Arquivo da tag: Desarquivando Alice é novo filme de Betse de Paula que será lançado na CineOP – leia no #blogauroradecinema

Filme de Betse de Paula sobre Alice Gonzaga abre mostra em Ouro Preto

Resultado de imagem para alice gonzaga

Alice Gonzaga, Primeira Dama do Cinema Brasileiro, estará na telona de Ouro Preto, captada pelas lentes preciosas da cineasta Betse de Paula…

A cineasta carioca Betse de Paula apresentará em pré-estréia mundial na abertura da 12ª. Mostra de Cinema de Ouro Preto – CineOP, mais importante festival dedicado à memória cinematográfica do país, seu mais novo projeto, o longa metragem Desarquivando Alice Gonzaga. Documentário finalizado em 2K, a produção da Aurora Cinematográfica, empresa originalmente brasiliense que está completando 20 anos de fundação, aborda a vida e a carreira de uma das grandes personalidades do cinema brasileiro, a empresária e preservadora audiovisual Alice Gonzaga.

Rodado ao longo de 2016, Desarquivando Alice Gonzaga revela um lado pouco conhecido da diretora da Cinédia, famoso e pioneiro estúdio de cinema fundado em 1930 por seu pai, o jornalista, produtor e cineasta Adhemar Gonzaga. O filme explora seus relatos de memória – pessoal, familiar e em torno do cinema brasileiro que conheceu e vivenciou junto ao estúdio. E o seu trabalho solitário e cotidiano de arquivar a história do cinema, sob a forma de recortes, fotos, cartazes, cartas e outros registros reunidos no lendário e pouquíssimo visto “Arquivo Cinédia”, gigantesco repositório documental iniciado em 1914 e ainda alimentado nos dias atuais.

Resultado de imagem para betse de paula

Betse de Paula, cineasta premiada em diversos festivais, estará em Ouro Preto para lançar filme sobre a pesquisadora/produtora Alice Gonzaga.

Em uma rara incursão a esse grande tesouro cultural desconhecido do país, cenário de grande parte do filme e fruto direto de sua persistência, tenacidade e compromisso, a narrativa leve e descontraída de Desarquivando Alice acompanha Alice Gonzaga em sua paixão e relação com a memória, com a organização do passado, pessoal, familiar e corporativo, e com sua preservação para gerações futuras. Bem humorada, vaidosa, sem papas na língua, a personagem comenta também o papel e a posição da mulher que, vinda de uma era machista, sexista e preconceituosa, precisou de uma “autorização para comerciar”, mas soube se impor como empresária, realizadora, produtora, pesquisadora, escritora e preservadora.

O trabalho de conservação e restauração da filmografia da Cinédia e da família Gonzaga rende descobertas e momentos preciosos, desde as imagens do bebê Alice, feitas pelo famoso diretor de fotografia Edgar Brasil, até os raríssimos registros de bastidores dos estúdios de São Cristóvão em sua época de ouro. O material de arquivo, oriundo da era da película, foi digitalizado em alta definição e recebeu tratamento especial de som e imagem, sem retirar o toque de época que Alice tanto preza e preserva. Entre as pérolas estão clips de filmes clássicos como Alô, Alô, Carnaval, registros das famosas feijoadas nos anos 1970 e até momentos dramáticos como a queima dos nitratos originais em 1986 e a enchente que ameaçou o acervo até então restaurado.

Resultado de imagem para alice gonzaga e cinema

Germano Pereira, Alice Gonzaga, Rubens Ewald Filho e Aurora Miranda Leão

No dizer de sua diretora, Desarquivando Alice Gonzaga não é propriamente uma cinebiografia, mas um auto-retrato composto em grande medida pela própria personagem principal. Uma investigação sincera de um dos grandes ícones por trás das câmaras, na trajetória do cinema brasileiro. Alice conheceu várias gerações de técnicos, realizadores, artistas, distribuidores, críticos e exibidores, convivendo com personalidades como Carmen Miranda, Luís de Barros, Oswaldo Massaini, Francisco Alves, Gilda Abreu e Humberto Mauro, entre centenas de nomes, e traz um relato vibrante de uma cinematografia que teimou em se impor às adversidades.

Ainda sem data de lançamento no circuito comercial, Desarquivando Alice Gonzaga percorrerá inicialmente o circuito de festivais, promovendo também a causa da preservação audiovisual, que tem em sua pessoa uma das encarnações vivas da luta contra o esquecimento e a destruição do patrimônio cinematográfico brasileiro.

Betse e elas - Cópia

Mulheres de Cinema: Betse de Paula, Daisy Lúcidi, Alice Gonzaga e Nathália Timberg…

SERVIÇO

Pré-estreia do filme DESARQUIVANDO ALICE

Documentário de Betse de Paula

Com Alice Gonzaga

Quando: abertura da 12ª CineOP

            22 de junho, às 20:30h

ONDE: Cine Vila Rica, em Ouro Preto

ENTRADA FRANCA