Arquivo da tag: Emanoel Araújo

CARYBÉ e Esculturas: Novos Livros Imprensa Oficial

            

QUINTA, no Museu Afro Brasil, acontece o lançamento duplo de obras ligadas às artes visuais: “As Artes de Carybé” e “De Valentim a Valentim – a escultura brasileira – Século XVIII ao XX”, editados pela Imprensa Oficial do Estado de São Paulo e Museu Afro Brasil.  

As Artes de Carybé 

Famoso em todo o mundo como Carybé, o pintor, ilustrador, desenhista, ceramista, escultor, pesquisador, historiador e jornalista argentino Hector Julio Paride Bernabó tem sua genialidade associada à Bahia, cuja essência soube sintetizar em desenhos, aquarelas, esculturas e grandes murais. 

Argentino de nascimento e baiano por opção, Carybé foi um dos mais produtivos e inquietos artistas que a Bahia abrigou. Agora sua trajetória ganha um livro, As Artes de Carybé, editado pela Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, em parceria com os institutos Afro Brasil e Carybé. 

 

Organizada por Emanoel Araujo, diretor-curador do Museu Afro Brasil, a obra bilíngue – português e espanhol – apresenta reproduções de pinturas, desenhos e ilustrações e fotos de esculturas e murais, além de esboços que marcaram a arte brasileira do século XX. Os trabalhos apresentados no livro são entremeados por diversos textos de pessoas com quem conviveu, como Jorge Amado, Rubem Braga e José Cláudio da Silva. Há ainda uma poesia do imortal PoetaVinícius de Moraes, grande amigo de Carybé, em homenagem ao artista. As artes de Carybé traz toda a cronologia de vida e obra do artista e suas exposições individuais e coletivas.

Fotos: Lalo de Almeida
Cabeças do filho-de-santo Abia no rito de iniciação do candomblé e figura feminina de costas: traço telegráfico de CARYBÉ

 

De Valentim a Valentim 

A obra De Valentim a Valentim – a escultura brasileira – Século XVIII ao XX, de Mayra Laudanna e Emanoel Araujo, conduz o leitor a uma viagem por mais de 200 anos, do rococó carioca até a escultura geométrica, desde o mineiro Mestre Valentim, nascido em 1745, até o baiano Rubem Valentim (1922 a 1991). São registros que remontam à chegada da Missão Artística Francesa e percorrem fatos e momentos importantes como as atividades da Academia Imperial de Belas Artes e Liceu de Artes e Ofícios, as visitas de escultores italianos a São Paulo e o modernismo. A obra tem 448 páginas ricamente ilustradas. 

Fruto de intensa pesquisa, o livro tem textos sobre cada um dos escultores retratados. Alguns, encontrados em museus, acervos, bibliotecas ou em jornais de época, muitas vezes assinados pelos próprios artistas. Os outros, com breves cronologias, foram produzidos pelos autores. Como ilustração, as obras expostas no Museu Afro Brasil, em março de 2009, que retratam não só a história da escultura brasileira, mas também a de escultores europeus que estiveram no Brasil e por aqui deixaram sua marca. 

Os trabalhos pertencem hoje aos acervos do Museu Nacional de Belas Artes, Museu Histórico Nacional do Rio de Janeiro, Museu Mariano Procópio de Minas Gerais e a colecionadores particulares de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Há ainda fotografias de monumentos públicos e tumulares. No total, 350 obras estão fotografadas.  

Entre os outros escultores retratados estão Rodolfo Bernardelli, De Chirico, Nicola Rollo, Adolfo Rollo, Honório Peçanha, Arlindo Castellani, Menotti Del Picchia, Victor Brecheret, Antonio Gomide, Galileo Emendabili, Lelio Coluccini, Celso Antônio, Ernesto de Fiori, Francisco Brennand, Frans Krajcberg, Mario Cravo Júnior e Carybé.

