacional)
AS HORAS VULGARES . dir. Rodrigo de Oliveira e Vitor Graize . ES (estreia no RJ)
NO LUGAR ERRADO . dir. Guto Parente, Luiz Pretti, Pedro Diógenes e Ricardo Pretti . CE/DF/RJ (estreia nacional/em competição)
A NOITE DO CHUPACABRAS.dir. Rodrigo Aragão . ES
OS RESIDENTES . dir. Tiago Mata-Machado . MG (estreia no RJ)
ROMANCE DE FORMAÇÃO . dir. Julia de Simone . RJ (estreia nacional)
STROVENGAH . dir. André Sampaio . RJ (estreia nacional/em competição)
TESTEMUNHA 4 . dir. Marcelo Grabowski . RJ (estreia nacional/em competição)
VOU RIFAR MEU CORAÇÃO . dir. Ana Rieper . RJ (filme de abertura/estreia no RJ)

SEÇÃO MESTRES

DJALIOH . dir. Ricardo Miranda . RJ (estreia no RJ)
O GERENTE . dir. Paulo Cézar Saraceni . RJ (filme de encerramento/homenagem)
O HOMEM QUE NÃO DORMIA . dir. Edgard Navarro . BA (estreia no RJ)

MÉDIA E CURTAS METRAGENS

A BOATE AZUL . dir. Cássio Pereira dos Santos . MG
ADORMECIDOS . dir. Clarissa Campolina . MG
ATERRO DO FLAMENGO . dir. Alessandra Bergamaschi . RJ
BASE PARA UNHAS FRACAS . dir. Alexandre Vogler . RJ
CORPO PRESENTE . dir. Marcelo Pedroso . PE
DONA SÔNIA PEDIU UMA ARMA PARA SEU VIZINHO ALCIDES . dir. Gabriel Martins . MG
INCÊNDIO . dir. Karen Akerman, Miguel Seabra Lopes . Brasil / Portugal
MENS SANA IN CORPORE SANO . dir. Juliano Dornelles . PE
NÁUFRAGOS . dir. Gabriela Amaral Almeida, Matheus Rocha . SP
NINJAS . dir. Dennison Ramalho . SP
NÚMERO ZERO . dir. Claudia Nunes . GO
O HÓSPEDE . dir. Anacã Agra, Ramon Porto Mota  . PB
OMA . dir. Michael Wahrmann . SP
OVOS DE DINOSSAURO NA SALA DE ESTAR . dir. Rafel Urban . PR
PRAÇA WALT DISNEY . dir. Renata Pinheiro, Sérgio Oliveira . PE
PRA EU DORMIR TRANQUILO . dir. Juliana Rojas . SP
QUANDO MORREMOS A NOITE . dir. Eduardo Morotó . RJ
SALA DE MILAGRES . dir. Cláudio Marques, Marília Hughes . BA
SÈVE . dir. Louise Botkay . Brasil / França 

SERVIÇO: 

UNIBANCO ARTEPLEX – Praia de Botafogo, 316 – Sala 5                                      

Data: até dia 27 de Outubro

Valor: Ingressos R$8 e R$4 (meia-entrada)

INSTITUTO MOREIRA SALLES

Data: 5 a 6 de novembro

Visão interna do Instituto Moreira Salles, na Gávea: berço de grandes eventos culturais…

Rua Marquês de São Vicente, 476

Ingressos R$10 e R$5 (meia-entrada)

Passaporte para 10 sessões – R$ 20 

DEBATES:

CICLO DE DEBATES sempre às 15h

Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ | Salão Pedro Calmon

Av. Pasteur, 250 – Urca

Entrada gratuita 

PROGRAMAÇÃO SEMANA DOS REALIZADORES: 

UNIBANCO ARTEPLEX  

Sexta-Feira, 21 de outubro, 18h

BASE PARA UNHAS FRACAS

Dir. Alexandre Vogler

9 min . 35mm . 2011 . RJ                                   

Durante madrugada, uma mulher nua percorre as ruas do centro do Rio de Janeiro, intervindo em luminosos e espalhando cartazes auto-biográficos pelos muros.  

ADORMECIDOS

Dir. Clarissa Campolina

6 min . HD . 2011 . MG

Por toda a parte, quando anoitece, luzes e cartazes publicitários tornam-se os únicos seres com vida entre as ruas inertes. Seres que nunca se encontram, desconhecidos quase exatamente iguais. 

ATERRO DO FLAMENGO

Dir. Alessandra Bergamaschi

46 min . digital . 2010 . RJ

Uma câmera estática flagra, em tempo real, uma cena urbana, seguindo as reações de um grupo de pessoas a uma tragédia em plena rua, em espaço público. Pessoas param, olham, intervêm. Ou não percebem nada, continuando sua rotina inalterada. A espera de providências, o vai-e-vém, a curiosidade, a surpresa, a exasperação, os sons da rua, a expectativa, tudo isso entra na composição de um filme que se identifica com a onipresença e a impessoalidade de uma câmera de segurança, mas cuja intencionalidade flagra de longe mas de maneira profundamente reveladora um estado de coisas de uma grande cidade, de um país e de uma época.  

