Arquivo da tag: festival ARUANDA de Cinema

Aruanda recebe inscrições de curtas

O 8º Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro será realizado de 14 a 19 de dezembro, em João Pessoa (PB).

Estão aptos à inscrição trabalhos em curta-metragem produzidos nos gêneros DOCUMENTÁRIO, FICÇÃO, ANIMAÇÃO e EXPERIMENTAL. O festival contempla ainda as categorias TV Universitária/Educativa (nas áreas de Reportagem, Documentário, Programa de TV e Inter-Programa).

Serão aceitas obras finalizadas entre setembro de 2011 e agosto de 2012, de curta-metragem de 2m a 20 min. de duração. Cada realizador poderá se inscrever com até dois trabalhos em cada categoria. Para a categoria de TV UNIVERSITÁRIA (Programa, Reportagem e Documentário para TV) estão aptas produções realizadas por equipes das emissoras de Televisões Universitárias e Educativas brasileiras. Serão aceitos dois trabalhos por gênero para cada emissora.

As inscrições vão até 30 de agosto através do site www.festaruanda.com.br.

A Comissão Organizadora divulgará o resultado da seleção a partir do dia 15 de outubro em jornais e no site oficial do festival.

Seminários, Filmes e muitos encontros no ARUANDA…

Leitores, parceiros e amigos queridos,

Participando com alegria do Festival ARUANDA de Documentários, que desde o dia 10 movimenta JOÃO PESSOA, berço do queridíssimo HERBERT VIANNA…

Vim lançar o novo livro do Mestre LG – ENSAIOS DE CINEMA, lançamento do programa CULTURA DA GENTE, do conterrâneo Banco do Nordeste do Brasil…

A capital paraibana continua linda e repleta de atrativos, como a bela beira-mar e o ótimo banho nas águas que banham a terra de Ariano, Zé Dumont e Zé Ramalho (pra citar apenas alguns), a tranquilidade do passeio na orla, a brisa agradável, a tapioca gostosa e barata em sabores variados, a roupa de linhagem em algodão, bolsas/tapetes/vestidos e mantas artesanais multicoloridas…

De quebra, ainda consegui encontrar noite passada um grupo tocando na orla de Tambaú… era tudo que eu, André Costa, Ana Célia e Fábio Souza queríamos ! Claro, não podia faltar HERBERT VIANNA e lá fomos, eu e meu querido André, soltar “nossos rouxinóis”…

Os muitos amigos e colegas de batente e de cinema com quem aproveito estes dias por aqui, estão no twitter… quando chegar em Fortaleza, e  o tempo permitir, farei um “arrastão ARUANDA”…

Confiram em twitter.com/auroramleao

 

Selecionados ao Fest ARUANDA

Sexta edição do FestCine Aruanda: 11 a 16 de dezembro em João Pessoa  

* Com informações de Maria do Rosário Caetano

Selecionados 48 curtas-metragens nas categorias ficção, documentário, experimental e animação.

 

A comissão julgadora foi formada pelo produtor Heleno Bernardo, pelo professor de Publicidade e Propaganda, e designer gráfico, Alexandre Câmara, e pelo cineasta e professor Bertrand Lira. Por decisão da comissão, as categorias videoclipe e vídeo de um minuto ficaram de fora desta edição do Fest Aruanda pela quantidade incipiente de trabalhos inscritos e pela insuficiente qualidade técnica e estética das obras.das obras.

Por outro lado, Bertrand Lira, realizador com vasta experiência em comissões e júris de festivais (entre eles o de Gramado e o de Brasília) acredita que o nível dos trabalhos inscritos no Fest Aruanda, de um modo geral,  tem surpreendido pela diversidade de temas, qualidade técnica e estética dos trabalhos. “A produção aumentou significativamente e credito isso à facilidade de acesso às novas mídias, barateamento dos equipamentos e a criação de novos cursos de audiovisual em todo o país”, avalia Bertrand atual coordenador do Núcleo de Estudos, Pesquisa e Produção Audiovisual (Neppau) do departamento de Mídias Digitais responsável pelo festival.

RELAÇÃO DOS SELECIONADOS

 

CHEIROSA, do mineiro Carlos Segundo, é um dos curtas em competição

FICÇÃO:

Los minutos, lãs horas, de Janaina Marques Ribeiro (CE)

Aviário, de Daniel Favaretto (SP)

Feliz Aniversário, de Fábio Souza (RJ)

A Distração de Ivan, de Cavi Borges e Gustavo Mello (RJ)

Cheirosa, de Carlos Segundo (MG)

Um par a outro, de Cecília Engels (SP)

O tempo das coisas, de Jacqueline M. Souza e Marcos Flávio Hinke (PR)

Bode Movie, de Taciano Valério (PE)

Senhoras, Adriana Vasconcelos (DF)

Operação Mamãe, Marise Farias (RJ)

Rua Mão Única, André Gevaerd (SP)

Feijão com Arroz, Daniela Marinho (DF)

Vela ao crucificado, Frederico Machado (MA)

3.33, de Sabrina Greve (SP)

Nego fugido, de Cláudio Marques & …(BA)

Semeador urbano, de Cardes Amâncio (MG)

Eu não sei andar de bicicleta, de Diego Florentino (PR)

Ensaio de cinema, Allan Ribeiro (RJ)

Um par, de Lara Lima (SP)

Made in Taiwan, de Daniel Araújo (PB)

Direita, de Marcelo Quixaba Gonçalves (PB)

Desassossego, de Marco di Aurélio (PB)

DOCUMENTÁRIO

Lapidar o Bruto, de Natália Queiroz (SP)

É muita areia pro meu caminhãozinho, de Ana Paula Guimarães e Eduvier Fuentes Fernández (SP)

Último retrato, de Abelardo de Carvalho (RJ)

O som do tempo, de  Petrus Cariry (CE)

O Divino, de repente, de Fábio Yamaji (SP)

Família Vidal, de Diego Benevides (PB)

Iolovitch: o azul de Brasília, de Adriana de Andrade (DF)

Contracorrente, de Ismael Farias, Leandro Cunha e Paulo Roberto (PB)

Menino Artífice, de Ana Célia Gomes (PB)

Retratos, de Leo Tabosa e Rafael Negrão (PE)

Oscar 07/02, de João Krefer (PR)

A minha amiga: um breve relato sobre nós, de André Costa (PB)

EXPERIMENTAL

1:21, Adriana Câmara (PE)

Nem dia, nem noite, Roderick Steel (SP)

Reciclando formas: a arte de Ana Christina, de Laurita Caudas e Elisa Cabral (PB)

Sintonize-se, de Jonathas Falcão (PB)

Bokeh, de Breno César (PE)

Relativamente Inconsciente, de Claudinei Foganholi (SP)

Súbito, de Breno César (PE)

ANIMAÇÃO

Quando as cores somem, de Luciano Lagares (SP)

Ser humano, de Fernando Pinheiro (MG)

O acaso e a borboleta, de Tiago Américo e Fernanda Correa (PR)

Bailarino e o bonde, de Rogério Nunes (SP)

O ciclo, de Maurício Ramos Marques (PR)

O retorno de Saturno, de Lisandro Santos (RS)

Uma estrela no quintal, de Danielle Divardin (SP)

Bailarino e o Bonde, filme que vem colecionando prêmios por onde passa: Bonito a mais não poder…