Arquivo da tag: Denise Fraga

CURTA SANTOS COMEÇA HOJE

Será aberta esta noite a oitava edição do Curta Santos – Festival Santista de Curtasmetragens com o tema Só os Loucos Sabem, numa justíssima homenagem ao seu criador e coordenador por 7 edições – poeta, ator, escritor e agitador cultural, TONINHO DANTAS.

A noite de abertura terá o comando da atriz Denise Fraga, a partir das 20:30h, no Teatro do SESC, seguindo-se show do grupo Charlie Brown Jr.

O patrono é o ator Paulo Goulart, homenageado pelos organizadores do festival que nesta edição traz cerca de 300 títulos distribuidos em Mostras Competitivas e Mostras Especiais. A programação oferece também oficinas e mesas-redondas aos participantes.

OS SELECIONADOS

 Mostra Olhar Caiçara Universitário:A Cartomante”, “A Loucura é de Todos Nós”, “Ensaio Sobre a Fabricação do Real”, “FiguraBaseado em Fatos Surreais”, “Nos Olhos da Esperança”, “Oito”, “SantosSkateA Trajetória do Skate em Santos”, “Santos Surf City Onde Tudo Começou”, “Sem PurpurinaRealidade GLBTT na Baixada Santista” e “Sobre Elas”.

Mostra Olhar Caiçara Independente:Azul Marinho Preto e Branco”, “Balada a Um Desvalido”, “Canais de Santos”, “Cante Lá Que Eu Canto Cá”, “De Velha Basta Eu”, “Manequim”, “Mulheres da Prainha”, “Na Força dos Ventos”, “Não Diga Adeus” e “Vida ao Revés”.

Mostra VideoClipe Caiçara: “Certos Dias”, “Desencanado”, “I Bleed”, “O Vício”, “Passos Errados”, “Pilotos da Pedra do Tempo”, “Pra Sempre”, “Stop”, “Sua Imagem” e “Véus Caidos”.

Mostra VidoeClipe Brasilis:Brincando de Samba”, “Cobra de Vidro”, “Dos Amores Mais Vendidos”, “Embalo”, “Herói”, “No Veneno”, “O Que Me Satisfaz”, “Partido em Franja”, “Revolução do Amor Haiti” e “Súplica Cearense”.

As projeçõestodas com entrada franca – terão lugar no recémreinaugurado Cine Arte Posto 4, na Av. Vicente de Carvalho, s/, na Sala 4 do Cine Roxy do Shopping Pátio Iporanga, na Sala 5 do Cine Roxy, da Av. Anna Costa, na Sala 6 do Cine Roxy do Shopping Brisamar, em São Vicente e no Sesc-Santos. Além desses espaços há programação na Unimonte, no Theatro Guarany, Oficina Cultural Regional Pagú, no Terminal Rodoviário de Santos, na Quadra da Escola de Samba União Imperial, no Mendes Plaza Hotel e no Restaurante Fogão de Ouro.

O Curta Santos conta com o querido Juninho Brassalotti na coordenação e é uma realização da Associação dos Artistas e da Associação Cultural Olhar Caiçara em parceria com a Prefeitura Municipal de Santos, Sistema A Tribuna de Comunicação e Roxy Cinemas.

Programação completa: www.curtasantos.com.br

As Melhores Coisas… A Partir de Sexta

Eles têm espinhas, divertem-se com os amigos, se apaixonam, “ficam”, brigam com os pais, postam suas experiências em blogs e não largam do celular. Ou seja, são adolescentes de verdade os que aparecem na tela do cinema. E aí é que está a graça do novo filme da cineasta Laís Bodanzky, As Melhores Coisas do Mundo, com estréia agendada para a próxima sexta, 16.

O terceiro longa de Laís mostra alegrias e conflitos de Mano (Francisco Miguez), um adolescente de 15 anos vivendo com intensidade todas “as primeiras vezes” – umas boas e outras nem tanto – que essa fase da vida reserva.

O clima de primeira vez também acompanhou grande parte dos atores do filme, selecionados entre os participantes de oficinas realizadas em escolas de classe média de São Paulo e outros adolescentes que se inscreveram para o teste, totalizando 2.500 jovens interessados em participar da produção.

 

Além do carismático Francisco, de 15 anos, também estrearam Gabriela Rocha e Gabriel Illanes, ambos de 16 anos, que interpretam os melhores amigos de Mano, Carol e Deco. O elenco com atores não profissionais contribui muito para o frescor do filme. “Era minha única opção, uma pessoa com a idade deles não tinha tempo de ter muita experiência”, comenta Laís.

 

Esse também é o primeiro trabalho como ator de Fiuk, nome artístico de Felipe Galvão, filho do cantor Fábio Júnior, protagonista da atual temporada de Malhação e vocalista da banda Hóri. Ele faz o sensível e apaixonado Pedro, um personagem que não costuma ser muito comum em programas televisivos voltados para o público teen. Entre os atores consagrados estão Denise Fraga, Zé Carlos Machado (pais do protagonista), Paulo Vilhena e Caio Blat. 

De verdade 

As conversas com os estudantes nos colégios ajudaram na elaboração do roteiro do filme, assinado pelo marido e parceiro dela, Luiz Bolognesi, que também escreveu os longas anteriores Bicho de Sete Cabeças (2000) e Chega de Saudade (2007). “Uma resposta bem comum que a gente ouvia é que eles adoram assistir a filmes feitos para adolescentes, gostam de todos os gêneros, desde os mais dramáticos ao mais besteróis”, conta a diretora. “Mas eles ressaltavam assim: ”se vocês vão contar uma história que fala do nosso universo, tem que ser diferente de tudo o nós vemos e gostamos, se vão falar da gente tem de ser de verdade”.”

Desse processo, Laís concluiu que “adolescência é sempre adolescência” e não sentiu diferença nas situações vividas pelos jovens atuais com aquelas da sua geração. “Outro fator que aí sim me espantou é que hoje a tecnologia favorece para que eles vivam essas emoções com mais intensidade”, comenta. “Não dá pra negar que o celular, a internet e os iPods intensificam essa fase da vida.” Tanto intensificam que o uso desses instrumentos para disseminar o bullying (agressão física ou psicológica) entre os estudantes é explorado com destaque no filme. 

Mesmo focada no lançamento de  As Melhores Coisas do Mundo, Laís já tem novo projeto em mente, ainda embrionário: um filme infanto-juvenil sobre o saci. “Ainda vai demorar.” Em compensação, no teatro, ela dirige uma peça já para o segundo semestre deste ano.