19h40

DONA SÔNIA PEDIU UMA ARMA PARA SEU VIZINHO ALCIDES

Dir. Gabriel Martins

18 min . 35mm . 2011 . MG

Dona Sônia quer vingança.

 

TESTEMUNHA 4

Dir. Marcelo Grabowsky

67 min . HD . 2011 . RJ

Uma personagem, uma atriz e o passar das horas em um interrogatório do Holocausto.  

21h40

OS RESIDENTES

Dir. Tiago Matta-Machado

120 min . 35mm . 2010 . MG

Instalados em uma nova zona autônoma temporária, os residentes passam os seus dias entre pequenos complôs lunáticos, farsas quixotescas e delírios rimbaudianos.  

Sábado, 22 de outubro 

18h00     Classificação: livre 

HU

Dir. Pedro Urano, Joana Traub Cseko

78 min . HD . 2011 . RJ

Um edifício partido ao meio: de um lado, o hospital; do outro, a ruína. E no horizonte, a Baía de Guanabara, o Rio de Janeiro, a saúde e educação públicas. Inteiramente filmado no monumental e apenas parcialmente ocupado prédio modernista do Hospital Universitário da UFRJ. Uma metáfora em concreto armado da esfera pública brasileira.  

19h40  Classificação: 16 anos 

QUANDO MORREMOS A NOITE

Dir. Eduardo Morotó

20 min . 35mm . 2011 . RJ

Raúl conhece a menina mais cheia de vida que já encontrou.

 

CORPO PRESENTE

Dir. Marcelo Toledo, Paolo Gregori

75 min . HD . 2011 . SP

Cynthia adora dançar. Trabalha como manicure em um pequeno salão de beleza da Rua Augusta. Está juntando dinheiro para estudar butoh no Japão. Alberto é agente funerário. Enquanto foge dos agiotas, tenta escapar da realidade com o uso de remédios. Beatriz trabalha na fábrica, em meio período. Adora tatuagens e nunca realiza seus desejos. À noite uma tempestade cai sobre a cidade.  

21h50       Classificação: 16 anos 

SÈVE

Dir. Louise Botkay Courcier

10 min . HD . 2011 . Brasil(RJ)/França

No ‘voddo’ Haitiano, espíritos podem florescer em tempos e lugares inesperados. Esse filme é sobre um adolescente que recebe uma visita de outro mundo.

 

O CÉU SOBRE OS OMBROS

Dir. Sérgio Borges

71 min . 35mm . 2010 . MG

O CÉU SOBRE OS OMBROS conta a história de três pessoas anônimas, comuns. São histórias inventadas pela vida, pelos personagens e pelo filme sobre pessoas que vivem num contexto entre o cotidiano, o exótico e a marginalidade. O filme é um gesto para revelar o quanto somos todos tão humanos, e quão semelhantes são nossos medos e desejos.

 

23h40 – SESSÃO MIDNIGHT

Classificação: 16 anos 

NINJAS

Dir. Dennison Ramalho

23 min . 35mm . 2010 . SP

Um bom policial não tem medo de bandido, nem de alma penada. Um bom policial namora com a morte. Meu nome é Lúcifer, tome minha mão. 

A NOITE DOS CHUPACABRAS

Dir. Rodrigo Aragão

95 min . HD . 2011 . ES

A rixa entre duas famílias, Silva e Carvalho, é a distração perfeita para camuflar os ataques do chupacabras. Enquanto os rivais entram em combate, a sinistra criatura lambe de sangue vítimas sem chance de defesa. Num clima de Bang Bang, e fábula épica, A Noite do Chupacabras promete belos banhos de sangue, muitos tiros e um monstro 100% latino-americano.  

 

Domingo, 23 de outubro 

18h00       Classificação: 14 anos 

A CIDADE É UMA SÓ?

Dir.: Adirley Queirós

73 min . HD . 2011 . DF

Brasília, Eu Te Amo  

19h40        Classificação: 16 anos 

INCÊNDIO

Dir. Karen Akerman, Miguel Seabra Lopes

23 min . HD . 2011 . Brasil(RJ)/Portugal

A melhor aula termina com uma lição.

 

NO LUGAR ERRADO

Dir. Guto Parente, Luiz Pretti, Pedro Diógenes e Ricardo Pretti

70 min . 35mm . 2011 . CE/DF/RJ

Durante uma noite o reencontro de quatro amigos será marcado por um jogo de mentiras e verdades com consequências inesperadas. Filme realizado a partir da peça “Eutro” dirigida por Rodrigo Fischer. 

21h40              Classificação: 16 anos 

SALA DE MILAGRES

Dir. Cláudio Marques, Marília Hughes

13 min . HD . 2011 . BA

Um dia e uma noite na romaria de Bom Jesus da Lapa.

 

AS HIPER-MULHERES

Dir. Carlos Fausto, Leonardo Sette, Takumã Kuikuro

80 min . HD . 2011 . PE

Temendo a morte da esposa idosa, um velho pede que seu sobrinho realize o Jamurikumalu, o maior ritual feminino do Alto Xingu (MT), para que ela possa, cantar mais uma última vez. As mulheres do grupo começam os ensaios enquanto a única cantora que de fato sabe todas as músicas se encontra gravemente doente.