IMPRENSA OFICIAL: Presença Marcante na FLIPOÇOS

 

 

IMPRENSA OFICIAL LEVA MAIS DE 480
TÍTULOS PARA A FLIPOÇOS 2010
 

Estande da Imprensa Oficial de São Paulo na Feira do Livro de Poços de Caldas terá as principais obras de seu catálogo, incluindo os títulos premiados, como Monteiro Lobato Livro a Livro – Obra Infantil e ResmungosFerreira Gullar.

Empresa promoverá ainda apresentação especial sobre a Coleção Aplauso, além de palestras e sessões de autógrafos com Elizabeth Lorenzotti, Galeno Amorim e Emanoel Araújo.

 

Poeta Ferreira Gullar: obra também editada pela Imprensa Oficial de São Paulo estará na FLIPOÇOS

Monteiro Lobato Livro a Livro – Obra Infantil, escolhido Livro do Ano na categoria não-ficção da 51ª edição do Prêmio Jabuti, e Resmungos, de Ferreira Gullar, Livro do Ano na categoria ficção do 49º Jabuti, 168 livros da Coleção Aplauso e outros também editados pela Imprensa Oficial do Estado de São Paulo em parceria com as principais universidades do país estarão entre os 481 títulos à disposição dos freqüentadores da 5ª edição da Feira do Livro de Poços de Caldas.

A Flipoços começa hoje e vai até 2 de maio, no Centro de Convenções de Poços de Caldas – Praça Getúlio Vargas, S/N, Centro.

Outros bons lançamentos da Imprensa Oficial foram selecionados para a feira, como O Teatro do Ornitorrinco, organizado por Christiane Tricerri; Roupa de Artista, de Cacilda Teixeira da Costa; “Arte Brasileira na Pinacoteca do Estado de São Paulo”, organizado por Taisa Palhares; e O Livro de Ruth, de Margarida Cintra Gordinho.

A Coleção Aplauso terá ainda uma apresentação especial dia 1º de maio com a presença de seu organizador, Rubens Ewald Filho, e do presidente da Imprensa Oficial, Hubert Alquéres. Haverá também duas palestras de autores que publicaram livros pela Imprensa Oficial e sessões de autógrafos.

Biografias importantes como a de DINA SFAT integram a coleção APLAUSO

“A Imprensa Oficial de São Paulo faz questão de participar da Flipoços, porque a cada ano ela vem se firmando no cenário literário nacional e já pode ser considerada uma das principais feiras do país”, avalia Hubert Alquéres.

As duas palestras acontecem no dia 26 de abril, segunda-feira. Elizabeth Lorenzotti, autora de Tinhorão, o Legendário e Suplemento Literário, fala a partir das 17h30, no “Espaço da prosa”, sobre “Os Dilemas do Jornalismo Cultural. Na seqüência, autografa seus dois livros. No mesmo horário, mas no auditório do teatro, Galeno Amorim, coordenador do livro Retratos da Leitura no Brasi, discorre sobre Escola, esse espaço mágico de leitura.

Além das palestras, Emanoel Araújo, organizador da obra “Brasil – Imagens da terra e do povo”, participa de sessão de autógrafos do livro, no dia 2 de maio, a partir das 11 horas, no estande da Imprensa Oficial.

Um dos principais sucessos editoriais da Imprensa Oficial, a Coleção Aplauso será tema de uma apresentação no dia 1º de maio, a partir das 19h30, no Teatro Complexo Cultural.

Rubens Ewald Filho e Hubert Alquéres falarão da importância das obras para o resgate e preservação da cultura nacional. A coleção reúne grande parte da memória artística brasileira em seus mais de 200 títulos publicados, entre biografias, roteiros de cinema, perfis e histórias de emissoras de TV. Lançada em 2004, seu objetivo é registrar a história das artes cênicas nacionais e seus principais protagonistas. Boa parte dessa produção está acessível pela internet: numa iniciativa pioneira, a Imprensa Oficial colocou 174 livros da coleção à disposição para download gratuito no site http://aplauso.imprensaoficial.com.br.