Arquivo da tag: Festival de Ribeirão Pires

O Trem de Paranapiacaba

 
 
Instalações da nova plataforma de desembarque do trem turístico de Paranapiacaba; inauguração atrasa
Instalações da nova plataforma de desembarque do trem turístico de Paranapiacaba

Programado para entrar em operação no último dia 4 de julho, o expresso turístico de Paranapiacaba até hoje não entrou nos trilhos.

A história se arrasta desde 2008, quando foi feito o primeiro anúncio de que o trem turístico faria a ligação entre a estação da Luz e a vila ferroviária. Há um jogo de empurra entre a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos, o Estado e a Prefeitura de Santo André –Paranapiacaba é distrito do município.

A CPTM diz que o expresso não começou a rodar porque as obras da plataforma provisória de embarque e desembarque na vila não foram concluídas pela prefeitura.

A Folha esteve ontem em Paranapiacaba e constatou que a plataforma de fato está incompleta. Faltam cobertura, piso tátil para evitar quedas e escorregões, gradil de segurança para evitar quedas e obras de paisagismo.

A Prefeitura de Santo André afirmou que a obra de construção da estação “está de acordo com o cronograma de trabalhos”. Disse ainda que houve “incompatibilidade de agendas entre a prefeitura e o governo do Estado”.

Questionada por que o passeio não foi inaugurado sem a presença do governador Alberto Goldman (PSDB), a assessoria disse que o Estado é parceiro no projeto e tem de estar presente à inauguração. Já a assessoria de Goldman diz que o atraso se deve mesmo à não conclusão da plataforma. A nova previsão de entrega, diz o Estado, é até o fim do mês.

* Texto de JAMES CIMINO, da Folha

N.R.: Esta  redatora e a turma que integra o Coletivo Fade to Black temos ótimas lembranças de Paranapiacaba e muitas saudades da adorável Vila… qualquer hora dessas, nós voltamos lá…

 Realizadores chegam à Vila de Paranapiacaba para festival de Cinema, em maio de 2010, vendo-em em primeiro plano Fábio Hassegawa, o queridão do Pará, que trabalha agora em seu novo curta Rosa Ana
 
 
Realizadores do Coletivo Fade to Black num dos inesquecíveis momentos na adorável Paranapiacaba, nosso “abrigo” durante o I Festival de Cinema Um Novo Olhar, realizado em Ribeirão Pires.

Surf de Floripa Dá Vitória a ZANELLA

      

O jovem jornalista ANTÔNIO ZANELLA – Floripa pra galera –  segue colecionando prêmios com seu comovente documentário de estréia, Uma Luz no Fim do Tubo.

ZANELLA, e os muitos amigos que fez em Ribeirão Pires, estamos felizes da vida com os dois troféus conquistados pelo jovem catarinense na primeira semi-final do festival de Cinema de Ribeirão Pires, Um Novo Olhar, cuja mostra competitiva aconteceu de 2 a 8 de maio no município paulista, servindo de mote para consagrar uma bela porção de amigos, fabricando uma saudável constelação de realizadores-irmãos, agora encharcados de saudades da vila ferroviária de Paranapiacaba…

Que venha 2011 !

Competitiva em Ribeirão Pires Começa HOJE

Curta-metragem LOLÔ S.A, de Carlos Normando, colecionador de prêmios Brasil afora, é o filme que abre esta noite a programação da mostra competitiva do I Festival de Cinema de Ribeirão Pires, que acontece até sábado na estância mineral paulista.
O festival foi idealizado pelo ator Emerson Muzzeli e nós temos a honra de representar o diretor Carlos Normando – que por motivos profissionais não pôde atender ao convite da organização -, durante a programação do festival.
 
LOLÔ: O negócio dele é a cura e isso tem raízes

Os também laureados A Mulher Biônica e A Montanha Mágica compõem a trinca de cearenses que participa da mostra competitiva do festival. Vamos torcer !

RIBEIRÃO PIRES de Cinema

Começa domingo em Ribeirão Pires, na Grande São Paulo, o primeiro Festival de Cinema – Um Novo Olhar, o qual consiste em mostra popular, mostra competitiva de curtas-metragens e quatro oficinas gratuitas, cujas inscrições podem ser feitas através do site Festival de Curtas até o final de março.

Memórias do Cárcere, de Nelson Pereira dos Santos, será exibido em Ribeirão Pires

A primeira etapa do projeto consiste na mostra de filmes nacionais exibidos gratuitamente todos os domingos, até 2 de maio, no Paço Municipal da Cidade.

Passam pela sala ao ar livre cópias em 35mm de Memórias do Cárcere, Bezerra de Menezes, Bicho de Sete Cabeças, A Via Láctea, Chega de Saudade, Deus É Brasileiro e Mistéryos. O teatro Euclides Menato também irá exibir longas da mostra dias 22, 23, 24, 25, 26 e 29 de março, entre eles Vlado 30 anos Depois, de João Batista de Andrade e Fluidos, de Alexandre Carvalho.


 

Tônia Carrero e Leonardo Villar em Chega de Saudade, um dos longas da programação

“Fotografia & Cinema”, “Música & Cinema”, “Curta & Celular” e “Animação” são as quatro oficinas que integram a programação, ministradas respectivamente por Alziro Barbosa, Victor Pozas e Alex Molleta.

A mostra competitiva de curtas começa em 3 de maio e irá contemplar as seguintes categorias: melhor filme, melhor diretor, melhor roteiro/argumento, melhor ator, melhor atriz, melhor montagem, melhor desenho de som, melhor arte e melhor música original. A premiação e o encerramento do 1º Festival de Cinema – Um Novo Olhar acontecem dia 8 de maio. Foram inscritos cerca de 300 trabalhos e 160 foram selecionados pela curadoria.

PROGRAMAÇÃO DA MOSTRA POPULAR
PAÇO MUNICIPAL (Rua Miguel Prisco, 288)

21/3 às 19h – “Memórias do Cárcere”, de Nelson Pereira dos Santos
21/3 às 21h – “Bezerra de Menezes” – Glauber Filho e Joel Pimentel
28/3 às 21h – “Bicho de Sete Cabeças”, de Laís Bodanzky
04/4 às 21h – “Deus é Brasileiro”, de Cacá Diegues
11/4 às 21h –  “A Via Láctea”, de Lina Chamie
18/4 às 21h – “Chega de Saudade”, de Laís Bodanzki
25/4 às 21h – “Mistéryos” , de Beto Carminatti e Pedro Merege

TEATRO EUCLIDES MENATO (Avenida Brasil, 193)

22/3 às 19h – “Vlado, 30 anos depôs”, de João Batista de Andrade
23/3 às 19h – “Fluidos”, de Alexandre Carvalho
24/3 às 19h – “Manhã Transfigurada”, de Sérgio de Assis Brasil
25/3 às 19h – “Canção de Baal”, de Helena Ignez
26/3 às 19h – “Senhores do Vento”, de Isabella Nicolas
29/3 às 19h – “Heróis da Liberdade”, de Lucas Amberg

LOLÔ S.A. em Horário Nobre

O I Festival de Cinema de Ribeirão Pires, intitulado Um Novo Olhar vai acontecer de 3 a 8 de maio  em Ribeirão Pires (Paranapiacaba, SP).

O representante cearense, cujo filme será exibido na abertura do festival, às 20h, é o documentário Lolô S.A., de Carlos Normando, professor do curso de Audiovisual da Universidade de Fortaleza e realizador dos mais premiados do Ceará.

Lolô S.A. tem argumento, roteiro, fotografia, produção, direção e edição do próprio Carlos Normando e daqui torcemos por sua boa acolhida em Ribeirão Pires.

 
O cineasta e seu “personagem”, o famoso LOLÔ que reside no cariri cearense…