 

Segunda-feira, 24 de outubro 

18h00         Classificação: 16 anos 

CORPO PRESENTE

Dir. Marcelo Pedroso

21 min . 35mm . 2011 . PE

Quando estamos diante de algo que, sabemos, vai desaparecer.

 

NÁUFRAGOS

Dir. Gabriela Amaral Almeida, Matheus Rocha

15 min . 35mm . 2010 . BA/SP

Odete tenta adivinhar onde o marido teria se escondido. Mas não há esconderijo possível.

 

PRA EU DORMIR TRANQUILO

Dir. Juliana Rojas

15 min . 35mm . 2011 . SP

Luís é um garoto de 8 anos. Dora, sua babá, faleceu há poucas semanas. Quando Dora reaparece escondida no armário de Luís, o menino precisa realizar grandes esforços para saciar a fome da babá.  

O HÓSPEDE

Dir. Anacã Agra, Ramon Porto Mota

17min. HD . 2011 . PB

Em uma pousada no interior da Paraíba, um estranho hóspede e um incidente misterioso deixam o proprietário inquieto e obcecado em descobrir quem é aquele homem e o que ele está fazendo ali.

 

MENS SANA IN CORPORE SANO

Dir. Juliano Dornelles

21 min . 35mm . 2011 . PE

Garra, disciplina, tenacidade, força física e obediência. Estes são os tesouros guardados para que tenhamos uma vida mais plena e saudável. O seu corpo agradece!  

20h00            Classificação: livre 

OMA

Dir. Michael Wahrmann

22 min . HD . 2011 . Brasil(SP)/Uruguai

Ela fala alemão, eu falo espanhol. Ela não escuta, eu não entendo.

 

O CORTE DO ALFAIATE

Dir. João Castelo Branco

69 min . HD . 2011 . PR

O corte do alfaiate é um documentário etnográfico sobre a prática da alfaiataria que parte do trabalho do alfaiate, de suas técnicas e de seus saberes, para versar sobre os valores incorporados e expressos na confecção de ternos sob medida. Entre paletós e calças que são riscados, cortados e montados, o filme mostra a alfaiataria com suas transformações, tensões entre moda e tradição, inovações tecnológicas e manutenção da técnica artesanal. 

22h  Classificação: 16 anos 

DJALIOH

Dir. Ricardo Miranda

80 min . HD . 2011 . RJ

Djalioh é um ser estranho. Nascido no Brasil vai para  França aos 16 anos. Incompreendido pela sociedade, sofre por amar Adèle, que está de casamento marcado com o primo Paul, Pai de criação de Djalioh. O filme é uma adaptação livre do conto “QuidQuid Volueris – estudos psicológicos”, de Gustave Flaubert, escrito em 1837.

 

Terça-Feira, 25 de outubro 

18h  Classificação: 16 anos 

ARDOR IRRESISTÍVEL

Dir. Ava Gaitán Rocha

74 min . HD . 2011 . RJ

Em dezembro de 2007, o espetáculo “Os Sertões” do Teatro Oficina, é apresentado em Canudos, a cidade fundada por Antônio Conselheiro e massacrada pelo então recém-formado exército brasileiro no ano de 1987. “Ardor Irresistivel” revela a relação do teatro com o povo sertanejo, numa experiência de incorporação e transcriação da memória e do presente. Um filme construído em mutirão, um musical épico de guerra e arte.

 

19h40    Classificação: 10 anos 

A BOATE AZUL

Dir. Cássio Pereira dos Santos

14 min . HD . 2011 . MG

Juliana e Edgar são casados e moram em Cruzeiro da Fortaleza, interior de Minas Gerais. Assim como centenas de pessoas da região, o casal tira seu sustento do árduo trabalho nas lavouras de café. Este filme é um pequeno retrato do cotidiano do casal em época de colheita.

 

ESTRADEIROS

Dir. Sergio Oliveira, Renata Pinheiro

79 min . HD . 2011 . Brasil(PE)/Argentina

Terra à vista. 

21h45            Classificação: 16 anos

 

O HOMEM QUE NÃO DORMIA

Dir. Edgard Navarro

98 min . 35mm . 2011 . BA

Cinco habitantes de um lugarejo remoto são acometidos pelo mesmo pesadelo. A chegada de um peregrino de origem misteriosa irá deflagrar o conflito interno em que vivem, determinando uma ruptura radical em suas vidas.

 

Quarta-Feira, 26 de outubro 

18h00           Classificação: 12 anos

 

O FILME DE LAURA

Dir. Fellipe Gamarano Barbosa

76 min . HD . 2011 . RJ

Conheci Laura em 2000, quando tinha 19 anos e havia acabado de chegar em Nova York para estudar cinema. Lembro que foi numa pré-estreia, mas discordamos do filme. Eu sorri para ela, ela sorriu para mim. Foi como um reconhecimento do futuro: de tudo o que viveríamos juntos. Logo tive a ideia de torná-la personagem de um filme. Ela disse que não e aos poucos se esvaiu da minha rotina. Quase dez anos depois, liguei para Laura e disse que estava voltando para o Brasil. Sugeri mais uma vez o filme, quase sem esperança. Laura concordou.

 

19h40     Classificação: 18 anos

 

OVOS DE DINOSSAURO NA SALA DE ESTAR

Dir. Rafael Urban

12 min . HD . 2011 . SP

Ragnhild Borgomanero, 77 anos, estudou fotografia HD e fez cursos de Photoshop e Premiere para manter viva a memória de seu falecido esposo, Guido, com quem reuniu a maior coleção particular de fósseis da América Latina.

 

STROVENGAH – TODOS OS OLHOS

Dir. André Sampaio

88 min . HD . 2011 . RJ

Pedro e Marcela vivem voluntariamente isolados em decadente casa no alto de uma serra de exuberante e selvagem beleza natural. Ele, um ex-publicitário, dedica-se a escrever um romance. Ela, eterna aspirante a cantora, deixa-se levar pelas obsessões do amante. Uma insólita comitiva de bonecos manequins, encomendados por Pedro para servir de inspiração na redação de seu livro, acaba por transtornar a vida do casal.

 

21h50    Classificação: 12 anos 

NÚMERO ZERO

Dir. Claudia Nunes

22min . HD . 2010 . GO

A ONU estima a população mundial de meninos de rua em 150 milhões. Destes, cerca de 40% são sem teto, porcentagem sem precedentes na história da civilização. Na América Latina, eles são 40 milhões. No Brasil, meninos e meninas de rua goianos encantaram-se tanto por uma câmera usada em uma oficina de video que apropriaram-se dela para contar suas estórias. Essa experiência ocorreu em 1990. Esse filme é a primeira tentativa de reencontrá-los para descobrir o que aconteceu em suas vidas e contar novas estórias.

 

ROMANCE DE FORMAÇÃO

Dir. Julia De Simone

77 min . HD . 2011 . RJ

Romance de Formação acompanha jovens que carregam consigo a responsabilidade de crescer dentro de grandes instituições acadêmicas. Quatro estudantes vivem, no dia-a-dia, seus sonhos e anseios de uma vida e profissão de grandes realizações. Nesse percurso, eles alcançam muitas conquistas e deixam para trás várias ilusões.

 

Quinta-Feira, 27 de outubro 

19h00   Classificação: 16 anos 

AS HORAS VULGARES

Dir. Rodrigo de Oliveira, Vitor Graize

120 min . HD . 2011 . ES

Na noite vazia da cidade de Vitória, uma jornada pela memória e pelo desencanto.

 

21H30 – SESSÃO DE ENCERRAMENTO (premiação seguida de exibição)

Classificação: 10 anos

 

O GERENTE

Dir. Paulo Cezar Saraceni

81 min . HD . 2011 . RJ

Filme baseado no Conto homônimo de Carlos Drummond de Andrade, o filme fala de um gerente de banco que tinha o fetiche de morder a mão das mulheres da sociedade. 

 

INSTITUTO MOREIRA SALLES 

Sábado, 5 de novembro 

14h00       Classificação: 14 anos 

TESTEMUNHA 4 (estreia nacional/em competição)

Dir. Marcelo Grabowsky

67 min . HD . 2011 . RJ

Uma personagem, uma atriz e o passar das horas em um interrogatório do Holocausto 

15h30     Classificação: 16 anos 

CORPO PRESENTE (estreia nacional/em competição)

Dir. Marcelo Toledo, Paolo Gregori

75 min . HD . 2011 . SP

Cynthia adora dançar. Trabalha como manicure em um pequeno salão de beleza da Rua Augusta. Está juntando dinheiro para estudar butoh no Japão. Alberto é agente funerário. Enquanto foge dos agiotas, tenta escapar da realidade com o uso de remédios. Beatriz trabalha na fábrica, em meio período. Adora tatuagens e nunca realiza seus desejos. À noite uma tempestade cai sobre a cidade.

 

17h00   Classificação: livre

 

O CORTE DO ALFAIATE (estreia nacional/em competição)

Dir. João Castelo Branco

69 min . HD . 2011 . PR

O corte do alfaiate é um documentário etnográfico sobre a prática da alfaiataria que parte do trabalho do alfaiate, de suas técnicas e de seus saberes, para versar sobre os valores incorporados e expressos na confecção de ternos sob medida. Entre paletós e calças que são riscados, cortados e montados, o filme mostra a alfaiataria com suas transformações, tensões entre moda e tradição, inovações tecnológicas e manutenção da técnica artesanal.

 

18h30   Classificação: 10 anos

 

O GERENTE

Dir. Paulo Cezar Saraceni

81 min . HD . 2011 . RJ

Filme baseado no Conto homônimo de Carlos Drummond de Andrade, o filme fala de um gerente de banco que tinha o fetiche de morder a mão das mulheres da sociedade.  

