Arquivo da tag: festival ARUANDA de Documentários

Xuxa e a “peleja” com Walter Hugo Khouri…

* Confira o instigante artigo do professor e documentarista paraibano Lúcio Villar, idealizador e presidente do Festival ARUANDA de Documentários…

 
Contra o cinema

Nunca simpatizei a suposta “rainha dos baixinhos”,
ícone-mor do consumismo em escala industrial, responsável
por “n” disfunções no imaginário e formação das
crianças nas décadas de 80 e 90 no Brasil. Melhor sorte
tiveram os nascidos neste século; sem a mesma força
do apelo de mídia daqueles anos, estes prescindem dos
caprichos mercadológicos da balzaquiana que ainda força
a mão, prorrogando uma plastificada postura infantil que
está mais para simulacro dela mesma no pesado jogo das
indústrias do entretenimento.
O ponto em questão, entretanto, não é este, até
porque o tema foi amplamente abordado na academia. A
apresentadora está, mais uma vez, encarando o fantasma
do filme Amor, Estranho Amor (1982), onde aparece em
cena de sexo com um garoto de 12 anos.
Para quem não sabe, basta resumir que a fita está fora
do mercado há duas décadas por decisão judicial, atendendo
a recurso da própria atriz que tomou a decisão de
‘abafar’ a película após se consagrar na TV na condição de
apresentadora. Ação policial apreendeu as cópias originais
do vídeo nas locadoras do país.
Trata-se de filme do diretor Walter Hugo Khouri que
morreu angustiado com o esdrúxulo desfecho. Mas, nem
tudo foram flores para a loira que não conseguiu evitar a
circulação de cópias piratas e pode ser baixado na web.
Nos EUA foi lançado em DVD e pode ser importado; ela
também entrou com ação por lá, mas perdeu.
Agora, o produtor do longa-metragem pode ter de
volta o direito de comercialização, uma vez que o trato
estabelecido sobre a não circulação do longa foi quebrado.
Quanto ao imbróglio jurídico, este segue sob questionamento
em todas as esferas.


Afinal, foi a primeira vez que uma atriz interditou
uma obra de arte que, em última instância, só a figura do
produtor ou do diretor deveria ter poder para tanto. Caso
único em que a perversa ‘bipolaridade’ de uma apresentadora
negou a atriz que um dia ela foi…