Arquivo da tag: curtas e longas-metragens em competição

FESTin na reta final de inscrições

Terminam no último dia do ano as inscrições à quarta edição do FESTinFestival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa.

Cineastas e produtoras de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste estão na reta final para inscrever seus filmes no concorrido festival lusófono, nas categorias de curtas e longas-metragens.

Os filmes deverão ser exclusivamente de expressão portuguesa e ter sido finalizados entre janeiro de 2011 e dezembro de 2012, com a duração mínima de 70 minutos no caso dos longas-metragens e a duração máxima de 25 minutos no caso dos curtas-metragens.

A 4ª edição do FESTin acontecerá de 3 a 10 de abril de 2013, no Cinema São Jorge, em Lisboa. Nesta próxima edição, o FESTin dará destaque ao cinema angolano, depois de ter homenageado Moçambique (2010), Portugal (2011) e Brasil (2012).

O FESTin surgiu em 2010 objetivando celebrar a cultura lusófona através do cinema, num ambiente de partilha, intercâmbio e inclusão social, proporcionando o acesso do público a filmes que dificilmente chegam aos circuitos comerciais.

Mais informações: www.festin-festival.com e www.facebook.com/festin.festival?ref=h.

Reta final de inscrições ao FESTin LISBOA

Inscrições para a Festa do Cinema Português prosseguem até dia 31

FESTin2013

Decorrem até 31 de dezembro as inscrições de filmes oriundos de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste para a 4ª edição do FESTin – Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa, nas categorias de curtas e longas-metragens.

Os filmes concorrentes deverão ser exclusivamente de expressão portuguesa e ter sido finalizados entre janeiro de 2011 e dezembro de 2012, com duração mínima de setenta (70) minutos, no caso dos longas-metragens, e duração máxima de 25 minutos para os curtas-metragens.

A 4ª edição do FESTin aconteverá de 3 a 10 de abril de 2013, no Cinema São Jorge, em Lisboa. Nesta próxima edição, o FESTin dará destaque ao cinema angolano, depois de ter homenageado Moçambique (2010), Portugal (2011) e  Brasil (2012).

Para além das duas sessões de competição (longas e curtas-metragens), o festival volta a integrar a Mostra de Cinema Brasileiro, e a Mostra de Inclusão Social, além de homenagens, retrospectivas, oficinas e mesas redondas.

Procurando alcançar um público cada vez mais alargado, o FESTin já realizou itinerâncias em Coimbra, Aveiro e Seia – em parceria com o festival Eco-Seia. Pelo segundo ano consecutivo, entre os passados dias 20 e 25 de novembro, o FESTin apresentou uma mostra de cinema lusófono no Festival Internacional de Cinema da Fronteira, na cidade de Bagé (RS), tendo contado este ano com a chancela oficial do Ano de Portugal no Brasil.

O FESTin é produzido pela Padrão Actual, em coprodução com a Fundação Luso-brasileira, a EGEAC e o Cinema São Jorge. Surgiu em 2010, por iniciativa das jornalistas brasileiras Léa Teixeira e Adriana Niemeyer, e do médico português Victor Serra, com o intuito de celebrar a cultura lusófona através do cinema, num ambiente de partilha, intercâmbio e inclusão social, proporcionando o acesso do público a filmes que dificilmente chegam aos circuitos comerciais.

Inscrições ao sétimo Cine Favela

Até 31 de agosto, inscrições pelo www.festivalcinefavela.com.br

Site/Sitio

Cinema, comédia e inscrições à tela de Campos do Jordão…

Cineastas têm até dia 23 para inscrições ao Festival Internacional de Cinema de Campos do Jordão
Comédias dão o tom do festival, que exibirá produções inéditas e retrospectivas entre os dias 27 de abril e 5 de maio. A Curadoria é do cineasta André Sturm
Ainda abertas as inscrições de filmes para a mostra competitiva do I Festival Internacional de Cinema de Campos do Jordão. São aceitos filmes do gênero comédia produzidos entre 2010 e 2012 e a inscrição dos trabalhos deve ser feita até 23 de março. Uma comissão indicada pelo Instituto São Paulo de Arte e Cultura e pela Prefeitura Municipal de Campos do Jordão selecionará 15 longas e 15 curtas-metragens brasileiros e estrangeiros, a serem exibidos entre 27 de abril e 5 de maio. 