Domingo, 6 de novembro 

14h30   Classificação: 18 anos 

STROVENGAH – TODOS OS OLHOS (estreia nacional/em competição)

Dir. André Sampaio

88 min . HD . 2011 . RJ

Pedro e Marcela vivem voluntariamente isolados em decadente casa no alto de uma serra de exuberante e selvagem beleza natural. Ele, um ex-publicitário, dedica-se a escrever um romance. Ela, eterna aspirante a cantora, deixa-se levar pelas obsessões do amante. Uma insólita comitiva de bonecos manequins, encomendados por Pedro para servir de inspiração na redação de seu livro, acaba por transtornar a vida do casal.

 

16h30   Classificação: livre

 

ESTRADEIROS (estreia nacional/em competição)

Dir. Sergio Oliveira, Renata Pinheiro

79 min . HD . 2011 . Brasil(PE)/Argentina

Terra à vista.

 

18h00   Classificação: 16 anos

 

INCÊNDIO

Dir. Karen Akerman, Miguel Seabra Lopes

23 min . HD . 2011 . Brasil(RJ)/Portugal

A melhor aula termina com uma lição.

NO LUGAR ERRADO (estreia nacional/em competição)

Dir. Guto Parente, Luiz Pretti, Pedro Diógenes e Ricardo Pretti

70 min . 35mm . 2011 . CE/DF/RJ

Durante uma noite o reencontro de quatro amigos será marcado por um jogo de mentiras e verdades com consequências inesperadas. Filme realizado a partir da peça “Eutro” dirigida por Rodrigo Fischer. 

19h00   Classificação: 12 anos

 

VOU RIFAR MEU CORAÇÃO (estreia no RJ)

Dir. Ana Rieper

76min . HD . 2011 . RJ

Uma viagem ao imaginário afetivo brasileiro a partir da obra dos principais nomes da música romântica, também conhecida como brega, cujas letras formam verdadeiras crônicas dos dramas e alegrias da vida a dois. No filme os temas destas músicas se relacionam com as histórias amorosas de pessoas comuns, que abrem suas casas e corações para contá-las, além de ouvir os principais artistas do gênero.

 

CICLO DE DEBATES 

SEG 24/10   O mundo como palco: naturalismo, teatralidade, performance

mediação de Denilson Lopes

Com Leonardo Sette (As hiper-mulheres), Rodrigo de Oliveira (As horas vulgares), Sergio Borges (O céu sobre os ombros), Tiago Mata Machado (Os residentes), Ricardo Pretti e Rodrigo Fischer (ambos de No lugar errado).

 

TER 25/10   A voz do artista: autoria e resistência

mediação de Daniel Caetano

Com os cineastas Adirley Queirós (A cidade é uma só?), André Sampaio (Strovengah – todos os olhos), Edgard Navarro (O homem que não dormia) e Ricardo Miranda (Djalioh).



 

QUA 26/10  Personagens e autores /personagens-autores

mediação de Carlos Alberto Mattos 

Com Ana Rieper (Vou rifar meu coração), João Castelo Branco (O corte do alfaiate), Julia De Simone (Romance de formação) e Renata Pinheiro (Estradeiros). 

QUI 27/10  A obra multiplicada: mesma matéria, formas diversas

mediação de Daniel Schenker

Com Ava Gaitán Rocha (Ardor irresistível), Fellipe Barbosa (O filme de Laura), Joana Cseko (HU), Marcelo Grabowsky (Testemunha 4) e Marcelo Toledo (Corpo Presente)

Ceará faz noite carioca e reverencia música de Chico na tela

Trio cearense vence Festival do Rio:Petrus Cariry, com Mãe e Filha, Menção Honrosa do júri, e melhor fotografia; Karim Aïnouz, eleito o melhor diretor por Abismo Prateado; e Roberta Marques, realizadora do longa Rânia. Além dos atores Chico Anysio e José Wilker, troféus pelas atuações em A Hora e a Vez de Augusto Matraga, filme de Vicente Coimbra, que sagrou-se MELHOR LONGA DO FESTIVAL.

Wilker e João Miguel comemoram troféus para A Hora e a Vez de Augusto Matraga…

OS AGRACIADOS

Melhor Longa-Metragem de Ficção
• A HORA E A VEZ DE AUGUSTO MATRAGA
Prêmios do Júri oficial e do Júri popular.

Menção Honrosa
• MÃE E FILHA, de Petrus Cariry

Prêmio Especial do Júri
• SUDOESTE, de Eduardo Nunes

Melhor Longa-Metragem Documentário
• AS CANÇÕES, de Eduardo Coutinho
Prêmios do Júri Oficial e do Júri Popular.

Prêmio Especial do Júri
• OLHE PARA MIM DE NOVO, de Kiko Goifman e Cláudia Priscilla

Melhor Direção
• Karim Aïnouz, por ABISMO PRATEADO

Melhor Ator
• João Miguel, A HORA E A VEZ DE AUGUSTO MATRAGA

Melhor Atriz
• Camila Pitanga, por EU RECEBERIA AS PIORES NOTÍCIAS DOS SEUS LINDOS LÁBIOS, de Beto Brandt e Renato Ciascia

Melhor Atriz Coadjuvante
• Maria Luiza Mendonça, AMANHÃ NUNCA MAIS

Melhor Ator Coadjuvante
José Wilker, A HORA E A VEZ DE AUGUSTO MATRAGA

Prêmio Especial do Júri
• Chico Anysio, A HORA E A VEZ DE AUGUSTO MATRAGA

Melhor Roteiro
• Odilon Rocha, NOVELA DAS 8

Melhor Montagem
• Jordana Berg e Marcelo Yuka, NO CAMINHO DAS SETAS

Melhor Fotografia
• Mauro Pinheiro Jr, SUDOESTE
• Petrus Cariry, MÃE E FILHA

 

A fotografia eloquente de Petrus Cariry vence mais um festival…

PRÊMIO FIPRESCI/Federação Internacional de Críticos de Cinema
• SUDOESTE, de Eduardo Nunes

Mostra Novos Rumos
• RÂNIA, de Roberta Marques
 

Melhor Curta-Metragem
• QUAL QUEIJO VOCÊ QUER?, de Cíntia Dommit Bittar
Júri oficial

Júri popular
• PASSAGEIROS, de Bruno Mello

Menção honrosa
• TEMPO DE CRIANÇA, de Wagner Novais

Mostra Geração
• LIÇÕES DE UM SONHO, de Sebastian Grobler

Karim, Negrini e Chico: obra do compositor ganha edição de luxo no cinema, com direção do magnífico Karim, mais um cearense que nos orgulha…

Rio Gay de Cinema em Julho

 O Rio Festival Gay de Cinema é o festival internacional de filmes LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) de ficção, documentário e experimental, em longa e curta metragens, brasileiros e estrangeiros. O festival vai acontecer de 1 a 10 de julho no Odeon Petrobras e no Cine Cultural Justiça Federal. 

Foram selecionados 6 longas e 35 curtas metragens,brasileiros e estrangeiros. Cinco longas estréiam no festival. Destaque para Strapped (EUA) de Joseph Graham que mostra um garoto de programa, de corpo atraente e personalidade forte, que se perde num prédio que mais parece um labirinto e muda o olhar sobre si ao encontrar alguém que lhe mostra algo que nunca havia sentido. Is It Just Me? (2010) de JC Calciano, que fala sobre os acidentes de um relacionamento online. E a estréia da diretora brasileira Fernanda Cardoso com a produção norte-americana Bloomington.

 

35 filmes participam da Competição de Curta, sendo que 28deles são inéditos. Brasil, EUA, Polônia, Portugal, Reino Unido, Singapura,Suécia, Suíça, Tailândia e Taiwan estão na disputa. Os melhores filmes serão escolhidos pelo público e Júri Especializado, e ganharão o Troféu do Rio Festival Gay de Cinema

O festival tem a cara do Rio de Janeiro e é dedicado a todos os simpatizantes e apaixonados pelo cinema. Quem convida são Alexander Mello e Leandro Morais.
AGENDA 

Dia 30 de junho, Quinta

ODEON PETROBRAS

22h – Programa Especial de Abertura do Rio Festival Gay de Cinema 

Dia 1 de julho, sexta 

CINE CULTURAL JUSTIÇA FEDERAL

16h – Longa-metragem: Bloomington

18h – Competição de Curta 1 

ODEON PETROBRAS

20h – Longa-metragem: Strapped 

THE WEEK RJ

23h – Festa Rio Festival Gay de Cinema 

Dia 2 de julho, sábado 

CINE CULTURAL JUSTIÇA FEDERAL

16h – Competição de Curta 2

18h – Longa-metragem: House of Boys 

ODEON PETROBRAS

20h – Competição de Curta 7 e Bate Papo: “De Oscar Wilde ao Rio Sem Homofobia”

22h – Longa-metragem: Is It Just Me ? 

Dia 3 de julho, domingo 

CINE CULTURAL JUSTIÇA FEDERAL

16h – Competiçãode Curta 3

18h – Longa-metragem: Die Schwestern

ODEON PETROBRAS

20h – Competição de Curta 6

22h – Longa-metragem: House of Boys 

Dia 4 de julho, segunda 

ODEON PETROBRAS

20h – Competição de Curta 5

22h – Competição de Curta 4 

Dia 5 de julho, terça 

ODEON PETROBRAS

20h – Competição de Curta 3

22h – Longa-metragem: Como Esquecer – Com presença da equipe do filme.

Ana Paula Arósio protagoniza Como Esquecer, de Malu di Martino…

Dia 6 de julho, quarta 

CINE CULTURAL JUSTIÇA FEDERAL

16h – Competição de Curta 4

18h – Competição de Curta 5 

ODEON PETROBRAS

20h – Competição de Curta 2

22h – Longa-metragem: Bloomington 

Dia 7 de julho, quinta 

CINECULTURAL JUSTIÇA FEDERAL

16h – Longa-metragem: Como Esquecer

18h – Competição de Curta 6 

ODEON PETROBRAS

20h – Competição de Curta 1

22h – Longa-metragem: Die Schwestern 

Dia 8 de julho, sexta 

CINE CULTURAL JUSTIÇA FEDERAL

18h – Competição de Curta 7

20h – Longa-metragem: Strapped 

Dia 9 de julho, sábado 

CINE CULTURAL JUSTIÇA FEDERAL

18h – Premiados2011: Curta-metragem

20h – Premiados 2011: Longa-metragem 

Dia 10 de julho, domingo 

CINE CULTURAL JUSTIÇA FEDERAL

18h – Premiados2011: Longa-metragem

20h – Premiados2011: Curta-metragem 

Bilheteria e Valores dos Ingressos 

ODEON PETROBRAS

Tel.:(21) 2240-1093 (bilheteria)

Valor do ingresso da sessão: R$12,00 e R$6,00 (meia-entrada) 

CENTRO CULTURAL JUSTIÇA FEDERAL

Tel.:(21) 3261-2565 (bilheteria)

CINEFOOT Começa Amanhã no RIO

Filme sobre Petkovic abre 2º CINEfoot – Festival de Cinema de Futebol

O filme O GRINGO fará a abertura hours concours do 2° CINEFOOT, 26 de maio, 20:30h, em sessão para convidados no Unibanco Arteplex, Praia de Botafogo-RJ. Com Direção de Darko Bajic, o filme aborda a trajetória do craque Petkovic.

 

Vindo de um país que vivia em constantes guerras, e que poucos brasileiros haviam ouvido falar, Dejan Petkovic nasce na Iugoslávia em 10 de Setembro de 1972. Especialista em cobranças de faltas, escanteios, lançamentos, passes e chutes precisos, Petkovic é reconhecido como um dos jogadores mais técnicos atuando no Brasil e um dos melhores jogadores estrangeiros que já jogaram no país.

Meio campista clássico, camisa número 10 do time, o chamado “Pet” começou sua trajetória no Brasil, jogando pelo time baiano do Vitória, onde atuou
durante dois anos e conquistou dois títulos estaduais e uma copa do Nordeste. Após sua brilhante passagem pela Bahia, Pet é contratado pelo time
de maior torcida e um dos mais importantes do Brasil, o Flamengo, onde levanta dois campeonatos estaduais e uma Copa dos Campeões. Petkovic jogou ainda em outros grandes clubes brasileiros. No Vasco conquistou o Campeonato Carioca de 2003 e o prêmio Bola de Prata como o melhor jogador de meio-campo do Campeonato Brasileiro. No Fluminense, Petkovic ganhou seu segundo prêmio Bola de Prata como o melhor jogador de meio-campo do Brasileirão e foi o autor do
milésimo gol da história do clube em Campeonatos Brasileiros. Teve passagens rápidas pelo Goiás, Atlético-MG e Santos. 

O CINEfoot – FESTIVAL DE CINEMA DE FUTEBOL – é o primeiro festival de cinema do Brasil e da América Latina exclusivamente dedicado a filmes sobre a maior paixão nacional: o futebol. O CINEfoot é realizado com entrada franca em todas as sessões.

Confira a programação completa em www.cinefoot.org 

Serviço:

2° CINEfoot – Festival de Cinema de Futebol.

De 26 a 31 de maio, no Unibanco Arteplex, Praia de Botafogo (Rio) e de 2 a 5 de junho, no Museu do Futebol do Estádio do Pacaembu (São Paulo).

Entrada Franca.

Classificação etária Livre

Fotos em alta nos seguintes links:

O Gringo

https://www.yousendit.com/download/dkJvblR1cTJRYTgwTVE9PQ

Trechos de filmes 1 (Longas/INT)

– Argentina futebol clube (ARG)

– Ojos Rojos (CHI)

http://tinyurl.com/3r5s8b4

Trechos de filmes 2 (Longas/BR)

– Todo poderoso – o filme

– Supermacia vermelha

http://tinyurl.com/3ejgqjl

Trechos de filmes 3 (1 Longa/3 Curtas)

– Futebol under cover (Longa-Futebol Feminino-Alemanha)

– On side (Curta-BR/ING)

– Porque hay cosas que nunca son olvidadas (Curta-Espanha) Enviei fotos do filme “O Gringo” sem querer

FUTEBOL DE VARZEA (LONGA)

https://www.yousendit.com/download/dkJvblRwbWdiV3hjR0E9PQ

PRIMEIRO TEMPO(LONGA)

https://www.yousendit.com/download/dkJvblRtRStkMnRjR0E9PQ

SOBERANO – SEIS VEZES SÃO PAULO (LONGA)

https://www.yousendit.com/download/dkJvblRobEEwMEUwTVE9PQ

GOL A GOL (Curta/BR)

http://tinyurl.com/3mxsubo

Sugestões para entrevistas: Antonio Leal (21) 8111-8030  /  Diogo Leal (21) 8112-1388 begin_of_the_skype_highlighting  

www.cinefoot.org

cinefoot@cinefoot.org

Twitter: www.twitter.com/cinefoot

Realização: Conexão Cultural.

Correalização: IBEFEST – Instituto Brasileiro de Estudos de Festivais Audiovisuais.

Parceiras estratégicas: MUSEU DO FUTEBOL, JORNAL LANCE. FESTIVAL 11 mm, PORTA CURTAS e CINE GLÓRIA.

Março Tem MOSTRA DO FILME LIVRE

Logo após o carnaval, começa a MOSTRA DO FILME LIVRE. um dos eventos audiovisuais mais democráticos do Brasil.

A parttir de 10 de março, o CCBB RIO vai abrigar a 10ª edição da Mostra, a qual, pela primeira vez, terá espaço também no CCBB de São Paulo, apresentando um grande painel da atual produção independente nacional e ampla retrospectiva das edições anteriores.

Ao longo desses 10 anos, já foram homenageados na MFL cineastas e produtoras de extrema importancia para o cinema nacional. Destaque para Fernando Spencer (PE), Eliseu Visconti, Luiz Rosemberg Filho, Andrea Tonacci (SP), Helena Ignez, Joel Pizzini e Sergio Ricardo, Paulo Halm, Godot Quincas, Philippe Barcinski (SP), Eduardo Nunes, Camilo Cavalcante (PE) e Nilson Primitivo, além de uma sessão especial do documentarista holandês Johan Van Der Kueken, em 2005.

As produtoras, ações e/ou coletivos/movimentos já destacados foram: Mosquito (MG), Pepa Filmes, RAÇA Filmes, A Organização, Canibal Filmes (do diretor Petter Baiestorf, SC), Angu TV, Curta o Curta, Nem só o que anda é móvel (MG), A produtora (MG), Tv Morrinho, Plus Ultra, Cavídeo, CTAV, Projeto Cérbero.

Abaixo alguns destaques da MFL 2011 que se debruça sobre o atual cenário de renovação do cinema brasileiro, com destaque para filmes de diretores jovens, de baixo orçamento, que vem ganhando destaque nos festivais internacionais:

Dia 11 de março, às 19h30m, exibição no Brasil, da versão de 63 min (nova)., do filme “Desassossego”, recém-exibida no Festival de Roterdã. Projeto coordenado por Felipe Bragança e Marina Meliande, que reuniu 14 diretores que responderam “audiovisualmente” a uma carta enviada com fragmentos de filmes. 

Dia 12 de março, às 19h30m, “O céu sobre os ombros”, de Sérgio Borges, vencedor dos prêmios de Melhor Filme e Direção no Festival de Brasília 2010 e, concorrente ao Tiger Award no Festival de Roterdã 2011. 

Dia 13 de março, às 16h, debate sobre “A nova cena. O jovem cinema contemporâneo brasileiro”, com a presença de Felipe Bragança e Marina Meliande (diretores cariocas de “Desassossego”), Sérgio Borges (da produtora Teia, de MG) e Luiz e Ricardo Pretti, Guto Parente e Pedro Diógenes (da Alumbramento, do CE). Após o debate Marcelo Ikeda e Dellani Lima lançam “Cinema de garagem”, um inventário afetivo do jovem cinema contemporâneo brasileiro, durante a primeira década do século 21.

Dia 14 de março, às 19h30m, pré-estréia de “Os monstros”, nova produção do Alumbramento, produtora cearense que vem se destacando pela produção de filmes de baixo orçamento. Este novo longa-metragem é da mesma trupe de “Estrada para Ythaka”, projeto coletivo dos mesmos quatro diretores (Luiz e Ricardo Pretti, Guto Parente e Pedro Diógenes).

Dia 15 de março, as 17h30, estréia de “Legião estrangeira” primeiro longa-metragem do crítico Luiz Alberto Rocha Melo, da revista eletrônica Contracampo.

Dia 19 de março, estréia de Estado de sítio, projeto coletivo dirigido por oito diretores mineiros, entre os quais os críticos da revista Filmes Polvo, e diretores de diversos curtas metragens, como “Contagem”, vencedor do prêmio de melhor direção curta 35mm no Festival de Brasília 2010. 

Dia 19 de março às 15h30, debate ABDeC: “O cinema e o público na era digital”, com Ana Paula Santana (SAV), Marcio do Val (ECAD), Bruno Vianna e Dario Gularte. 

Dia 22 de março, às 16h, sessão LIBRAS, especial para deficientes auditivos.

Dia 26 de março às 20h, lançamento de quatro curtas inéditos do cineasta Luiz Rosemberg Filho, diretor de “Crônica de um Industrial” (que participou do Festival de Cannes em 1976) e “A$$untina das Amérikas”, ambos clássicos do período conhecido como “Cinema Marginal”. Bate papo com o diretor após a sessão. 

Dia 27 de março às 20h, exibição de “Luz nas trevas”, seqüência do clássico “O bandido da luz vermelha” dirigido por Helena Ignez. Ela estará presente para um bate-papo com o público após a sessão.

Dia 29 de março, às 20h, lançamento de “Filme livre! curando, mostrando e pensando filmes livres”, coletânea de textos inéditos e publicado nos catálogos da MFL, com reflexões sobre o cinema independente no Brasil nos últimos 10 anos e textos críticos sobre os curtas exibidos e sobre os principais homenageados. Organização de Marcelo Ikeda.