Arquivo da tag: FBCB

Festival de Brasília Começa em Setembro

Organização Quer Atrair Mais Filmes e Muda Regras 

Cena de "o céu sobre os ombros", longa mineiro que foi o grande vencedor do FBCB em 2010 (Foto: Divulgação)
Cena de “O céu sobre os ombros”, longa mineiro
vencedor do Festival em 2010 (Foto: Divulgação)

O Festival de Brasília de Cinema Brasileiro (FBCB) abre HOJE inscrições para sua 44ª edição com inúmeras novidades. A principal delas: o ineditismo deixou de ser pré-requisito para participar.

Segundo a organização, esse critério impedia que filmes importantes participassem do FBCB por já terem sido apresentados em outros festivais. Agora, só serão excluídos da seleção do Festival de Brasília títulos que já premiados na categoria Melhor Filme.

Júlio Bressane: Cinematografia sempre reconhecida em Brasília

Também para atrair mais cineastas, o prêmio para a categoria Melhor Filme subiu de R$ 80 mil para R$ 250 mil. Foram criadas premiações específicas para animação, que neste ano terá uma mostra competitiva exclusiva. O orçamento total do FBCB passou de R$ 3.040.081, em 2010, para R$ 4.034.039 neste ano.

A organização também flexibilizou a seleção quanto ao suporte dos filmes. Obras filmadas em película ou em formatos digitais poderão participar igualmente da mostra competitiva, que foi antecipada e este ano começa dia 26 de setembro e vai até 3 de outubro.

Tradicionalmente, o FBCB era realizado em novembro, mês chuvoso e próximo do fim do ano, o que, segundo a organização, afastava parte do público.

 

 Glória Pires com seu Candango de Atriz por É Proibido Fumar

A 44ª edição do FBCB terá qiatro mostras paralelas e não competitivas: Mosaico, Primeiros Filmes, Filme para Celular e Festivalzinho Animado. Além disso, a programação vai incluir oficinas, seminários e encontros entre realizadores e produtores de cinema e televisão. Os filmes da mostra competitiva serão exibidos no Cine Brasília e em sessões simultâneas em Sobradinho, Taguatinga e Ceilândia.

Ano passado, o FBCB apresentou seis longas-metragens, 12 curtas-metragens em 35mm e 22 curtas e médias-metragens digitais. “O céu sobre os ombros”, dirigido por Sérgio Borges venceu na categoria melhor filme e também levou os prêmios de melhor roteiro, melhor direção e o prêmio especial do júri.