O festival terá também uma mostra paralela homenageando a história do cinema de comédia no Brasil e no mundo, e ainda uma seleção de filmes para jovens e adolescentes, com longas, médias e curtas-metragens produzidos para cinema, TV e internet. A curadoria do evento está a cargo do cineasta André Sturm, diretor do MIS – Museu da Imagem e do Som de SP.

Para se inscrever, basta acessar www.cinemaemcamposdojordao.com.br e preencher a ficha de inscrição.

Anexo à ficha de inscrição, o candidato deverá encaminhar à organização os seguintes itens: sinopse do filme; ficha técnica com os principais nomes do elenco e da equipe; currículo do diretor e da empresa produtora (caso haja); duas cópias em DVD do filme; documento que comprove a finalização a partir de dezembro de 2010, e carta de autorização em papel timbrado, devidamente assinada e carimbada, concedendo os direitos de uso dos materiais para ações previstas no I Festival de Cinema de Campos do Jordão, bem como autorização para exibição do filme dentro da programação do evento.

Reunidos todos esses itens, o candidato deverá encaminhá-los ao escritório do Instituto São Paulo de Arte e Cultura, na Al. Dos Nhambiquaras, 1770 – 5º andar – sala 507, Moema, CEP 04090-004, São Paulo-SP. Os 30 trabalhos selecionados deverão, posteriormente, encaminhar cópia oficial para exibição no Festival (digital ou 35 mm), fotos still, cartazes e outros materiais de divulgação.

O público será responsável pela avaliação final dos filmes. O melhor longa receberá prêmio de R$ 30 mil e o melhor curta R$ 5 mil. Outros cinco curtas, selecionados pelo júri, receberão prêmios de R$ 3 mil.

A realização do I Festival Internacional de Cinema de Campos do Jordão é da Confraria da Comunicação e Kling Associados, que pretendem dar atenção especial para a população local. O festival tem apoio do Governo do Estado de São Paulo, por meio do Programa de Ação Cultural (PROAC).

Cine Ceará abre inscrições. Festival será em junho

Abertas as inscrições à 22ª edição do Cine Ceará – Festival Ibero-Americano de Cinema. As inscrições de longas e curtas-metragens podem ser feitas até 31 de março. O regulamento completo do festival, organizado pela Associação Cultural Cine Ceará, está disponível em http://cineceara.com 

Concorrem ao Troféu Mucuripe filmes inscritos como longa (divididos em filme, direção, fotografia, edição, roteiro, som, trilha sonora original, direção de arte, ator, atriz e prêmio da crítica) e curta (filme, direção, roteiro, produção cearense e prêmio da crítica). 

Os curtas devem ter sido realizados por produtores e/ou diretores brasileiros, ou radicados no país há mais de três anos, e podem ter até 20 minutos de duração, em qualquer formato. Devem ainda ser obras concluídas a partir de janeiro de 2011 e não podem ter participado de processos seletivos nas edições anteriores do Cine Ceará.  Já os longas devem ter duração mínima de 70 minutos, finalizados a partir de 2010 por produtores e/ou diretores ibero-americanos (países da América Latina e o Caribe, Portugal e Espanha), em formatos profissionais. 

Petrus Cariry foi o grande vencedor ano passado com o longa “Mãe e filha”…

Os prêmios da crítica para melhor curta e longa serão concedidos por um júri formado por membros da Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema. Para o melhor longa, conforme o júri oficial, será concedido prêmio especial no valor de U$10.000,00 (dez mil dólares). Haverá ainda a entrega do Troféu Mucuripe de melhor curta da mostra Olhar do Ceará, para o qual haverá um júri de estudantes das universidades de Fortaleza. 

O 22° Cine Ceará é uma promoção da Universidade Federal do Ceará através da Casa Amarela Eusélio Oliveira, com apoio do Governo do Estado do Ceará por meio da Secretaria da Cultura, e do Ministério da Cultura através da Secretaria do Audiovisual. A realização é da Associação Cultural Cine Ceará e conta com patrocínio de empresas públicas e privadas, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura (SIEC) e da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet).